sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Saída de Glória Maria mostra crise no 'Fantástico'

A Globo resolveu adotar a tática do silêncio quando o assunto é a crise no Fantástico. O mais recente capítulo da história, a misteriosa saída da apresentadora Glória Maria da atração, tem poucas explicações e muita gente evitando falar no assunto.

Glória, que anunciou ontem via Globo que estava deixando o programa após dez anos, alegou, para o espanto de muitos, que o estava fazendo porque resolveu tocar sua carreira de cantora. A bom entendedor a alegação da jornalista basta para saber que há algo bem mais sério que justifique a saída de uma de suas marcas registradas. Cantora? Desde quando Glória Maria canta? E ela não pode tocar as duas carreiras simultaneamente, uma vez que ainda não é uma intérprete famosa?

A Globo não quer falar sobre o assunto. Diz que todos os seus diretores estão sobrecarregados no momento e não podem dar entrevista. Glória sumiu. Sua assessoria garante que ela viajou e não pode ser localizada.

A emissora só divulga notas oficiais sobre o assunto. Informa apenas que nos próximos dois anos Glória Maria, "que mantém seu vínculo com a TV Globo, se dedicará a atividades que vinham sendo adiadas por falta de tempo. Entre os projetos a serem desenvolvidos, Gloria conta que pretende escrever um livro, se dedicar às aulas de canto e fazer viagens de lazer", diz a nota.

Em outra nota oficial distribuída pela emissora nesta quinta-feira, 27, informa que neste domingo, 29, Glória será substituída pela apresentadora Renata Ceribelli, mas que a titular será a jornalista Patricia Poeta, que vivia em Nova York vai assumir a apresentação do programa e em 6 de janeiro, ao lado de Zeca Camargo.

Mas há quem acredite que além de Glória, Zeca Camargo também pode deixar o Fantástico que, com seu silêncio, mostra que a crise ainda vai longe.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário