sábado, 30 de outubro de 2010

Serra e Dilma fazem último debate sem confronto direto

Por Alberto Oliveira, especial para o Yahoo! Brasil

Os dois candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), participaram na Rede Globo do último debate antes da eleição deste domingo. O modelo e o clima do encontro foram bem diferentes dos debates anteriores entre os presidenciáveis, e contrastou muito com o clima de tensão que marcou a reta final da campanha.

Os candidatos responderam a perguntas de eleitores indecisos, selecionados previamente pela produção do programa. Não houve perguntas de jornalistas ou de um candidato para o outro. O modelo de arena favoreceu a exposição de propostas de governo, mas o debate teve momentos monótonos. Em poucas ocasiões, os candidatos partiram para ataques indiretos, mas tudo muito distante da troca de farpas que marcou os embates anteriores.

Recordando o tom da campanha, Dilma terminou sua participação lamentando "a grande quantidade de calúnias" que foram inventadas contra ela, "pela internet e por telefonemas". Ela afirmou não guardar mágoas e disse que tem "um compromisso com todos os brasileiros de melhorar as condições de vida, principalmente na área da educação."

Já Serra se despediu, assim como nos debates anteriores, lembrando sua trajetória política, dizendo que veio de uma "família humilde" e que conseguiu ser eleito deputado, prefeito e governador.

Início do debate
O primeiro tema abordado foi o dos servidores públicos. José Serra disse defender “a carreira, o concurso, a valorização dos profissionais de cada área. Sem isso, não teremos um bom serviço público. Precisamos de muitos avanços nessa área.” Serra completou: “E precisa de incentivo material também. Isso vale para todas as áreas, educação, saúde, etc. Defendo que os servidores públicos tenham aposentadoria integral.” Dilma Rousseff prometeu ter “um compromisso forte com a educação”. Segundo ela, “todo mundo fala em melhorar a educação, mas esquece quem garante a qualidade é o professor, e ele precisa ser bem remunerado e preparado. O funcionário é um ser humano, e precisa ser valorizado.”

A segunda pergunta foi “O que fazer para garantir boa renda aos jovens do campo”. Dilma citou o programa “Luz Para Todos”, um dos temas que mais destacou durante a campanha, e disse que “é preciso ser dado para o agricultor e o filho do agricultor a mesma formação que o jovem da cidade tem, ou seja, é preciso investir em educação. Assim o filho do agricultor pode voltar, por exemplo, como agrônomo formado.” Serra disse que para ter renda é preciso ter crédito. “Hoje o agricultor tem um grau de endividamento muito alto. É preciso rever essa questão. Com a política de juro alto e real valorizado, o agricultor do Sul perde em competitividade para o agricultor da Argentina ou do Uruguai, por exemplo.” O tucano também reclamou das estradas no Brasil. “Isso encarece o custo do transporte da produção.” Na tréplica, Dilma afirmou que o estoque de crédito no país foi quadruplicado durante o governo Lula. “O aumento de preços é sazonal. O arroz caiu, mas o feijão e a carne aumentaram, é verdade, mas isso é sazonal. A inflação está em 5% ao ano, dentro da meta.”

O terceiro tema foi mais polêmico: corrupção. Serra disse: “O trabalho contra a corrupção começa por fortalecer os órgãos de fiscalização, como o Tribunal de Contas, o Ministério Público (...) e a imprensa, que é quem descobre grande parte das irregularidades que acontece, e também a Legislação, porque o grau de impunidade é grande. Vimos estoques de grande porte e ninguém foi preso.” Dilma disse que, “a partir da profissionalização da Polícia Federal, passamos a ter a punição de pessoas do mais alto escalão. Tem de investigar, doa a quem doer.”

O quarto tema foi segurança pública. Dilma disse ser fundamental “manter e expandir a bolsa de formação do policial”. Ela propõe também a criação de “polícias comunitárias, principalmente em bairros pobres. Seriam locais com a atividade concentrada da polícia.” Serra propõe a criação do Ministério da Segurança. “Enquanto armas e drogas entrarem no país através do contrabando, as ações contra o crime não serão suficientes.”

Segundo bloco
No segundo bloco, a pergunta inicial foi sobre saneamento básico. Dilma começou a resposta falando em investimento contra enchentes. Ela disse que o maior problema é que “sem uma política correta de habitação, as pessoas procuram lugares impróprios para morar, como encostas de morro, por isso pretendo ampliar o programa Minha Casa, Minha Vida.” Ela prometeu ainda “triplicar os investimentos em saneamento básico.” Serra começou respondendo que a falta de saneamento afeta a saúde. “E com as mudanças climáticas, temos visto tragédias como enchentes, e não há estrutura para coibir isso.”

A segunda pergunta foi sobre educação e os baixos salários dos professores. Serra deu exemplos de países como a Coréia do Sul e falou em “pacto que aja por cima de interesses partidários”. Ele disse que, como governador e prefeito, adotou a estratégia de ter dois professores por sala no primeiro ano do ensino básico. Dilma focou sua resposta na necessidade de se pagar bem o professor. “O Brasil só sairá da condição de país emergente para desenvolvido quando tivermos uma boa educação, com professores bem formados e bem pagos.” Na tréplica, Serra fez o primeiro ataque ao PT, lembrando que a eleitora que fizera a pergunta é da Bahia, “um estado governado pelo PT, e onde não foi resolvida a questão da educação.

A terceira pergunta foi sobre legislação trabalhista, e desoneração da folha salarial. Dilma lembrou que o governo gerou 15 milhões de empregos nos últimos anos, mas “é preciso reduzir a carga tributária para gerar ainda mais empregos.” Ela propõe reduzir o tributo das micro e pequenas empresas, “onde se gera a maior quantidade dos empregos do país.” Serra também falou em redução da carga tributária e acrescentou que “há outras formas de ajudar as microempresas, como o programa do Banco do Povo, com crédito a juros de pai para filho.”

Saúde foi o tema da quarta pergunta do segundo bloco. Serra disse que “nossa saúde andou pra trás nos últimos anos, com recuo nos investimentos.” Dilma disse que o sistema “é incompleto ainda, mas já era incompleto antes.” Na tréplica, Serra falou em “turbinar os genéricos.”

Último bloco
No terceiro bloco, o primeiro tópico foi a questão ambiental. Dilma falou nos avanços na questão do desmatamento e afirmou que vai continuar focando nas áreas de preservação das reservas ambientais. Serra falou ser “perfeitamente possível” investir em estrutura, como na ampliação da rodovia Transamazônica, “sem desmatamento.” Ele falou na extração de produtos da Amazônia para exportação.

O tópico seguinte foi política social, com foco no Bolsa Família. Serra falou em fortalecer esse projeto, e dar qualificação profissional a seus beneficiários. Dilma, já um pouco rouca, disse que em São Paulo a política social é tocada pelo governo federal, uma clara estocada em Serra, já que o estado é governado pelo PSDB há 16 anos. Ela citou que 1,4 milhão de famílias se beneficiam do Bolsa Família em São Paulo. “E o Bolsa Família não está sozinho. Ele se articula com o Luz Para Todos e o programa de Agricultura Familiar.”

O próximo tópico foi impostos. O eleitor responsável pela pergunta lembrou que paga impostos, mas se sente obrigado a colocar os filhos em escolas particulares e a pagar um plano de saúde por não confiar nos serviços oferecidos pelo governo. Dilma afirmou que essas áreas têm apresentado melhorias, lembrando, por exemplo, do Pro Uni, programa em que o governo oferece bolsas de estudos em faculdades pagas a alunos de famílias de baixa renda. Serra lembrou que o “Impostômetro” atingiu R$ 1 trilhão esta semana e falou em desoneração de serviços e produtos como os da cesta básica. Na tréplica, Dilma disse que o governo está arrecadando mais porque a economia está mais fortalecida. Falou também na importância de um “serviço público de qualidade”.

A última pergunta foi sobre previdência social. O eleitor falou dos brasileiros que trabalham na informalidade, perguntando o que pode ser feito para que essas pessoas “se aposentem com dignidade.” Serra falou em ter “uma economia forte”. Disse que o Brasil é “um dos países que menos investe no mundo.” Dilma citou o MEI, programa Micro Empreendedor Individual, criado no governo Lula para tirar trabalhadores da informalidade. “Reduzimos impostos para pequenos e microempreendedores, demos crédito a essas pessoas, e hoje temos uma economia forte desde 2003 – não é portanto um vôo de galinha.”

Ataques a animais são avaliados por ufólogos

Ufólogos de Sobral são os mais interessados em desvendar mistério sobre a morte de animais na Zona Norte do Estado

Sobral. O mistério sobre os ataques às ovelhas na zona rural do Município de Cruz, distante 90km de Sobral, ainda continua sem explicação. Pelo menos é o que contam os agricultores que tiveram alguns animais que sofreram anomalia com ataque e acabaram morrendo.
Uma equipe do Centro Sobralense de Pesquisas Ufológicas (CSPU) esteve na região entre os municípios de Cruz e Bela Cruz, para ouvir relatos de pessoas das localidades onde os animais foram atacados. "Descartamos qualquer possibilidade do ataque ter sido ocasionado por outro animal, pelo fato das ovelhas mutiladas não apresentarem sinais de que tenham lutado para evitarem o ataque", disse o presidente da CSPU, Jacinto Pereira.
O material coletado junto aos animais vitimados será objeto de pesquisa e foi tema central do encontro realizado na noite de ontem em Sobral, com integrantes do CSPU, que fizeram um estudo nas ovelhas, nos ambientes onde os exemplares eram criados, bem como dos fatos ocorridos na região onde exatos 25 animais, dentre ovinos, caprinos e um bovino, apareceram sem os olhos.
Os relatos dos criadores são fundamentais para a busca de desvendar o mistério. No entender dos pesquisadores do Centro, trata-se de casos de crueldade praticada com instrumentos cirúrgicos de altíssima precisão.
"Nos animais que ainda não foram sacrificados, percebe-se que o corte para a extração do globo ocular foi realizado com um instrumento muito aviado, pelo fato de ter cortado parte do crânio do animal e ter deixado o fibramento do tecido ósseo exposto", destaca Jacinto Pereira. Nas delegacias de Polícia de Cruz e Bela Cruz, até o fim da tarde de ontem, não havia registros de Boletins de Ocorrências (B.O.) comunicando o ataque e morte desses animais.
O fato dos animais terem alguns ferimentos na parte lombar, não configura ataque de animais como guaxinim, tamanduá, cachorro, raposa, carcará ou até mesmo onça não identificam os ataques. Cada animal citado, tem uma peculiaridade em seus ataques a outros animais ou a presas.
A análise da equipe constatou também que os animais não perderam sangue e não apresentaram aspecto de luta contra os agressores. Na avaliação dos criadores, isto também não pode ser tratado como um surto ou epidemia de uma doença qualquer.
Prejuízo

"Se fosse alguma doença que viesse cair os olhos do animal, a gente encontraria esta parte em qualquer lugar. O pior é que as partes extraídas dos animais não foram encontradas no local onde os animais estavam", disse o agricultor Manuel Messias, que teve o maior número de animais atacados.
A propriedade em que houve perda no rebanho fica próximo à Lagoa dos Espinhos, distante 10km de Cruz.
Enquanto não há uma explicação para a agressão e morte contra os animais nos Municípios da Zona Norte, cresce as especulações em torno do caso. Até agora, somente os ufólogos têm demonstrado mais interesse em avaliar o problema, por meios de fotos e relatos.
MAIS INFORMAÇÕES

Centro Sobralense de Pesquisas Ufológicas (CSPU)
Zona Norte
(88) 9921.0172
WILSON GOMES
COLABORADOR

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Brasil sediará, pela primeira vez, reunião da conferência interamericana contra a corrupção

Brasília vai sediar a terceira reunião da Conferência dos Estados Partes no Mecanismo de Acompanhamento da Implementação da Convenção Interamericana contra a Corrupção (Mesicic), marcada para os dias 9 e10 de dezembro. Esta é a primeira vez que a Conferência é realizada fora de Washington, nos Estados Unidos, onde ocorreram as duas primeiras reuniões, em 2004 e 2006. No Brasil, a organização do evento está a cargo da Controladoria-Geral da União (CGU).

A Conferência contará com a presença do secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, do ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, de autoridades públicas de todos os 28 países da América que ratificaram a Convenção Interamericana contra a Corrupção e integram seu Mecanismo de Acompanhamento, além de representantes de organizações da sociedade civil que atuam na área.

Durante a reunião, serão discutidos os progressos obtidos pelos países na implementação da Convenção e das recomendações do Mesicic; o fortalecimento desse Mecanismo, incluindo questões como a divulgação de suas realizações, visitas in loco, financiamento, e participação da sociedade civil; a cooperação com outros mecanismos de acompanhamento internacionais e sub-regionais; e o fortalecimento da cooperação hemisférica contra a corrupção em áreas como responsabilidade do setor privado e recuperação de ativos.

Instrumento de caráter intergovernamental estabelecido no âmbito da OEA, o Mesicic tem o objetivo de apoiar os Estados Partes na implementação das disposições da Convenção por meio de avaliações recíprocas, da realização de atividades de cooperação técnica; do intercâmbio de informações, experiências e melhores práticas; e da harmonização das legislações de cada país.

Além da Conferência dos Estados Partes, formada por representantes de todos os Estados signatários da Convenção, que tem a autoridade e a responsabilidade geral de implementar o Mesicic, o Mecanismo é constituído também pelo Comitê de Peritos, composto por peritos designados por cada um dos Estados Partes e responsável pela análise técnica da implementação da Convenção. O Mesicic dispõe ainda de uma Secretaria Técnica, exercida pela Secretaria-Geral da OEA, através do seu Departamento de Cooperação Jurídica.

O Brasil ocupa atualmente tanto a presidência da Conferência dos Estados Parte do Mesicic, quanto a presidência do Comitê de Peritos, ocupada pela diretora de Prevenção da Corrupção, da CGU, Vânia Vieira, a quem compete coordenar o funcionamento do Comitê, presidir suas reuniões, e decidir sobre questões de ordem que surgirem durante os encontros. 

Além do Brasil, fazem parte do Mesicic Argentina, Bahamas, Belize, Bolívia, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Chile, Equador, El Salvador, Estados Unidos, Granada, Guatemala, Guiana, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, São Vicente e Granadinas, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

Assessoria de Comunicação Social

(61) 2020-6740 / 2020-6850 / 2020-7271

Escândalos da gestão tucana em São Paulo desmascaram Serra, diz Devanir

As pessoas não são ingênuas como os tucanos pensam. Todas as denúncias e sucessivos escândalos que estão vindo à tona envolvendo a gestão do governo José Serra em São Paulo estão derrubando a máscara do candidato tucano à Presidência. A declaração é do deputado Devanir Ribeiro (PT-SP), ao comentar os indícios de irregularidades no processo de licitação da Linha 5 do Metrô de São Paulo, obras orçadas em R$ 4 bilhões.

“Aos poucos, a máscara e a hegemonia dos tucanos em São Paulo começam a cair. Existem mais de 100 pedidos de abertura de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) arquivadas na Assembléia paulista. Todas elas denunciam casos e mais casos de irregularidade na gestão tucana”, disse. “Entretanto, eles (os tucanos) estão tão aparelhados, que nem os porteiros do Ministério Público atendem mais os deputados do PT”, ironizou Devanir.

O PT de São Paulo protocolou nesta quarta-feira (27), nos Ministérios Públicos Estadual e Federal, uma representação pedindo a suspensão da licitação e a abertura de um processo de investigação sobre o caso.

As denúncias de fraude nas licitações do Metrô surgiram há três dias, após o jornal Folha de S.Paulo divulgar um vídeo que prova que o jornal teve acesso ao nome dos consórcios vencedores da licitação seis meses atrás. O resultado da licitação só foi publicamente conhecido no último dia 21.

Segundo Devanir, se fossem aprovadas apenas duas das CPIs engavetadas na Assembléia de São Paulo, com certeza haveria o sepultamento político definitivo de Serra. “Existe um ditado que diz que a justiça tarda mais não falha, mas, até o momento, aqui em São Paulo, só falhou. Felizmente, esses episódios recentes vieram a tempo para que a população brasileira conheça realmente quem é o candidato Serra”, declarou o parlamentar.

Apuração - A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, disse ontem (27), em Brasília, que não seria “leviandade” culpar o adversário José Serra (PSDB) pelas irregularidades. Dilma defendeu investigação no caso do suposto direcionamento da licitação. “Acho superimportante que, pelo menos desta vez, eles abram sindicância, inquérito e apurem, porque não é possível achar que as coisas são perfeitas e vender isso para a população. Um estado e um governo se medem pela capacidade, não de garantir que não haja irregularidade, mas, em havendo, tomar providências, investigar, saber quem é o responsável, e não tentar soluções fáceis”, afirmou.

Segundo a presidenciável, um processo licitatório “viciado” encarece a obra. “Sempre lamento esses fatos porque processos licitatórios não podem ser viciados porque isso prejudica a população. Geralmente, quando tem processo viciado sai muito mais caro para a população”, declarou a petista.

Mais irregularidades - A juíza Simone Cassoreti, da 9.ª Vara de Fazenda Pública da capital paulista, determinou ontem, em liminar, que o Metrô de São Paulo envie em 48 horas os envelopes lacrados com as propostas de todas as 11 empreiteiras que participaram da concorrência pública dos lotes 2 a 8 da Linha 5 do Metrô São Paulo. A decisão judicial foi dada em resposta à ação popular ajuizada dia 21 pelo deputado estadual Vanderley Siraque (PT), um dia após o governador, Alberto Goldman (PSDB), ter assinado os contratos da licitação.

Na ação, o parlamentar tece longa argumentação em que questiona o “caráter ilegal e lesivo” do edital. A cláusula 1.1.2.1 do edital de pré-qualificação, argumenta, impedia que a empresa proponente e vencedora de um lote apresentasse propostas para os demais. Esse vício não teria ocorrido por exemplo no lote 1, quando o edital “ainda não trazia efeitos práticos para o certame, pois nenhuma empresa havia tido qualquer lote de licitação adjudicado, o que naturalmente não ocorreu no curso do julgamento dos demais lotes”.

Após todos esse desdobramentos, o governo de São Paulo suspendeu ontem a licitação e solicitou investigação ao MP.

CNA: INSEGURANÇA JURÍDICA DIFICULTA AVANÇO DO AGRONEGÓCIO

Senadora Kátia Abreu diz, em Congresso, que sociedade urbana também é prejudicada

Brasília (28/10/2010) - A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil ( CNA ), senadora Kátia Abreu, afirmou hoje, em Brasília, que o atual quadro de insegurança jurídica no campo afasta novos investimentos na atividade agropecuária e traz prejuízos econômicos ao País. Durante palestra no XIII Congresso Brasiliense de Direito Constitucional, citou dados coletados em janeiro pelo Observatório das Inseguranças Jurídicas no Campo, da CNA , mostrando a existência de 4,6 milhões de hectares de terras em processo de litígio nos Estados do Pará, Bahia, Paraíba e Mato Grosso, que geram perdas de faturamento de R$ 9 bilhões.  As perdas de arrecadação chegam a R$ 1,3 bilhão nos Municípios, Estados e União.

“A agropecuária não diz respeito apenas aos produtores rurais. O setor tem números dos quais o Brasil não pode abrir mão", afirmou a senadora, lembrando que o agronegócio responde por 42% do Produto Interno Bruto (PIB), 1/3 dos empregos e 42% das exportações do Brasil. Segundo a presidente da CNA , sem o agronegócio o resultado da balança comercial seria negativo, o que traria prejuízos à economia do País. O superávit acumulado, obtido em grande parte pelo resultado positivo do setor agropecuário, garante as reservas cambiais, que permitiram ao País superar a crise econômica mundial ocorrida no último trimestre de 2008.

"A agropecuária é a única atividade no mundo que é obrigada produzir mesmo tendo prejuízo”, afirmou a senadora, ao abordar a questão dos índices de produtividade, exigidos dos produtores, para uma platéia de especialistas e estudantes de Direito. De acordo com a senadora, a desapropriação de propriedades é definida a partir dos dois índices que precisam ser cumpridos simultaneamente, o Grau de Utilização da Terra (GUT) e o Grau de Eficiência de Exploração (GEE).

Outro ponto de preocupação é a legislação ambiental. A senadora apresentou uma retrospectiva das constantes mudanças nas leis ambientais, promovidas pelos sucessivos governos, desde 1934, que vem trazendo insegurança jurídica aos produtores e à atividade produtiva no campo. Segundo ela, pela primeira vez, é o Congresso Nacional que está discutindo o assunto, com o debate sobre a atualização do Código Florestal.

Também presente ao seminário, o filósofo Denis Rosenfield, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), fez palestra no mesmo painel que abordou o tema “Propriedade, Segurança Jurídica e Liberdade de Iniciativa”. Ele concordou com a avaliação da senadora e lembrou que as mudanças freqüentes da lei jogaram os produtores, que estavam numa situação regular, na ilegalidade.

Assessoria de Comunicação Social
Telefone: (61) 2109 141/1419
www.canaldoprodutor.com.br

CAIXA REALIZA SORTEIO LOTÉRICOS EM TAUÁ

No feriado do dia 2 de novembro, não haverá sorteio das loterias

Depois de passar por Juazeiro do Norte (CE), o Caminhão da Sorte, local onde são realizados os sorteios das loterias da Caixa, chega ao município de Tauá, região dos Inhamuns. A partir de 1º de novembro, a população da cidade, distante 400 km de Fortaleza, terá a oportunidade de conferir ao vivo os sorteios das dezenas de concursos como a Megasena, a Timemania, a Quina, a Lotomania, a lotofácil e a Duplasena.

Todos os sorteios serão realizados e transmitidos ao vivo no Caminhão da Sorte, com a participação da população. É a oportunidade dos cearenses conferirem de perto e comprovarem a transparência dos concursos. As apostas podem ser feitas até uma hora antes do sorteio nas mais de 10.000 Casas Lotéricas do país ou nas 296 localizadas no Ceará.

Em Tauá, os sorteios ocorrerão na praça Drº Alberto Feitosa Lima, centro da cidade. Eles começam na segunda-feira (1) com os concursos da Lotofácil e da Quina. Na terça-feira, dia 02, devido ao feriado de Finados, não haverá sorteio. Quarta-feira (03) ocorre o mais conhecido sorteio, o da Megasena, mais os sorteios da Duplasena, Loteria Federal, da Lotomania, Quina e Timemania. Quinta-feira, dia 04, serão sorteadas as dezenas da Lotofácil e da Quina. No dia 05, sexta-feira, ocorre a Quina e a Dupla Sena. E no último dia, sábado, serão realizados cinco sorteios: Loteria Federal, Lotomania, Quina, Timemania e Megasena. O encerramento será comandado por atrações artísticas da localidade.

Novo Caminhão – O público poderá conhecer o Novo Caminhão da Sorte onde os sorteios das loterias serão realizados ao vivo. Destacado por ser símbolo das loterias e do compromisso da Caixa com os brasileiros, o novo Caminhão da Sorte, na sua terceira geração, além da mudança dos equipamentos de sorteios, destaca-se pela nova estrutura: são mais de 130 metros quadrados de área útil, divididos em áreas de sorteio, unidade lotérica, unidade operacional e institucional, copa, e amplo palco, contando ainda com dois elevadores destinados aos usuários portadores de necessidades especiais, para acesso à Unidade Lotérica e a área institucional. Criado na década de 80, o Caminhão da Sorte dá mais visibilidade e transparência aos sorteios das loterias federais. A cada mês ele é atração em diversas cidades, e em cada uma delas, o público participa de eventos locais e dos próprios sorteios.

Os números sorteados são fornecidos logo após os sorteios no site da Caixa: www.caixa.gov.br.

Assessoria de Imprensa da Caixa Econômica Federal

Regional Ceará (85) 3270-2776

ANP: Libra pode chegar a 15 bi de barris de petróleo

agenciaestado

André Magnabosco

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) acaba de informar que a descoberta de petróleo realizada no pré-sal, no poço 2 - ANP - 2 A - RJS, em área pertencente à União, tem capacidade de 3,7 a 15 bilhões de barris de petróleo recuperável, considerando o volume recuperável da União. Ontem a Agência Estado antecipou que em até 48 horas a ANP iria anunciar essa descoberta.

Ainda de acordo com a ANP, a estimativa mais provável de reservas no local é de 7,9 bilhões de barris, de acordo com avaliação da certificadora Gaffney, Cline & Associates. "É importante destacar que somente este prospecto de Libra pode vir a ter um volume de óleo recuperável superior às atuais reservas provadas brasileiras, próximas de 14 bilhões de barris de petróleo", destacou em nota a agência.

O poço situa-se a 183 km da costa do Rio de Janeiro, em lâmina d'água de 1.964 metros e até o momento a profundidade atingida é de 5.410 metros, com 22 metros perfurados no pré-sal. A profundidade final prevista, de cerca de 6.500 metros, deverá ser alcançada somente no início de dezembro. "O poço 2 - ANP - 1 - RJS, no prospecto de Franco, e 2 - ANP - 2A - RJS, em Libra, foram perfurados em área da União com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre o potencial petrolífero do pré-sal brasileiro", destaca a ANP, para que a descoberta "valoriza enormemente o patrimônio da União", aponta o comunicado.

Lula critica 'baixo' nível da campanha e admite erros

agestado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que a campanha eleitoral teve um nível "muito baixo" e que a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi vítima de preconceito pelo fato de ser mulher. Em entrevista coletiva concedida após visitar o Salão do Automóvel, na capital paulista, Lula admitiu ter cometido erros durante o processo eleitoral, mas usou o alto nível de aprovação de seu governo, segundo as pesquisas, para se defender.

"Eu fico muito triste porque a campanha teve um nível muito baixo. Acho que a candidata Dilma foi vítima do preconceito mais uma vez mostrado de forma arraigada contra a mulher brasileira", afirmou. Contrariando sua política de não comentar pesquisas eleitorais ou de aprovação de seu governo, Lula se vangloriou do fato de ainda manter um nível elevado de aprovação por parte da população.

Ao ser questionado se teria cometido algum erro durante a campanha, respondeu: "Devo ter cometido muitos, muitos erros. Agora, pelo reconhecimento da sociedade brasileira, parece que eu cometi um pouco mais de acertos", afirmou. "Segundo as pesquisas, parece que eu cometi muito mais acertos do que erros. Mas devo ter cometido erros."

Lula também pediu à população que compareça às urnas e recomendou aos indecisos que votem em Dilma caso ainda não tenham definido o voto. "Boa eleição, todo mundo comparecendo para votar. Se não tiver candidato e ainda estiver indefinido, votem na minha candidata", sugeriu

Lula: Kirchner ajudou a construir a América Latina de hoje

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi na noite desta quinta-feira a Buenos Aires para o velório do ex-presidente argentino Néstor Kirchner, na Casa Rosada, onde abraçou Cristina Kirchner e foi muito aplaudido. Antes de embarcar de volta para São Paulo, ele discursou em um aeroporto militar da capital e exaltou o legado do ex-líder para a Argentina e as relações econômicas e diplomáticas com o Brasil.

- Kirchner era mais do que um presidente, era um companheiro que junto comigo ajudou a construir a América Latina que temos hoje. Um homem morre, mas as idéias permanecem – afirmou o presidente brasileiro.

Lula disse ainda que, com Kirchner, as relações entre Brasil e Argentina cresceram. Para o líder brasileiro, durante o governo do marido de Cristina (2003-2007) caíram preconceitos diplomáticos e empresariais.

- Descobrimos que Brasil e Argentina não eram adversários, a não ser no futebol. Na economia e na política, a gente se completava. A relação entre Brasil e Argentina é a melhor desde que os países existem – discursou.

Lula antecipou sua viagem à Argentina, inicialmente prevista para sexta. O presidente não ficou nem três horas no país e embarcou de volta para o Brasil por volta de 23h30 (Brasília). Na Casa Rosada, ficou cerca de uma hora ao lado de Cristina e dos dois filhos do casal Kirchner, Máximo e Florência.

- Kirchner vai continuar governando junto a Cristina, junto ao povo – completou Lula.

(O Globo)

Datafolha: Dilma 56%, Serra 44%

Da Folha de S. Paulo, em matéria assinada por Fernando Rodrigues: Pesquisa Datafolha realizada ontem, quinta-feira, 28, voltou a indicar estabilidade no quadro da corrida presidencial, com Dilma Rousseff (PT) mantendo liderança de 12 pontos sobre José Serra (PSDB).
A diferença agora é que o percentual de indecisos caiu de 8% para 4% em dois dias. Essa redução nesse grupo de eleitores indica que há cada vez menos espaço para mudanças na tendência de favoritismo da candidata do PT.
O levantamento do Datafolha foi realizado ontem em 256 cidades e com 4.205 entrevistas. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.
Quando se consideram os votos válidos, Dilma manteve os mesmos 56% que obteve nos levantamentos dos dias 26 e 21. Serra também ficou com os 44% registrados nas últimas duas sondagens.
Há alguma variação no total de votos, por conta da redução dos indecisos. Dilma foi de 49% para 50% e Serra, de 38% para 40%. As oscilações são na margem de erro.
Os que dizem votar em branco, nulo ou nenhum mantiveram-se em 5%.
Dilma conseguiu ganhar algum fôlego desde o início do mês (pulou do patamar dos 48% para o dos 50% dos votos totais), enquanto Serra parece ter ficado estagnado (começou outubro com 41% e agora tem 40%).
Há também uma pequena variação para baixo, dentro da margem de erro, no percentual total dos que são indecisos somados aos que votam em branco, nulo e nenhum. No início deste mês, eram 11%. Agora, são 9%.
“MARINEIROS”
Essa tendência ocorre entre os eleitores que declaram ter votado em Marina Silva (PV) no primeiro turno.
No começo do mês, 9% votavam em branco, nulo ou nenhum e 18% estavam indecisos. Somados, esses dois grupos eram 27%.
Ontem, segundo o Datafolha, os “marineiros” indecisos caíram para 8%, mas os que vão anular ou votar em branco foram a 18%. Os dois grupos totalizam 26%.
Ou seja, cerca de um quarto dos eleitores de Marina não se convenceu até agora a votar em Dilma ou em Serra.
EX-BRANCOS E NULOS
Outro dado que ajuda a entender por que a petista consolidou a dianteira é o comportamento de quem votou em branco ou nulo no dia 3.
Na primeira semana de outubro, 14% desses eleitores diziam estar propensos a votar na petista e 25% declaravam apoio ao tucano.
Passadas quase quatro semanas, o quadro se inverteu: 25% dos eleitores que votaram em branco ou nulo no primeiro turno dizem agora que vão escolher Dilma contra 13% que optam por Serra.
A vantagem de Dilma continua ancorada no eleitorado masculino. Entre os homens, ela tem 54% contra 38% de Serra. Já no voto feminino há um empate técnico: a petista está com 46% e o tucano obtém 43%, diz o Datafolha.

Cinco deputados estaduais do PSDB apóiam candidatura de Dilma Rousseff no Ceará

Osmar Baquit e Júlio César participam de campanha petista ao lado de Cid Gomes.

Por: Luciano Augusto

A menos de quatro dias do eleições de 31 de outubro, parlamentares do PSDB-CE insistem em contrariar orientações do partido e aderir à campanha da candidata petista Dilma Rousseff, à Presidência da República.

Em reunião realizada no hotel Marina Park, em Fortaleza, o vice-governador eleito Domingos Filho (PMDB), revelou que cinco deputados estaduais do PSDB, aderiram à campanha petista.

Leia mais detalhes no blog do jornalista Donizete Arruda

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Marina se irrita com Serra

A senadora Marina Silva (PV-AC), derrotada no primeiro turno na eleição presidencial, fez duras críticas a setores do PSDB que tentam associar sua imagem à do candidato José Serra. Marina fala em “iniciativas fraudulentas” promovidas por esses setores do PSDB para que Serra ganhe a simpatia de pessoas que votaram nela no primeiro turno.  “Não usem meu nome para o vale-tudo eleitoral”, disse Marina.
A revolta se deu quando a senadora foi informada da circulação de um endereço de e-mail falso (marina@pv.gov.br) e de um post do blog Eu Vou de Serra 45. O texto  manipula declarações dadas por ela durante a campanha do primeiro turno.
“Infelizmente, muitos não aprenderam nada com os resultados das urnas e continuam a promover a política de mais baixo nível ao usar estratagemas banais para buscar votos”, declarou a ex-presidenciável do PV, em seu site oficial.
Marina se declarou neutra neste segundo turno. Em entrevista à revista Isto É nesta semana, lembrou que membros importantes de seu partido, como Fernando Gabeira e Fabio Feldmann, optaram por apoiar Serra, mas que “muita gente” do PV votaria em Dilma.
“Estamos no final do segundo turno, e os brasileiros já tiveram acesso a muitas informações sobre os candidatos à Presidência. Não há mais desconhecidos. O eleitor vai às urnas consciente da sua escolha e não sujeitará a formação de sua opinião àqueles que usam artifícios ingênuos para distorcer a realidade”, afirmou Marina.

Mortos chegam a 377 na Indonésia;vulcão entra em erupção de novo

Por Renjani Puspo Sari

JACARTA (Reuters) - O Monte Merapi, na Indonésia, entrou em erupção nesta quinta-feira pela segunda vez na semana, lançando imensas colunas de cinzas no céu, enquanto o número de mortos devido à primeira erupção e um tsunami que atingiu ilhas remotas do país chegou a 377.

Não houve informações imediatas sobre mortes após a segunda erupção do Merapi. Mais de 40 mil pessoas tiveram de deixar a base do monte nesta semana, mas muitas começaram a voltar às suas casas depois de o vulcão ter dado sinais de que aparentemente havia acalmado.

Autoridades afirmaram que o número de mortos de um tsunami que atingiu as ilhas Mentawai na segunda-feira chegou a 343. A onda gigante foi causada por um terremoto de magnitude 7,5, ocorrido na segunda-feira. No dia seguinte, o Monte Merapi, localizado nos subúrbios da cidade de Yogyakarta, na ilha de Java, entrou em erupção, matando pelo menos 34 pessoas.

O presidente Susilo Bambang Yudhoyono, que participaria de um encontro de líderes asiáticos em Hanói, no Vietnã, de quinta a sábado, voltou para a Indonésia após os desastres.

"O presidente ficou muito comovido quando se encontrou com vítimas do tsunami e do terremoto", afirmou à Reuters o porta-voz do governante, Julian Pasha, acrescentando que o político planeja retornar a Hanói antes do sábado.

"Ele emitiu instruções para que toda a ajuda continue chegando sem interrupção."

Partes de um sistema de alerta instalado após o grande tsunami de 2004, que matou mais de 226 mil pessoas, foram roubadas, mas, no geral, o sistema funcionou, afirmou a chefe da agência meteorológica do país, Sri Woro Harijono.

"Sim, alguns de nossos sensores desapareceram por terem sido roubados, como seis sismógrafos e células solares", afirmou. "Mas são apenas um ou três sensores de cem no total. O sistema funciona bem."

A imprensa local informou que partes do sistema de alerta de tsunamis não funcionaram adequadamente porque foram destruídas ou removidas, enquanto imagens da Metro TV mostraram moradores questionando a efetividade do sistema.

"Isso foi informado à Agência para a Avaliação e Aplicação de Tecnologia, mas também temos de assegurar que essa informação seja adequadamente confirmada", afirmou Pasha.

"Sabemos que, quando o terremoto aconteceu, dentro de dez minutos esse enorme tsunami chegou. Então talvez a velocidade dele pode feito aparentar que o sistema de alerta não funcionou."

A Indonésia está no "Círculo de Fogo" do Oceano Pacífico e é um local propício a terremotos e erupções vulcânicas. O Monte Merapi matou 1.300 pessoas em 1930.

Em dezembro de 2004, um tsunami causado por um terremoto de magnitude maior do que 9, perto da costa da ilha de Sumatra, matou mais de 226 mil pessoas. Foi a onda gigante que mais causou mortes e que se tem registro.

Heitor Férrer quer transmissão ao vivo das sessões do Tribunal de Contas

O deputado Heitor Férrer solicitou em pronunciamento nesta quarta-feira (27), que a Presidência da Assembléia Legislativa realiza convênio com o Tribunal de Contas do Estado (TCE), para que suas sessões sejam transmitidas ao vivo pela TV Assembléia.

Para Heitor, o Tribunal é um órgão auxiliar do Poder Legislativo “e suas ações precisam ser acompanhadas pela população, da mesma forma que as nossas”.

O deputado Tomás Figueiredo (PSDB), em aparte, observou que muitas pessoas desconhecem a existência do Tribunal de Contas. Para ele, é preciso que as pessoas não só tomem conhecimento de seu trabalho, mas acompanhem, para que a pressão popular também esteja presente.

Reunião do CSPU


Reunião Ordinária - outubro de 2010
Local: Auditório do SESC/Sobral, Praça Dep. Fco. Monte (praça da Igreja de São Francisco), 902 – Centro/Sobral
Data: 28/10/2010, quinta-feira
Horário: Início - 19h / Término - 21h20
Programação
1.Abertura da reunião – 19h
Informes (20 minutos):
· Exibição de foto de Óvni na serra da Meruoca (Davi Mendes)
· Reportagem da TV Record em Sobral (Jacinto Pereira)
· Exibição de filmagem amadora de Óvni na Meruoca (Jânder Magalhães)
1.Pauta 01 – 19h30
Expositor: Franklin Adolffo
Tema: Influência das freqüências vibratórias e campos magnéticos
1.Pauta 02 – 20h
Expositor: Elenilton Roratto
Tema: Ataque aos ovinos no município de Cruz
1.Depoimentos e debate – 20h30
1.Encerramento – 21h20
--
Postado por Elenilton Roratto

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Lula viajará sexta-feira a Buenos Aires para funeral de Kirchner

Brasília, 27 out (EFE).- O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, viajará na próxima sexta-feira a Buenos Aires para assistir aos funerais do ex-presidente da Argentina Néstor Kirchner, quem faleceu nesta quarta-feira de ataque cardíaco, detalharam fontes oficiais à Agência Efe fontes.

"O presidente Lula viajará na sexta-feira e voltará no mesmo dia ao Brasil", indicaram porta-vozes do Palácio do Planalto.

Ainda não há definição sobre quem serão os integrantes da delegação que acompanhará o líder.

Lula, após ser informado sobre a morte do ex-chefe de Estado argentino nascido no vilarejo de El Calafate (sul da Argentina) em consequência de um infarto, decretou três dias de luto no Brasil e enviou mensagem à presidente Cristina Fernández de Kirchner, mulher de Kirchner.

Na nota, classificou Kirchner de "grande aliado" e "fraternal amigo" e ressaltou que "foi notável seu papel na reconstrução econômica, social e política de seu país, e seu empenho na luta comum pela integração sul-americana".

No comunicado, Lula apontou que "os brasileiros se associam a dor de nossos irmãos argentinos neste momento amargo" e transmitiu seu "imenso pesar e solidariedade" à presidente Cristina Fernández de Kirchner.

Como informou o Governo argentino, o funeral será realizado a partir de amanhã na Casa Rosada, sede da Presidência em Buenos Aires. EFE

STF decide: Ficha Limpa vale para este ano

agestado

Ao negar recurso do deputado federal Jader Barbalho (PMDB), o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quarta-feira, que a lei da Ficha Limpa tem validade ainda para este ano. O julgamento terminou empatado em 5 a 5, e a saída do impasse foi encontrado no regimento interno da Corte.

Por sugestão do ministro Celso de Mello, o artigo 205 do regimento interno foi aplicado no julgamento. Diz o artigo: “havendo votado todos os Ministros, salvo os impedidos ou licenciados por período remanescente superior a três meses, prevalecerá o ato impugnado”. Ou seja: vale a decisão da Justiça Eleitoral que impugnou a candidatura de Jader e definiu que a lei vale para este ano.

Jader Barbalho obteve quase 1,8 milhão de votos na eleição para senador pelo PMDB do Pará, mas foi barrado pela Justiça Eleitoral com base na lei da Ficha Limpa. Ele renunciou, em 2001, ao mandato de senador para fugir de um processo de cassação no Senado. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA) havia autorizado a candidatura dele, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reviu a decisão, negando-lhe a candidatura.

O julgamento durou quase sete horas e foi marcado por troca de farpas entre os ministros e duras críticas disparadas pelo ministro Gilmar Mendes contra a aplicação da lei. Ele chegou a dizer que validá-la seria “flertar com o nazi-fascismo”.

Você Acredita?

A Diocese de Sobral está com problema para hospedar os Bispos que virão para a posse do novo Bispo da Princesa do Norte. O mais incrível é que a Diocese tem um hotel, o Visconde Hotel. Conforme me falou informalmente a companheira rotariana Maria Albene, a direção do Visconde Hotel colocou apenas 5 vagas a disposição da Diocese para hospedar seus convidados.

Por: Jacinto Pereira

CNT/Sensus: Dilma lidera com 51,9% e Serra tem 36,7%

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, tem 51,9% das intenções de voto, ante 36,7% de seu adversário, o tucano José Serra, segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta manhã. A vantagem de Dilma para Serra aumentou de cinco pontos porcentuais da pesquisa anterior, na semana passada, para 15,2 pontos agora. No levantamento anterior, Dilma tinha 46,8% e Serra, 41,8%.

PUBLICIDADE

Ao se considerar somente os votos válidos - o que exclui nulos e brancos e se redistribui os indecisos proporcionalmente, Dilma tem 58,6% e Serra, 41,4%. A rejeição à candidata petista caiu de 35,2% da pesquisa anterior para 32,5%. Já a rejeição a Serra subiu de 39,8% para 43%.

O levantamento, com margem de erro de 2,2 pontos porcentuais, foi feito com dois mil eleitores, entre os dias 23 e 25 de outubro, em 136 municípios e foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 37609/2010.

Aprovação ao governo Lula bate novo recorde: 83%, segundo Datafolha

Por: Luciano Augusto

O Instituto Datafolha também divulgou nesta terça-feira (26), que pela terceira semana consecutiva, a avaliação do Governo do presidente Luís Inácio Lula da Silva obteve um patamar recorde de aprovação na série histórica do Datafolha na pesquisa realizada e divulgada hoje pelo instituto.

No levantamento atual, 83% dos eleitores brasileiros avaliaram sua administração como ótima ou boa.

Na semana passada, essa aprovação chegava a 82%. No mesmo período, o patamar dos que consideram seu governo regular passou de 14% para 13%, enquanto 3% dizem que ele é ruim ou péssimo, índice que se manteve.

Dois de cada três eleitores de Serra (67%) avaliam a gestão de Lula como ótima ou boa. Entre os eleitores de Dilma, esse índice chega a 96%.

Para 80% dos eleitores que votaram em Marina no primeiro turno, a gestão do petista é ótimo ou bom.

Datafolha aponta vantagem de Dilma com 56% e Serra 44%

Por: Luciano Augusto

A mais nova pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta terça-feira (26), mostra a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, com 12 pontos percentuais à frente do candidato do PSDB, José Serra, na disputa do segundo turno da eleição presidencial.

Dilma aparece com 56% das intenções de votos válidos (excluem brancos e nulos) e Serra com 44%. O resultado é o mesmo da rodada anterior da pesquisa, divulgada no dia 21 de outubro.

Considerando o total das intenções de voto, Dilma tem 49% e Serra 38%. Os votos brancos e nulos somaram 5% e 8% dos eleitores declararam estar indecisos. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais.

Imagem: TV Globo

O Datafolha ouviu 4.066 eleitores durante todo o dia de hoje (26). A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e jornal Folha de S.Paulo e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 37.404/2010

DUAS ELEIÇÕES EM SANTA QUITÉRIA PARA O PRÓXIMO FINAL DE SEMANA

A Câmara Municipal de Santa Quitéria respira eleições, é que um dia após a eleição presidencial no domingo, 31 de outubro, haverá no dia 1º de novembro uma segunda eleição no município, sendo para presidente da Casa Legislativa.
Todos podem pleitear a vaga para presidir o Poder Legislativo quiteriense.

NOVA ELEIÇÃO PARA PREFEITO EM ALCÂNTARAS

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) decidiu realizar novas eleições suplementares no município de Alcântaras (Zona Norte) para o dia 05 de dezembro deste ano, com a autorização do TSE.
O presidente da câmara de vereadores, Antônio Marcos, encontra-se prefeito daquele município desde o afastamento do prefeito de Alcântaras, Raimundo Gomes Sobrinho (Raimundo Manduca), e o vice prefeito, Joaquim Benicio Filho.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Folha: Serra direcionou licitação do metrô/SP – é o “Jeito Maracutaia Tucana de Governar”!

Metrô superfaturado e subdimensionado: custo/benefício altíssimo para os paulistas!
Quanto rendeu pra campanha, questionamos nós, já que os valores vencedores foram acima do valor orçado pelo Metrô-SP?
Como foi a licitação do Rodoanel trecho Sul? Também foi direcionada?
O  Paulo Preto fazia parte do “board” que promovia o direcionamento das licitações?
Porque o Globo (G1) e a CBN até agora (12h) não repercutiram essa notícia da Folha, que é uma bomba na campanha do Serra?
E o superfaturamento, quando é que se colocará o dedo nessa ferida?
***
Matéria de hoje (26/10/10) da Folha de São Paulo – que resolveu romper com os demais veículos das Organizações Serra – mostra que a licitação do metrô de São Paulo foi direcionada, ainda quando Serra era governador.
Diz a matéria:
“A Folha soube seis meses antes da divulgação do resultado quem seriam os vencedores da licitação para concorrência dos lotes de 3 a 8 da linha 5 (Lilás) do metrô.
O resultado só foi divulgado na última quinta-feira, mas o jornal já havia registrado o nome dos ganhadores em vídeo e em cartório nos dias 20 e 23 de abril deste ano, respectivamente.”
Clique aqui, leia a matéria da FSP:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/820054-resultado-de-licitacao-do-metro-de-sao-paulo-ja-era-conhecido-seis-meses-antes.shtml

Filósofa Marilena Chauí vê 'armação' tucana

Quando parecia que o bate-boca na campanha eleitoral há havia reduzido sua intensidade, uma nova denúncia promete esquentar a reta final da campanha. Ideóloga do PT, a filósofa Marilena Chauí diz que a campanha do PSDB pretende fazer uma armação no comício de Serra no próximo dia 29. A idéia é que militantes tucanos usem camisas do PT e comecem a simular brigas e confusão.
Em texto publicado no portal Rede Brasil Atual, mantido por sindicatos filiados à CUT, a professora da USP acusa o plano, que estaria sendo articulado para se tornar “um novo caso Abílio Diniz”, em alusão à prisão dos seqüestradores do empresário, em 1989. Na ocasião, houve denúncia de que policiais os obrigaram a usar camisetas do PT, em plena campanha presidencial, na qual Lula acabou sendo derrotado.
"A campanha tucana passou do deboche para a obscenidade e recrutou o que há de mais reacionário, tanto na direita quanto nas religiões", disse Marilena Chauí ao portal. A denuncia ocorreu durante encontro entre estudantes e professores universitários e políticos, na USP.

Datafolha mostra Dilma com 56% e Serra 44% dos votos totais

SÃO PAULO (Reuters) - Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira mantém a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, à frente no segundo turno das eleições presidenciais com 56 por cento ante 44 por cento de Serra, considerando apenas os votos válidos (sem contar brancos, nulos e indecisos). Ambos os candidatos se mantiveram no mesmo patamar.

Considerando os votos totais, Dilma ficou com 49 por cento das intenções de voto, enquanto José Serra (PSDB) tem 38 por cento.

No levantamento anterior, divulgado em 22 de outubro, a petista tinha 50 por cento e o tucano, 40 por cento dos votos totais.

A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

A pesquisa, divulgada pelo portal do jornal Folha de S.Paulo, foi realizada nesta terça-feira junto a 4.066 eleitores.

(Por Carmen Munari)

Analistas mantêm crescimento do PIB em 7,5% e líder do PT destaca erro tucano

Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central mantêm há três semanas a estimativa para o crescimento da economia este ano. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, está em 7,55%. A estimativa consta do boletim Focus, divulgado às segundas-feiras pelo BC.

Segundo avaliação do líder do PT na Câmara, deputado Fernando Ferro (PE), o crescimento da economia poderá ser ainda maior, em torno de 8%, e o atual desempenho confirma o erro de avaliação dos economistas do PSDB.

"O crescimento do PIB poderá ser maior do que os analistas apontam. O número atual já é importante porque mostra o erro brutal dos economistas tucanos, que previram o desastre do país. O Serra (candidato tucano à Presidência José Serra) falou, em 2009, que as eleições de 2010 aconteceriam debaixo de uma bruta recessão e de uma bruta crise. A bruta crise é a dos próprios tucanos", avaliou.

Investimento direto - Também ontem dados do Banco Central mostraram que o investimento estrangeiro direto, em setembro, superou a projeção do próprio banco para o período (US$ 2,7 bilhões). No mês passado, os investidores aplicaram no setor produtivo do País US$ 5,391 bilhões, contra US$ 1,816 bilhão de setembro de 2009.

De janeiro a setembro, o investimento estrangeiro direto somou US$ 22,632 bilhões, contra US$ 17,672 bilhões registrados em igual período de 2009. Para este ano, a expectativa do BC é que esses investimentos fiquem em US$ 30 bilhões. No ano passado, foram US$ 25,949 bilhões. Para 2011, a projeção é de US$ 45 bilhões.

Boletim Focus - Para 2011, analistas ouvidos pelo boletim Focus afirmaram que permanece a expectativa de crescimento da economia de 4,5%. A previsão permanece há 46 semanas seguidas. A expectativa para o crescimento da produção industrial, neste ano, passou de 11,30% para 11,27%. Para 2011, a previsão foi mantida em 5,20%.

A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi ajustada de 40,94% para 40,89%, em 2010, e de 39,67% para 39,64%, em 2011.

A expectativa para a cotação do dólar ao final de 2010 permanece em R$ 1,70, em 2010, e caiu de R$ 1,80 para R$ 1,79, em 2011. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) passou de US$ 15,85 bilhões para US$ 16 bilhões, neste ano, e permaneceu em US$ 9 bilhões, em 2011.

Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), a estimativa permaneceu em US$ 50 bilhões, este ano, e passou de US$ 62 bilhões para US$ 63,25 bilhões, em 2011.

Vox Populi: Dilma tem 57% e Serra aparece com 43%

Pesquisa Vox Populi divulgada hoje pelo portal iG mostra a candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff, com 57% dos votos válidos, enquanto José Serra (PSDB) figura com 43%. Os números são os mesmos de pesquisa anterior, divulgada no dia 19. Os votos em branco e nulos somam 6%, mesmo índice da sondagem anterior, e os indecisos passaram a 7%, ante 4% no último levantamento.

PUBLICIDADE

Se levados em conta o total de votos, Dilma aparece com 49% das intenções de voto, enquanto José Serra (PSDB) figura com 38%. Na mostra anterior, divulgada no dia 19, Dilma tinha 51% e Serra, 39%. A diferença entre os dois candidatos passou de 12 para 11 pontos porcentuais entre o total de votos.

De acordo com a mostra, 88% dos entrevistados disseram estar decididos sobre em quem votar.

A pesquisa Vox Populi foi realizada entre os dias 23 e 24 de outubro e ouviu 3.000 eleitores em 214 municípios do País. A margem de erro é de 1,8 ponto porcentual para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo número 37.059/2010.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Brasil passa a ter muita influência no FMI, diz Mantega

Célia Froufe, Adriana Fernandes e Eduardo Rodrigues

O Brasil possui hoje muita influência nas decisões do Fundo Monetário Internacional (FMI), na avaliação do ministro da Fazenda, Guido Mantega. "O Brasil mudou de status e a influência hoje é maior do que a participação em cotas que o Brasil tem", disse em entrevista à imprensa nesta tarde, na sede do ministério em Brasília. De acordo com Mantega, a cota brasileira era de 1,38% até 2008, quando o FMI passou por uma reforma e o Brasil atingiu fatia de 1,78%. Agora, o Brasil voltou a subir, atingindo 2,32%.

De acordo com o ministro, os dez países com maiores cotas no fundo são EUA e Japão, além de quatro da União Européia (Reino Unido, França, Itália e Alemanha) e quatro países emergentes (Brasil, Rússia, Índia e China). "Houve uma grande mudança e os maiores emergentes estão agora ao lado de países europeus e dos EUA", avaliou. "Essa é uma nova correlação de forças que se estabelece e que reconhece os emergentes como protagonistas", continuou.

Os países emergentes obtiveram agora um papel de protagonistas do FMI, segundo Mantega. Essa posição dos emergentes já vinha se destacando em 2008 e se consolida este ano com a nova reforma do fundo. "As discussões eram muito tímidas no passado", considerou Mantega. Hoje, segundo ele, está em operação um novo FMI, que deixa de ser um simples monitorador dos emergentes e passa a ser representado de fato por esse conjunto de países. "O Brasil teve desempenho especial nessa reforma", afirmou. Na opinião do ministro, o balanço é o de que a reunião do G-20 foi "muito boa". "O encontro foi muito bom para o Brasil, para os Brics, para todos os países, com avanços importantes", considerou.

20 mil presos e internos poderão votar no segundo turno

Agência Senado

Cerca de 20 mil presos em regime provisório e adolescentes internados que cumprem medidas socioeducativas poderão votar no próximo domingo, no segundo turno das eleições. O direito ao voto foi confirmado em março por resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que estabelece a instalação de seções eleitorais especiais em unidades prisionais.
Assim como no primeiro turno, 424 presídios e unidades de internação de 25 estados e do Distrito Federal se preparam para permitir que encarcerados provisórios (sem condenação definitiva) e menores internos escolham seus candidatos. Apenas Goiás não realizará votação nesses estabelecimentos.
De acordo com a Constituição Federal de 1988 (artigo 15, III) são impedidos de votar apenas os presos que tiverem contra si "condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos".
Além dos presos provisórios e menores internados, também poderão votar nesses locais os servidores do sistema penitenciário, membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público, Defensoria Pública e mesários, entre outros servidores que estarão colaborando com a Justiça Eleitoral.
Presos
Com o objetivo de regulamentar o voto de presos, foi apresentada a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 65/03, cujo primeiro signatário é o senado Pedro Simon (PMDB-RS). A proposta dá nova redação ao artigo 14 e revoga o inciso III do artigo 15 da Constituição para permitir o voto facultativo dos presos, mantendo a sua inelegibilidade.
A matéria, no entanto, recebeu parecer pela rejeição da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e só continua a tramitar devido a um requerimento assinado por dez senadores para que seja avaliada no Plenário, onde aguarda ser incluída em pauta.
Eleições anteriores
O voto do preso que aguarda julgamento não é novidade no Brasil. Em alguns estados, como Sergipe, a votação ocorre desde 2002. Nas eleições de 2008, 11 estados asseguraram o direito à votação de presos provisórios.

PF prende 7 no AP por suposto desvio de verba pública

A Polícia Federal (PF) desencadeou na manhã de hoje mais uma etapa da Operação Mãos Limpas que investiga um esquema de corrupção no governo do Amapá. Sete pessoas já foram detidas e pelo menos 20 foram conduzidas à delegacia, segundo a PF.

Entre os presos, segundo a PF, estão o secretário de gabinete da prefeitura de Macapá e a ex-secretária de Ação Social e Trabalho da prefeitura Hécia Maria Lúcia Souza. O prefeito da cidade, Carlos Góes, foi um dos suspeitos conduzidos à delegacia, informou a PF.

Estão sendo cumpridos 25 mandados de condução coercitiva, 18 de busca e apreensão e sete de prisão preventiva, sendo seis por ocultar, alterar ou destruir provas e uma por coação e ameaça à testemunha.

A Operação Mãos Limpas foi desencadeada em 10 de setembro no Estado do Amapá com o objetivo de prender uma organização criminosa composta por servidores públicos, agentes políticos e empresários, que praticava desvio de recursos públicos do Estado e da União.

As apurações revelaram indícios de um esquema de desvio de recursos da União que eram repassados à Secretaria de Educação do Estado do Amapá, provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

domingo, 24 de outubro de 2010

Equipe do CSPU e TV Jangadeiro investigando o caso das ovelhas


A equipe da rede Jangadeiro, juntamente com o presidente do Centro Sobralense de Pesquisas Ufológicas (CSPU), visitou a cidade de Cruz e região, afim de realizar a matéria oficial sobre os fatos, e analisar juntamente com a equipe de ufólogos Elenilton Roratto e Jacinto Pereira, estudos nos animais e ambientes dos fatos ocorridos na região onde exatos 25 animais, dentre ovinos, caprinos e um bovino apareceram sem os olhos, crueldade esta feita com instrumentos cirúrgicos de altíssima precisão. Nos animais que ainda não foram sacrificados, percebe-se que o corte para a extração do globo ocular, foi realizado com um instrumento muito aviado, pelo fato de ter cortado parte do crânio do animal e ter deixado o fibramento do tecido ósseo exposto.
A maior quantidade de animais atacados, foi na propriedade do Sr. Manuel Messias (71), próximo a lagoa dos espinhos, comunidade distante 10 km de do município de Cruz. No sítio, o morador Raimundo Freitas Vasconcelos, alega não ter visto e nem ouvido barulho dos animais. Segundo ele, por volta das 01:00 hs da manhã, ouviu o latido do cachorro da propriedade, mas foram poucos minutos. Ao levantar-se, as 05:00hs percebeu que havia três animais mortos na lagoa, ao chegar no piquet das ovelhas, percebeu que o estrago e perdas eram maiores. De sua propriedade, Raimundo perdeu 15 animais, e juntando os animais de outros vizinhos na região, totalizou 25 animais tacados de forma misteriosa.
A equipe do CSPU, analisou os animais mortos e os animais que sobreviveram aos ataques e constatou que os cortes nas ovelhas, foram feitos com instrumentos cortantes de alta precisão. O fato dos animais terem alguns ferimentos na parte lombar, não configura ataque de animais como guaxinim, tamanduá, cachorro, raposa, carcará ou até mesmo onça não identificam os ataques. Cada animal citado, tem uma peculiaridade em seus ataque a outros animais ou a presas. A análise da equipe, constatou também que os animais, não perderam sangue e não apresentaram aspecto de luta contra os agressores. Isto é, um mistério muito grande, pois não permaneceram provas aparentes no local, e pior, as partes extraídas dos animais não foram encontradas no piquet, local onde os animais estavam. Foi realizado uma busca na cerca que envolve o local, e esta por possuir os arrames muito juntos, dificulta a entrada de algum animal de médio ou grande porte. O fato que intriga a equipe é que o local onde as ovelhas estavam é um terreno extenso de aproximadamente 4 hectares, e que pegar animal por animal para arrancar os olhos, demandaria muito tempo e experiência. Como um animal dito irracional, teria capacidade de saber qual animal já teria passado pelo processo e no escuro, dificultaria ainda muito mais a ação. Com relação a rituais satânicos, descarta-se pelo mesmo fato apresentado anteriormente e também pelo fato de a comunidade estar distante a 10 km da cidade, e esta até por ser um município altamente religioso e devoto a São Francisco, que amava os animais. Permanece assim o mistério ocorrido em Cruz, à luz da ciência o fato está sub-esclarecido, resta saber, realmente o verdadeiro propósito do ocorrido. Certos apenas de que estes animais passaram por um processo de análise, de uma civilização racional. Alegarmos qual e quem cometeu o ato é impossível, pois no local não ficaram vestígios para compor as provas, para a realização e afirmação do acusado. Resta apenas esperarmos os próximos fatos a fim de fazermos análises científicas nos animais, sendo estes submetidos a testes e análises de médicos veterinários para atestar o verdadeiro fato e se possivelmente os animais possuem radiação em seus corpos.
--
Postado por Elenilton Roratto

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Taxa de desemprego é a menor desde 2002

O nível de desemprego registrado em setembro no Brasil foi o menor desde março de 2002. A taxa de desocupação medida pelo IBGE nas seis principais regiões metropolitanas ficou em 6,2% da população economicamente ativa.

    De agosto para setembro, o número de trabalhadores ocupados aumentou 0,7%, ao mesmo tempo em que a população desocupada ficou 7,5% menor.

    O IBGE estimou em 22,3 milhões o número de trabalhadores ocupados (762.000 a mais do que em setembro do ano passado) e em 1,5 milhão o de trabalhadores sem ocupação nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Salvador, Recife e Porto Alegre. Na comparação de setembro do ano passado com o mesmo mês de 2010, segundo o IBGE, o número de desocupados caiu quase 18%. Significa que quase 320.000 pessoas deixaram aquela condição.

    A Região Metropolitana de Salvador foi aquela em que o nível de desemprego registrou maior queda – quase 1,5% – de agosto para setembro. Examinado o período de setembro de 2009 a setembro de 2010, a parcela de trabalhadores sem ocupação caiu em São Paulo, Recife, Belo Horizonte e Porto Alegre. E manteve-se estável em Salvador e no Rio. Houve crescimento de 3,5% do emprego na Indústria extrativa, de transformação e distribuição de eletricidade, gás e água; de 4,4% nos Serviços prestados a empresas, aluguéis, atividades imobiliárias e intermediação financeira; de quase 6% na Educação, saúde, serviços sociais, administração pública, defesa e seguridade social; e de mais de 8% em Outros serviços.

    O número de trabalhadores com carteira assinada (10,3 milhões) ficou estável, entre agosto e setembro, e cresceu 8,6% entre setembro de 2009 e setembro de 2010. Quer dizer que foram preenchidas mais 816.000 vagas, nesse período, no mercado de trabalho formal.

    O rendimento médio dos trabalhadores subiu 1,3%, de agosto para setembro, e 6,2% no ano. Chegou a RÃ$ 1.499,00 no mês passado. Tanto de agosto para setembro quanto na comparação dos meses de setembro a renda aumentou em todas as seis regiões metropolitanas pesquisadas. O maior aumento, na comparação anual, foi registrado em Recife (13,5%) e o menor em São Paulo (3,1%). Nas outras regiões metropolitanas o crescimento da renda foi de 11,4% (Belo Horizonte), 8,8% (Rio de Janeiro), 7,5% em Porto Alegre e 5,9% em Salvador.

    A renda domiciliar por pessoa também aumentou – quase 9% entre setembro do ano passado e setembro deste ano. O maior aumento, superior a 20%, foi identificado em Recife. O menor – 5,3% – em São Paulo.

Dilma amplia vantagem no Nordeste e Lula bate recorde

Da Folha de S. Paulo: A melhora de Dilma Rousseff (PT) teve como alavanca principal o seu desempenho no Nordeste, combinado com um novo recorde de popularidade do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
No Nordeste (cerca de 27% dos eleitores do país), Dilma cresceu cinco pontos em uma semana, indo de 60% a 65% das intenções de voto.
Já Lula registrou nesta semana 82% de aprovação para o seu mandato (respostas “bom” e “ótimo”), a maior taxa desde quando assumiu o Planalto, em janeiro de 2003.
Essa é também a melhor marca já apurada pelo Datafolha para todos os presidentes civis desde 1985.
Ao mesmo tempo, Dilma oscilou positivamente entre os que acham o governo Lula bom ou ótimo. Ela tinha 56% na semana passada e foi a 58%. Esse movimento coincide com a presença mais freqüente do presidente na propaganda de TV da petista.
Já José Serra (PSDB) continua estável com 33% de intenção de votos entre os que aprovam o governo Lula.
Quando se consideram as regiões do país, o tucano só lidera no Sul, com 50% (tinha 48% semana passada) contra 39% da petista (cujo percentual era de 40%).
No Nordeste, a vantagem de Dilma é de 37 pontos, pois Serra pontua 28% na região. No Norte e no Centro-Oeste combinados, a petista tem 49% contra 42% do tucano.
No Sudeste, região com o maior eleitorado do país (cerca de 43% do total), continua a vigorar um empate técnico -mas nota-se uma gradual melhora de Dilma e uma estagnação de Serra.
Logo depois do primeiro turno, a petista tinha 41% no Sudeste. Na semana passada, foi a 43%. Agora, está com 44% e numericamente à frente de Serra, cujo percentual é de 43% (o tucano começou o mês com 44%).

RELIGIÃO
Há sinais de que aos poucos Dilma foi também estancando sua perda de votos entre certos grupos religiosos.
No estrato de eleitores que se declaram católicos (62% do total do país), tinha 51% na semana passada e foi a 54% agora. Serra manteve-se estável em 38%.
No segmento de espiritistas kadercistas (3% do total), Dilma foi de 36% para 46% em uma semana. Serra desceu de 53% para 42%.
No segmento de eleitores com renda familiar de até dois salários mínimos (46% da população), Dilma melhorou quatro pontos: de 51% para 55%, e Serra oscilou de 36% para 34%.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Presidente da CNBB diz que não se pode silenciar a Igreja

BRASÍLIA (Reuters) - Em meio ao grande espaço ocupado pelo debate religioso nestas eleições, o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Geraldo Lyrio Rocha, afirmou nesta quinta-feira que não se pode silenciar a Igreja, o que chamou de "ditadura laica".

PUBLICIDADE

Para o presidente da entidade, a instituição deve defender critérios e valores como o de defesa da vida, sem, no entanto, orientar a votação em determinado partido ou candidato.

"Numa sociedade democrática, o que não se pode fazer é querer silenciar a Igreja como se ela não pudesse manifestar a sua posição", defendeu o presidente da CNBB.

Os temas aborto e religião ganharam destaque na reta final da campanha do primeiro turno, e líderes religiosos pregaram abertamente contra o voto nos candidatos do PT, especialmente por posições sobre o aborto. Isso acabou gerando um debate sobre a influência das igrejas entre os fiéis e, ao mesmo tempo, levou a uma busca de aproximação por parte dos candidatos que concorrem à Presidência da República.

"A Igreja, com o peso e o volume que tem, quando fala, é acusada de estar se intrometendo num âmbito que não é da sua competência. Esse argumento é falso", disse a jornalistas.

Dom Geraldo Lyrio afirmou que, apesar de o Estado brasileiro ser laico, a sociedade é "profundamente religiosa", o que justificaria discutir não só temas econômicos ou administrativos, mas também temas caros à Igreja, como o aborto e a eutanásia.

"Silenciar" a Igreja significaria, de acordo com o presidente, uma "ditadura laica". "A Igreja tem uma missão profética. Ela não vai se silenciar, porque ela tem a missão de defender valores", afirmou.

O voto religioso, segundo analistas, foi um dos fatores que impediram a vitória da candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, no primeiro turno. A petista enfrentou pressão por ter se declarado, anteriormente, favorável à descriminalização do aborto e depois voltado atrás.

"ORIENTAR FIÉIS"

Dom Geraldo Lyrio reiterou que as posições da CNBB são manifestadas apenas pelo presidente, pela Assembléia Geral e pelo Conselho Permanente da instituição. A entidade aconselha católicos a votarem de acordo com "critérios éticos, entre os quais se incluem especialmente o respeito incondicional à vida, à família, à liberdade religiosa e à dignidade humana".

Os bispos podem e devem se manifestar da maneira que entenderem mais correta, de acordo com dom Geraldo, inclusive indicando candidatos aos integrantes de sua diocese.

"O bispo tem plena autonomia. Ele tem o direito e o dever, de acordo com sua consciência, de orientar os seus fiéis", defendeu dom Geraldo Lyrio. "Eles falam ou em nome pessoal ou na qualidade de pastores de uma determinada diocese", completou.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Serra é piada no Twitter

A polêmica em torno do objeto que atingiu a cabeça do candidato José Serra (PSDB) durante passeata no Rio de Janeiro, quarta-feira, tomou conta das redes sociais nesta quinta-feira, especialmente do Twitter – em tom de piada. Uma câmera do SBT flagrou que Serra foi atingido pelo que parece ser uma simples bolinha de papel, ao contrário do que outras emissoras frisaram – a Rede Globo falou em “bobina de fita crepe”, e a Agência Estado em rolo de papelão. Segundo a Folha Online, a bolinha de papel foi atirada depois de um outro objeto ter sido arremessado contra Serra. A assessoria do PSDB, num primeiro momento, informou que Serra tinha sido atingido por uma bandeira de um petista. Até o presidente Lula se irritou com a repercussão e criticou a atitude de Serra. Veja a imagem do SBT:

Atingido pela bolinha de papel, Serra foi levado para um hospital da região para fazer um exame de ressonância magnética. O médico que o examinou, Jacob Kligerman, disse que nada errado foi constatado e recomendou repouso de 24 horas.

Foi aí que começaram as piadas na internet. “Quando a criançada da 5ª série descobrir que tomar bolinha de papel garante 24h de repouso, vai ser uma festa”, postou no Twitter o internauta @necaboullosa . “Bolinha de papel: médico recomenda a Serra repouso por quatro anos”, comentou o internauta @planetariopardo. “Lula perdeu dedo, Dilma venceu câncer, Serra leva uma bolinha de papel e pede tomografia...”, postou @maudiz.

As hashtags BoladePapelFacts (uma alusão aos famosos “Chuck Norris Facts”) e SerraRojas chegaram aos Trending Topics como os assuntos mais comentados no mundo. Esta última hashtag faz alusão ao goleiro Roberto Rojas, que simulou ter sido atingido por um rojão em jogo do Brasil contra o Chile no Maracanã, em 1989, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 1990. Rojas chegou a fazer um corte na testa com uma lâmina para fazer a farsa ficar ainda mais impressionante. A grande ironia na associação está no fato de que, pela farsa, a Seleção Chilena acabou suspensa por quatro anos – exatamente o período que dura um mandato presidencial – e Rojas foi banido do esporte.

“O Serra é um fingidor/Finge tão completamente/Que chega a fingir que é dor/A bolinha de papel que deveras sente”, postou o @mundohype, inspirado em poema de Fernando Pessoa.

Alguém que se passa pelo do candidato do Psol, Plínio de Arruda Sampaio, lembrou do caso Paulo Preto, o ex-assessor de Serra, acusado de sumir com R$ 4 milhões da campanha do tucano. “Na bolinha de papel tava escrito: "Não se larga um lider ferido na estrada" Ass: Paulo Preto.”

As piadas com a bolinha de papel foram muito boas. “O exame de ‘bolística’ determinou que o projétil saiu de um chumaço de Maxprint, calibre A4”, disse Rodolfo Cabral.

“Células terroristas Chamex, Maxprint e Aracruz disputam autoria do atentado!”, comentou Pedro Almeida.

“Ações da Faber Castel, Chamex e Xerox saltam e o povo compra papel desesperadamente. Serra teme uma guerra civil”, comentou Felipe Salgado.

“Bolinha de papel é considerada arma branca”, brincou Leticya Simões.

Até o palhaço Tiririca entrou na brincadeira. Eleito deputado federal pelo PR, partido que faz parte da coligação que apoia Dilma Rousseff (PT), Tiririca fez piada com o joquempô, diversão no recreio das escolas: “Pedra vence tesoura. Tesoura vence papel. Papel vence Serra!”

O grande destaque, porém, foi a criação de um perfil da bolinha de papel no Twitter, o Bolinha_dePapel. Em poucas horas a brincadeira já tinha mais de mil seguidores, graças a comentários como “Meu primo papel de seda morre de medo da Soninha”, “Vendo o nível dessa campanha, meu primo papel higiênico não aguentou e se mandou pra reciclagem” e “Fernando Gabeira fez curso com meu primo Papel de Parede, pra ficar com cara de paisagem do lado do Serra.”

Por Alberto Oliveira

Ibope/Rede Globo: Dilma 51%, José Serra 40%

Deu ontem no Jornal Nacional, da Rede Globo de Televisão: a última pesquisa feita pelo Ibope apurou que a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, ampliou a vantagem sobre seu adversário do PSDB, José Serra. Dilma agora tem 51% contra 40% de Serra.Nos votos válidos, ou seja, sem contar os votos brancos, nulos e dos indecisos, Dilma tem 56% contra 44% de José Serra. De acordo com a pesquisa, as intenções de voto em branco e nulos acumulam 5%. Os eleitores que disseram não saber em quem vão votar são 4%.
No levantamento anterior, Dilma tinha 49% das intenções de voto (53% dos votos válidos) contra 43% de Serra (47% dos votos válidos). Brancos e nulos eram 5%, e indecisos, 3%.
A pesquisa foi feita nos dias 17 e 20 deste mês e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número 36476/ 2010.
Foram feitas 3.010 entrevistas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Unânime, BC confirma expectativas e mantém juro básico

BRASÍLIA (Reuters) - O Banco Central manteve nesta quarta-feira o juro básico brasileiro em 10,75 por cento ao ano, em decisão unânime e já esperada pelo mercado financeiro.

Em curto comunicado, o BC afirmou apenas que tomou a decisão "avaliando o cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação".

"É um comunicado neutro para reforçar mensagens já passadas. Reforça a tese de que provavelmente os juros vão ficar parados por um bom tempo", comentou Roberto Padovani, estrategista-chefe do WestLB do Brasil.

Economistas esperavam que o Comitê de Política Monetária (Copom) mantivesse a Selic nesta reunião, após uma série de comentários do BC sobre a inflação considerados mais brandos.

Apesar de dados recentes de preços terem mostrado aceleração, principalmente por conta dos alimentos, o Copom está mais atento a horizontes mais longos e à inflação do ano que vem --já que, devido à defasagem sobre a economia real, a política monetária não tem mais impacto relevante neste ano.

O BC também já disse considerar que o cenário internacional tem efeito desinflacionário sobre o país. Nos Estados Unidos, a expectativa é de que o Federal Reserve adote mais estímulos à economia, que ainda não se recupera de forma consistente da crise global.

Na China, por outro lado, o banco central surpreendeu analistas nesta semana com o primeiro aumento de juros em quase três anos.

FUTURO DO JURO

Com a decisão do Copom desta quarta-feira, tomada a pouco mais de uma semana do segundo turno das eleições presidenciais, os juros permanecem no maior patamar desde março do ano passado.

"Era um não-evento, já estava dado. O mercado já entendia que ia haver manutenção. Estamos numa transição de mandato e não há muito o que fazer. Tem mais uma reunião em dezembro e provavelmente vai ser a mesma coisa", disse Alfredo Barbuti, economista da BCG Liquidez Corretora.

Vários analistas apostam que no próximo ano o BC terá de voltar a adotar um aperto monetário, diante da forte atividade econômica, mas não há consenso sobre quando exatamente a Selic voltaria a subir.

O IPCA-15, que mede a inflação ao consumidor, superou estimativas de analistas em outubro. O índice foi pressionado pelos preços dos alimentos, que têm refletido o avanços de commodities. A alta do indicador foi de 0,62 por cento, o dobro da verificada no período anterior.

Dados recentes de atividade, por outro lado, têm apontado alguma desaceleração, mas a avaliação de analistas é de que a economia permanece aquecida.

Também divulgado nesta quarta-feira, o indicador de atividade do BC, IBC-Br, ficou estável em agosto frente a julho, segundo dados dessazonalizados. Na comparação com igual período do ano passado, a atividade subiu 6,43 por cento.

O Copom voltará a se reunir em 7 e 8 de dezembro.

(Por Ana Nicolaci da Costa e Peter Murphy, com reportagem de José de Castro em São Paulo)

Reunião Plenária do CSPU

Estaremos reunidos no próximo dia 28 para tratarmos mais uma vez da problemática ufológica de nossa região. Na ocasião estaremos mostrando fotos reais de OVNIs tirados a partir da Serra da Meruoca. Falaremos das filmagens da TV Record com pessoas de Sobral que estiveram frente a frente com OVNI. Estará em pauta também o caso das ovelhas que foram retirados os olhos cirurgicamente. Teremos uma exposição do Cientista e expert em eletrônica Franklin Adolffo, sobre os riscos ou não de estarmos muito perto de um OVNI. Nosso propósito é tranqüilizarmos as pessoas com informações abalizadas sobre o assunto em pauta . Mostraremos ainda os relatos colhidos pelos pesquisadores do CSPU após a nossa última reunião. Lembramos ainda que a entrada e franca e todos terão direito à palavra.

Na última reunião mostramos as fraudes nas fotos e vídeos que chegaram até nós e foram apresentados relatos de aparições de objetos luminosos sobrevoando sobral. Houve um debate bom, esperamos que na próxima reunião ele seja mais interessante ainda.

Aos 45 participantes da reunião de setembro nós que se por acaso se encontrassem na presença desse fenômeno, tentassem registrar de alguma maneira, para que o mesmo pudesse ser analisado. Repetimos aqui o mesmo pedido. De já agradeço a colaboração e convido mais uma vez para trocarmos idéias sobre isto na reunião de quinta-feira dia 28.

Abraço

Jacinto Pereira

Governo reduz Imposto de Importação de 154 bens de capital

Do Estadão: O conselho de ministros da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu ontem, 19, reduzir para 2% as alíquotas de importação para 154 tipos de bens de capital (máquinas e equipamentos) e quatro tipos de produtos de informática e telecomunicação que não são produzidos no Mercosul. A alíquota anterior era de 14% para bens de capital e variava entre 14% e 18% para bens de informática e telecomunicações.

Documento divulgado pelo conselho informa que a medida contempla importações no valor estimado de US$ 488,123 milhões nos próximos dois anos (que é o prazo de validade da redução das alíquotas), referentes a planos de investimentos de US$ 2,347 bilhões. “Essas máquinas e equipamentos serão incorporadas a unidades produtivas, dentro de investimentos para ampliação das fábricas brasileiras”, afirmou o secretário-executivo da Camex, Helder Chaves. Entre os principais projetos beneficiados com a redução temporária das alíquotas, estão aqueles destinados a transmissão de energia, processamento de minérios, produção de embalagens do tipo “longa vida”, produção de aços galvanizados, produção de blocos de motor e outras peças forjadas utilizadas no setor automotivo, instalação de bóias em tubulações submersas no mar em águas profundas, entre outras.

Além disso, a Camex suspendeu por um ano a aplicação de direito antidumping sobre as importações de carbonato de bário chinês. Esse produto químico é utilizado no revestimento de tubos de raios catódicos (CRT) utilizados em televisores analógicos. A aplicação da sobretaxa foi suspensa a pedido da empresa Química Geral do Nordeste, que deixou de fabricar o produto, por conta da queda de participação dos aparelhos de TV com tecnologia antiga no mercado. “Ainda existe fabricação de televisores de tubo, mas a tendência é caminhar para uma redução substancial”, disse Chaves.

Banco é condenado a indenizar cliente por humilhação

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou, por unanimidade, o Banco do Brasil a pagar R$ 10 mil de indenização por danos morais causados a um cliente. De acordo com a decisão, ele foi tratado de forma vexatória e humilhante em uma das agências.

Ao pedir a uma atendente para falar com o gerente do estabelecimento, a funcionária ordenou, aos berros, que o cliente se retirasse do local. Como ele se negou a sair, a funcionária chamou a polícia. O cliente foi, então, retirado por dois policiais militares, sem que houvesse cometido qualquer infração.

O desembargador Rizzatto Nunes, relator da apelação, disse em sua decisão "que era preciso punir o banco para que seus prepostos não voltassem a cometer os mesmos atos danosos a seus clientes". O julgamento teve a participação dos desembargadores Marcos Marrone (revisor) e Paulo Roberto de Santana.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

ETs Atacam Ovelhas no Município de Cruz

Há Cerca de 15 dias que os criadores de ovelhas das comunidades de Espinhos e Pizunha, a cerca de 5 km da sede do município de Cruz, estão em situação de desespero com as ovelhas sendo atacadas, à noite, e tendo os dois olhos arrancados junto com uma área circular ao redor dos olhos. Alguns já são encontrados mortos, mas outros ainda amanhecem vivos. Sem condições de sobrevivência, os criadores são obrigados a sacrificarem os animais. Já foram atacados animais pertencentes aos criadores Lúcio, João Alferes e outros criadores da região. Uns atribuem o feito a ETs, outros acham que trata-se de ataques de guaxinim ou lobisomem, mas há quem atribua a ação de pessoas que retiram os órgãos dos animais para prática de Magia Negra. Mais de 40 animais já tiveram seus olhos arrancados. Somente em uma única noite, 15 animais foram atacados em um chiqueiro. Os moradores vizinhos não percebem o barulho dos animais.É grande o prejuízo que vem causando os criadores de ouvinos da região. Observando os animais tem-se a impressão de que a retirada dos olhos é feita com uma lâmina bastante afiada, pois não causa estrago na área afetada. Por isto, há quem acredite não ser ação de animais como guaxinim ou aves de rapina. Todos os cortes são feitos de forma igual e sempre arrancando os dois olhos.

Matéria enviada pelo Dr. Antônio dos Santos Oliveira Lima, engenheiro agrônomo e radialista

Dilma nega mudança de opinião sobre aborto em entrevista na TV

Reuters

SÃO PAULO (Reuters) - A candidata do PT, Dilma Rousseff, voltou a negar nesta segunda-feira que tenha mudado de posição em relação à descriminalização do aborto e, ao ser questionada sobre denúncias envolvendo sua ex-assessora na Casa Civil, afirmou que erros acontecem em todos os governos.

Segundo a petista, o importante é que esses erros sejam investigados e punidos. Em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, Dilma foi questionada sobre o aborto, tema que domina a disputa pelo Planalto desde do final de setembro. A candidata voltou a afirmar que sua posição pessoal é contrária ao aborto, mas ressalvou que um presidente da República "não pode fingir" que milhões de mulheres interrompem a gravidez de forma precária no Brasil.

"Você não pode prender as mulheres, não se trata de prender as mulheres, se trata de cuidar delas", disse a petista. "São duas posições diferentes", completou, antes de avaliar que não é necessário alterar a legislação brasileira sobre o aborto, que prevê a interrupção da gravidez em casos de risco para a mãe e de estupros. Pressionada por setores religiosos, Dilma assinou uma carta na semana passada se comprometendo a não alterar a legislação existente.

Dilma foi questionada também sobre as denúncias envolvendo sua ex-assessora na Casa Civil Erenice Guerra, que a substituiu no comando da pasta, mas deixou o posto por conta de um escândalo de tráfico de influência, e se poderia dar garantias de que esses fatos não voltariam acontecer caso fosse eleita.

A petista respondeu que "erros e pessoas que erram acontecem em todos os governo", e acrescentou que a diferença do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é "a atitude em relação ao erro".

"Não tem como você saber que a pessoa vai errar ou não a priori", disse ela. "Ninguém controla o governo inteiro, o que você tem que ter garantia é que, havendo o malfeito, você investiga e puna", afirmou, acrescentando que a Polícia Federal está apurando as denúncias contra sua ex-assessora.

Dilma aproveitou a pergunta sobre as denúncias na Casa Civil para alfinetar José Serra (PSDB), seu adversário no segundo turno da corrida presidencial.

Ela lembrou as denúncias de que o ex-diretor da Dersa, estatal paulista de estradas, Paulo Vieira Souza, conhecido como Paulo Preto, teria desviado 4 milhões de reais em contribuições supostamente de caixa dois para a campanha de Serra.

"O Paulo Vieira de Souza está sendo investigando pela Polícia Federal na Operação Castelo de Areia", disse, referindo-se à operação da PF deflagrada no ano passado que investiga um esquema de lavagem de dinheiro e procurou desbaratar uma quadrilha que envolvia uma grande construtora nacional.

"Até agora não houve uma investigação, não houve um processo, pelo contrário. Há uma diferença entre quem investiga e pune e quem acoberta e não pune", afirmou.

(Por Eduardo Simões)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Que papelão!

TUMULTO POLÍTICO EM CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO

Terminou em tumulto uma missa na tarde do sábado (16) na Basílica de São Francisco das Chagas, que fez parte da agenda de compromissos do candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra. No final de celebração, o padre disse que eram mentirosos os panfletos que circulavam na igreja afirmando que a candidata petista, Dilma Rousseff, era a favor do aborto e tinha envolvimento com grupos terroristas como as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).
O padre disse que aquelas mensagens estavam sendo atribuídas à igreja, mas que ela não autorizava esse tipo de publicação em seu nome.
O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), que acompanhou a missa ao lado de José Serra, se exaltou e afirmou que era um “padre petista” como aquele que estava “causando problemas à igreja”.
Alguns partidários do tucano também se exaltaram e o padre saiu escoltado por seguranças. Nenhum membro da administração da paróquia confirmou o nome de padre. Disseram apenas que ele não era da cidade.
Militantes do PT, com bandeiras com o nome de Dilma, estavam na porta da basílica na saída da missa. Houve um princípio de briga entre eles e os militantes do PSDB.
O panfleto não assinado que circulou na igreja falava em três “grandes motivos para não votar em Dilma”. O texto acusa a candidata de ter se envolvido com as Farc, de ser favorável ao aborto e de envolvimento em casos de corrupção na Casa Civil.
Durante a missa, a chegada de Serra e seus apoiadores causou um tumulto. O padre pediu que os políticos não atrapalhassem o objetivo principal da cerimônia, que era a veneração a São Francisco. No momento da comunhão, muitos fiéis se aglomeraram em volta do candidato para tirarem fotos, além de equipes da imprensa.
(Por Amanda Cieglinski Da Agência Brasil - Canindé)

Diretor da Eletrobrás responde matéria da Folha

Diretor da Eletrobrás responde matéria da Folha

O diretor de Planejamento e Engenharia da Eletrobrás, Valter Cardeal, divulgou nota em resposta à matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo deste domingo (17) sobre a suposta participação do seu irmão Edgar Luiz Cardeal em negociações de projetos de energia.

Leia abaixo a íntegra da nota:

Com relação à matéria de capa da edição da Folha de 17.10.2010 – “Irmão de diretor de estatal negocia projetos de energia” – venho esclarecer os seguintes aspectos:

1- o engenheiro Edgar Luiz Cardeal é meu irmão e trabalha em projetos de energia elétrica há mais de 42 anos. Nenhum desses projetos faz parte de programas sob a minha coordenação, portanto, não há conflito de interesses entre as atividades de meu irmão e as minhas, no Sistema Eletrobrás;

2- Quanto ao PROINFA – Programa de Incentivo de Fontes Alternativas de Energia Elétrica, criado pela Lei n° 10.438, de abril de 2002, os projetos contratados foram habilitados e selecionados através de um certame público, iniciado e encerrado em 2004. Desde então nenhum outro empreendimento foi contratado no âmbito do PROINFA;

3- Reafirmo que o engenheiro Edgar Luiz Cardeal, não presta serviços a empresas do Sistema Eletrobrás. Ele trabalha como consultor, engenheiro e empresário, para projetos do setor elétrico privado, por meio da DGE Desenvolvimento e Gestão de Empreendimentos, empresa de sua propriedade. As condições de pagamento dos serviços contratados com a DGE são estabelecidas apenas pelas partes contratantes;

4- de acordo com o atual modelo do setor elétrico brasileiro, implementado no ano de 2004, a compra e venda de energia elétrica é efetivada por meio de leilões públicos. A fiscalização da aplicação do modelo é de responsabilidade da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL;

5- não é verdadeira a informação de que o Governo compra energia. A energia é comprada pelas empresas concessionárias de distribuição, auto-produtores, consumidores livres e cooperativas de eletrificação rural. Esta compra ocorre por intermédio de leilões públicos, vencendo aqueles produtores de energia que ofertarem o menor preço, o que contribui para uma menor tarifa, em benefício da população;

6- portanto, repudio com todas as letras a reportagem. A única verdade sem distorção no texto publicado é a de que meu irmão Edgar Luiz Cardeal é um reconhecido profissional e empresário do setor elétrico. Ao que me conste, não há ilegalidade alguma em ter um irmão ganhando a vida honestamente, de acordo com as leis de mercado.

Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2010

Valter Luiz Cardeal de Souza, diretor de Planejamento e Engenharia da ELETROBRAS

CNBB reconhece erro ao posicionar-se contra Dilma

O Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), grupo representante das dioceses do Estado de São Paulo, reconheceu hoje ter errado em posicionar-se politicamente contra o PT e a candidata Dilma Rousseff em nota intitulada "Apelo a todos os brasileiros e brasileiras", feita pela Comissão em Defesa da Vida e endossada pela direção da seção paulista da CNBB.

"O erro foi a apresentação de sigla partidária. Esse erro realmente foi colocado, isso não poderia ter acontecido. Você pode fazer uma nota, mas a partir do momento que você cita nome, cita partido, realmente você fere as pessoas. Com humildade, as pessoas reconheceram e vamos adiante, é preciso olhar para a frente", afirmou o bispo de Limeira, d. Vilson Dias de Oliveira, responsável pela Pastoral da Comunicação do Regional Sul 1.

Após a ressonância do conteúdo da nota propagada à revelia dos bispos pela internet, pelas paróquias, comunidades, igrejas e as ruas, não somente do Estado de São Paulo, os bispos católicos do Regional Sul 1 da CNBB divulgaram hoje nota oficial para esclarecer que "não indicam nem vetam candidatos ou partidos e que respeitam a decisão livre e autônoma de cada eleitor". "Agora não podemos tapar o sol com a peneira a essa altura dos fatos. O documento ("Apelo aos a todos os brasileiros e brasileiras") existiu, foi revisto, tirado do ar (internet) e, com essa nota, eliminado", afirmou d. Vilson.

A pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Polícia Federal (PF) apreendeu hoje ao menos 1 milhão de panfletos com o conteúdo produzido pela Comissão em Defesa da Vida, em uma gráfica no bairro Cambuci, em São Paulo. O material, com a logomarca da CNBB e as assinaturas do presidente, vice-presidente e secretário-geral do Regional Sul 1, recomenda aos eleitores votos somente a candidatos ou candidatas de partidos contrários à descriminalização do aborto.

Embora não citem o nome de Dilma, os panfletos apontam o PT como apoiador do terceiro Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e pela então ministra da Casa Civil, no qual se reafirmou a descriminalização do aborto. O material teria sido encomendado pela Diocese de Guarulhos. O bispo de Guarulhos, d. Luiz Gonzaga Bergonzini, não foi encontrado para falar sobre o assunto.

A nota divulgada hoje pela Regional Sul 1 diz que o grupo "desaprova a instrumentalização de suas declarações e notas e enfatiza que não patrocina a impressão e a difusão de folhetos a favor ou contra candidatos". O documento foi produzido e assinado por cerca de 50 bispos em uma reunião privada realizada na noite de ontem, em Indaiatuba (SP). Os bispos estavam na Vila Kostka, casa de retiros na qual ocorreu uma assembléia com lideranças diocesanas paulistas.

D. Vilson informou que não cabe à CNBB apurar se a ordem para a impressão dos panfletos anti-Dilma teria partido mesmo da diocese de Guarulhos. "Pode haver punição, mas aí é da nunciatura com o bispo", afirmou d. Vilson. A nunciatura apostólica funciona como a embaixada da Santa Sé no País. O núncio apostólico (representante do Vaticano) no Brasil é d. Lorenzo Baldisseri. "Se a polícia apreendeu e se vai ser descoberto se foi ele (o bispo de Guarulhos), ou foi um serrista ou sei lá eu quem foi que fez, quem está patrocinando, isso é a investigação que vai dizer. A CNBB faz questão de dizer que ela está fora disso", disse.

Homens invadem casa e matam dono de jornal em SP

O jornalista Wanderlei dos Reis, de 42 anos, foi baleado na noite de ontem por três homens armados dentro da própria casa, no centro de Ibitinga (SP). Ferido, ele morreu na manhã de hoje. Reis era dono do Jornal Popular News, uma publicação periódica e gratuita na cidade, voltado basicamente para a política. A Polícia Civil investiga o caso e ainda não tem pistas sobre a autoria do crime.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), durante a noite de ontem, Moisés Fernandes da Silva, de 20 anos, que morava na mesma casa com o jornalista, escutou um homem chamando por Reis. Ao sair no portão, encontrou três homens que o seguiram e fizeram ele e o jornalista reféns dentro de um quarto. Inicialmente, segundo a polícia, pensaram tratar-se de um roubo.

Tanto o jornalista quanto o colega foram agredidos fisicamente. Minutos depois, a porta do cômodo foi aberta e o jornalista retirado à força pelos criminosos, segundo a PM, quando Reis foi levado até a cozinha. O delegado Carlos Ocon de Oliveira, de Ibitinga, diz que um dos homens disparou um tiro na perna da vítima. A bala acertou a artéria femoral de Reis, que foi socorrido e morreu no hospital.

"Ainda estamos investigando e é prematuro saber o motivo do crime. Não sabemos se é por coisas pessoais ou pelo fato dele ser dono de jornal", falou o delegado, dizendo não acreditar em latrocínio. O depoimento da única testemunha não foi revelado.