sábado, 21 de outubro de 2017

Após liberar escravidão, Temer perdoa crimes ambientais de ruralistas


247 – A volta da escravidão no Brasil não foi o favor final de Michel Temer aos deputados da bancada ruralista, que podem salvá-lo da acusação de obstrução judicial e comando de organização criminosa na próxima quarta-feira.

Neste sábado, ele concedeu descontos de 60% em multas ambientais de R$ 4,6 bilhões e converteu as penas em prestações de serviços.

A volta da escravidão no Brasil foi condenada até pelas Nações Unidas, mas Temer governa apenas para os parlamentares que podem salvá-lo da cassação (leia aqui artigo de Josias de Souza).

A degradação moral e institucional brasileira avança a cada dia e choca o mundo civilizado (leia aqui artigo sobre a condenação da ONU ao Brasil).

Leia aqui reportagem do G1 sobre o perdão aos ruralistas.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/323580/Ap%C3%B3s-liberar-escravid%C3%A3o-Temer-perdoa-crimes-ambientais-de-ruralistas.htm

Lula: 'se o apartamento for meu, Moro pode doar para o MTST'

 


Do blog do Esmael Morais - Em discurso a sem teto em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva orientou o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) a solicitar ao juiz Sérgio Moro os imóveis que a lava jato atribuem a ele. “Se o apartamento for meu, Moro pode doar para o MTST”, bradou.

Lula reclamou da condenação que sofreu pela “propriedade” de um tríplex que, segundo ele, não lhe diz respeito. O ex-presidente também mencionou a ação penal que responde acerca de outro apartamento vizinho ao seu, em São Bernardo, e o sítio em Atibaia.

“Dois apartamentos e uma chácara em Atibaia. O Moro pode doar para o MTST”, disse o petista.

Lula declinou aos sem teto os endereços dos imóveis que a lava jato atribui a ele.

O ex-presidente foi hoje à “Ocupação Povo Sem Medo de São Bernardo do Campo” em solidariedade às mais de 8 mil famílias que resistem na luta por moradia.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/323579/Lula-'se-o-apartamento-for-meu-Moro-pode-doar-para-o-MTST'.htm

Almirante Othon: minha prisão interessa ao sistema internacional



247 - Em sua primeira entrevista após a Lava Jato, o almirante Othon Luiz Pinheiro da Silva, responsável pelo programa nuclear brasileiro, falou à Carta Capital e afirmou que é inocente de todas as acusações que levaram à sua condenação a 43 anos de prisão pelos supostos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, embaraço a investigações, evasão de divisas e organização criminosa nas obras de construção da usina nuclear de Angra 3. Segundo ele, sua condenação interessa sobretudo "ao sistema internacional preocupado com o fortalecimento de um dos países integrantes dos BRICS. Os brasileiros transnacionais, muito provavelmente, ficaram satisfeitos com o meu processo e a minha saída do cenário".

Segundo o almirante, os "brasileiros transnacionais são aqueles que, embora tenham nascido neste belo país, gostariam de ser cidadãos de outros países, em particular dos Estados Unidos. Não dão importância aos grandes problemas e desafios nacionais, não se preocupam em resolvê-los e, às vezes, em proveito próprio, não se importam em agravá- los. Minha condenação interessa ao sistema internacional contrário aos BRICS", afirma.

Responsável por uma das mais bem sucedidas experiências mundiais "na viabilização, com tecnologia nacional, do enriquecimento isotópico de urânio e de todas as demais etapas do ciclo do combustível nuclear" e no desenvolvimento e instalação nuclear para submarinos, incluindo a fabricação, no Brasil, de todos os equipamentos e componentes necessários" Othon também gerenciou "a definição do mais moderno programa de construção de centrais nucleares e armazenamento de rejeitos".

"Esse programa provocou grande impacto no cenário internacional. Uma evidência disso é o fato de eu ter recebido, em um mesmo dia, na sede da Eletronuclear, as visitas do subsecretário de Energia dos Estados Unidos e do ex-primeiro-ministro da Rússia e presidente da empresa estatal de energia atômica Rosatom, Sergey Kiriyenko", destacou.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/323590/Almirante-Othon-minha-pris%C3%A3o-interessa-ao-sistema-internacional.htm

A compra de votos com escravos


"Primeiro a gente tira a Dilma, depois a gente tira a Princesa Isabel", aponta um desses memes geniais e anônimos da internet brasileira. A mensagem traduz, de forma concisa, a tragédia do Brasil atual. Um governo rejeitado por mais de 90% da população e mergulhado num mar de lama necessita dos votos de um Congresso igualmente rejeitado e corrupto. Nesse parlamento, quem dá as cartas é uma das mais retrógradas das bancadas: a do boi. Conclusão: para agradar seus "juízes", Michel Temer oferece a flexibilização da fiscalização contra o trabalho análogo à escravidão nas propriedades rurais. Ou seja, compra votos oferecendo a carne fraca de seres humanos desprotegidos e vulneráveis.

Imaginar que isso possa acontecer em pleno século 21 seria vexatório em qualquer nação do mundo. Mas o Brasil, último país a abolir a escravidão, talvez jamais a tenha revogado de forma verdadeira. Os escravos foram jogados ao deus-dará e, ainda hoje, quando se fala em cotas, ouvem-se os ecos da Casa Grande. O mais indigno, no entanto, é o contexto dessa "desabolição". Temer parece disposto a fazer qualquer coisa para se manter no cargo, na barganha explícita do "governo semiparlamentarista" de que tanto se orgulha.

Para aqueles que o apoiaram mais ainda guardam um pingo de caráter, a situação é humilhante. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, fiador da "pinguela", disse que a situação é inaceitável, mas não teve coragem de romper publicamente com Temer. Ou seja: FHC, que tanto citava Joaquim Nabuco, mancha sua biografia com o apoio ao "desabolicionista" do presente. Claudio Lamachia, da Ordem dos Advogados do Brasil, aponta retrocessos inaceitáveis, mas ainda não pediu desculpas por ter apoiado o golpe parlamentar que permitiu essa situação. E Flavia Piovesan, secretária de Direitos Humanos, deve estar dando graças a Deus por estar deixando o governo rumo a um posto internacional.

Se não bastasse o atentado aos direitos humanos, a medida é também economicamente estúpida. O modelo agrícola brasileiro, de grandes propriedades, é voltado ao mercado internacional. E as nações civilizadas, que valorizam a democracia e os direitos humanos, não aceitam comprar produtos de países que explorem a mão-de-obra escrava ou que trabalhe em condições análogas à escravidão.

Temer poderá recuar de mais esse desastre, assim como recuou da venda de um pedaço da Amazônia a mineradoras canadenses, mas não o fará por convicção. Recuará apenas porque já terá conseguido os votos para escapar da segunda denúncia oferecida pelo procurador-geral Rodrigo Janot. Ou seja, depois de sobreviver, ele estará livre para dar o calote nos deputados da bancada ruralista. Mas o episódio serviu para mostrar como o Brasil se transformou na mais indigna sociedade do mundo atual.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/blog/leonardoattuch/323341/A-compra-de-votos-com-escravos.htm

domingo, 15 de outubro de 2017

MAIS UM CRIME FOI REGISTRADO EM JIJOCA

clip_image002

Cruz. Há poucos instantes, neste domingo, 15, mais um assassinato foi registrado na cidade de Jijoca de Jericoacoara quando um jovem, por nome de deca, foi morto à tiros na Rua Santa Luzia - Centro - Jijoca de Jericoacoara, há 300 Km de Fortaleza.

São 15h30 e o corpo ainda se encontra no local.

Quanta barbaridade!

A Paz tão sonhada já foi abolida da sociedade.

Dr. Lima

sábado, 14 de outubro de 2017

Chefão dos bandidos quer tirar seus asseclas da cadeia

Temer pede ao STF fim da prisão em segunda instância

247 – Em manifestação encaminhada pela Advocacia-Geral da União ao Supremo Tribunal Federal, o governo de Michel Temer defendeu o fim da prisão em segunda instância, medida que beneficia Eduardo Cunha, operador principal do golpe de 2016, e pode tirá-lo da cadeia.

As informações são do jornalista Breno Pires, em reportagem publicada no Estado de S. Paulo. "O governo Michel Temer defende a revisão da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância. Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal, a Advocacia-Geral da União (AGU) argumentou que a pena somente deve ser executada depois de esgotados todos os recursos da defesa, o chamado trânsito em julgado", escreveu.

"Em outubro do ano passado, por seis votos a cinco, o Supremo decidiu pela admissibilidade da prisão após o recurso em segundo grau, ao negar liminar em ações ajuizadas pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pelo PEN. O tema voltará a ser analisado no plenário em breve, uma vez que o relator Marco Aurélio Mello pretende liberar os processos para julgamento de mérito. Além da Presidência, o ministro solicitou informações ao Senado e à Câmara", informa.

Ontem, em depoimento, Lúcio Funaro disse que recebia propinas da JBS que eram repassadas primeiramente a Cunha e, em seguida, a aliados do PMDB, como o próprio Temer (leia aqui).

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/322314/Temer-pede-ao-STF-fim-da-pris%C3%A3o-em-segunda-inst%C3%A2ncia.htm

Funaro diz que Temer atuou em favor de empresas portuárias

 

247 - O operador Lúcio Funaro declarou à Procuradoria Geral da República, em depoimento no dia 23 de agosto, que Michel Temer pediu a Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente da Câmara dos Deputados, intervenção em favor de empresas portuárias.

O depoimento foi gravado e o vídeo foi obtido pela Folha de S.Paulo. Em outros trechos do depoimento, Funaro também disse que Cunha era um "banco de corrupção de políticos" e que José Yunes, amigo e ex-assessor de Temer, "tinha certeza" que era dinheiro o pacote entregue por ele ao advogado em seu escritório na véspera da campanha de 2014.

Segundo Funaro, Cunha lhe contou que Temer pediu que o deputado (hoje cassado) atuasse em favor de três empresas que operam no Porto de Santos - a Rodrimar, o grupo Libra e a Santos Brasil, além da Eldorado Celulose, que pertencia ao grupo J&F, controlador da JBS - durante a tramitação da Medida Provisória dos Portos, em 2013.

"Essa MP foi feita para reforma do setor portuário e ela ia trazer um grande prejuízo para o grupo Libra, que é um grupo aliado de Cunha e, por consequência, de Michel Temer, porque é um dos grandes doadores das campanhas de Michel Temer", disse Funaro.

No início deste mês, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu o depoimento de Temer sobre o caso dos portos.

"Pela definição dessa MP, o grupo Libra não ia poder renovar mais as suas concessões portuárias. Por quê? Porque tinha vários débitos fiscais inscritos em dívida ativa. O que o Eduardo Cunha fez? Pôs dentro dessa MP uma cláusula que empresas que possuíam dívida ativa inscrita poderiam renovar seus contratos no setor portuário desde que ajuizassem arbitragem para discutir este débito tributário", explicou o delator.

"Tanto a Eldorado como a Rodrimar tinham interesses, e o Eduardo narrou que, na época, o Michel pediu a ele 'Oh, tem que fazer isso, tem que fazer isso, cuidar disso' para que o negócio não saísse do controle", prosseguiu o operador.

A Procuradoria questionou no depoimento se, após a MP, houve pagamento de comissões ao PMDB. "Por doação política, tenho certeza. Oficial. Por comissão, que seria uma propina disfarçada de doação oficial, e outros tipos de recebimento, não tenho conhecimento", respondeu.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/322302/Funaro-diz-que-Temer-atuou-em-favor-de-empresas-portu%C3%A1rias.htm

Jornalistas Livres: Moro armou cilada para prender Lula


Por Hermínio Porto, nos Jornalistas Livres

A ultima decisão do juiz Sergio Moro deu 48 horas para o presidente Lula apresentar os recibos de alugueis. A decisão atende aos interesses do Ministério Publico Federal que arguiu a falsidade dos documentos apresentados pela defesa de Lula.

A DEFESA TEM A POSSE DOS RECIBOS E PODE EXTRAIR CÓPIAS ANTES DE ENTREGÁ-LOS, O QUE JÁ É MEDIDA SUFICIENTE PARA PREVENIR QUALQUER CHANCE DE ADULTERAÇÃO SUPERVENIENTE, AINDA QUE SEJA SURPREENDENTE QUE ISSO SEJA AVENTADO PELA DEFESA.

DESNECESSÁRIA AUDIÊNCIA FORMAL PARA ENTREGA OU A PRESENÇA DE PERITO.

CONCEDO O PRAZO DE 48 HORA PARA A ENTREGA.

Partindo da premissa que Lula é culpado, Moro afirma que deseja evitar adulteração dos documentos.

O juiz não diz qual será a consequência do não cumprimento do que foi estabelecido neste prazo. Seu silencio serve para não chamar atenção da população sobre a possibilidade de violação de direitos que pode acorrer já a partir de domingo. Moro não ameaça claramente mas aponta para Lula a arma carregada, quando cria um fato para poder aplicar a lei processual penal de forma arbitraria.

O Código de Processo Penal tem dois artigos que, se forcados numa interpretação arbitraria, característica comum ao Moro, das coisas podem acontecer:

1 – Busca e apreensão nos imóveis do Lula (em que tenha posse ou propriedade), nos termos do artigo 240, § 1o ,

ART. 240.  A BUSCA SERÁ DOMICILIAR OU PESSOAL.

  • 1OPROCEDER-SE-Á À BUSCA DOMICILIAR, QUANDO FUNDADAS RAZÕES A AUTORIZAREM, PARA:
[…]

C) APREENDER INSTRUMENTOS DE FALSIFICAÇÃO OU DE CONTRAFAÇÃO E OBJETOS FALSIFICADOS OU CONTRAFEITOS;

[…]

H) COLHER QUALQUER ELEMENTO DE CONVICÇÃO.

2 – PRISAO DO LULA, nos termos do art. 282,

ART. 282.  AS MEDIDAS CAUTELARES PREVISTAS NESTE TÍTULO DEVERÃO SER APLICADAS OBSERVANDO-SE A:

  • 4O NO CASO DE DESCUMPRIMENTO DE QUALQUER DAS OBRIGAÇÕES IMPOSTAS, O JUIZ, DE OFÍCIO OU MEDIANTE REQUERIMENTO DO MINISTÉRIO PÚBLICO, DE SEU ASSISTENTE OU DO QUERELANTE, PODERÁ SUBSTITUIR A MEDIDA, IMPOR OUTRA EM CUMULAÇÃO, OU, EM ÚLTIMO CASO, DECRETAR A PRISÃO PREVENTIVA (ART. 312, PARÁGRAFO ÚNICO).
[…]

ART. 312.  A PRISÃO PREVENTIVA PODERÁ SER DECRETADA COMO GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA, DA ORDEM ECONÔMICA, POR CONVENIÊNCIA DA INSTRUÇÃO CRIMINAL, OU PARA ASSEGURAR A APLICAÇÃO DA LEI PENAL, QUANDO HOUVER PROVA DA EXISTÊNCIA DO CRIME E INDÍCIO SUFICIENTE DE AUTORIA.

PARÁGRAFO ÚNICO.  A PRISÃO PREVENTIVA TAMBÉM PODERÁ SER DECRETADA EM CASO DE DESCUMPRIMENTO DE QUALQUER DAS OBRIGAÇÕES IMPOSTAS POR FORÇA DE OUTRAS MEDIDAS CAUTELARES

Basta saber se Moro vai querer pular para a ultima hipótese e prender Lula. Moro exige os recibos originais ja apresentados documentos em 48 horas em total atropelo ao processo e ao direito a ampla defesa.

É FUNDAMENTAL QUE TODA A MILITÂNCIA ESTEJA ATENTA NAS PRÓXIMAS 48 HORAS PARA QUE A CASA DE LULA NÃO SEJA REVIRADA E O LULA NÃO SEJA LEVADO PRESO PARA CURITIBA.


POSICIONAMENTO INSTITUTO LULA

“A defesa tem os recibos originais e não existe risco de prisão de risco.”

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/parana247/322316/Jornalistas-Livres-Moro-armou-cilada-para-prender-Lula.htm

Singer: STF foi duro com Delcídio e arrefeceu com Aécio


Reprodução | REUTERS

247 - O cientista político e professor da Universidade de São Paulo André Singer afirmou neste sábado que a decisão decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) na última quarta-feira, restabelecendo a primazia do Legislativo sobre o afastamento de mandatos deu margem para acreditar que o objetivo era proteger o senador Aécio Neves (PSDB).

"A liderança de Gilmar Mendes na vitória final dá motivos para acreditar que o principal objetivo era proteger o tucanato, pois o ministro se notabilizou por desarquivar o processo contra a chapa Dilma-Temer no segundo semestre de 2015, quando o impeachment de Dilma Rousseff estava indefinido, mas tomou posição contrária quando, em junho deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) poderia cassar Michel Temer já no exercício da Presidência da República", diz Singer.

Para ele, faz sentido acreditar num viés da corte, a qual foi dura quando os incriminados eram o petista Delcídio do Amaral ou o peemedebista Eduardo Cunha, mas arrefece quando chega a vez do tucano Aécio.

"O problema é que, como tenho afirmado aqui há mais de um ano, não se encontra na Constituição a figura do afastamento do mandato por parte do Judiciário. Significa dizer que o STF 'inventou' uma legislação, acoplando-se ao ambiente de exceção instaurado pela Lava Jato. A arbitrariedade dos juízes da operação ao decretarem prisões desnecessárias, como ficou claro no caso do ex-ministro Guido Mantega, em setembro de 2016, tornou-se corrente", afirma.

Leia na íntegra o texto de André Singer.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/322321/Singer-STF-foi-duro-com-Delc%C3%ADdio-e-arrefeceu-com-A%C3%A9cio.htm

PT e frentes de esquerda elaboram programas de governo

 

247 - As forças políticas do campo progressista debatem três programas de governos para candidaturas de esquerda a um ano da eleição presidencial, ainda sob a incerteza de quem irá defender as bandeiras, que vão desde a revogação de privatizações do atual governo até a descriminalização das drogas.

A discussão mais recente é a iniciada pelo PT, que há algumas semanas abriu consulta a filiados e à população para traçar um "projeto de nação". As outras iniciativas são lideradas por movimentos que têm participação de membros do PT, além de partidos como PSOL e PCdoB: o "Vamos!", que a Frente Povo sem Medo começou em agosto, e o "Plano Popular de Emergência", discutido pela Frente Brasil Popular desde maio.

A política econômica é eixo nos três planos. As propostas ainda aparecem em caráter provisório, já que os documentos só terão a versão final divulgada nos próximos meses.

O programa petista critica a concentração de renda. "A percepção é que se deve melhorar a forma do gasto [público]. Mantivemos setores quase imunes à tributação, o que trouxe desequilíbrio. Talvez seja uma das causas do deficit", diz Marcio Pochmann, que preside a Fundação Perseu Abramo, braço de estudos da legenda, ao jornal Folha de S. Paulo.

Conheça as principais propostas de casa plano em elaboração:

Plano Popular de Emergência
ORGANIZADOR: Frente Brasil Popular
ENVOLVIDOS: CUT, MST, UNE, Levante Popular, entre outros

PROPOSTAS:

Sistema político
Antecipação das eleições presidenciais, financiamento público exclusivo de campanhas, mandatos para ministros de cortes superiores

Economia
Reversão das privatizações feitas por Temer, adequação das taxas de juros, do câmbio e da política fiscal à realidade da economia brasileira, reajuste de 20% no Bolsa Família

Ambiente
Reforma agrária, desapropriação de latifúndios improdutivos, titulação de áreas quilombolas, demarcação de terras indígenas, revogação da chamada "MP da grilagem"

Cultura e educação
Investimento de 10% do PIB em educação até 2024, revogação da reforma do ensino médio, reestruturação dos Pontos de Cultura

Sociedade
Legalização progressiva das drogas, mutirão contra prisões irregulares, penas alternativas para crimes, descriminalização do aborto, combate a toda forma de preconceito

Política externa
Retomada da política externa independente, com integração regional e valorização de instituições como Mercosul

-

Vamos!
ORGANIZADOR: Frente Povo sem Medo
ENVOLVIDOS: MTST, CUT, UNE, entre outros

PROPOSTAS:

Sistema político
Maior participação popular, com consultas, plebiscitos e referendos, além de conferências abertas e conselhos

Economia
Taxação de grandes fortunas, redução dos juros, auditoria da dívida pública, recriação da CPMF, reforma tributária que taxe os lucros e não o consumo, revogação da terceirização irrestrita

Ambiente
Desenvolvimento sustenvável, reforma agrária

Cultura e educação
Democratização da comunicação, ampliação da produção e do acesso cultural, fortalecimento da educação pública

Sociedade
Combate ao racismo, ao machismo, à homofobia e à transfobia

Política externa
Sem propostas previamente definidas

-

O Brasil Que o Povo Quer
ORGANIZADOR: PT (Partido dos Trabalhadores)
ENVOLVIDOS: Filiados e outros cidadãos

PROPOSTAS:

Sistema político
Ampliação da democracia, aprimorando a representação e as formas de participação, busca do bem-estar social

Economia
Crescimento com distribuição de renda e política industrial, juros baixos e taxa de câmbio competitiva, investimentos em ciência e tecnologia

Ambiente
Preservação e economia de recursos naturais, desenvolvimento de fontes de energia renovável, combate ao aquecimento global

Cultura e educação
Integração de educação ciência e tecnologia, com práticas mais inovadoras

Sociedade
Direitos iguais para minorias, respeito aos direitos civis e às liberdades individuais

Política externa
Defesa da soberania nacional, com representação nos organismos e coalizões internacionais, proteção das fronteiras e das riquezas naturais

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/322319/PT-e-frentes-de-esquerda-elaboram-programas-de-governo.htm

Juiz do DF determina que votação seja aberta em caso de Aécio


Marcos Oliveira

247 - O juiz federal Marcio Luiz Coelho de Freitas, da Justiça Federal no Distrito Federal, determinou que o Senado adote votação aberta na análise do caso do senador Aécio Neves (PSDB-MG), marcada para a próxima terça-feira (17).

O plenário da Casa deve analisar nesta data se mantém o tucano afastado do mandato e a imposição de recolhimento noturno. As medidas restritivas foram impostas a ele por decisão da primeira turma do STF (Supremo Tribunal Federal) no fim de setembro.

"Tenho que efetivamente a adoção de votação sigilosa configuraria ato lesivo à moralidade administrativa, razão pela qual defiro a liminar para determinar que o Senado Federal se abstenha de adotar sigilo nas votações referentes à apreciação das medidas cautelares aplicadas ao senador Aécio Neves", escreveu o juiz em seu despacho.

A decisão do magistrado tem como base uma ação popular protocolada nesta sexta-feira (13), depois de rumores de que alguns senadores articulavam a adoção de voto secreto.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/322317/Juiz-do-DF-determina-que-vota%C3%A7%C3%A3o-seja-aberta-em-caso-de-A%C3%A9cio.htm

FMI: sem corrupção, PIB per capita subiria 30% no Brasil


Marcello Casal Jr/Agência Brasi

247 - Estudo realizado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) afirma que o Brasil teria um PIB per capita até 30% maior se suas instituições fossem menos corruptas.

De acordo com o economista Carlos Eduardo Gonçalves, um dos autores do estudo que ainda não foi publicado, o PIB per capita do país cresceria US$ 3 mil nessas circunstâncias. Em 2016, o PIB per capita do país foi R$ 30.407, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os pesquisadores do FMI estimaram como seria se o Brasil tivesse condições mais próximas às do Chile, Costa Rica e Uruguai, considerados os países menos corruptos da América Latina.

Para ajudar a entender a relação entre corrupção e renda, o estudo incluiu a medida da "heterogeneidade étnico-religiosa" de cada país, partindo da premissa de que, quanto maior a diversidade da população, maior a corrupção.

"Se um país é muito heterogêneo em várias dimensões, ele geralmente apresenta uma taxa mais alta de corrupção. Quando todo mundo é parecido entre si, é menos provável que um grupo tente roubar para favorecer os seus", afirma Gonçalves.

Segundo os pesquisadores do FMI, a "heterogeneidade étnico-religiosa" de cada país é uma medida correlacionada com a corrupção, mas que não afeta diretamente o PIB, o que, segundo eles, faz com que seja uma variável instrumental ideal.

As informações são da Folha de S. Paulo.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/322327/FMI-sem-corrup%C3%A7%C3%A3o-PIB-per-capita-subiria-30-no-Brasil.htm

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Imposto alto? É: para pobres e para a classe média que bate panelas pelos ricos


Agência Brasil

Por Fernando Brito, do Tijolaço

Cássia Almeida, no insuspeito O Globo, mostra o que muita gente sabe mas não diz, quando grita contra a alta carga tributária no Brasil.

Porque é verdade que ela é alta, alta ao nível de países desenvolvidos: 33% do Produto Interno Bruto.

Mas o que ninguém fala – e é mais importante – é que ela é muito mais alta para os pobres e para a classe média do que para os ricos e super-ricos, graças a uma medida editada no governo Fernando Henrique Cardoso  e que isenta de Imposto de Renda o dinheiro auferido pela pessoa física como lucros, dividendos e juros sobre capital próprio de empresas de que sejam donos ou sócios.

O argumento é o de que, como a empresa paga imposto de renda (alíquota de até 15%) o dinheiro que dela os seus proprietários recebem não poderia ser tributado.

OU seja: se a empresa transferir-lhe lucros de R$ 1 milhão, seu imposto por receber isso pessoalmente será zero.

Os muito ricos no Brasil pagam pouco Imposto de Renda (IR) em relação ao que ganham. A alíquota do tributo direto cresce conforme o rendimento aumenta, mas somente de R$ 24,4 mil anuais até R$ 325 mil, quando atinge 12% dos ganhos. Quando a renda supera esse patamar, essa alíquota entra em trajetória de queda, chegando a 7% para quem ganha mais de R$ 1,3 milhão por ano.

Num gráfico montado pelo professor de economia da Unicamp Fernando Nogueira da Costa, sobre o qual faço agregações, fica claro que os 10% mais ricos entre os brasileiros têm uma isenção de IR quase equivalente ao dobro dos 10% mais pobres, cuja “isenção” é, na verdade, o resultado da miséria que ganham, que não chega ao patamar mínimo de tributação.

No estudo de Rodrigo Orair, Sergio Gobetti,Evilásio Salvador, Marcelo Medeiros e Fábio Castro, Perfil da Desigualdade e da Injustiça Tributária , do Ipea, que serve de base á reportagem os números são claros:

Os “Grandes Números do IRPF” revelam que, em 2013, dos R$ 623,17 bilhões de rendimentos isentos de IR, em 2013, R$ 287,29 bilhões eram de lucros e dividendos recebidos pelos acionistas; R$ 44,13 bilhões, de lucros obtidos na alienação de bens; e R$ 33,05 bilhões, da parcela isenta da atividade rural.

Portanto, de R$ 623 bilhões dados como isenção, quase 60 por cento se referem a ganhos empresariais. Que é maior quanto maior é o ganho, chegando a uma alíquota de meros 3,53%  para  quem tem renda anual superior a 160 salários mínimos, ou R$ 150 mil, hoje, aproximadamente.

Fonte: Brasil 247

Temer cria maior dívida fiscal entre 40 países, aponta FMI


REUTERS/Ueslei Marcelino | Reprodução

247 - O Brasil será o emergente de maior dívida em 2019, superando Ucrânia e Egito, e ter endividamento perto de 100% do PIB em 2022, prevê o Fundo Monetário Internacional (FMI).

O relatório elaborado pela organização, chamado de "Monitor Fiscal", considera 40 países emergentes, aponta reportagem do Globo publicada nesta quinta-feira 12.

Neste ano, o indicador deverá subir de 78,3% para 91,1%, já fazendo com que pulemos para o posto de terceiro emergente mais endividado, diz ainda o documento.

O ministro da Fazenda do governo Temer, Henrique Meirelles, minimizou, no entanto, as previsões do FMI. Segundo ele, "o importante, no caso do Brasil, é análise da dívida líquida".

O histórico mostra que a dívida brasileira caiu com o governo Lula, se manteve estável com Dilma Rousseff e disparou com o golpe.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/322043/Temer-cria-maior-d%C3%ADvida-fiscal-entre-40-pa%C3%ADses-aponta-FMI.htm

Âncora é demitido da Jovem Pan após 21 anos: “lei era criticar o PT”


Reprodução/YouTube

247 - Um dia após ter comemorado 21 anos na Jovem Pan, o âncora Paulo Pontes anunciou ter sido demitido da rádio. Ele criticou, em um desabafo no Facebook, a forma como isso aconteceu e revelou alguns dos motivos.

Segundo ele, o desligamento da bancada do Jornal da Manhã, onde ficou por 16 anos, foi motivado porque ele não admitiu "o radicalismo que se impôs na linha editorial" do veículo. "Para mim, desde sempre, Lula, Aécio, Temer, Alckmin e milhares de outros se equivalem. Mas a lei [na rádio] era só criticar o PT e abafar o resto...", escreveu.

"Minha ética, meu compromisso com a verdade e com a condição apolítica não me permitiam vender a alma. Isso foi o início do meu fim na Jovem Pan", acrescentou. Confira abaixo a íntegra do texto, reproduzido na coluna de Flávio Ricco, do UOL.


"Gente, parece incrível, mas ontem postei aqui que completava 21 anos de Jovem Pan. Agradeço a todos que curtiram e comentaram. Mas, ironia do destino, venho no dia seguinte comunicar a todos que meu ciclo na Jovem Pan terminou. Não tenho o que reclamar. Uma casa onde trabalhei por 21 anos ficará para sempre marcada em minha vida como, tenho absoluta certeza, apesar da falta de modéstia, que ficarei lá. Só posso agradecer, começando pelo começo, à Renata Perobelli Borba que fez a ponte, lá atrás, como Anchieta Filho , e me levaram para convesar com o Zé Pereira. E assim mudei da Bandeirantes para a Jovem Pan em 10 de outubro de 1996. Antonio A Carvalho , o seu Tuta, foi um grande patrão e confiou em mim. Pois foi ele quem me colocou como titular do Jornal da Manhã em 13 de dezembro de 1999. Por 16 anos tive a honra de apresentar esse jornal. Mas com as mudanças na empresa, fui limado da bancada por não admitir o radicalismo que se impôs na linha editorial. Para mim, desde sempre, Lula, Aécio, Temer, Alckmin e milhares de outros se equivalem. Mas a lei era só criticar o PT e abafar o resto. Algumas poucas pessoas viraram cordeiros para conquistar cargos e assim se mantém até hoje. Mas minha ética, meu compromisso com a verdade e com a condição apolítica não me permitiam vender a alma. Isso foi o início do meu fim na Jovem Pan. Admiro toda a família do seu Tuta, exceção feita aos dois filhos, que, inclusive, são bloqueados em meu Face. A Jovem Pan não os merece. A todos, indistintamente, todos com quem eu trabalhei na Jovem Pan, alguns com maior proximidade, outros nem tanto, meu muito obrigado e o agradecimento eterno por terem me permitido fazer parte desta grande equipe e grande casa. A vida segue. Não defini ainda o caminho que vou tomar, mas em breve espero ter tido essa definição. Aos ouvintes, muito fieis, meu muito obrigado e a certeza de que nunca enganei qualquer um com meus comentários, induzindo a interesses próprios. E assim continuarei, esteja onde estiver".

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/322093/%C3%82ncora-%C3%A9-demitido-da-Jovem-Pan-ap%C3%B3s-21-anos-%E2%80%9Clei-era-criticar-o-PT%E2%80%9D.htm

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

GLEISI: ‘ELES COMEM BRIOCHES ENQUANTO O POVO PASSA FOME’


Agência Senado

Blog do Esmael - A senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT, comparou o presidente do Banco Central, Ilan Golgfajn, a Maria Antonieta ao sugerir que ‘os tubarões do sistema financeiro comem brioches enquanto o povo brasileiro passa fome’.

Gleisi emparedou o representante dos banqueiros — Golgfajn — na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, nesta terça-feira (10), durante debate sobre a política monetária no país.

O presidente do BC e representante dos bancos, Ilan Golgfajn, ficou numa saia justa ao ser questionado pela parlamentar se havia tomado café da manhã.

“Sabe por que eu estou lhe perguntando? Porque eu atendi hoje duas pessoas no meu gabinete e percebi que elas não tinham tomado café. A gente sabe quando a pessoa está com fome. Infelizmente, este País voltou a ter fome e miséria.” E continuou: “O gás de cozinha, Dr. Ilan, não sei se o senhor sabe quanto está o botijão. Está R$90. Sabe quanto custava no Governo Lula? Era R$17. Essa diferença de R$73 é muito grande para quem ganha salário mínimo.”

Para Gleisi, a volta da fome e o corte de políticas sociais são consequência de um governo que não conhece a realidade do povo. “Eu sei que o senhor não conhece o Brasil do fundão, não anda no interior do Brasil, não conhece a pobreza. O ministro da Fazenda também não faz isso, portanto, estão totalmente dissociados da vida da população. A política econômica que os senhores estão pilotando é para a parcela mais rica da sociedade.”

A política monetária, enfatizou Gleisi, tem que servir a um objetivo maior, que é a sociedade e a vida das pessoas. “Vocês tiraram a Dilma, dizendo que ia melhorar? Melhorar para quem? Para a população que não é. Uma vergonha!”.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/parana247/321907/Gleisi-%E2%80%98Eles-comem-brioches-enquanto-o-povo-passa-fome%E2%80%99.htm

Gleisi Hoffmann: ‘Eles comem brioches enquanto o povo passa fome’

Volume de impostos pagos pelo brasileiro cresce 8% em 12 meses


Marcello Casal jr/Agência Brasil

Bruno Bocchini, repórter da Agência Brasil - O montante de tributos pagos pelos brasileiros teve crescimento nominal de 8% em doze meses, no período iniciado em 14 de setembro de 2016 e encerrado em 14 de setembro de 2017. Os impostos estaduais foram os que mais cresceram (10,2%). Já os tributos municipais avançaram 7,7% e os federais, 7,1%.

Os números estão em levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT) e divulgado hoje (10) pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

"Além do efeito da inflação e da retomada da atividade econômica, a recuperação do consumo levou à melhora da arrecadação porque o ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] é o principal imposto dos estados e incide fortemente sobre as vendas do varejo e serviços públicos como energia e gás", disse o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

De acordo com a ACSP também colaboraram para o aumento do volume tributário o crescimento do lucro de empresas e a elevação de salários e do número de contribuintes.

No último dia 14, o Impostômetro da ACSP registrou a marca de R$ 1,5 trilhão arrecadados em tributos municipais, estaduais e federais em 2017. Um ano antes, no mesmo dia, o painel marcava R$ 1,39 trilhão.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/321931/Volume-de-impostos-pagos-pelo-brasileiro-cresce-8-em-12-meses.htm

Invasão policial à casa do filho de Lula prova que o Brasil já é uma ditadura


Reprodução: Facebook

Por Fernando Brito, no Tijolaço - Então alguém faz uma denúncia anônima de que há drogas em sua casa e isso já justifica uma "batida" policial, que nínguém sabe autorizada por quem?

Não acharam nada, mas o que os impediria de ter "plantado" algo.

Afinal, é filho do Lula e, se é filho do Lula, já é presumivelmente culpado e assim seria tratado pela mídia.

Um juiz autorizou isso?

E, se o fez, fez só porque um anônimo "denunciou"?

Quem sabe foi um guri do MBL, do orelhão, dizendo "vai lá que é quente, tá cheio de droga".

Se é que tem ordem judicial.

O que vai acontecer com este possível juiz e com os policiais?

As notícias dão conta de que levaram computadores da casa.

A que pretexto, com ordem de quem?

O que é que vão colocar lá?

Estamos sob uma ditadura e não vê quem não quer, ou – ainda pior – quem a quer.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/321901/Invas%C3%A3o-policial-%C3%A0-casa-do-filho-de-Lula-prova-que-o-Brasil-j%C3%A1-%C3%A9-uma-ditadura.htm

BOMBA! JÁ PERDEMOS A AMAZÔNIA! GENERAL NERY

Dilma agradece aos que lutam para anular o golpe


 Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

247 - Em vídeo, presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff, agradece aos manifestantes, a quem chama de “guerreiros”, que protestam nesta quarta-feira 11 na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, pela anulação do golpe pelo Supremo Tribunal Federal, movimento chamado de #AnulaSTF.

“Está cada vez mais claro que o impeachment sem crime de responsabilidade praticado contra meu mandato foi um golpe contra a democracia, o povo brasileiro e a nossa nação”, diz Dilma na mensagem.

Ela cita a "situação de descalabro em que foi mergulhada pelos golpistas", a "perda diária de direitos, crescentes ações contrárias à nossa soberania e ameaças concretas ao estado democrático de direito".

“Agradeço a todos, brasileiros e brasileiras, que estão nas ruas se manifestando em favor da anulação do impeachment”, diz ainda. Assista:

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/321924/Dilma-agradece-aos-que-lutam-para-anular-o-golpe.htm

Dilma agradece aos guerreiros que lutam para anular o golpe

Indignado, Trajano reage à perseguição contra Lula


Reprodução

247 - O jornalista José Trajano se manifestou no Twitter contra a perseguição ao ex-presidente Lula, que tomou dimensões desproporcionais nesta terça-feira 10.

"Perseguição tem limites!", postou Trajano, sobre a busca pela polícia paulista na casa do filho de Lula, Marcos Lula da Silva, em Paulínia, com base numa denúncia anônima - e infundada - de tráfico de drogas.

"Na casa de quem dizem que cheira, nenhuma operação. Por falar nisso, e o helicóptero hein? Nada?", questionou ainda Trajano, em referência ao helicóptero encontrado em 2013 no Espírito Santo com 450 quilos de cocaína, e associado ao senador Zezé Perrella (PMDB-MG), aliado mais próximo de Aécio Neves (PSDB-MG). A aeronave foi apelidada de "helicoca".

No mandado contra o filho de Lula, havia apenas o endereço, sem identificação do alvo, uma prática típica de estados de exceção, que indica que qualquer cidadão poderá ser alvo de uma polícia política, assim como nos tempos do nazismo.

Mesmo sem encontrar drogas, a polícia levou computadores e outros bens do filho de Lula (leia mais aqui).

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/321902/Indignado-Trajano-reage-%C3%A0-persegui%C3%A7%C3%A3o-contra-Lula.htm

Mais um pacote de maldade como vingança

GOVERNO JÁ PREPARA NOVA ALTA DE IMPOSTOS

Beto Barata/PR

247 - O Ministério da Fazenda quer aumentar as alíquotas do PIS/Cofins para compensar as perdas de arrecadação com a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que excluiu o ICMS da base de cálculo desses tributos.

A equipe econômica prepara uma medida provisória para elevar os percentuais dessas cobranças. O objetivo é igualar as receitas que estavam previstas antes do julgamento do caso no tribunal, que ocorreu em março.

A maioria dos ministros do STF decidiu que o ICMS, um imposto estadual, não poderia ser incluído na base de cálculo do PIS e da Cofins, que são tributos federais.

Durante o julgamento, a AGU (Advocacia-Geral da União) afirmou que o governo poderia perder até R$ 27 bilhões por ano.

Para recompor as perdas, integrantes da área econômica afirmam que deve haver um aumento linear das alíquotas do PIS e da Cofins –atualmente de 1,65% e 7,6% sobre o faturamento, respectivamente. No conjunto, a cobrança dos dois tributos corresponde hoje a 9,25%. O reajuste pode ser próximo a um ponto percentual, o que elevaria a cobrança de PIS/Cofins para casa de 10%.

A Fazenda voltou a discutir o aumento na semana passada, quando foi publicado o acórdão do julgamento do Supremo sobre o caso. A proposta será enviada à Casa Civil para análise de ministros da área política e de Michel Temer.

O aumento do PIS/Cofins só pode ser feito com mudanças na lei via medida provisória ou projeto de lei.

As informações são de reportagem de Bruno Boghossian na Folha de S.Paulo.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/economia/321844/Governo-j%C3%A1-prepara-nova-alta-de-impostos.htm

TEMER, O BANDIDO, VENCE NO FINAL, DIZ NOBLAT


247 - O jornalista Ricardo Noblat publicou nesta quarta-feira um artigo em que critica a provável salvação de Michel Temer diante da denúncia de formação de quadrilha e obstrução de Justiça.

Confira abaixo trechos do texto:

"E assim, tão logo encerrada a sessão da Câmara com o arquivamento da denúncia, os líderes de partidos que apoiam o governo sairão, em desembalada carreira, ao encontro de Michel Temer, à espera deles no Palácio do Jaburu. Todos brindarão à vitória com espumante nacional, uma vez que a crise reclama um comportamento patriótico. E, é claro, alguns deputados mais afoitos ainda tentarão arrancar de Temer favores de última hora para além dos que ele havia se comprometido a conceder.

Spoiler não é uma das palavras da moda, junto, por exemplo, com empoderamento? Por empoderado, acabei de cometer um spoiler ao antecipar o desfecho do caso da segunda denúncia de corrupção contra Temer. Nada demais para quem já assistiu ao filme agora reprisado pela televisão país afora. No final, embora todos torçam pela vitória do mocinho, quem ganha é o bandido. Não ganha de forma propriamente dita, escapa de morrer — o que, na situação dele, e na contramão da vontade do espectador, significa ganhar.

Não cabe na cabeça de ninguém, a não ser na dos muitos cínicos, que Temer tenha entrado limpo e saído limpo da conversa com o empresário Joesley Batista, no escurinho do porão do Jaburu. Foi uma conversa onde o sugerido, o murmurado, a frase incompleta, a intenção por trás de cada palavra prevaleceu sobre o que foi dito de fato. “Mantenha isso, viu?” — é algo que poderia se aplicar à sentença passada ou à futura. Ou ao conjunto de obra. Linguagem só perfeitamente inteligível para quem a domina e sabe do que se fala."

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/321856/Temer-o-bandido-vence-no-final-diz-Noblat.htm

DILMA LIDERA PESQUISA PARA SENADO EM MINAS. JANOT É 2º


Roberto Stuckert Filho

Minas 247 - Levantamento feito pelo instituto Paraná Pesquisas divulgado nesta terça-feira, 10, mostra que a presidente deposta Dilma Rousseff lidera a preferência da maioria dos eleitores de Minas Gerais para uma candidatura ao Senado.

Na modalidade estimulada do levantamento, Dilma aparece em primeiro com 16,9% de intenções de voto entre os mineiros. O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot surpreendeu e aparece em segundo lugar, com 15,2% de intenções. Em terceiro aparece Josué Alencar (PMDB), filho do ex-vice-presidente José Alencar, com 15,1% dos votos. O senador Aécio Neves (PSDB), principal articulador do golpe parlamentar de 2016, aparece em quarto, com 13,7%.

Para a presidência da República, o ex-presidente Lula segue na liderança da preferência dos mineiros, com 25,8% de intenções. O deputado Jair Bolsonaro (PSC) aparece em segundo, com 19,1%, seguido de Marina Silva (Rede), com 8,7%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 7,9%. Ciro Gomes (PDT) aparece com 5,6% e Alvaro Dias (Pode).

O Paraná Pesquisas ouviu 1.507 eleitores em 70 municípios entre os dias 30 de setembro e 5 de outubro. O grau de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,5%.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/minas247/321771/Dilma-lidera-pesquisa-para-Senado-em-Minas-Janot-%C3%A9-2%C2%BA.htm

CAÇA A LULA JÁ ENVOLVE ATÉ BUSCA POR DROGAS COM DENÚNCIA ANÔNIMA


(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

SP 247 - Não dá trégua a caçada judicial e midiática contra o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto para retornar à Presidência nas eleições do próximo ano.

A Polícia Civil de São Paulo fez nesta terça-feira, 10, uma operação de busca e apreensão na casa do filho ex-presidente Marcos Lula da Silva, que mora em Paulínia (SP). A operação da polícia de Geraldo Alckmin se baseou apenas em uma denúncia anônima, de que no local poderia haver consumo de drogas.

Segundo a colunista Monica Bergamo, nada foi encontrado; policiais se retiraram, mas a mídia já tinha combustível para atacar o ex-presidente.

A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, protestou contra a medida. "Tá demais isso. Chega a ser doentio! Uma denúncia anônima, NADA FOI ENCONTRADO*, mas como estampam nos sites e redes é sempre com viés difamatório. Que absurdo!", escreveu Gleisi em seu Facebook.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) também criticou a operação da Polícia Civil. "É um escândalo. Uma ação tabajara, onde nada foi encontrado, porque o objetivo é explícito: perseguir a família inteira de Lula e transformar a vida de todo mundo em um verdadeiro inferno. Esta ação deve ser repudiada com veemência e o governador Alckmin precisa tomar providências!", disse Lindbergh em vídeo. Assista abaixo:

Lindbergh protesta contra nova perseguição à família de Lula

Relator rejeita denúncia contra Temer, que tem densidade e força probatória


Em uma sessão que, entre idas e vindas, durou quase sete horas, o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) – relator da solicitação para processar o presidente ilegítimo Michel Temer e dois de seus ministros (Eliseu Padilha e Moreira Franco) – foi na contramão do que indicam todas as provas contra Temer e afirmou ontem (10) não haver “justa causa” para o prosseguimento da denúncia, recomendando a sua inadmissibilidade e pedindo o indeferimento da instalação do processo.

Diferentemente do que sustentou Andrada em seu parecer, a Bancada do PT mostrou durante toda a sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) haver um repertório farto de provas contra o presidente ilegítimo. “A acusação contra Temer tem densidade, tem força probatória e tem consistência”, avaliou o deputado Paulo Teixeira (PT-SP). Isso porque, para além de uma delação, Teixeira disse haver um rol de materialidade. “Há uma gravação, uma ação controlada, uma prisão e uma apreensão de valores”, referindo-se ao emaranhando de situações que se interligam e se complementam.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) reforçou igualmente os argumentos que demonstram estar comprovado o cometimento de crime pelo presidente ilegítimo. “É um absurdo arquivar uma denúncia que não é feita com base apenas na fala de delatores. Não é só isso! Existe a gravação, existe a voz de Temer, existe mensagem de celular, existe mala de dinheiro. Não estamos falando de indícios, estamos falando de provas que indicam que esse governo, que se instalou aí por meio de um golpe, é corrupto”, detalhou.

Para o deputado Luiz Couto (PT-PB), o relator, em seu parecer, desconsiderou completamente “as denúncias que são gravíssimas, robustas e consistentes”. “O relator chegou a dizer em sua fala que num momento posterior o presidente poderá ser processado, quando deixar o mandato. Ou seja, admite que tem provas, mas na realidade não quer, neste momento, que o Supremo seja autorizado a fazer a investigação contra Temer”, criticou.

A leitura do relatório antecedeu as falas dos advogados de defesa dos três acusados.  Pesam sobre os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) a acusação pelo crime de organização criminosa, diferentemente de Temer, que, além desse crime, é acusado de obstrução de justiça. Durante toda a sessão da CCJ, os deputados do PT insistiram junto ao presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), que a denúncia deveria ser “fatiada” em três, a fim de individualizar a análise do que pesa contra cada um. “Queremos separar o joio do trigo, separar o que tem base consistente do que não tem”, explicou Paulo Teixeira.

O deputado Valmir Prascidelli (PT-SP) lembrou que – a partir da materialidade da denúncia contra Temer – seu afastamento daria ao País uma consequência politicamente adequada diante da situação em que o Brasil se encontra no pós-golpe. “Com isso, seria possível estancar um processo de sangria do nosso País, de desmonte do Estado brasileiro, de entrega do nosso patrimônio e de destruição dos direitos dos trabalhadores”, defendeu.

Como houve pedido de vista do relatório, com prazo de duas sessões do Plenário, a discussão do parecer na CCJ ficou para a próxima semana.

Tarciano Ricardo

Fonte: https://ptnacamara.org.br/portal/2017/10/11/relator-rejeita-denuncia-contra-temer-que-tem-densidade-e-forca-probatoria/

A Direita brasileira é liderada por criminosos

https://scontent.fjdo1-1.fna.fbcdn.net/v/t34.0-0/p280x280/22407551_171150006798424_234957096_n.jpg?oh=3674029a2c3a456cbef9e8af53d9d7f7&oe=59E0A13A

terça-feira, 10 de outubro de 2017

CRIME BÁRBARO, COM DUPLO ASSASSINATO, FOI REGISTRADO EM CRUZ


Cruz. Um crime passional, com requinte de crueldade, foi registrado neste sábado, 07, por volta das 17 horas, na localidade de Massaranduba, subúrbio de Cruz, Região do Baixo Acaraú, Litoral Norte do Ceará, há 250 Km de Fortaleza.

Um senhor de nome Arimar, que estava separado de sua segunda esposa, há mais de cinco meses, mas, que não aceitava a separação com a jovem Meyre Souza, que, atualmente, tinha relacionamento com outra pessoa. Após a separação, Mayre esteve uma temporada em Fortaleza, mas, retornou e foi morar com os pais. Arimar, inconformado com a separação, ligava constantemente para Meyre que sempre dizia que não havia mais nada entre eles. Sábado, 07, por volta das 17h, Arimar foi até a casa de Mayre, que, ao avistá-lo, fugiu para a casa vizinha e disse que informasse que ela não estava, mas, ela já havia visto Mayre e entrou na casa e praticou o crime na presença dos filhos. Arimar evadiu-se do local, mas, suicida-se logo em seguida.
Segundo conseguimos apurar, Arimar era um cidadão de bem, mas, vinha passando por algumas situações delicada, pois, já havia sido preso por atrasar pensão dos filhos, em um momento de crise, quando emprego está difícil. Este duplo assassinato comoveu a cidade de Cruz, cuja população compareceu ao local e se viu diante de uma sena comovente com os três filhos chorando ao lado do corpo da mãe que havia sido assassinada pelo ex-marido.
A população tem se manifestado através dos meios de comunicação social, mas, tem dificuldade de entender a pratica de um crime tão violento e com consequências dolorosas para toda a família.

Dr. Lima