sábado, 30 de dezembro de 2017

Gasolina subiu 30% nos últimos 6 meses, com PSDB no comando da Petrobrás


“Aguarda-se, ansiosamente, que os integrantes do Instituto Millenium, thinktank da direita, promovam protestos contra os preços da gasolina que, com o aumento anunciado hoje, atingem 30% desde julho. Dez vezes mais que a inflação do ano inteiro”, diz Fernando Brito, editor do Tijolaço

Por Fernando Brito, editor do Tijolaço

Aguarda-se, ansiosamente, que os integrantes do Instituto Millenium, thinktank da direita, promovam protestos contra os preços da gasolina que, com o aumento anunciado hoje, atingem 30% desde julho.

Dez vezes mais que a inflação do ano inteiro.

O Millenium, como alguns devem recordar, promovia aqueles “dias da liberdade do imposto”, nos quais alguns postos iam parar no Jornal Nacional, com os motoristas abastecendo pela metade do preço e prguejando contra o governo Dilma.

Agora, com o reajuste de reveillon, os preços aqui no Rio vão bater perto de R$ 5, pois já estavam, segundo a ANP, em R$ 4,54, na média, na semana anterior ao Natal, conforme registra O Globo.

Em dezembro de 2014, para grande  escândalo da mídia ela subiu 3% e chegou a R$ 3,50 nos postos mais caros da Zona Sul, onde agora está até por R$ 4,90, antes deste aumento. 40% a mais, no preço do mesmo local.

E o preço do petróleo, na época, era de 110 dólares por barril, enquanto agora anda rondando os 60 dólares.

Mas não há indignação, não há reportagens escandalosas, não há entrevistados vociferando contra o Governo e os impostos.

Fonte: https://falandoverdades.com.br/gasolina-subiu-30-nos-ultimos-6-meses-com-psdb-no-comando-da-petrobras/

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Doleiro silenciou à Receita contrato com mulher de Moro


TER, 26/12/2017 - 17:21

Por Joaquim de Carvalho

Do DCM

Escritório de doleiro alegou sigilo profissional para negar à Receita informações de contrato com mulher de Moro

Esta reportagem foi financiada através de um crowdfunding do DCM sobre as origens da Lava Jato

Depois que a coluna Radar, da Veja, informou que o Ministério Público omitiu da investigação da Lava Jato documentos que mostravam a relação profissional de Rosângela Moro com o escritório de advocacia de Rodrigo Tacla Durán, começam a surgir outros dados que dão clareza a fatos que são suspeitos.

No mínimo, reforçam os argumentos de que Sergio Moro não tem isenção para conduzir os processos da Lava Jato.

O escritório de Tacla Durán foi investigado pela unidade da Receita Federal em São José do Rio Preto, em procedimento de fiscalização conduzido pelos auditores Rogério César Ferreira e Paulo Cesar Martinasso.

No âmbito de suas atribuições, a Receita Federal investiga sonegação de tributos, mas esta pode ser apenas uma consequência da lavagem de dinheiro, que é o que efetivamente o escritório de Tacla Durán fazia.

Na relação que acompanha o ofício assinado por Flávia Tacla Durán, irmã de Rodrigo, aparece o nome de Rosângela, de Carlos Zucolotto Júnior e do escritório de Zucolotto. Também aparece o advogado Leonardo Guilherme dos Santos Lima, que tem o mesmo sobrenome do procurador da república Carlos Fernando dos Santos Lima.

Flávia não informa detalhes sobre o trabalho realizado pelos advogados para os quais fez pagamentos. Para justificar o não atendimento dessa exigência da Receita, ela apresenta o resultado de uma consulta que fez ao presidente da OAB de São Paulo, Marcos da Costa.

“Conforme verificado na apresentação das presentes informações e documentos requisitados, o presente escritório de advocacia encontra-se devidamente inscrito em seu órgão de regulamentação profissional, sob número 13.242 e, portanto, submetido ao Regime do Estatuto da Advocacia (Lei número 8.906/94), razão pela qual, nos termos do instruído pela Ordem dos Advogados do Brasil, através do referido despacho proferido em 27/07/2015, do presidente da OAB – seccional de São Paulo, Dr. Marcos da Costa, ora acostado em sua íntegra, nos abstemos de apresentar o conteúdo completo dos trabalhos que pressupõe sigilo profissional”, escreve Flávia Tacla Durán.

O submundo que une Tacla Durán a advogados próximos de Sergio Moro começou a ser revelado pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, com a informação de que o advogado Rodrigo Tacla Durán, começou a escrever um livro em que pretende contar que o amigo de Moro, o advogado Carlos Zucolotto Júnior, lhe tentou vender facilidades na Lava Jato. Para trocar a prisão em regime fechado por prisão domiciliar, com tornozeleira, teria que fazer pagamentos por fora.

Agora, com o furo de Maurício Lima, do Radar, o cerco ficou mais próximo — a própria esposa do juiz aparece na relação do escritório que apareceu na Lava Jato como operadora de caixa 2 e lavagem de dinheiro para empreiteiras, entre as quais a Odebrecht. Em 2016, Moro determinou a prisão de Tacla Durán, quando este estava na Espanha, mas não conseguiu trazê-lo para o Brasil, pois a Espanha negou a extradição.

Rodrigo Durán é colaborador da justiça nos Estados Unidos e também na Espanha. Em entrevista ao jornal El País, Durán diz que a Odebrecht, uma das empresas para as quais fazia lavagem de dinheiro, pagou em propina pelo menos quatro vezes mais do que revelou no acordo de delação premiada homologado no Brasil.

Sergio Moro assinou dois mandados de prisão preventiva contra Durán, atendendo a pedido do Ministério Público Federal, que o acusava de celebrar contratos de fachada com empreiteiras para gerar caixa 2. O procurador da república Júlio Motta Noronha, que deu entrevista para falar da 36a. Operação de Lava Jato, em que as prisões de Durán foram decretadas, explicou assim a razão do pedido:

“Rodrigo Tacla Duran foi responsável por lavar dezenas de milhões de reais por meio de empresas controladas por ele, como a Econocell do Brasil, TWC Participações e Tacla Duran Sociedade de Advogados. Diversos envolvidos na Operação Lava Jato se valeram das empresas de Duran para gerar dinheiro e realizar o pagamento de propinas”, afirmou o procurador da República Julio Motta Noronha, da força-tarefa da Lava Jato.

Um gigante desses na lavagem de dinheiro (na prática, doleiro) teria que tipo de relação profissional com Rosângela Moro e também com Carlos Zucolotto Júnior? A respeito deste, logo que se revelou o que agora ganha dimensão de escândalo de grandes proporções, Moro veio a público para tentar minimizar os efeitos da informação de venda de facilidades na Lava Jato.

Diante da impossibilidade de negar o relacionamento entre o amigo e o réu, Moro disse:

“A partir das perguntas efetuadas, o sr. Carlos Zucolotto, consultado, informou que foi contratado para extração de cópias de processo de execução fiscal por pessoa talvez ligada a Rodrigo Tacla Duran em razão do sobrenome (Flávia Tacla Duran) e por valores módicos”, diz Moro.

Quem acredita que Zucolotto foi contratado para ir ao fórum e fazer xerox de processo acredita em tudo. O mesmo raciocínio vale para Rosângela.

Será que a esposa do juiz apareceu na relação de pagamentos de um escritório que faz lavagem de dinheiro para fazer serviços que, a rigor, poderiam ser feitos por um estagiário?

Se o que se pretende é passar o Brasil a limpo, chegou a hora de investigar fatos que comprometem Sergio Moro.

Fonte: https://jornalggn.com.br/noticia/doleiro-silenciou-a-receita-contrato-com-mulher-de-moro

Urgentíssimo: Deu no Clarín/Chile que EUA instruiu Moro para colonizar o Brasil


Segundo o jornal, os americanos manejam a Lava Jato para destruir o Brasil e a América Latina

Reportagem da versão chilena do jornal Clarín mostra como o governo norte-americano forma procuradores e influencia no fenômeno do lawfare para derrubar chefes de governo e impor novas lideranças comprometidas com as políticas de austeridade neoliberal

Leia a tradução abaixo (o link para o site chileno está a seguir:

Num discurso feito em julho deste ano, no qual felicitava a si mesmo, o subprocurador geral estadunidense Kenneth A. Blanco, que dirigia a Divisão Penal do Departamento de Justiça (porque logo o Secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, o escolheu para encabeçar a Direção de Investigação sobre Delitos Financeiros), se referiu ao veredito condenatório ditado contra o ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, como o principal exemplo dos “resultados extraordinários” alcançados graças à colaboração do Departamento de Justiça (DOJ, por sua sigla em inglês) com os promotores brasileiros na operação “anti corrupção” chamada Lava Jato.

A unidade da Divisão Penal do DOJ que colabora com a Lava Jato é a Seção de Fraudes. De novembro de 2014 até junho de 2017, quem dirigia a Seção de Fraudes do DOJ era ninguém menos que Andrew Weissman. Ao deixar essa função, ele foi transferido e passou a formar parte do grupo de choque contra Trump encabeçado pelo Procurador Especial do FBI, Robert Mueller. Weissman tem sido, há muito tempo, o principal assessor de Mueller, e seu histórico de conduta indevida lhe valeu o apelido de “pitbull judicial de Mueller”.

Agora que se está ficando evidente o assalto judicial de Mueller contra a Presidência dos Estados Unidos, com cada vez mais membros de sua equipe ficando expostos por sua corrupção e atos ilegais, é de se esperar que sua operação latino-americana, a Lava Jato, terá a mesma sorte.

Como se sabe, Weissman foi retirado da equipe de caça às bruxas porque transcendeu à luz pública sua parcialidade a favor de Hillary Clinton. Agora cada vez que se menciona a Weissman na imprensa estadunidense é para fazer referência à profunda corrupção que inunda o Departamento de Justiça e o FBI.

As ex-presidentas do Brasil e da Argentina, Dilma Rousseff e Cristina Fernández de Kirchner, respectivamente, denunciaram na semana passada que os líderes nacionalistas e progressistas de todo o continente estão sendo submetidos sistematicamente ao que denominam lawfare, o uso da lei como arma de guerra, com o propósito de impor mudanças de governo e instalar chefes de Estado comprometidos com as políticas de austeridade neoliberal que vão destruindo a região. O discurso de Blanco demonstra que por trás do tal lawfare estão os mesmos interesses imperiais que buscam dar um golpe de Estado em seu próprio país, depor o presidente Donald Trump do seu cargo e instalar alguém ainda mais fiel aos interesses do mercado.

Em discurso mais recente, Blanco se jactou do papel do DOJ em toda esta farsa, durante um evento chamado Diálogo Interamericano, na palestra “Lições do Brasil: Crise, corrupção e cooperação global”. Na ocasião, Blanco deu as boas-vindas ao seu amigo Rodrigo Janot, quem foi há até pouco tempo, e durante anos, o Procurador Geral da República do Brasil, e um dos principais sicários da Lava Jato.

“É difícil imaginar, na história recente, uma melhor relação de cooperação que esta entre o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e os procuradores brasileiros. Esta cooperação nos ajudou de forma substancial com uma série de temas públicos que agora estão resolvidos, e continuamos juntos em uma série de investigações”, afirmou Blanco.

“A cooperação entre o DOJ e o Ministério Público brasileiro levou a resultados extraordinários. Só em 2016, por exemplo, o FBI e a Lava Jato estiveram cooperando e se coordenaram nas resoluções de quatro casos relacionados com a Lei sobre Práticas Corruptas no Exterior (FCPA por sua sigla em inglês), ligado às empresas Embraer, Rolls Royce, Braskem e Odebrecht. O caso da Odebrecht em particular é notável, devido ao seu alcance e sua extensão”, continuou Blanco, que também lembrou que “os procuradores brasileiros conseguiram um veredito condenatório contra o ex-presidente Lula da Silva, acusado de receber subornos da empreiteira OAS em troca de contratos com a Petrobras. Casos como este são os que colocaram o Brasil no topo do ranking dos países que trabalham para combater a corrupção tanto dentro quanto fora do país”.

Blanco revelou, nesse discurso, que a cooperação entre o DOJ e os procuradores brasileiros é tão grande que “operam inclusive fora dos processos formais, como nos tratados de assistência judicial mútua”, que consistem em simples ligações telefônicas de uns para outros, para trocar informações ou solicitar evidências driblando as formalidades legais quando é necessário.

Procuradores e promotores de toda a região entram e saem dos escritórios do Departamento de Justiça estadunidense (o mexicano Raúl Cervantes, quem Blanco considera um “bom amigo”, a panamenha Kenia Porcell”, e muitos outros na Colômbia, no Equador e em vários países do continente) para falar sobre as ações “contra a corrupção”, segundo o discurso do subprocurador. Embora o mesmo não tenha citado os juízes Claudio Bonadio e Sérgio Moro – responsáveis pelas condenações a Lula da Silva e Cristina Fernández de Kirchner, respectivamente – sabe-se que ambos também são parte desse esquadrão de elite judiciário, e figuras centrais da nova política de choque para o continente.

Leia o original do CLARIN CHILE

Fonte: https://urbsmagna.com/2017/12/25/urgentissimo-deu-no-clarin-chile-que-eua-instruiu-moro-para-colonizar-o-brasil/

STF suspende decreto de Temer que poderia 'perdoar' condenados na Lava Jato


Michel Temer no Palácio do Planalto

© REUTERS/ Adriano Machado

Brasil

17:23 28.12.2017URL curta

120

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, suspendeu parcialmente o decreto assinado pelo presidente Michel Temer que alterava as regras para concessão de indulto e que abria margem para beneficiar condenados por corrupção.

Polícia Federal em operação

Divulgação PF

Governo Temer sufoca a Polícia Federal e Lava-Jato corre perigo

A decisão da ministra foi baseada em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade enviada ao Supremo pela Procuradoria-Geral da República. No texto, a procuradora Raquel Dodge diz entender que o decreto presidencial colocava em risco a Operação Lava Jato, extrapolava os limites da política criminal e "materializava o comportamento de que o crime compensa". Dodge argumentou ainda que o presidente "esvaziou a Justiça" e extrapolou competências, na medida em que invadia a tarefa do Congresso em legislar sobre o direito penal.

"[A medida] criou um cenário de impunidade no País: reduziu o tempo de cumprimento de pena que ignora a pena aplicada; extinguiu as multas aplicadas; extinguiu o dever de reparar o dano; extinguiu penas restritivas de direito, sem razões humanitárias que justifiquem tais medidas e tamanha extinção da punibilidade".

O indulto é uma ferramenta jurídica em que o presidente decide, anualmente no período do Natal, escolher perdoar quem cometeu crimes. Para ter direito ao benefício, a pessoa que ingressa com o pedido não pode ser reincidente, deve ter sido condenada a no máximo, 12 anos de prisão e ter cumprido ao menos um quarto da pena. Temer alterou o texto sem estabelecer prazo máximo de condenação e reduziu o mínimo de cumprimento para um quinto da pena.

A questão agora vai ser analisada sob relatoria do ministro Roberto Barroso e a regra só volta a valer em caso de parecer positivo ou após ser apreciada pelo plenário do Supremo.

Fonte:

https://br.sputniknews.com/brasil/2017122810177140-stf-decreto-temer-lava-jato/

O CBH – ACARAÚ HOMENAJEOU COM A COMENDA ZARANZA O DOUTOR PAIMUNDO PEREIRA DO DIBAU


clip_image002

Dr. Raimundo Pereira - DIBAU

Cruz. O Comitê da Bacia Hidrográfica do Acaraú, encaminhou ao Fórum Cearense dos Comitês de Bacia Hidrográfica para receber a Comenda Antonio Ribeiro Zaranza 2017, o Senhor Raimundo Pereira Neto, 76, Engenheiro Agrônomo, pernambucano e Gerente do DIBAU – Distrito de Irrigação do Perímetro do Baixo Acaraú/CE, onde atua de forma brilhante há quatro anos. A Comenda é concedida anualmente, para as personagens que tem relevantes serviços prestados na seara dos recursos hídricos. Esta justa homenagem é um reconhecimento pela sua luta em prol dos recursos hídricos e na defesa pioneira da revitalização do Rio Acaraú.

clip_image004

O Presidente do Comitê João Marcelo

representou Dr. Raimundo Pereira

A sua atuação como Membro do Comitê de Bacia Hidrográfica do Acaraú tem sido de forma exemplar e seus questionamentos claros e objetivos tem servido de ensinamentos para os que veem neste ilustre cidadão um modelo de inspiração e fonte de sabedoria. Sempre presente às assembleias, não chega e nem sai sem cumprimentar os colegas individualmente. A Comenda foi entregue na última reunião do Fórum Cearense dos Comitês de Bacia Hidrográfica realizado nos dias 21 e 22 de dezembro em Fortaleza. Lamentamos profundamente a ausência do Senhor Raimundo por força de saúde, mas, a Comenda será entregue na próxima reunião.

clip_image006

A Federação das Associações Comunitárias do Município de Cruz – FAC, na pessoa de seu Presidente Engenheiro Agrônomo Antonio dos Santos de Oliveira Lima (Dr. Lima) e demais Membros do Comitê de Bacia Hidrográfica do Acaraú, sentem-se honrados com esta justa e merecida homenagem pelo reconhecimento de seu trabalha e luta incansável em defesa dos irrigantes e dos povos do Vale do Acaraú.

O Estado do Ceará conta com 12 Comitês de Bacias Hidrográficas e desde 2013, cada ano, uma pessoa é homenageada, por cada comitê de Bacia, por seus serviços relevantes prestados na Bacia e reconhecidos pelo seu colegiado.

Antonio Ribeiro Zaranza, foi herói na luta pela Gestão Participativa e dos CBHs no Sistema de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará, onde se destacou pelo seu brilhante trabalho, sua competência e humildade, que lhe permitiu conquistar muitos amigos por onde passou, especialmente, na COGERH, como superintendente das bacias interioranas, e na FUNCEME, como chefe de missão em meteorologia e nucleação artificial”.

Dr. Lima

Datafolha: sete em cada dez brasileiros são contra privatização


Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira (26) mostra que sete em cada dez brasileiros são contra a política de privatização do governo golpista, claramente gerenciada pelo empresariado e bancos privados. A maior parte dos brasileiros – 67% – também acredita que a venda de empresas estatais gera mais prejuízo do que benefício para a população.

De acordo com especialistas ouvidas pela Folha de S. Paulo, é justamente a resistência às privatizações que dificulta o governo a vender as estatais, como no caso da Eletrobras.

A venda da Petrobras também é rechaçada por 70% da população. Ministros e pessoas ligadas ao governo golpista já deram declarações afirmando que existe a intenção de privatizar a empresa. Coincidentemente, o governo deu início a uma operação de desmonte da Petrobras auxiliada, inclusive, pela Lava Jato. Junto a essa estratégia, está a venda do pré-sal brasileiro e a redução da participação da empresa na exploração do óleo.

A venda das empresas estatais é denunciada amplamente pelo PT e por outros partidos de oposição que têm ocupado o Parlamento e votando contrário aos projetos governistas.

Simpatizantes do PSDB também são contra
A oposição às privatizações foi encontrada em todos os estratos sociais, apenas entre pessoas com renda mínimo de dez salários mínimos por mês, a política é aprovada em maioria.

Até entre eleitores do PSDB, um dos partidos do golpe e que aprovam esse tipo de medida, a privatização é rechaçada com 55% de tucanos contrários.

A política neoliberal implantada no Brasil pós golpe tem como base a retirada de direitos, o sacrifício do trabalhador em troca da política do mercado financeiro que tem como um dos pilares a privatização das empresas públicas. Várias pesquisas realizadas neste ano mostram que população entendeu o que está acontecendo e se posiciona claramente contrária à política do atual governo, como no caso das reformas.

De acordo com a pesquisa Datafolha, os moradores do Norte e Nordeste são os mais resistentes à desestatização, com 78% e 76% respectivamente. No sudeste, 65% são contrários também.

Foram ouvidas 2.765 pessoas com margem de erro de dois pontos percentuais.

Da Redação da Agência PT de Notícias

Fonte: https://ptnacamara.org.br/portal/2017/12/26/datafolha-sete-em-cada-dez-brasileiros-sao-contra-privatizacao/

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Odebrecht e Andrade Gutierrez mostram recibos de propina milionária a Aécio


Odebrecht confirma que Aécio recebeu R$ 50 milhões por meio de offshore
Executivo diz que conta está vinculada ao empresário Alexandre Accioly

A Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Polícia Federal (PF) encontraram novos indícios que, de acordo com os investigadores, reforçam a suspeita de que o senador Aécio Neves recebeu propina para atuar em nome de empreiteiras na construção da Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia

Tema de inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal (STF), a acusação contra o tucano foi relatada por ex-executivos da Odebrecht em acordos de colaboração premiada. E teve impacto direto na delação de outra empreiteira, a Andrade Gutierrez, que foi obrigada a esclarecer sua participação no episódio. De acordo com os executivos da Odebrecht, Aécio recebeu R$ 50 milhões, repassados pela Odebrecht (R$ 30 milhões) e pela Andrade Gutierrez (R$ 20 milhões).

A Odebrecht sustenta a acusação com comprovantes bancários, entregues nos últimos meses, que, segundo a empresa, comprovam depósitos para o senador tucano, por meio de uma conta de offshore em Cingapura, que havia sido citada por um de seus ex-executivos, Henrique Valladares, em depoimento à PGR. A identificação do titular da conta além disso não foi revelada, mas Valladares diz que está vinculada ao empresário Alexandre Accioly, padrinho de um dos filhos de Aécio e integrante do grupo mais restrito de amigos do tucano. Aécio nega as acusações. Accioly enjeita com veemência a afirmação do delator, o único que sustentava, até aqui, seu envolvimento.

ANDRADE GUTIERREZ REFORÇA SUSPEITA

Nos últimos meses, no entanto, ex-integrantes da Andrade Gutierrez levaram à Lava-Jato informações que miram novamente em Accioly: em depoimento à PF, o ex-executivo e delator da empreiteira, Flávio Barra, confirmou o repasse de R$ 20 milhões a Aécio por meio de um contrato com a Aalu Participações e Investimentos, empresa controladora da rede de academias Bodytech que pertence ao empresário carioca, a uma sobrinha dele e a um ex-banqueiro.

Segundo o relato de Barra, a empresa, que leva as iniciais dos dois sócios, firmou um contrato de R$ 35 milhões com a Andrade para mascarar propina paga pela empreiteira ao tucano, em 2010. O valor seria uma contrapartida pela defesa, por parte de Aécio, então governador de Minas, da participação da Andrade no consórcio de construção da Usina. O delator não soube dizer por que a empresa transferiu R$ 15 milhões além do valor previamente acertado.

Comprovante, segundo a Odebrecht Extrato de transferência de dinheiro para empresa em paraíso fiscal Klienfield services: offshore da Odebrecht usada para pagar propina no exterior 67,350 USD: uma das parcelas pagas pela empresa Embersy: offshore que a Odebrecht afirma ter sido usada para operacionalizar um pagamento a Aécio Neves. Está sediada nas Ilhas Marshall UBS AG: banco de origem suíça que presta serviços financeiros em dezenas de países Singapure: filial do UBS, citada pelo ex-executivo da Odebrecht, Henri

que Valladares.

Ao Globo, Accioly confirmou o repasse, mas negou se tratar de propina, e sim investimento da Andrade Gutierrez na rede de academias. Segundo ele, a Andrade nunca recebeu dividendos e “permanece como acionista” da holding controladora da Bodytech, por meio de uma Sociedade em Conta de Participação (SCP) com a empresa Safira Participações, que pertence ao grupo mineiro.

A Andrade, por sua vez, negou a alegação de Accioly. Em nota, informou que “não é e nunca foi sócia na rede de academias” e que sua relação com o empresário se restringiu à aquisição, em 2010, de uma “opção de compra futura de ações” que jamais teria sido exercida e, por isso, perdeu a validade.

Leia também:

As duas empresas foram informadas sobre a apresentação de versões contraditórias entre si, mas mantiveram o posicionamento original. A relação entre Andrade e a holding que controla a Bodyech não é explicitada nas demonstrações contábeis das empresas, o que contraria recomendações do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).
Fonte: https://falandoverdades.com.br/aecio-tambem-recebeu-r-20-milhoes-em-propina-da-andrade-gutierrez/#.Wj6s_GkjKsU.twitter

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

SÃO NICOLAU. O SANTO QUE VIROU PAPAI NOEL


A história de São Nicolau, o santo mais amado pelas crianças na Rússia, no norte da Europa e nos Estados Unidos, e como surgiu a lenda de Papai Noel.

21 DE DEZEMBRO DE 2017 ÀS 13:17 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

Ouça este conteúdo0:00100%Audima

À esquerda, São Nicolau carrega presentes de Natal em um cartão alemão de 1939. À direita, uma imagem do santo com os três meninos que foram salvos da barrica de salmoura e a bola de ouro que simboliza o dote que o santo ofereceu às três mocinhas pobres.


Por: Luis Pellegrini

O mito de Papai Noel surge da lenda de São Nicolau, santo cristão que nasceu e viveu no Século 4 da nossa Era, na região onde hoje fica a Turquia. Segundo a tradição, São Nicolau deu um dote a três moças pobres muito jovens para que elas pudessem encontrar um noivo e se casar, em vez de terem de enfrentar um destino amargo na prostituição.

Essa história, que mostra bem a condição da mulher naqueles primeiros séculos da Idade Média, logo se difundiu em toda a Europa e deu origem a um costume que perdurou durante muito tempo, o da troca de presentes no dia consagrado ao santo, 6 de dezembro. O costume ainda é praticado nos Países Baixos, na Alemanha e na Áustria, e inclusive em países latinos como a Itália, nas cidades de Trieste e em várias outras da região do Alto Adige. Nesses lugares, a noite de 5 de dezembro ainda é aguardada com ansiedade pelas crianças. As que se comportaram mal deverão prestar contas ao servidor de São Nicolau, uma espécie de bicho-papão peludo e de aspecto demoníaco. Mas o santo deixará presentes, doces e frutas nos sapatos das crianças que foram boazinhas.


Diferentes tradições natalinas

Nos países protestantes, a tradição mudou e assumiu outros rumos. São Nicolau perdeu o aspecto de bispo católico mas manteve o papel de ser benéfico com o nome inicial de Samiklaus, que depois virou Sinterklaus ou Santa Claus. Ele passou então a ser festejado na mesma ocasião da festa cristã mais importante, o Natal.

Mas Papai Noel, o homenzarrão com barba branca e o saco cheio de brinquedos e presentes é, por seu lado, uma invenção norte-americana. Surgiu dos lápis coloridos do desenhista Clement C. Moore que, em 1822, escreveu uma poesia na qual descrevia o bom velhinho como todos até hoje o conhecemos, com barba longa, o carro puxado por renas e tudo o mais. Esse novo Santa Claus teve logo um enorme sucesso, conquistando inclusive a Europa, sua terra de origem, a partir da década de 1950.

Uma representação do bispo São Nicolau (Sinter Claes) feita no século 16 na parede do dique de proteção contra as águas do mar em Amsterdam. São Nicolau é o patrono da Holanda


Quem era, afinal, São Nicolau?

Diferente de Papai Noel, São Nicolau realmente existiu. Nasceu em Patara no ano 270 d.C. e foi bispo de Myra, na Lícia (ambas na atual Turquia). Um dos primeiros santos do panteão cristão, sua figura está até hoje envolta em mistério, mas indícios arqueológicos mostram que ele realmente existiu. O seu nome faz parte de antigas listas dos participantes do primeiro Concílio de Niceia (ano 325), uma reunião de todos os bispos da Igreja cristã para se tentar chegar a um acordo quanto a divergências teológicas a respeito da natureza de Cristo.

Na falta de notícias históricas certas, os biógrafos reconstruíram a vida de Nicolau temperando-a com detalhes muitas vezes incongruentes retirados de outras vidas de santos. Filho único de pais ricos, parece que desde a juventude ele tenha manifestado os sinais da sua santidade: às quartas e sextas feiras, dias em que os cristãos deviam respeitar a abstinência prescrita pela Igreja, o pequeno Nicolau mamava apenas uma única vez. Ele não teve uma morte espetacular, como mártir, mas parece que faleceu de velhice, após poucos dias de sofrimento, entre os anos 345 e 352. E como fizera durante toda a sua vida, também depois de morto tomou a defesa da sua comunidade, presenteando os fieis com um óleo perfumado dotado de poderes miraculosos que, misteriosamente, escorria das suas relíquias. Elas foram conservadas na catedral de Myra até o século 11 (e tiradas de lá e levadas para a Itália por soldados da cidade de Bari em 1087).

Até os séculos 7 e 8, sua fama no entanto se limitava à região da Lícia. As coisas mudaram quando, na virada entre os dois séculos, diante do litoral onde fora edificado o seu santuário, bizantinos e árabes combateram pela supremacia marítima. Aconteceu então um salto de status: Nicolau tornou-se o ponto de referência místico dos marinheiros bizantinos e o seu protetor, transformando-se de santo local em santo internacional. Seu culto se expandiu ao longo das rotas marítimas do Mediterrâneo, chegando a Roma e a Jerusalém, a Constantinopla, à Rússia e ao resto do Ocidente. No século 9 se difundiu na Alemanha.


Santo salvador de crianças

Paralelamente se desenvolveu uma sua biografia definitiva, “enriquecida” de novos episódios que não fazem parte da sua história original. Um dos episódios mais famosos é a história das três mocinhas, particularmente difundida entre os séculos 9 e 12: comovido pela sorte de três jovens que o pai pretendia vender para a prostituição, durante três noites seguidas Nicolau fez chegar a elas, através de uma janela semiaberta, saquinhos contendo moedas de ouro. Essas moedas seriam o seu dote, para que as três fossem aceitas em casamento. Essa história deu a Nicolau a fama de generoso doador de bens, bem como a de patrono das virgens e a de garantidor da fertilidade.

Foi a relação especial que Nicolau tinha com as crianças que acabou de consagrar a sua fama de santo benéfico. Conta-se que certa noite três meninos pediram hospedagem em uma pousada. O dono e sua mulher os acolhem com aparente boa vontade. Mas a verdade é que acabara a carne na dispensa da pousada, e para refazer o estoque, os proprietários decidem matar os três rapazes a machadadas e colocar os corpos na salmoura para conservar. Ao final do massacre, São Nicolau bate à porta e pede um prato de carne. Como o dono da estalagem se recusa servi-lo, Nicolau se dirige à dispensa e retira da salmoura os três jovens: todos eles vivos e sadios. Essa lenda circulava sobretudo nas escolas eclesiásticas e nos seminários onde, no dia 28 de dezembro, era celebrada a Festa dos Inocentes, uma festividade de origem que, como tantas outras, fora incorporada ao calendário litúrgico católico. Na ocasião, os estudantes e seminaristas elegiam o “pequeno bispo”, que presidia os festejos e distribuía presentes.

Esses festejos, que preservavam muitos aspectos das saturnálias pagãs dos romanos, atingiram o seu ápice no século 16, quando começaram a incomodar as autoridades da Igreja. Mas Nicolau continuou a sobreviver nas escolas e nas casas graças às crianças, que continuaram a festeja-lo e a receber os seus presentes.

Até hoje, a história e a devoção a São Nicolau permanece viva e é muito difundida em duas cidades italianas: Bari e Veneza. Depois que a cidade de Myra foi tomada pelos muçulmanos, em 1807, os soldados bareses organizaram uma expedição até aquele lugar para recuperar as relíquias do santo. Acabaram invadindo e saqueando toda a cidade e as relíquias do santo (os seus ossos) fizeram parte do butim.

Cerca de dez anos depois, foi a vez de os venezianos invadirem Myra e recuperarem alguns ossos remanescentes de Nicolau. Os venezianos transportaram aqueles restos para a Abadia de São Nicolau, no Lido, em Veneza, e passaram eles também a se vangloriar pela posse das relíquias. São Nicolau foi declarado protetor da frota marítima de La Sereníssima. A ele foram dedicadas várias igrejas e monumentos, como o Duomo do Jardim da Sereníssima, e inclusive a cidade de Sacile, na região do Friuli, da qual ele é o patrono.

Uma dúvida, no entanto, pairou no ar durante séculos: O São Nicolau de Bari é o mesmo Nicolau de Veneza? Em 1982, uma análise de Dna estabeleceu finalmente que os restos pertencem à mesma pessoa. O que sobrou do santo que deu origem a Papai Noel está hoje na Itália.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/revista_oasis/333358/S%C3%A3o-Nicolau-O-santo-que-virou-Papai-Noel.htm

EUA MANEJAM LAVA JATO PARA DESTRUIR O BRASIL, APONTA CLARÍN CHILENO


REUTERS/Leonardo Benassatto


Do site Carta Maior:

Num discurso feito em julho deste ano, no qual felicitava a si mesmo, o subprocurador geral estadunidense Kenneth A. Blanco, que dirigia a Divisão Penal do Departamento de Justiça (porque logo o Secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, o escolheu para encabeçar a Direção de Investigação sobre Delitos Financeiros), se referiu ao veredito condenatório ditado contra o ex-presidente do Brasil, Lula da Silva, como o principal exemplo dos “resultados extraordinários” alcançados graças à colaboração do Departamento de Justiça (DOJ, por sua sigla em inglês) com os promotores brasileiros na operação “anti corrupção” chamada Lava Jato.

A unidade da Divisão Penal do DOJ que colabora com a Lava Jato é a Seção de Fraudes. De novembro de 2014 até junho de 2017, quem dirigia a Seção de Fraudes do DOJ era ninguém menos que Andrew Weissman. Ao deixar essa função, ele foi transferido e passou a formar parte do grupo de choque contra Trump encabeçado pelo Procurador Especial do FBI, Robert Mueller. Weissman tem sido, há muito tempo, o principal assessor de Mueller, e seu histórico de conduta indevida lhe valeu o apelido de “pitbull judicial de Mueller”.
Agora que se está ficando evidente o assalto judicial de Mueller contra a Presidência dos Estados Unidos, com cada vez mais membros de sua equipe ficando expostos por sua corrupção e atos ilegais, é de se esperar que sua operação latino-americana, a Lava Jato, terá a mesma sorte.
Como se sabe, Weissman foi retirado da equipe de caça às bruxas porque transcendeu à luz pública sua parcialidade a favor de Hillary Clinton. Agora cada vez que se menciona a Weissman na imprensa estadunidense é para fazer referência à profunda corrupção que inunda o Departamento de Justiça e o FBI.
As ex-presidentas do Brasil e da Argentina, Dilma Rousseff e Cristina Fernández de Kirchner, respectivamente, denunciaram na semana passada que os líderes nacionalistas e progressistas de todo o continente estão sendo submetidos sistematicamente ao que denominam lawfare, o uso da lei como arma de guerra, com o propósito de impor mudanças de governo e instalar chefes de Estado comprometidos com as políticas de austeridade neoliberal que vão destruindo a região. O discurso de Blanco demonstra que por trás do tal lawfare estão os mesmos interesses imperiais que buscam dar um golpe de Estado em seu próprio país, depor o presidente Donald Trump do seu cargo e instalar alguém ainda mais fiel aos interesses do mercado.
Em discurso mais recente, Blanco se jactou do papel do DOJ em toda esta farsa, durante um evento chamado Diálogo Interamericano, na palestra “Lições do Brasil: Crise, corrupção e cooperação global”. Na ocasião, Blanco deu as boas-vindas ao seu amigo Rodrigo Janot, quem foi há até pouco tempo, e durante anos, o Procurador Geral da República do Brasil, e um dos principais sicários da Lava Jato.
“É difícil imaginar, na história recente, uma melhor relação de cooperação que esta entre o Departamento de Justiça dos Estados Unidos e os procuradores brasileiros. Esta cooperação nos ajudou de forma substancial com uma série de temas públicos que agora estão resolvidos, e continuamos juntos em uma série de investigações”, afirmou Blanco.
“A cooperação entre o DOJ e o Ministério Público brasileiro levou a resultados extraordinários. Só em 2016, por exemplo, o FBI e a Lava Jato estiveram cooperando e se coordenaram nas resoluções de quatro casos relacionados com a Lei sobre Práticas Corruptas no Exterior (FCPA por sua sigla em inglês), ligado às empresas Embraer, Rolls Royce, Braskem e Odebrecht. O caso da Odebrecht em particular é notável, devido ao seu alcance e sua extensão”, continuou Blanco, que também lembrou que “os procuradores brasileiros conseguiram um veredito condenatório contra o ex-presidente Lula da Silva, acusado de receber subornos da empreiteira OAS em troca de contratos com a Petrobras. Casos como este são os que colocaram o Brasil no topo do ranking dos países que trabalham para combater a corrupção tanto dentro quanto fora do país”.
Blanco revelou, nesse discurso, que a cooperação entre o DOJ e os procuradores brasileiros é tão grande que “operam inclusive fora dos processos formais, como nos tratados de assistência judicial mútua”, que consistem em simples ligações telefônicas de uns para outros, para trocar informações ou solicitar evidências driblando as formalidades legais quando é necessário.
Procuradores e promotores de toda a região entram e saem dos escritórios do Departamento de Justiça estadunidense (o mexicano Raúl Cervantes, quem Blanco considera um “bom amigo”, a panamenha Kenia Porcell”, e muitos outros na Colômbia, no Equador e em vários países do continente) para falar sobre as ações “contra a corrupção”, segundo o discurso do subprocurador. Embora o mesmo não tenha citado os juízes Claudio Bonadio e Sérgio Moro – responsáveis pelas condenações a Lula da Silva e Cristina Fernández de Kirchner, respectivamente – sabe-se que ambos também são parte desse esquadrão de elite judiciário, e figuras centrais da nova política de choque para o continente.

* Publicado originalmente no site El Clarín, do Chile.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/mundo/334022/EUA-manejam-Lava-Jato-para-destruir-o-Brasil-aponta-Clar%C3%ADn-chileno.htm

domingo, 24 de dezembro de 2017

STF explode com escândalo de Gilmar Mendes cobrando dinheiro da JBS por ...

URGENTE! PT vai a justiça para anular lei inconstitucional de prefeito do PSDB de Porto Alegre que barra manifestação em prol de Lula

 

URGENTE! PT vai a justiça para anular lei inconstitucional de prefeito do PSDB de Porto Alegre que barra manifestação em prol de Lula


Por Redação Click Política em 22 de dezembro de 2017

Dispositivos da Lei podem ser considerados inconstitucionais

A nova lei altera diversos artigos e dispositivos da Lei Complementar 12 de 1975. Implementada durante a Ditadura, esta lei prevê regramentos em logradouros públicos. Vários vereadores e assessores parlamentares argumentaram dizendo que os artigos 18 e 20, alterados na sessão de hoje, já são inconstitucionais, pois confrontam o inciso XVI do art.5 da Constituição de 1988 que diz que “todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente”.
A oposição não confirmou, mas, pode entrar na justiça alegando inconstitucionalidade no projeto aprovado nesta quarta-feira.

sábado, 23 de dezembro de 2017

Que o Natal seja cada vez mais forte em cada um de nós

   Estava pensando no Natal. Natal significa nascimento. Mais precisamente o nascimento de um deus sol. O primeiro humano cultuado como deus sol de que me lembro foi o Tamus, filho de Ninrode e Semiramis. Mas depois vieram: Hórus, Dionísio, Mitra, Apolônio e Jesus. Os romanos criaram a Igreja Católica, que praticou o sincretismo religioso mais forte que eu conheço, trazendo quase tudo do Mitraismo para sua nova religião. A sede no vaticano, no mesmo lugar dos cultos da Deusa vatika dos Etruscos (daí o nome de vaticano), onde também foi o centro de culto de Apolo e de Mitra. Sacerdotes, a ceia celebrada com pão e vinho, o natal no solstício de inverno, tudo do Mitraismo. O natal católico de Jesus, já foi celebrado em janeiro ( dia 2 e dia 6), em março, abril, setembro e a partir do calendário litúrgico filocaliano do ano 354, em 25 Dezembro. O dia de todos os santos e finado, vem dos Celtas. Nas culturas antigas, quase todas no hemisfério norte, acreditava-se que no inverno, o nível de vibração da vida nesse plano terreno, estava mais baixo, propiciando um maior afloramento das forças espirituais. Nas culturas orientais acredita-se que era nessa ocasião que eram escritos os livros sagrados, pois o espírito atuava mais fortemente sobre os sábios nessa data. Natal, nada mais é do que o fortalecimento do Divino em Nós, e todas as formas de manifestações humanas para celebrar esse momento são válidas.

De tudo que eu falei, o mais importante é o afloramento do Espírito, nosso Sol interior. Por isso, desejo a todos vocês, uma forte presença espiritual, proporcionado uma maior elevação de Consciência, colocando cada um em harmonia com o Espirito Divino que habita em nós. Um feliz natal a todos.

Mídia espalha as mentiras de Temer, mas a taxa real de juros subiu


19 de dezembro de 2017 às 22h25

O Fracasso Da Política Monetária De Michel Temer

José Martins, Diário do Capital

Ocorreram modificações importantes com as taxas reais de juros internacionais, quatro meses depois que analisamos o mesmo assunto em nosso boletim “Por que o Brasil das ‘reformas’ não vai sair do buraco? Dê uma olhada no ranking mundial de juros reais”

É muito importante atualizar agora os números utilizados naquela análise sobre o rígido desenvolvimento desigual e combinados do sistema monetário internacional.

Observava-se, então, que a redução da taxa básica de juros do Banco Central do Brasil para 9,5% ao ano não tinha aumentado nem um tostão para o consumo individual e nem para o consumo das empresas (investimento).

E que sem o aquecimento dessas duas estratégicas variáveis anticíclicas não haverá chance de retomada do emprego e da produção. A economia brasileira vai continuar no buraco.

Para concluir, afirmou-se então que para sair do sufoco atual seria necessário agir emergencialmente no aumento dos gastos públicos em investimento (grandes obras de infraestrutura) e redução rápida da taxa real de juros da economia.

Continuamos afirmando a mesma coisa. Agora com mais ênfase. Existem razões monetárias para isso.

Desde agosto até 06 de dezembro último, a taxa nominal de juros do Banco Central do Brasil caiu de 9,5% ao ano para 7,0%.

O governo vende ao distinto público que essa redução da Selic é resultado de um grande desempenho da sua política monetária.

Bobagem. Isso só seria verdade se tivesse ocorrido também uma redução proporcional da taxa real de juros (entendida como taxa nominal descontada a inflação projetada para os próximos doze meses).

A taxa nominal de juros pode ser muito importante para quem especula com títulos do governo, ações, e outros ativos financeiros do mercado de capital fictício – desde as aplicações em cadernetas de poupança e “tesouro direto” até inovações tecnológicas do mercado como os bitcoin e outras criptomoedas menos populares.

Mas as variações da taxa nominal de juros não refrescam nem um pouco para a recuperação da demanda e reutilização da capacidade industrial instalada.

Para uma política anticíclica séria de estabilização da demanda pelo produto – e não apenas para voos de galinha, como tem ocorrido ultimamente – o que conta é a adequada redução da taxa real de juros.

Em resumo: nos últimos meses, no Brasil, houve redução rápida da taxa nominal de juros mas ocorreu exatamente o contrário com a taxa real.

O que ocorreu efetivamente entre agosto e dezembro deste ano, como veremos com os números mais abaixo, foi uma forte elevação da taxa real de juros da economia brasileira – de 3,71% ao ano para 4,30%,.

O que o senso comum dos homens do mercado não leva em consideração é que a deflação dos rendimentos e preços evoluiu rapidamente no mesmo período. Muito mais que a taxa nominal de juro do BC, medidos pela Selic.

A deflação dos rendimentos reais e dos preços, como já observamos inúmeras vezes, é o principal problema da economia brasileira. Isso passa longe do estreito entendimento dos capitalistas.

Ao contrário, quando o governo festeja a fantasiosa façanha de ter reduzido ao mesmo tempo os juros e a inflação os iludidos idiotas do mercado riem junto.

A elevação real dos juros tem, repita-se, um efeito letárgico imediato sobre a atividade econômica. Principalmente sobre os estratégicos componentes da demanda agregada da economia.

É por isso que tanto o comércio do varejo quanto o atacado das empresas continuam abaixo dos níveis de 2012, conforme dados mais recentes publicados pelo IBGE. Trataremos desses números separadamente, em outro boletim.

O que se passou entre agosto e dezembro deste ano é que a economia do país continuou no buraco e o Brasil piorou ainda mais sua posição relativa no ranking mundial das taxas de juros reais.

Agora ocupa a vice-liderança da lista do “top 10” das piores taxas de juros reais do mundo. Só está pior que a Turquia, que ainda figura em primeiro. Vejamos os números. Para comparação, as taxas entre parênteses são as do mês de agosto de 2017.

Turquia 5,87% (3,93%).
BRASIL 4,30% (3,71%)
Rússia 4,18% (4,59%).
Argentina 3,00% (0,36%).
Indonésia 2,26% (3,36%).
China 2,00% (1,45%).
México 1,61% (1,43%).
Índia 1,54% (1,39%).
África do Sul 1,46% (0,86%).
Colômbia 0.84% (2,06%)

Para estabelecer a taxa atual de juros reais do Brasil, a Crítica da Economia projeta para os próximos doze meses uma taxa de inflação (IPCA) de 2,70%. Bem diferente da projeção dos 4,00% projetados pelo mercado (último boletim Focus do Banco Central).

Fazem parte desta indesejável lista acima, as quatro maiores economias industrializadas da América Latina – Brasil, Argentina, México e Colômbia.

Como as demais economias deste top 10 dos desvalidos (incluindo a China), são todas elas desafortunadas economias dominadas sem moeda forte (conversível), párias no mercado monetário e cambial mundial.

Precisam manter permanentemente elevadas taxas de juros reais para atrair investidores e moedas conversíveis das economias dominantes. Só assim conseguem continuar circulando suas mercadorias pelo mercado mundial.

Outra coisa importante: a maioria destas economias – dentre as quais se destaca a China, o “chão de fábrica do mundo” – aumentaram bastante as taxas reais de juros, em curtíssimo espaço de tempo, quando se compara com agosto de 2017.

As economias dominantes (EUA, Alemanha, Japão, etc.) ao contrário, mantiveram praticamente as mesmas taxas de juros reais. Todas negativas ou, como a Alemanha e demais participantes da eurozona, com a taxa zero.

A forte elevação da taxa real de juros dessas grandes economias dominadas quer dizer que elas encontram dificuldades macroeconômicas crescentes e são as economias mais vulneráveis a um próximo choque no sistema monetário internacional.

Esse choque poderá ser detonado no próximo ano com uma súbita elevação da taxa básica de juros do planeta, administrada pelo Federal Reserve Bank, Fed, banco central dos EUA, que também detém o monopólio da emissão da moeda universal (US dólar).

Uma simples elevação de 2 pontos percentuais da taxa de juros do Fed pode disparar o gatilho. Por isso essa taxa é tão popular e tão noticiada nos noticiários da grande mídia, etc.

A explosão do sistema monetário mundial depende do que decidir o novo nomeado de Trump para dirigir o Fed, a partir de fevereiro de 2018, em lugar de Mrs. Janeth Yellen.

Uma observação para concluir este boletim. Esses mesmos perdedores globais compõem também o topo da tabela das dez maiores taxas nominais de juros, conforme abaixo:

Argentina 28,75%.
Rússia 8,25%.
Turquia 8,00%.
BRASIL 7,00%.
México 7,00%.
África do Sul 6,75%.
Índia 6,00%.
Colômbia 4,75%.
China 4,35%.
Indonésia 4,25%.

Fonte: http://www.viomundo.com.br/politica/midia-espalha-as-mentiras-de-temer-mas-a-taxa-real-de-juros-subiu.html

'Persona non grata': Venezuela expulsa embaixador brasileiro do país


Delcy Rodriguez Mercosul

Federico Parra/AFP

MUNDO

17:09 23.12.2017(atualizado 18:12 23.12.2017)URL curta

20284

A Venezuela anunciou neste sábado (23) a expulsão do embaixador do Brasil, Ruy Carlos Pereira, do país. A decisão foi anunciada pela presidente da Assembleia Nacional Constituinte, Delcy Rodríguez.

"No âmbito das competências da Assembleia Nacional Constituinte, em que está justamente a soberania, nas nossas bases de comissão, decidimos declarar 'persona non grata' o encarregado de negócios do Canadá, e declarar 'persona non grata' o embaixador do Brasil, até que se restitua o fio constitucional que o governo de fato vulnerou, no caso deste país-irmão", declarou Rodríguez em comunicado transmitido pelo canal de televisão estatal VTV.

A presidente da Assembleia Nacional Constituinte, ao responder aos jornalistas sobre o caso brasileiro, argumentou que no Brasil houve um processo de golpe e a restrição a partidos pequenos na participação das eleições.

"O caso a que você se refere, especificamente, do Brasil, neste ano, depois do golpe de estado que houve no Brasil, contra a presidente Dilma Rousseff, foi aprovada no Congresso a chamada cláusula de barreira, que impede justamente que partidos pequenos possam ter participação eleitoral", disse Rodríguez a jornalistas

Ela acrescentou que "a chancelaria venezuelana fará os trâmites para iniciar este processo declaratório de 'persona non grata'".

Ministro da Defesa, Raul Jungmann

ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

Ministro do Brasil alerta: intervenção estrangeira só agravará crise na Venezuela

Além do diplomata brasileiro, também foi declarado como "persona non grata" o embaixador do Canadá por sua suposta interferência nos assuntos internos da Venezuela.  

“Nós decidimos declarar ‘persona non grata’ o encarregado de negócios do Canadá, por sua intromissão permanente e insistente, grosseira e vulgar nos assuntos internos de Venezuela, apesar de a chancelaria venezuelana, e não é de agora, durante anos tem feito chamados de atenção para que se respeite a convenção sobre relações diplomáticas. Persistentemente, [ele] faz declarações, faz uso do Twitter, para pretender dar ordens à Venezuela”, declarou.

Fonte: https://br.sputniknews.com/mundo/2017122310139051-venezuela-brasil-diplomacia-persona-non-grata/

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Celeridade do TRF4 revela o desespero do judiciário em tirar Lula do páreo

Foto: Ricardo Stuckert

O deputado Leo de Brito (PT-AC) usou a tribuna, nesta segunda-feira (18), em nome da Liderança do Partido dos Trabalhadores na Câmara, para denunciar a pressa do judiciário brasileiro em julgar o processo que envolve o ex-presidente Lula, na Operação Lava Jato comandada pelo juiz de Curitiba Sérgio Moro. Em tempo recorde, precisamente 42 dias, o TRF4 marcou o julgamento de Lula para o dia 24 de janeiro em Porto Alegre (RS).

Para o petista, a celeridade em julgamentos judiciais é prática pouco corriqueira no sistema judiciário do País e mostra a perseguição implacável do sistema contra o presidente Lula. “O processo foi analisado pelo relator em pouco mais de 40 dias, e pelo revisor em 6 dias úteis. Quem quiser fazer um curso de leitura dinâmica descobrirá que nós estamos falando de 2 mil páginas lidas a cada hora! É um absurdo! Mais uma vez, está na cara que querem tirar o ex-presidente Lula do páreo”, ironizou o parlamentar acreano.

O deputado disse ainda que o tempo usado pelo relator do processo, João Pedro Gebran Neto (36 dias) e pelo revisor do caso, o desembargador Leandro Paulsen (seis dias) para apressar o julgamento do ex-presidente desnuda o partidarismo em que se transformaram os tribunais do País. “Não podemos deixar que um tribunal de exceção retire a possibilidade de Lula ser candidato à Presidência, como o povo quer”, afirmou Leo de Brito.

Disse ainda o deputado, que o PT, os partidos de esquerda e os movimentos sociais estarão em permanente estado de mobilização para barrar mais essa tentativa de golpear a democracia. “Nós vamos continuar mobilizados. Não vamos aceitar golpe. Eleição sem Lula é fraude! A população brasileira não vai aceitar esse escárnio que está sendo feito contra o povo brasileiro e o direito de votar com soberania”, observou.

Vamos inscrever a candidatura do Presidente Lula no ano que vem. A cara do Lula, o rosto do Lula vai estar estampado na urna eletrônica, porque nós vamos até as últimas consequências”, anunciou Leo de Brito.

Benildes Rodrigues

Fonte: https://ptnacamara.org.br/portal/2017/12/19/celeridade-do-trf4-revela-o-desespero-do-judiciario-em-tirar-lula-do-pareo/

Personalidades denunciam perseguição a Lula em manifesto


Nesta terça-feira (19), um grupo de personalidades lança um manifesto em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, denunciando a perseguição política que enfrenta o ex-presidente em ações judiciais.

Leandro Taques 

“A tentativa de marcar em tempo recorde para o dia 24 de janeiro a data do julgamento em segunda instância do processo de Lula nada tem de legalidade. Trata-se de um puro ato de perseguição da liderança política mais popular do país”, diz o manifesto.
O documento surgiu como uma iniciativa do Projeto Brasil Nação e conta mais de 380 assinaturas. O linguista e filósofo norte-americano Noam Chomsky, o cantor Chico Buarque, os economistas Luiz Carlos Bresser Pereira e Leda Paulani, o jurista Fábio Konder Comparato, os cientistas políticos Luiz Felipe de Alencastro e Maria Victoria Benevides, o embaixador Celso Amorim, os escritores Raduan Nassar e Milton Hatoum, os jornalistas Hildegard Angel, Mino Carta, Franklin Martins e Fernando Moraes e o ativista social João Pedro Stedile estão entre os signatários.
Segundo o texto, o plano estratégico do golpe, depois de afastar a presidenta Dilma Rousseff, é retirar os direitos dos trabalhadores, com a agenda de reformas imposta pelo governo de Michel Temer e a entrega do patrimônio público, com a privatização da Petrobras, Eletrobras e dos bancos públicos, além de abandonar a política externa ativa e altiva.
“Por isso, a trama de impedir a candidatura do Lula vale tudo: condenação no tribunal de Porto Alegre, instituição do semiparlamentarismo e até adiar as eleições. Nenhuma das ações elencadas estão fora de cogitação. Compõem o arsenal de maldades de forças políticas que não prezam a democracia”, diz outro trecho do manifesto.
O documento afirma ainda que as ações contra Lula são uma perseguição política, “que só será derrotada no terreno da política”.
“O Brasil vive um momento de encruzilhada: ou restauramos os direitos sociais e o Estado Democrático de Direito ou seremos derrotados e assistiremos a definitiva implantação de uma sociedade de capitalismo sem regulações, baseada na superexploração dos trabalhadores. Este tipo de sociedade requer um Estado dotado de instrumentos de Exceção para reprimir as universidades, os intelectuais, os trabalhadores, as mulheres, a juventude, os pobres, os negros. Enfim, todos os explorados e oprimidos que se levantarem contra o novo sistema”, salienta.
E finaliza: “Assim, a questão da perseguição a Lula não diz respeito somente ao PT e à esquerda, mas a todos os cidadãos brasileiros. Como nunca antes em nossa geração de lutadores, o que se encontra em jogo é o futuro da democracia”.
O Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) marcou para o dia 24 de janeiro o julgamento do Lula na Operação Lava Jato. O manifesto denuncia que a “a trama de impedir a candidatura do Lula vale tudo: condenação no tribunal de Porto Alegre, instituição do semiparlamentarismo e até adiar as eleições”.

Do Portal Vermelho, com informações de agências

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Um texto esclarecedor sobre a prisão de Lula

Por André Luís Rodrigues

"Em 1978, eu tinha 14 anos. Foi a 1ª vez que escutei no JN a esculhambação e demonização de Lula pelo o que ele fazia e dizia.
Eu cheguei nos 16, 18, 21 anos ouvindo a mesma ladainha.
Que ele era vendido, que era comunista e ia tomar nossa casa e carro.
Um dia o Estadão soltou uma bomba: afirmou que Lula tinha uma mansão no Morumbi.
Foi um escândalo.
Não se falava sobre outra coisa.
Enquanto isso, falsos sindicalistas criados e fortalecidos nos porões da ditadura para segurar os trabalhadores e dizer sim aos patrões, enriqueciam visivelmente. Eram os chamados pelegos.
Lula entrou na justiça e provou que não tinha nenhuma mansão no Morumbi e o Estadão teve que se retratar em 1ª página.
Mas até aí, o estrago na reputação e a convicção na mente dos teimosos, já esstava feito.
Em 1989, aos 25 anos, assisti um show de horrores na eleição daquele ano.
A Globo fez acusações de todo tipo, Folha de SP e Estadão fizeram o mesmo.
Rolou que Lula tinha pedido para sua filha fazer aborto, quando libertaram do cativeiro o sequestrado Abílio Diniz, colocaram uma camiseta do PT em um dos sequestradores, fizeram o diabo. A filha foi à TV no horário eleitoral desmentir a imprensa e o tal sequestrador nem brasileiro era.
No dia do debate, armaram o cenário de forma a diminuir Lula. Até um banquinho para Collor ficar muito mais alto que ele diante das câmeras foi colocado atrás do púlpito de Collor.
Collor, óbvio, último debate, disse barbaridades, acusou Lula até de ter um equipamento de som 3 em 1, que nem ele, Collor, rico, tinha.
Lula continuou perdendo eleições e continuou sofrendo ataques e acusações das mais descabidas.
Nunca, nunca se provou nada contra ele. Ao contrário, passava-se um tempo depois e a imprensa publicava uma pequena nota dizendo que tal notícia sobre Lula não era verdade. Até aí, já era, uma parte da sociedade odiava Lula.
Lula finalmente eleito, continuou sendo alvo de tudo quanto foi tipo de acusações.
Se ele comesse coxinha, era demagogo e populista, se ele aparecesse fumando charuto, era uma cara que tinha passado para o "outro lado" e o chamavam de arrogante.
Se punha um terno, era um vendido.
Se punha uma camisa simples, o fotógrafo ficava esperando o momento de tirar a pior foto.
Agora, eu tenho 53 anos e Lula, 72.
Nós dois continuamos lutando por nossos ideiais. Lula no entanto, podia estar tranquilo, formulando e dando ordens desde seu apartamento, como faz FHC, o principesco.
Lula ganhou dinheiro com sua projeção internacional. Convidado para palestras em todo o mundo, cobrava até 250 mil dólares por palestra.
Como todo pé rapado de classe média, investiu boa parte do seu dinheiro numa porcaria de previdência privada, um lixo de produto que os bancos te oferecem e que ganham muito mais dinheiro com a grana que vc investe do que vc recebe.
Acusam Lula de ter um estúpido apartamento no Guarujá, e o valorizam como uma mansão em Trancoso. Lula já provou que não é dele o maldito apê.
Acusam Lula de ter um sítio em Atibaia, como se Atibaia fosse Jurerê Internacional.
Penso que Lula não é santo, pois a política no Brasil não aceita santos.
Lula teve que se relacionar com todos os diabos desse país para poder melhorar um pouco nossa vida.
Tudo isso respinga na sua reputação, mas não o torna um corrupto ou um ladrão.
O fato é que Moro e o MPF não conseguiram provar nenhuma das acusações contra Lula.
Ao contrário, a defesa de Lula mostrou até que documentos falsos foram usados contra ele.
A mídia fez silêncio total contra isso.
Assim, sem provas, Lula será condenado politicamente.
Na cabeça daqueles que estão, ariticuladamente, fazendo o que estão fazendo com o Brasil, é urgente condenar Lula e impedir ou implodir sua candidatura.
Sabem que Lula é o único com força e apoio popular de fato para reverter o congelamento na saúde e educação, reverter as malditas terceirização e reforma trabalhista e reverter a política que está levando o nosso petróleo para fora, ferindo mortalmente nossa soberania e ainda com 1 trilhão de isenção de impostos para as multinacionais do petróleo.
Sabem que é o único que valorizará a empresa nacional e a geração de empregos aqui dentro.
O projeto nacional do PSDB, PMDB não é esse. O projeto é sucumbir ao interesse dos EUA, que quer fazer uma nova zona de influência e criar um anteparo à China e sucumbir ao interesse das gramdes multinacionais, acabando com leis, regras e proteção aos trabalhadores.
Não provaram e não provarão nada contra Lula.
Mas isso para eles não importa.
O que importa é que o Brasil seja uma vaca de presépio no cenário mundial.
Provem que Lula roubou um Real e eu faço autocrítica aqui.
Se não provarem, rezarei para que a próxima vítima não seja você, que leu esse texto até aqui"

Fonte: Face book

Judiciário E Políticos Com Salários Altissímos Estão De Fora Da Reforma Da Previdência, Só Irão Cortar Do Povo


Os políticos pelo contrário poderão se aposentar com apenas 2 anos de mandato (leia aqui)  e o Judiciário também está fora da reforma da previdência que corta aposentadorias, por que eles não estão na tal reforma que defendem?

RADAR BRASIL

Do Portal da Câmara dos Deputados: “O deputado federal Lincoln Portela (PRB-MG) apresentou uma emenda que retira juízes e membros do Ministério Público das novas regras da Reforma da Previdência. Segundo Portela, as duas categorias estão sendo alvo de um processo de “demonização” e devem ter seu trabalho preservado”. Argumenta o deputado, entre outros pontos, que “os membros da Magistratura encontram-se sobrecarregados e a carreira figura entre as que ostentam os mais elevados índices de adoecimento.”

A conferir: o relator da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Arthur Maia (PPS-BA), disse a interlocutores, segundo a revista Época, que não incluirá em seu relatório a emenda do deputado Lincoln Portela (PRB-MG) que prevê a exclusão de magistrados e integrantes do Ministério Público Federal (MPF) do futuro regime. “Fiquem certos de que essa proposta não constará no meu relatório”, diz Maia.

A íntegra do texto da emenda à reforma da previdência apresentado pelo deputado Lincoln Portela está disponível no Portal da Câmara dos Deputados, e pode ser acessado aqui.

Fonte: https://www.noticiasbrasilonline.com.br/judiciario-e-politicos-com-salarios-altissimos-estao-de-fora-da-reforma-da-previdencia-so-irao-cortar-do-povo/

VISITA AO CONSELHO TUTELAR DE CRUZ/CE

clip_image002

Kátia – Rosa – Fabíula - Ronny

Cruz. Na manhã desta segunda-feira, 18, estive visitando os Conselheiros do Conselho Tutelar de Cruz. Tive uma recepção excelente e uma acolhida bem carinhosa, afinal, senti-me em casa por estar entre Pessoas Amigas. Lá estavam: Katiane Araújo, Maria Rosenilda (Rosa Farias), Fabíula Freitas e Ronny Brandão. Estava ausente a ilustre Conselheira Maria Queiroz, mas, seu trabalho foi muito elogiado pelos seus colegas do Conselho

clip_image004

Após uma boa conversa sobre amenidades, lancei o convite para uma entrevista coletiva para o Programa A Comunidade e o Cidadão, ZYL – 383 - Rádio FM Comunitária 6 de Abril 98,7MHz (www.seisdeabrilfm.com.br). Programa que vai ao ar todas as terças-feiras às 7:30, uma produção e apresentação do Dr. Lima. Convite aceito, entrevista realizada.

Falamos sobre a logística do Conselho Tutelar, que está bem atualizada, com ambiente agradável e aconchegante, sala para atendimento dos clientes, computadores, mesas e material de expediente. Logo estarão com um veículo a disposição.

Os Conselheiros demostraram comprometimento com o seu trabalho, satisfação no atendimento, sorriso espontâneo e atitudes carinhosas, o que testemunham o prazer em servi e o nível de qualificação profissional. Rosa falou sobre o que é e o que faz o Conselho Tutelar, o papel dos Conselheiros e suas atribuições. Fabíula, sempre sorridente, falou do prazer em ser conselheira e que tinha como referência os sábios ensinamentos de sua mãe, enquanto Katiane expressava sua preocupação com a imagem que ainda propagavam sobre o Conselho Tutelar, por parte de algumas pessoas desinformada, que ainda fantasiavam uma imagem assustadora para crianças, quando o correto seria educar as crianças para uma imagem de uma instituição que luta em defesa dos Direitos da Criança. ‘

clip_image006

Dr. Lima

Não tive nenhuma dificuldade para conduzir a entrevista, pois, como parceiro da ONG Catavento Comunicação e Educação Ambiental - Fortaleza, trabalhávamos a divulgação do ECA que me rendeu o imenso prazer de receber o Título de Jornalista Amigo da Criança – ANDI – 2005. Esperamos ter dado a nossa contribuição para um melhor conhecimento do que é e o que faz o Conselho Tutelar.

A matéria completa pode ser acompanhada durante a entrevista, será apresentada na terça feira.

Dr. Lima

Moro teria negociado com Cunha a exclusão de Tacla Durán da CPMI em troca da liberdade


Escrito por Wellington Calasans, Postado em Redação

<?XML:NAMESPACE PREFIX = "[default] http://www.w3.org/2000/svg" NS = "http://www.w3.org/2000/svg" />TwitterGoogle GmailFacebookWhatsAppTelegramPrintVK

Da Redação do Blog O Cafezinho,

O apresentador do programa Expresso da Manhã, Romulus Maya, faz revelações impressionantes sobre o depoimento, registrado em cartório, de Tacla Durán ao advogado de Lula, Cristiano Zanin. A jogada de mestre da defesa do ex-presidente está na anterioridade do depoimento, em relação ao dia em que os deputados do “Centrão de Cunha” teriam impedido a inclusão do depoimento do ex-advogado da Odebrecht para “aliviar a barra” de Moro e da “panelinha da Lava Jato”. Mas tudo tem um preço e Cunha teria cobrado a liberdade como moeda de troca.

Moro agora será desmoralizado diante dos seus seguidores (cada vez menos) porque terá que soltar Cunha (há quem diga que ele nunca esteve preso). Para Romulus, agora é tarde, pois o depoimento em cartório de Durán ao advogado Cristiano Zanin impõe ao juiz de primeira instância de Curitiba a inclusão deste elemento à defesa de Lula. Negar isso significaria extinguir o processo.

Aqui um trecho da publicação de Romulus:

O fator Eduardo Cunha – ele tem Moro no bolso!

Não se surpreendam se as acusações e a pena de Eduardo Cunha em Curitiba ficarem restritas aos tais “campos de petróleo vendidos subfaturados pelas Petrobras no Golfo do Benim”. Coisa pouca dentro da extensa “ficha corrida” de Cunha, não é mesmo?

Não se surpreendam se “DD” e Moro “esquecerem” – lá em Curitiba… – todo o restante da (mui!) rica “carreira” do notório Eduardo Cunha!

Não se surpreendam, tampouco, se, como resultado disso, Cunha sair da “cadeia” (?)… e num futuro bem próximo!

Explico: quem negociou, pessoalmente!, com o próprio Moro!, a retirada das referências ao “amigo pessoal” (sic) do “juiz” (?) Sergio Moro, Carlos Zucolotto, do Relatório final da CPMI da JBS foi o mesmo…

Tchan-tchan-tchan-tchan!

– … Eduardo Cunha!

Evidente: o Relator da CPMI, o Deputado Carlos Marun, sempre foi homem de Cunha!

Vai agora para o Ministério de Temer – indicado pelo (mesmo) chefão!

Para mim, quem faz acordo com bandido…

– … bandido também é, Moro!”

Leia neste link a íntegra do artigo de Romulus Maya:
http://www.romulusbr.com/2017/12/casa-caiu-advogado-de-lula-faz-live.html?spref=fb

Fonte: https://www.ocafezinho.com/2017/12/16/moro-teria-negociado-com-cunha-exclusao-de-tacla-duran-da-cpmi-em-troca-da-liberdade/

domingo, 17 de dezembro de 2017

Globo é dona da maior empresa de previdência privada do Brasil



Via Conversa Afiada

De amigo navegante que não perde uma manifestação da Cegonhóloga a favor da Reforma da Previdência que cura até dor de corno:

A maior empresa de previdência privada no Brasil pertence ao grupo Mapfre.  E o grupo Mapfre pertence à Globo.  Entendeu agora por que a Globo é a favor da reforma da previdência?

Leia também: Temer reúne com 150 empresários por apoio a reforma da previdência

Siga a gente

Fonte: https://falandoverdades.com.br/globo-e-dona-da-maior-empresa-de-previdencia-privada/

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

TEMER se lascou de vez em mais uma DENÚNCIA

Denúncia gravíssima!" Por isso o desespero do Temer para aprovar a refor...

CUT-VOX: LULA LEVA NO 1º TURNO, COM 45% DOS VOTOS


Ricardo Stuckert

247 - Em pesquisa estimulada realizada pelo instituto Vox Populi, encomendada pela CUT, com cinco candidatos na disputa, Lula teria 45% das intenções de votos contra 31% da soma dos demais candidatos.

Bolsonaro teria 15%; Marina, 7%; Alckmin, 6%; Ciro, 3%. Ninguém, brancos e nulos representam 14%. E não sabem ou não responderam, 11%.

Num cenário com dez candidatos, também apresentados aos entrevistados, Lula teria 43% das intenções de voto contra 33% da soma dos demais candidatos.

Outro dado importante da pesquisa é o de que para 47%, Lula é o melhor presidente que o Brasil já teve.

Confira o texto divulgado pela CUT com detalhes sobre o levantamento:

CUT-Vox confirma: Ninguém ganha do Lula
Se a eleição fosse hoje, Lula, o melhor presidente que o Brasil já teve, venceria no primeiro e segundo turnos todos os candidatos, mostra nova rodada da pesquisa CUT-Vox Populi

O empenho de parte do Judiciário e da mídia em perseguir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não mudou a percepção da maioria dos brasileiros sobre quem é o candidato certo para corrigir os rumos do país e promover desenvolvimento econômico e social, com justiça e distribuição de renda.

Se a eleição presidencial fosse hoje, Lula venceria todos os candidatos no primeiro e no segundo turnos, aponta pesquisa CUT-Vox Populi, realizada entre os dias 9 e 12 de dezembro. Tanto na simulação espontânea quanto na estimulada, em que os nomes dos candidatos são apresentados aos eleitores, o ex-presidente tem mais votos do que a soma dos demais candidatos.

Na simulação do voto espontâneo para presidente, que indica uma intenção mais sólida dos entrevistados votarem em determinados candidatos, Lula teria 38% dos votos.

Juntos, os demais candidatos, considerando, inclusive, quem citou "outros", têm 22% das intenções espontâneas de voto. O deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) tem 11%; o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), e Marina Silva (Rede-AC), 2%, cada; o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE), 1%, cada. Um percentual de 5% dos entrevistados pela CUT-VOX disse que votaria em "outros" candidatos; ninguém/brancos e nulos, 17%; e, não sabem ou não responderam, 24%.

Nesse cenário, Lula continua imbatível no Nordeste, com 63% das intenções de voto. No Centro-Oeste/Norte ele tem 33%; no Sudeste, 30%; e, no Sul, 17%.

Pesquisa estimulada

Na pesquisa estimulada com cinco candidatos na disputa, Lula teria 45% das intenções de votos contra 31% da soma dos demais candidatos. Bolsonaro teria 15%; Marina, 7%; Alckmin, 6%; Ciro, 3%. Ninguém, brancos e nulos, 14%; e não sabem ou não responderam, 11%.

Também nesse cenário, Lula é o preferido pelo povo do Nordeste, com 68% das intenções de votos; do Centro-Oeste/Norte, com 48%; e do Sudeste, 36%. No Sul, ele tem 21% das intenções de voto.

Lula é também líder absoluto entre as mulheres, 46% (homens, 43%); os maduros 50% (entre os jovens tem 44% e entre os adultos, 43%); os mais pobres, que ganham até 2 salários mínimos, 58% (42% entre os que ganham mais de 2 SM e até 5 SM; e 24% entre os que ganham mais de 5 SM); e os que estudaram até o ensino fundamental, com 55% das intenções de votos (39% entre os que estudaram até o ensino médio; e 28% do ensino superior).

Segundo turno

Na simulação com Marina e Alckmin, Lula venceria ambos com 50% dos votos. A candidata da Rede teria 13% e o governador de São Paulo, 14%.

Na simulação com Bolsonaro, Lula teria 49% e o deputado carioca, 18%.

Estimulada com dez candidatos

Na estimulada com dez candidatos, Lula teria 43% das intenções de voto contra 33% da soma dos demais candidatos.

Bolsonaro teria 13% das intenções na estimulada; o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, 7%; Marina, 5%; Alckmin, 4%; Ciro, 2%; o senador Álvaro Dias (Podemos-PR) e o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD-GO), 1% cada. Manuela D'Ávila (PCdoB-RS) e João Amoêdo (Partido Novo-RJ) não pontuaram. O percentual de ninguém/branco ou nulo foi de 13%; e o de não sabem/não responderam, 11%.

Neste cenário, Lula também é o primeiro colocado nos recortes por região, gênero e classe social. Ele tem mais votos que todos os outros no Nordeste, 67% (Centro-Oeste/Norte, 46%; Sudeste, 35%; e, Sul, 18%). É o escolhido também pela maioria das mulheres (45%) e dos homens (41%); pelos maduros, 47%; jovens, 43%; e, adultos, 42%. E, novamente, é o preferido pelos mais pobres, que ganham até 2 salários mínimos (56%) e que estudaram até o ensino fundamental (53%).

Lula, o melhor e mais admirado presidente do Brasil

Para 47% dos entrevistados pela pesquisa CUT-Vox Populi, Lula é o melhor presidente que o Brasil já teve.

É o mais trabalhador e líder político para 59% dos entrevistados; o mais capaz de enfrentar uma crise para 55%; é humilde e se preocupa com as pessoas, para 54%; é bom administrador/competente, 53%; é sincero/tem credibilidade, 42%; e é honesto para 32%.

E mais: Lula tem mais qualidades (50%) que defeitos (41%); fez mais coisas certas (56%) que erradas (37%) e, nos 13 anos de governos do PT, com Lula e Dilma, a vida melhorou para 54% dos entrevistados. Outros 30% responderam que não melhorou nem piorou e 14% que piorou.

A CUT-Vox Populi entrevistou 2.000 pessoas, em 118 municípios de todos os estados e do Distrito Federal, em capitais, regiões metropolitanas e no interior, e abrangeu todos os estratos socioeconômicos. A margem de erro é de 2,2%, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/332501/CUT-Vox-Lula-leva-no-1%C2%BA-turno-com-45-dos-votos.htm

ALVO DE VEJA E ISTOÉ, GILMAR VIRA BOLA DA VEZ


247 - Alvo de denúncias das revistas Veja, da Editora Abril, e IstoÉ, da Editora Três, neste fim de semana, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes virou a bola da vez.

A Veja noticia que o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), de propriedade de Gilmar, recebeu R$ 2,1 milhões em patrocínios do empresário Joesley Batista, da JBS.

Segundo a publicação, "nos últimos dois anos, Gilmar e Joesley mantiveram uma parceria comercial e uma convivência amigável, a ponto de se visitarem em Brasília e São Paulo, trocarem favores, compartilharem certezas e incertezas jurídicas e tocarem projetos comuns".

Já a IstoÉ aponta uma "suspeita transição de Gilmar Mendes", numa reportagem em que a revista disse ter "acesso ao inquérito que investiga a venda irregular de uma universidade que pertenceu ao ministro do STF para o governo do Mato Grosso".

Segundo a IstoÉ, "o Ministério Público vê indícios de ilegalidades no negócio de R$ 7,7 milhões e está para formular a denúncia".

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/332525/Alvo-de-Veja-e-Isto%C3%A9-Gilmar-vira-bola-da-vez.htm

Congresso confirma e aprova redução do salário mínimo

01/08/2017- Brasília- DF, Brasil- Reunião com a Frente Parlamentar da Agropecuária - FPA. Foto: Marcos Corrêa/PR


Via Esmael Morais

O Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (13) a proposta orçamentária de 2018 (PLN 20/17), a primeira sob a Emenda Constitucional 95, que instituiu a redução de investimentos públicos. Dentre as maldades está a confirmação da redução do salário mínimo para o ano que vem.

Inicialmente, o governo Michel Temer (PMDB) reduziu o mínimo de R$ 979 para R$ 969 no mês de agosto. Mas, em outubro, revisou o valor para baixo pela segunda vez, em R$ 965, cuja confirmação se deu ontem pelos congressistas.
A redução do salário mínimo, de R$ 979 para R$ 965, ou seja, de R$ 14, é uma inegável “conquista” do golpe de Estado e da derrubada de Dilma Rousseff em 2016.

O Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (13) a proposta orçamentária de 2018 (PLN 20/17), a primeira sob a Emenda Constitucional 95, que instituiu a redução de investimentos públicos. Dentre as maldades está a confirmação da redução do salário mínimo para o ano que vem.

Atualmente, o salário mínimo é de R$ 937.
O projeto de orçamento aprovado ontem e que vai para sanção presidencial prevê ainda um déficit primário de R$ 157 bilhões para o governo federal no próximo ano. O número é um pouco menor do que os R$ 159 bilhões determinados pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO, Lei 13.473/17) como meta fiscal para o próximo ano.

Outras fontes:Revista Época

Fonte: https://falandoverdades.com.br/congresso-confirma-e-aprova-reducao-salario-minimo/

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

CBH-ACARAÚ REALIZOU SUA ÚLTIMA REUNIÃO EM 2017


Cruz. O Comitê de Bacia Hidrográfica do Acaraú realizou nesta terça-feira, 12, a 47ª Reunião Ordinária, a última deste ano, no Auditório do SISAR, em Sobral.

clip_image002

Na pauta da reunião, constava a leitura e aprovação da Ata da 19ª Reunião Extraordinária, a Comenda Zaranza que foi conferida ao ilustre cidadão do DIBAU Senhor Raimundo Pereira Neto, que se disse muito orgulhoso pelo reconhecimento do seu trabalho na direção do DIBAU – Distrito de Irrigação do Baixo Acaraú.

clip_image004

José Maria, da Caritas, fez um relato sobre a realização do XIX ENCOB – Encontro Nacional de Comitês de Bacia Hidrográfica realizado de 7 a 10 de novembro em Aracaju, Capital de Sergipe, e Antonio dos Santos relatou sobre o 8º Encontro Intercontinental Sobre a Natureza, realizado em Fortaleza nos dias 5, 6, 7 e 8 de novembro, onde esteve representando o Comitê de Bacia Hidrográfica do Acaraú (FAC) e Irismar (CAGECE)

clip_image006

Fernanda e Mariane apresentaram e fizeram uma discussão sobre a Lei de Segurança de Barragens.

clip_image008

Patrícia fez a apresentação de contas sobre a situação hídrica do Vale do Acaraú mostrando o atual volume de água armazenado nos açudes monitorados pela COGERH.

clip_image010

Bartolomeu da COHERH fez uma exposição sobre o trabalho de monitoramento feito com duas máquinas para limpeza e desobstrução de barramento no Rio Acaraú para que a água pudesse fluir com mais eficácia e chegar ao seu destino final para atender aos seus usuários.

Também, foram apresentados dados de Atualização do Cadastro de Usuários da Bacia do Acaraú.

clip_image012

Foi agendo o Calendário de Reuniões Ordinárias para 2018 para os dias 4 de abril, 20 de junho, 17 de outubro e 12 de dezembro, em locais a serem definidos posteriormente. Também, foi agendado um curso de capacitação para os membros do Comitê nos dias 20 e 21 de fevereiro a ser realizado em Meruoca.

clip_image014

Samuel Pimenta da SDA informou que, dia dezoito, acontecerá a 10ª Reunião Itinerante do Comitê da Seca, no Centro de Eventos em Sobral, com início previsto para as 9hs. Na pauta, os prognósticos da FUNCEME, o Programa de Perfuração de Poços e outros programas de relevante interesse para os cearenses.

Encerrou-se a reunião com os votos de um Feliz Natal e Próspero Ano Noivo para todos que fazem a COGERH e o Comitê de Bacia do Acaraú.

Dr. Lima

ATENÇÃO BOMBA: tivemos acesso ao discurso de Gilmar com estratégia para...

Veja o que o golpe fez com o seu país

VEJA A ÚLTIMA SOBRE MORO: Tacla Durá, o homem-bomba da Lava Jato.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

TACLA DURAN ACABA COM SÉRGIO MORO E GLOBOlixo

TACLA DURAN ACABA COM SÉRGIO MORO E GLOBOlixo

URGENTE! Sérgio Moro e Rosângela Moro receberam dinheiro de Doleiro da O...

Tacla Durán x Sergio Moro: Zucolotto apaga os rastros

STF decide que há duas leis no Brasil – Uma para Lula e o PT e outra para o PSDB e seus aliados


Escrito por Bajonas Teixeira, Postado em Bajonas Teixeira, Lava-Jato

<?XML:NAMESPACE PREFIX = "[default] http://www.w3.org/2000/svg" NS = "http://www.w3.org/2000/svg" />TwitterGoogle GmailFacebookWhatsAppTelegramPrintVK

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

O STF decidiu que o Brasil tem duas Constituições Federativas e dois Códigos Penais, um vale para o PT e para Lula, e o outro para o PSDB e os demais. A lei é dupla, mas os procuradores e juízes, os recebedores  de mais de R$ 70 mil reais por mês (chegando a mais de R$ 200 mil nos contracheques com o 13º salário), que aplicam essa lei dupla, são únicos e formam uma única casta.

Ao arquivar pedido de investigação contra o ministro Alexandre de Moraes, que teria recebido R$ 4 milhões de empresa investigada pela PF na Operação Acrônimo, o STF instituiu com toda clareza, e em definitivo, duas leis no Brasil. Agora ninguém pode mais ignorar que o que vale para Lula e para o PT, para os ex-ministros do PT, não vale para o PSDB, para os ministros de Temer e para os aliados.

O país agora tem dois Códigos Penais e duas Constituições da República Federativa.  E quem se beneficia com isso é, por exemplo, o governador Geraldo Alckmin, do PSDB, cujos planos de chegar à presidência seriam prejudicados com uma investigação sobre seu ex-secretário de Segurança, Alexandre de Moraes. E, claro, se beneficia também, e muito, Michel Temer, atual patrão do agora ministro Alexandre de Moraes. Um ministro da Justiça investigado por R$ 4 milhões? Seria péssimo para o golpe que já perdeu ministros demais.

Mesmo sem provas contra Lula, duas denúncias foram aceitas contra ele. Embora ele tenha sido deliberadamente ultrajado, seus direitos tenham sido pisoteados, e sua vida pessoal invadida, com a divulgação dos áudios ilegalmente gravados por Sérgio Moro, foi decidido que tudo isso não constitui crime.

Ao contrário, crime foi declarado o desejo de Lula, que os áudios ‘provariam’, de obstruir a Justiça assumindo o cargo de ministro da Casa Civil. Posição, aliás, que nada o impedia de assumir, que estava inteiramente em acordo com seus direitos políticos, e que foi obstruída por aquela divulgação criminosas das suas conversas.

Se o PT e Lula são culpados mesmos sem culpa, ou melhor, mesmo tendo seus direitos violados, o PSDB e os demais são isentos liminarmente, negando-se contra eles pedidos para investigar suspeitas objetivas e consistentes.

Pois é. O ministro Luiz Fux acaba de arquivar pedido de investigação contra Alexandre de Moraes, ministro da Justiça e filiado ao PSDB. O pedido esperou apenas oito dias no STF antes de ser negado.  A PF, na Operação Acrônimo, descobriu pagamentos suspeitos no valor de R$ 4 milhões ao ministro. A decisão do ministro do STF Luiz Fux sequer ouviu a Procuradoria Geral da República, procedimento padrão.

Além disso, diferente do mínimo que se exige dos investigados da Lava Jato, que provem a origem dos recursos, Alexandre de Moraes foi dispensado de apresentar qualquer prova.  O ministro do STF simplesmente decidiu, monocraticamente, valendo-se de uma previsão do Regimento Interno do STF, que “o fato narrado evidentemente não constitui crime”.

O mais engraçado, é que Alexandre de Moraes diz que não pode explicar os serviços prestados à empresa devido à “cláusula de confidencialidade”. Uma vez que ele diz isso, Luiz Fux é obrigado a concluir que então, como é mais que óbvio, “o fato narrado evidentemente não constitui crime”.

Caro leitor, O convidamos para visitar e curtir a página MÁQUINA CRÍTICA. Abraços.

« Direto do Paraná – Título de doutor honoris causa por R$ 1.300 em 12 x no cartão

Vicente Franz Cecim e a hipótese onírica »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fonte: https://www.ocafezinho.com/2016/10/08/stf-decide-que-ha-duas-leis-no-brasil-uma-para-lula-e-o-pt-e-outra-para-o-psdb-e-seus-aliados/