quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Nossa Senhora da Conceição é padroeira de 35 cidades do interior cearense

 

O deputado federal José Airton vai participar das comemorações dos 28 de emancipação politica do município de Amontada/CE, nessa sexta feira (01), noite, com um culto ecumênico na praça principal. Para o deputado, um momento especial que ele sempre festeja. Primeiro pela fé que também tem na padroeira do município, Nossa Senhora da Conceição. Segundo, como político, por acreditar no povo e na força local que vem mostrando como é possível construir um mundo melhor com mais desenvolvimento e mais igualdade.

A Virgem Maria, com esse título, é a mais festejada no Ceará. Nossa Senhora da Conceição é padroeira de 35 cidades do interior cearense. Dentre elas, Amontada, Aracoiaba, Bela Cruz, Cascavel, Farias Brito, Granjeiro, Hidrolândia, Iracema, Ipaumirim e Ipueiras.

Claudia Vidal - Jornalista: DRT 6203/PR

(85) 8710.1313

Falta de banheiros no local de trabalho gera dano moral

 

Um servente irá receber indenização de R$ 5 mil por danos morais porque a empresa para qual trabalhava não disponibilizava banheiros no local de trabalho. A decisão da 1ª vara do trabalho da região do Cariri, no município do Crato, foi confirmada por unanimidade pelos desembargadores da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE).

O operário trabalhava para a empresa Pavotec – Pavimentação e Terraplanagem LTDA nas obras da rodovia estadual CE-85, entre os municípios de Lavras da Mangabeira e Caririaçu, no Ceará. De acordo com o trabalhador, as necessidades fisiológicas de todos os empregados eram realizadas a céu aberto, porque não existiam gabinetes coletores de dejetos e nem mesmo papel higiênico.

A empresa alegava, em sua defesa, que mantinha banheiros químicos à disposição dos trabalhadores. Mas, segundo o juiz do trabalho Clóvis Valença, a Pavotec não conseguiu comprovar a existência dos banheiros nos trechos da obra onde o servente trabalhava. “É inegável que a inexistência de banheiros no local de trabalho causa uma ofensa à honra, à intimidade e à imagem do trabalhador”, afirmou o magistrado.

Em recurso ao TRT/CE, a empresa insistia que cumpria todas as normas de higiene e segurança do trabalho e que havia locado banheiros químicos para os trabalhadores. Para o relator do processo, desembargador Plauto Carneiro Porto, ficou confirmada a negligência da Pavotec. “Entende-se configurada a ocorrência de afronta à dignidade do empregado, eclodindo disso a necessidade de a empresa reparar civilmente o obreiro pelo prejuízo causado”, finalizou o desembargador.

PROCESSO RELACIONADO: 0000613-02.2012.5.07.0027

Mais informações:
Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE)
Assessoria de Comunicação Social
Telefones: 85 33889227 – 33889426
E-mail: csocial@trt7.jus.br
Twitter: @trt7ceara

José Airton recebe prefeitos em Brasília


Deputado José Airton e prefeito de Maracanaú, Firmo Camurça.
Foto: Divulgação

Os gestores levaram demandas de seus municípios. Cerca de 12 milhões irão para saúde e infraestrutura no Ceará.

Estiveram presentes no gabinete do deputado federal José Airton, nessa quarta-feira (30), os prefeitos de Lavras da Mangabeira, Gustavo Augusto Lima Bisneto; de Maracanaú, José Filho Camurça; de Horizonte, Manoel Gomes de Farias, o Nezinho; de Amontada, Paulo César.
Os gestores levaram demandas de seus municípios entre elas algumas solicitações relevantes como a liberação de R$ 2 milhões para a construção do Hospital Municipal de Lavras da Mangabeira, a conclusão da Avenida Presidente José Alencar , no valor de R$ 4 milhões (principal rua da entrada do município de Maracanaú), também foi solicitado agilização para a liberação R$ 5 milhões para o Hospital Municipal de Maracanaú.
O prefeito de Horizonte pediu a liberação de recursos no valor de R$ 1 milhão para construção de postos de saúde e equipamentos do município.
Ontem (29/01), também esteve com o Deputado o prefeito de Amontada, Paulo César e o ex-prefeito, Edivaldo Assis de Jesus, juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Francisco Xisto Filho, o Franxisto, eles foram em busca de um empenho para a liberação de diversos projetos para o município.
O Prefeito de Lavras da Mangabeira também pediu apoio para do Deputado em prol da liberação do convênio, Termo de Convênio (TC), Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), nº 585 de 2009, que tem como objetivo a construção de Sistema de abastecimento de água nas localidades de Patos I e a Maniçoba no município de Lavras da Mangabeira, ele está na lista dos convênios que serão cancelados no valor é de R$ 798.400,00.

Claudia Vidal - Jornalista: DRT 6203/PR

(85) 8710.1313

Assessoria de Imprensa

Deputado federal José Airton Cirilo (PT/CE).

CARNAVAL 2013 EM SOBRAL

 

O Carnaval de Sobral é assim: democrático, popular e diversificado. A festa deverá levar possibilidades iguais de diversão e lazer para todos, com conforto, segurança e comodidade. Serão ofertados espetáculos gratuitos nos Distritos (Jaibaras, Bonfim, Aracatiaçu, Taperuaba, Patos, Jordão, Aprazível, Torto, Caracará e na Sede de alta qualidade, seja nas apresentações de agremiações carnavalescas, seja nos shows de artistas e orquestras, será um grande encontro de culturas, tradições e inventividade, seja no chão ou nos palcos.

O Carnaval de Sobral segue como uma das maiores e mais democráticas festas da região.

Uma das marcas desta gestão, a Semana Pré-Carnavalesca, será um incremento na atração de turistas.

No sábado (02 de fevereiro), fogos anunciarão, a partir das 17h, o início da folia. Em seguida, o prefeito Veveu Arruda entregará a chave da cidade ao Rei e à Rainha do Macaratu do Aracatiaçu. A abertura oficial da festa é marcada pelo já tradicional desfile do Bloco dos Sujos com as presenças de membros da Velha Guarda, que sairá da Praça da Coluna da Hora, percorrendo as principais avenidas de Sobral, animado pela Banda de Música de Sobral | Orquestra da Bomba do Hemetério. Antecedendo o grande desfile, a partir de 9 horas da manhã do mesmo dia, baterias de Escolas de Samba movimentarão o Largo do Rosário, a Praça de Cuba e a Praça da Coluna da Hora.

Cenografia – A cidade também se enfeita para a folia.

SERVIÇOS:

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS – Criação de Postos de Informações Turísticas da Prefeitura de Sobral com horários especiais para atender os foliões que estiverem na cidade na semana que antecede e durante o período da folia. Os espaços, localizados em pontos estratégicos da Cidade, estarão munidos de informação para turistas e moradores, com distribuição de folders e programação cultural da cidade.

Sugestão:

1. Os Postos de Informações Turísticas poderão estar localizados no Terminal Rodoviário, no Mercado Central, no Becco do Cotovelo e nas Unidades de ensino superior públicas e privadas do município e deverão funcionar diariamente, de segunda à sexta das 8h às 20h, de 30 de janeiro à 08 de fevereiro, e nos sábado dia 02 e 09 das 8h às 12h.

2. Poderá também haver um Balcão de Disponibilidade Hoteleira: será disponibilizada esta ferramenta para informar com facilidade onde há vagas nos meios de hospedagem de Sobral durante o Carnaval. O Balcão estará disponível junto aos Postos de Informações Turísticas.

RECEPÇÃO TURÍSTICA – Quem desembarcar no Terminal Rodoviário será recebido por “Grupo representativo da folia” e orquestra de música carnavalesca.

Sugestão:

1. O receptivo de boas-vindas acontecerá na quinta e sexta-feira, dias 7 e 8, que antecede o carnaval, das 8h às 17h e no sábado de carnaval, dia 9, das 8h às 12h. E para se despedir dos turistas e convidar para o Carnaval 2014, o receptivo volta ao Terminal Rodoviário na quarta-feira de cinzas, dia 13, das 13h às 17h, com orquestra.

CURTA SOBRAL – Através do facebook.com/curtasobral, os “curtidores” terão acesso a outras informações dos atrativos turísticos de Sobral e dicas personalizadas de onde comer, o que fazer e comprar, além da programação carnavalesca. A idéia é apresentar o melhor da cidade com agilidade e a possibilidade de compartilhar estas experiências através da Page.

CURTA SOBRAL MOBILE – O turista e o sobralense que quiserem buscar informações sobre o Carnaval de Sobral poderão ter tudo na palma da mão. É o que a Secretaria de Cultura de Sobral disponibilizará no aplicativo Curta Sobral. O software para tablets e smartphones desde iPhone, iPad e aparelhos com plataforma Android será desenvolvido especialmente para atender essa demanda cada vez maior de acesso à informação sobre restaurantes, telefones úteis e, claro, programação carnavalesca e mapa dos pontos onde estará acontecendo a folia de Carnaval. Incluirá ainda contatos de táxi, mototáxi, caixa eletrônico, farmácias e supermercados. Com o Curta Sobral mobile, a informação chega rápido e o usuário pode saber o que acontece em cada ponto no mesmo instante.

Obs. Verificar como baixar o aplicativo gratuitamente a partir do dia 1º de fevereiro.

PERFIL DO FOLIÃO – Com o objetivo de conhecer o perfil e o nível de satisfação dos foliões que brincam o Carnaval de Sobral, além do impacto econômico que a festa gera, a Secretaria da Cultura vai realizar pesquisas durante o período carnavalesco. Os resultados serão divulgados logo após o evento, no balanço de resultados da festa.

UFC ganha laboratório de ponta no campo da pesquisa atmosférica

jesualdofarias

A Universidade Federal do Ceará vai inaugurar, a partir das 10h30min desta sexta-feira, o Laboratório de Pesquisa em Adsorção e Captura de CO2 (LPACO2). Trata-se de um novo centro de estudos do Grupo de Pesquisa e Separação por Adsorção, vinculado ao Departamento de Engenharia Química da Instituição, que será dedicado à análise de materiais que possam diminuir a concentração de gás carbônico na atmosfera. O novo laboratório está situado no bloco 371 do Campus do Pici (Av. Mister Hull, 2977), e a inauguração, aberta ao público, será presidida pelo reitor da UFC, Jesualdo Farias.

O investimento foi da ordem de R$ 2 milhões, recursos advindos, em sua maioria, da Petrobras. Segundo a coordenadora do Grupo de Pesquisa e Separação por Adsorção, Profª Diana Cristina Silva de Azevedo, no decorrer de outras parcerias com a empresa foi identificada a necessidade de um espaço específico para os estudos em separação de gases. A professora explica a função dos equipamentos instalados no novo laboratório: “Eles serão dedicados à medida de dados de equilíbrio termodinâmico para a adsorção de gases, como gás carbônico, metano e nitrogênio e suas misturas, além de vapores de metais alcalinos a altas temperaturas”.

(Com UFC)

Rui Falcão discursa para bancada e cita desespero da oposição que tenta antecipar eleições

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao participar ontem da primeira reunião da Bancada do PT na Câmara, em 2013, o presidente do PT nacional, Rui Falcão, alertou para a precipitação do processo eleitoral “sem que haja candidato”. Para o dirigente, a oposição, “talvez desesperada, primeiro pelo sucesso do nosso governo, segundo por uma medida muito popular concretizada, que é a redução da conta de luz para pessoas e empresas, lança mão de todos os seus ataques para tentar minimizar o sucesso do nosso governo”, disse.
Ele lembrou que os últimos dez anos governados pelo PT e aliados foram de muitas mudanças e conquistas. “O País mudou e mudou para melhor. Hoje somos a quarta economia que recebe investimento produtivo do exterior; o nível de pobreza no Brasil foi drasticamente reduzido; e, as políticas públicas não são mais produzidas de cima pra baixo, como ficou evidenciado no encontro nacional de prefeitos”.
Rui Falcão citou a reforma política como prioridade da agenda política do PT. “Se o Congresso Nacional aprovar o relatório do deputado Henrique Fontana, vamos propagar isso nas regiões, mas nós já temos o plano B para caso do Congresso não aprove o parecer. Vamos fazer coletas de assinaturas com a lei de iniciativa popular do plebiscito, do referendo, para que a reforma possa ser proposta também pela população”. A reforma política abrangeria pelo menos quatro pontos centrais: o financiamento público exclusivo de campanha para o combate à corrupção, acabar com o peso do poder econômico e baratear as eleições; a lista partidária; a ampliação da participação das mulheres na vida política nacional e ampliação da participação popular nos processos decisórios, aí entrando o plebiscito e o referendo.
Veja os principais pontos do pronunciamento do presidente do PT na reunião da bancada no endereço: ptnacamara.org.br.

HOMEM É MORTO À BALA NA LAGOA DE JIJOCA

 

DSC06284

 

 

Cruz. Ontem, quarta feira, 30, às 13 hs, um homem com idade aproximada de 27 anos, solteiro, residente em Jijoca de Jericoacoara, foi assassinado á bala quando viajava de moto ao passar nas proximidades da Lagoa de Jijoca, na comunidade de Alto Alegre, zona rural do Município de Cruz. O motoqueiro conhecido por Robertinho andava com uma garupa que fez um disparo de revolver na nuca de Robertinho e em seguida fugiu levando a moto. O acusado foi visto na companhia de Robertinho na cidade de Jijoca de Jericoacoara poucas horas antes do crime. Robertinho, filho de Dona Helena, residente em Jijoca de Jericoacoara, havia saído da cadeia há poucos meses, sendo acusado de vários assaltos e arrombamentos praticados na região além de envolvimento com drogas. Segundo informações, ele era apontado como sendo o autor de vários assaltos a postos de abastecimento e vários comércios em Preá e Caiçara e comunidades vizinhas. Se para a família foi um ato doloroso, para as pessoas da região foi motivo de alivio e mais tranquilidade, pois ele era considerado elemento de alta periculosidade e que vinha causando terror aos comerciantes. Robertinho tinha um comportamento normal e aparentava ser uma boa pessoa. Se um dia é da caça e o outro é do caçador, então, ontem foi o dia da caça. Até o momento, não há explicação para o motivo deste crime. O corpo foi resgatado pelo IML para pericia de praxe.

Dr. Lima

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Comportamento - Foi mal…

 

Mon Jan 28, 2013 4:48 pm (PST) . Posted by:
"FabioSantos" fsantos17rj

Não há preconceito racial no Brasil. Tudo não passa de mal-entendido... Esta é a resposta padrão de quem é pego em uma das incontáveis cenas cotidiadas de discriminação, evidência de legado brasileiríssimo: o racismo velado.

Em São Paulo, a maternidade Santa Joana publica em seu site informações aos futuros pais. Em um dos textos, há dicas para mães que querem alisar os cabelos crespos da filhas: “Muitas crianças nascem com os cabelos crespos ou rebeldes demais. Com a adesão cada vez maior às técnicas de alisamento, algumas mães recorrem a essas alternativas para deixarem as crianças mais bonitas.” Isso, você leu “mais bonitas”. E o que são cabelos “rebeldes demais”? Com a repercussão da história, o hospital retirou o post do ar.

Em Campinas (SP), policiais da PM que atuam em bairro nobre cumprem a determinação de abordar “indivíduos em atitude suspeita, em especial os de cor parda e negra”. A orientação consta de ordem de serviço assinada pelo comandante do batalhão, e se tornou pública graças à repórter Thais Nunes, do “Diário de S.Paulo”. O Comando da PM nega teor racista na determinação, dizendo que apenas descreve suspeitos de furto na região. Pode ser, mas a reportagem pediu documento semelhante, em que o alvo das abordagens fossem suspeitos brancos. Não obteve resposta.

No Rio de Janeiro, uma família vai a uma concessionária da BMW em busca de um carro novo. O casal, pais de cinco filhos, estão acompanhados do caçula, adotivo e negro. Enquanto conversavam com o gerente de vendas, o garoto se aproxima do pai, quando é enxotado pelo funcionário da loja. “Eles pedem dinheiro e incomodam os clientes”, justifica-se, ignorante da situação. Naturalmente, os futuros compradores deixaram a loja atônitos, e buscam retratação pública.

Claro que nos três casos tudo não se passou de “mal-entendido”, como explica representante da concessionária em e-mail enviado aos pais. Ora, a maternidade também diz que “não foi sua intenção ofender qualquer pessoa", e o comando da PM paulista reconhece um "deslize de comunicação" (deixaram escapar o que, aliás, já se sabe). A lógica do discurso do mal-entendido é a do “deixa disso”, de que só mesmo sendo muito melindroso para se ofender. “Coisa de complexado, né?”.

Ocorre que não só existe racismo no Brasil como nos esforçamos em ignorá-lo, tamanha é a força persuasiva da ideia de que o último país escravocrata do continente possa ser livre de preconceito racial sem encarar sua herança. Engano persistente desde a origem do mito fundador nacional, que vinga como solução imaginária para tensões de uma nação formada de maneira autoritária, de cima para baixo.

Contra esse papinho do mal-entendido, os pais do menino carioca criaram uma página no Facebook: “Preconceito racial não é mal-entendido. É crime”. Simples assim.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Boletim da Prefeitura Municipal de Maracanaú 29/01/2013

Demutran inicia em fevereiro as notificações

educativas no fotossensor da Avenida V

A Prefeitura de Maracanaú, por meio do Departamento Municipal de Trânsito – Demutran, informa que, entre 1º e 28 de fevereiro de 2013, estará fazendo notificações educativas, sem multas ou perdas de ponto na carteira de motorista, em relação ao fotos sensor localizado na Avenida V, entre as Ruas 14 e 15, no Jereissati, ao lado do North Shopping. Lembramos que, a partir de 1º de março de 2013, as multas para quem infringir a sinalização no local serão normalmente aplicadas, com penas pecuniárias e multas na carteira. Reforçamos que este fotos sensor estará fiscalizando e punindo as seguintes infrações: a) O retorno neste local da Avenida V é proibido, sendo claramente sinalizado por placa de trânsito; b) Avançar o sinal vermelho; c) Excesso de velocidade ao cruzar o sinal. (Oswaldo Scaliotti)

Maracanaú será representado em Acolhimento

Nacional aos Secretários Municipais de Saúde

O secretário de Saúde de Maracanaú, Torcápio Vieira, vai participar do “Acolhimento Nacional aos Secretários e Secretárias Municipais de Saúde” que acontecerá nos próximos dias 31 de janeiro e 1° de fevereiro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, no Distrito Federal. Haverá participação do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, do presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Wilson Duarte Alecrim, e do presidente do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, Antônio Carlos Figueiredo Nardi. Na programação constam debates com os seguintes temas: “Melhoria da qualidade e acesso na atenção básica”, “Regionalização e contrato organizativo de ação pública” e “Redes de Atenção à Saúde”. (Juçara Araújo)

Guarda Municipal realiza sorteio

do projeto de Inserção Cultural

A Guarda Municipal de Maracanaú, por meio do seu projeto de Inserção Cultural, promoveu na última segunda-feira, 28, o sorteio de cortesias para sessão de cinema. O sorteio é realizado todos os meses na presença dos servidores que se encontram na sede da GM de Maracanaú. Uma vez contemplado, o nome do guarda municipal não retorna para o sorteio posterior, até que todos os outros demais sejam beneficiados. O projeto de Inserção Cultural da Guarda é uma parceria com Cinemas Centerplex, Teatro Celina Queiroz, Instituto Idear, Fundação de Cultura - Funcult, Centro de Línguas da Prefeitura de Maracanaú - CLM, Caps–AD, Terra na Veia Adventure e complexo iPark. (Artur Filho)

TESLA: PEQUENO NO NOME, MAS DE GRANDE VALOR ( I )

Segundo Harland Manchester, Nikola Tesla, jovem de grande estatura e extraordinária energia, que emigrava da Sérvia para os EEUU, desembarcou no porto de Nova York com 4 centavos no bolso e uma carta para Thomas Edison. Mas, na cabeça, tinha alguma coisa de valor raro, uma ideia que revolucionava a transmissão de eletricidade e estava, portanto, destinada a tornar possível o desenvolvimento da civilização industrial de nossa época.

O primeiro emprego que obteve nos EEUU, foi na central de eletricidade de Edison, na Rua Pearl, em New York, e que durante 2 anos havia fornecido luz a algumas centenas de prédios da cidade da cidade. Como outras centrais de seu tempo, a de Edson produzia corrente contínua, a qual não se podia transmitir além de curtas distancias. Tesla tinha ido aos EEUU com a esperança de introduzir sua nova invenção, que hoje é elemento indispensável na indústria, mas que naquele tempo era uma inovação revolucionária: um eletro-motor acionado por corrente alternada, a qual se pode transmitir economicamente a grandes distancias.

Sem a invenção de TESLA, os EEUU não teriam hoje a imensa rede de linhas de transmissão que, partindo do Niágara e cruzando altas montanhas e profundos vales, levam energia elétrica a regiões remotas. New York e Chicago precisariam centenas de instalações pequenas. As casas do país com eletricidade seriam relativamente poucas.

P T 7 V O I S I D N E I

Repassando

carnaval_panfleto_2013 2

NOTICIAS DO MUNICÍPIO DE CRUZ

 

 

Cruz. Quem faz parte da imprensa, gostaria de levar aos seus leitores, ouvintes ou telespectadores as melhores noticias do dia. Mas, infelizmente, nem sempre isto é possível. Temos o doloroso dever de informar, com imparcialidade, sobre tudo o que acontece e chega ao nosso conhecimento. São fatos que alegram ou comovem a população, mas informar é o nosso dever. Ninguém gostaria da fazer uma reportagem sobre a tragédia de Santa Maria – RS, sobre os famintos da Somália ou os flagelados da seca do Nordeste Brasileiro. Mas, como são fatos que acontecem, temos que levar ao conhecimento do público sob pena de sermos acusados de omissos e não cumpridores de nossos deveres de bem informar.

No município de Cruz, as ultimas noticias que nos chegam não são nada agradáveis. Um senhor da Comunidade de Cavalo Bravo (nome omitido por segurança), após sacar R$ 5.000,00 de uma agência Cruz, foi abordado na rua com arma em punho por um assaltante que levou todo o dinheiro, enquanto outro elemento entrou em ação corporal com uma mulher para tomar a bolsa, mas devido a resistência da senhora, não logrou êxito e ela consegui escarpar das garras do marginal. Pelas informações que nos foram passadas pelas vítimas, entende-se que alguém estava dentro da agencia e observou o momento do saque, pois abordaram a vitima informando sobre a cor da bolsa onde estava o dinheiro. Há informação de que parte do grupo já foi presa, mas o dinheiro ainda não foi recuperado como é de praxe em situações como esta.

Na comunidade de Lagoa dos Monteiros, a Igreja de Nossa Senhora das Graças foi arrombada na noite de quinta para sexta feira passada e os criminosos levaram o som da Igreja causando um prejuízo de R$ 7.000,00.

Domingo à noite, em Acaraú, uma D-20 de cor azul, placas YTB 1993 – Acaraú – CE, pertencente ao senhor Gleison Melo residente em Aranaú, foi levada peles assaltantes durante a realização de um bingo.

Um senhor que havia sacado certa quantia em dinheiro de uma agencia em Acaraú, dirigiu-se para Cruz em uma motor. Ao chegar à cidade, foi abordado por dois marginais que exigiram o dinheiro. Ao afirmar que não tinha dinheiro foi advertido: “você tem, pois eu estava na agencia e vi quando você sacou o dinheiro”. Levaram tudo. Ao observar a moto constataram que havia um adesivo pregado como sinal de identificação do veiculo.

Assaltar agências bancárias, comercio ou pessoas na rua, já virou rotina em nossa região. O que não virou rota foi a prisão e a punição destes marginais.

Segunda feira, 28, ao passar pela comunidade de Lagoa Velha, CE – 085 – à 7 Km de Cruz, encontrei uma carreta fora da estrada com a carga espalhada pelo matagal. Há indicio de que o motorista dormiu e sobrou na curva, mas o veiculo não chegou a tombar. Apenas alguns curiosos estavam no local. Entre os materiais, várias caixas d’água estavam esparramadas a margem da estrada.

Hoje, haverá um encontro dos técnicos da SDA com representantes das associações comunitárias do Município de Cruz e a Federação das Associações para apresentação do Projeto São José III. O encontro será das 8h às 11hs no Auditório do Centro Administrativo. Dia 20 de fevereiro, às 8hs, haverá um encontro das associações com a Federação, no mesmo auditório. São convidados o Prefeito de Cruz, secretários e lideranças politicas do município. Todas as associações são convidadas.

Dr. Lima

Candidatos reprovados no Prouni têm alternativa para ingressar no ensino superior com bolsas de estudo

 

Foi divulgada na última quinta-feira, dia 24, a primeira chamada dos aprovados no Programa Universidade para Todos (Prouni), que permite aos estudantes de baixa renda ingressarem em uma faculdade particular com bolsa de estudos paga pelo governo. Uma alternativa para os candidatos que não conseguiram se classificar é utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para se inscrever no Educa Mais Brasil, programa de inclusão educacional que oferece bolsas de estudo parciais de até 50%. A nota do exame não é obrigatória, mas é utilizada como critério de desempate para seleção.

Estar sem estudar há pelo menos seis meses e não poder pagar 100% do valor da mensalidade - critério avaliado a partir das informações socioeconômicas disponibilizadas na inscrição - são os principais pré-requisitos para conquistar uma das 62 mil bolsas de estudo para graduação disponibilizadas pelo Educa Mais Brasil para o primeiro semestre de 2013.

O processo de inscrição é feito exclusivamente através do site www.educamaisbrasil.com.br, onde é possível realizar a consulta dos cursos e Instituições de Ensino (IES) disponíveis. Há vagas para mais de 500 cidades em todos os estados brasileiros e a seleção é realizada enquanto houver processo seletivo nas instituições parceiras.

Caso você tenha interesse, podemos intermediar uma entrevista com a Diretora de Expansão e Relacionamento do programa, Andréia Torres.

Atenciosamente,
Assessoria de imprensa do Educa Mais Brasil
71 3121-6167
elischamusca@educamaisbrasil.com
luciana@educamaisbrasil.com
fabianearaujo@educamaisbrasil.com

José Airton destina emenda individual para resgatar o carnaval de Aracati

 

O deputado federal José Airton esteve em Aracati, na manhã deste sábado (26), em reunião para dar apoio ao carnaval 2013 de Aracati. José Aírton iniciou o encontro com jornalistas e comunicadores destacando a importância e empenho que o grupo da nova gestão municipal tem travado com intuito de colocar Aracati novamente como referência para o turista que nos visitam nesse período.

O Deputado informou a destinação de uma emenda individual sua no Ministério da Cultura no valor de 400 mil destinados para o Carnaval do Aracati para este ano de 2013. A verba estava destinada ao carnaval cultural realizado na Avenida Coronel Alexanzito", complementou. O local citado era uma corredor de folia que na época foi o mais concorrido do Estado, um dos carnavais mais animados e organizados, que atraía turistas de todo Nordeste.

O encontro aconteceu no prédio da Secretaria de Cultura do município de Aracati, teve a participação do prefeito Ivan Silvério, do vice-prefeito e secretário de saúde Dr. Valdy Meneses e o secretário municipal de Cultura e Turismo Magela Júnior. A pauta da reunião tratou sobre as várias temáticas que envolvem o carnaval de Aracati. O objetivo é resgatar a festa e atrair os turistas que o município perdeu por falta de planejamento e organização.

O Secretário de Cultura Magela Júnior divulgou às bandas para o carnaval que este ano contará com sete atrações locais: Louca Mania, Amor a Mil, Los Kakos, Malucos Elétricos, Xote 7, Carlinhos Caiã & Banda, Moleque Atrevido.

Claudia Vidal - Jornalista: DRT 6203/PR

(85) 8710.1313

Assessoria de Imprensa

Deputado federal José Airton Cirilo (PT/CE)

DESCASO: Idoso morre dentro de ambulância em Sobral

 

 

A morte de um idoso de 68 anos, dentro de uma ambulância na desta segunda-feira, (28), em Sobral, poderá abrir uma série de discursão sobre o atendimento hospitalar na região. A vítima seria um morador da vizinha cidade de Massapê que teria sido transferida em uma ambulância daquela cidade distante 18 quilômetros de Sobral para um dos hospitais da cidade. O primeiro hospital procurado pela família teria sido o Hospital Dr. Estevão que por falta de estrutura resolveu encaminhar o paciente para Santa Casa de Misericórdia de Sobral. Lá a entrada do paciente também foi negada, e que a família teria sido orientada retornar ao Hospital Dr. estevão. No retorno idoso acabou por falecer dentro da ambulância.

Na semana passada um caso de mal atendimento em um dos hospitais da cidade, teria provocado a morte de outro idoso um morador do bairro Sinhá Saboia. Segundo relatos de testemunhas o homem morreu em sentando em uma cadeira dentro do hospital enquanto aguardava vaga em um dos leitos. O fato não foi confirmado pela direção do hospital.

Postado por WILSON GOMES

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Lista com nomes das 233 vítimas de incêndio em Santa Maria é divulgada

Santa Maria (Brasil), 27 jan (EFE).- As autoridades do Rio Grande do Sul divulgaram na noite deste domingo uma lista com os nomes das 233 vítimas fatais do incêndio que na madrugada deste domingo destruiu a discoteca Kiss da cidade de Santa Maria.
Leia mais:
Fogo no teto da boate provocou pânico, diz testemunha
Tragédia em Santa Maria mobiliza voluntários
Porta principal da boate estava trancada, afirmam Bombeiros
Dilma diz que momento é de tristeza e visita vítimas
Piñera homenageia vítimas de tragédia em Santa Maria
Reino Unido e Alemanha lamentam tragédia no RS
Integrante da banda que tocava em boate morreu na tragédia

A lista contém os nomes de 120 homens e de 113 mulheres, na grande maioria jovens universitários, cujos corpos foram levado para o Centro Municipal de Esportes, um ginásio de Santa Maria transformado em necrotério.

As chamas foram controladas por volta das 5h30 da manhã. O local foi condenado pela Defesa Civil

A secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul esclareceu que a identificação da maioria das vítimas foi totalmente concluída, mas que a lista ainda é provisória porque faltam algumas confirmações.

Das 233 vítimas, 211 foram reconhecidas por seus familiares e só 22 tiveram que ser submetidos a exames de datiloscopia para estabelecer sua identidade, segundo um comunicado do Instituto Geral de Perícias.

Segundo a Defesa Civil, dos cerca de 200 corpos com a identidade totalmente confirmada ao começo da noite do domingo, 112 tinham sido entregues a seus familiares.

A Defesa Civil informou igualmente que, por sua gravidade, 18 dos 106 feridos foram levados para hospitais do Porto Alegre.

Quase todas as vítimas fatais eram estudantes de entre 18 e 30 anos de diferentes faculdades da Universidade Federal de Santa Maria que realizavam uma festa na discoteca Kiss.

Segundo as primeiras investigações, o incêndio começou por volta das 2h30 quando foi aceso no palco da discoteca um material pirotécnico conhecido como "chuva de prata", cujas faíscas atingiram a espuma utilizada como isolante acústico no teto do estabelecimento.

Além do uso do material não permitido dentro de um estabelecimento fechado, para a tragédia contribuíram o pânico provocado pela rápida expansão da fumaça e a suposta decisão dos seguranças de fechar as portas para evitar que o público saísse sem pagar, segundo os bombeiros.

A difícil evacuação e a grande quantidade de pessoas correndo para a única saída causaram várias mortes por asfixia.
Confira a lista abaixo:

Alan Rembem de Oliveira
Alexandre Anes Prado
Alex Giacomelli
Alisson Oliveira da Silva
Allana Willers
Ana Carolini Rodrigues
Ana Paula Anibaleto dos Santos
Andressa Ferreira*
André Cadore Bosser
Andressa Inafa de Moura Ferreira
Andressa Roaz Paz
Andressa Thalita Farias Brissow
Andrieli Righi da Silva
Andrise Farias Nicoletti
Ângelo Nicolosso Aita
Ariel Nunes Andreatta
Augusto Cesar Neves
Augusto Malezan de Almeida Gomes
Augusto Sergio Krauspenhar da Silva
Bárbara Moraes Nunes
Benhur Retzlaff Rodrigues
Bernardo Carlo Kobe
Bibiana Berleze
Brady Adrian Gonçalves Silveira
Bruna Brondani Pafhalia
Bruna Camila Graeff
Bruna Eduarda Neu*
Bruna Karoline Gecai
Bruno Kraulich
Camila Cassulo Ramos
Carlitos Chaves Soares
Carlos Alexandre dos Santos Machado*
Carolina Simões Corte Real
Cássio Garcez Biscaino
Cecília Soares Vargas
Clarissa Lima Teixeira
Crisley Caroline Saraiva Freitas da Palma
Cristiane Quevedo da Rosa
Daniel Knabbem da Rosa
Daniel Sechim
Daniela Betega Ahmadw
Daniele Dias de Mattos
Danilo Brauner Jaques
Danriei Darin
David Santiago de Souza
Débora Chiappa Forner
Deives Marques Gonçalves
Diego Comim Silvéster
Dionatham Kamphorst Paulo
Douglas da Silva Flores
Dulce Ranieri Gomes Machado*
Elizandor Oliveira Rolin
Emerson Cardoso Pain
Emili Contreira Nicolow
Erika Sarturi Becker
Evelin Costa Lopes
Fábio José Cervinski
Felipe Vieira
Fernanda Tischer
Fernando Michel Devagarins Parcianello
Fernando Pellin
Flávia Decarle Magalhães
Flávia Maria Torres Lemos
Francielli Araujo Vieira*
Franciele Soares Vargas*
Francile Vizioli*
Gabriela Corcine Sanchotene
Gabriela dos Santos Saenger
Geni Lourenço da Silva
Gilmara Quintanilha Oliveira
Giovane Krauchemberg Simões
Greicy Pazzini Bairro
Guilherme Fontes Gonçalves
Guido Ramín Brítes Burro
Gustavo Ferreira Soares
Heitor Santos Oliveira Teixeira*
Heitor Teixeira Gonçalves
Helena Poletto Dambros
Helio Trentin Junior
Henrique Nemitz Martins
Herbert Magalhães Charão
Hericson Ávila dos Santos
Igor Stefhan de Oliveira
Ilivelton Martins Koglin
Isabela Fiorini
Ivan Munchem
Jacob Francisco Thiele
Jaderson da Silva
Janaina Portella
Jennefer Mendes Ferreira
Jéssica Almeida Kongen
João Aluisio Treuliebe
João Carlos Barcellos Silva
João Paulo Pozzobom
João Renato Chagas de Souza
José Luiz Weiss Neto
José Manoel Rosa da Cruz
Julia Cristofali Saul*
Juliana Moro Medeiros
Juliana Oliveira dos Santos
Juliana Sperone Lentz
Juliano de Almeida Farias
Karen Fernanda Knirsch
Kelen Aline Karsten Favarin
Kellen Pereira da Rosa
Kelli Anne Santos Azzolin
Larissa Hosbach
Larissa Terres Teixeira*
Lauriani Salapata
Leandra Fernandes Toniolo*
Leandro Avila Leivas
Leandro Nunes da Silva
Leonardo de Lima Machado
Leonardo Lemos Karsburg
Leonardo Machado de Lacerda
Leonardo Schoff Vendrúsculo
Letícia Ferraz da Cruz*
Letícia Vasconcellos
Lincon Turcato Carabagiale
Louise Victoria Farias Brissow
Luana Behr Vianna
Luana Faco Ferreira
Lucas Fogiato
Lucas Leite Teixeira
Luciane Moraes Lopes
Luciano Ariel Silva da Silva
Luciano Tagliapetra Esperidião
Luiza Batistella Puttow*
Luiz Antonio Xisto
Luiz Carlos Ludin de Oliveira
Luiz Eduardo Viegas Flores
Luiz Felipe Balest Piovesan
Luiz Fernando Riva Donate
Luiz Fernando Rodrigues Wagner
Luiza Alves da Silva
Maicon Afrolinario Cardoso
Maicon Douglas Moreira Iensen
Maicon Francisco Evaldt
Manuele Moreira Passamane
Marcelo de Freitas Salla Filho
Marcos André Rigoli
Marfisa Soares Caminha
Maria Mariana Rodrigues Ferreira*
Mariana Comassetto do Canto
Mariana Machado Bona
Mariana Moreira Macedo
Mariana Pereira Freitas
Marilene Iensen Castro
Marina de Jesus Nunes
Marina Kertermann Kalegari
Martins Francisco Mascarenhas de Souza Onofre
Marton Matana
Matheus de Lima Librelotto
Matheus Engert Rebolho
Matheus Pacheco Brondani
Mauricio Loreto Jaime
Melissa Bergemeier Correia
Melissa do Amaral Dalforno
Merylin de Camargo dos Santos*
Michele Dias de Campos
Micheli Froehlich Cardoso
Miguel Webber May
Mirella Rosa da Cruz
Monica Andressa Glanzel*
Murilo de Souza Barone Silveira
Murilo Garcez Fumaco
Natana Pereira Canto
Natascha Oliveira Urquiza
Natiele dos Santos Soares
Neiva Carina de Oliveira Marin*
Odomar Gonzaga Noronha
Otacílio Altíssimo Gonçalves
Pâmella de Jesus Lopes*
Patrícia Pazzini Bairro
Paula Batistela Gatto
Paula Porto Rodrigues Costa
Paula Simone Melo Prates
Pedro de Oliveira Salla
Pedro Morgental
Priscila Ferreira Escobar
Rafael de Oliveira Dorneles
Rafael Dias Ferreira
Rafael Paulo Nunes de Carvalho
Rafael Quilião e Oliveira
Rafaela Schimidt Nunes
Raquel Daiane Fischer
Rhaissa Gross Cúria
Rhuan Scherer de Andrade
Ricardo Custódio
Ricardo Dariva
Ricardo Stefanello Piovesan
Robson Van der Hahn
Rodrigo Belling Hausen Bairros Costa
Roger Barcellos Farias
Roger Dallanhol
Rogério Cardoso Ivaniski
Rogério Floriano Cardoso
Rosabe Fernandes Rechermann
Ruan Pendenza Callegari
Sabrina Soares Mendes
Sandra Leone Pacheco Ernesto*
Sandra Victorino Goulart
Shaiana Tauchem Antoline
Silvio Beurer Junior
Stefane Posser Simeoni
Suziele Cassol
Tailan Rembem de Oliveira
Taís da Silva Scaplin de Freitas
Taise Carolina Vinas Silveira*
Taize Santos dos Santos
Tanise Lopes Cielo
Thailan de Oliveira
Thais Zimermann Darif
Thanise Correa Garcia
Thiago Amaro Cechinatto
Tiago Dovigi Cegabinaze
Uberafara Soares Bastos Junior
Vagner Rolin Marastega
Vandelcork Marques Lara Junior
Vanessa Vancovicht Soares
Victor Datria Mcagnam
Victor Martins Shimitz
Vinicios Greff
Vinicios Paglnossim de Moraes
Vinicius Silveira Marques de Mello
Vinissios Montardo Rosado
Vitória Dacorso Saccol
Viviane Tólio Soares*
Walter de Mello Cabistani
*Identificados pela Perícia Necropapiloscópia

domingo, 27 de janeiro de 2013

A política de calangos

 

"(...) Nossa política mudou. Mas foi para pior. Perdeu até o charme das histórias jocosas. Ficou sem graça. Não há mais nem aqueles que se declaram 'independentes' com forma de valorizar suas posições e seus votos. Com raras e honrosas exceções (as de praxe), são todos a favor do Governo de plantão seja quem for o governante da vez.

Vejam só a cara de nossas bancadas. Dos 25 representantes federais, 24 são empedernidos dilmistas. Dos 46 estaduais, estima-se hoje que 43 rezam com fervor pela cartilha cidista. Na Câmara de Fortaleza o quadro ainda se desenha, mas a maioria governista deve alcançar os 38 dos 43 votos. (...)."
(Fábio Campos, O Povo)

Do Blog: Em Sobral não é diferente. Dos 21 vereadores, são 17 os muitos obedientes ao Grupo que comandam o Governo e a Prefeitura.

Postado por Sobral de Prima

GRIFO MEU: Está tudo como o Povo quer

Jacinto Pereira

Governo do Ceará lança campanha solidária às vítimas da Seca

 

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) do Ceará lançou na última quinta-feira (24), campanha de arrecadação de alimentos não perecíveis que serão doados às famílias atingidas pela estiagem - já considerada a pior dos últimos 50 anos na região do semiárido Nordestino.

A campanha conta com o apoio da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Ceará (FCDL), Sindilojas, Cruz Vermelha, Defesa Civil e organizações não governamentais.

As doações podem ser feitas em quaisquer quantidades até o dia 31 deste mês. Os alimentos serão entregues à Defesa Civil, para distribuição às famílias mais necessitadas no interior. A meta é angariar, pelo menos, 60 toneladas de alimentos, nesta etapa da campanha.

EM SOBRAL

As doações dos sobralenses poderão ser entregues na sede da CDL, na Rua Dr. João do Monte, 826 – centro.

Do blog sobral em revista

GRIFO MEU: Gasta o dinheiro do estado com festas (como a da inauguração do Hospital Regional em Sobral, que não se sabe quando funcionará) ao invés de usar esses recursos para minorar os efeitos da seca, e agora quer que o povo seja solidário. Além do que já pagamos de impostos, somos chamados a pagar mais essa conta. Porquê não usa o dinheiro arrecadado com multas, para ajudar as vítimas da SECA?

Jacinto Pereira

A canetada contra a obesidade infantil

 

Por Reinaldo Canto*

Há quem afirme que se trata de intervenção do Estado, um problema a ser combatido por uma sociedade livre e soberana. Esses mesmos costumam alegar que a liberdade de expressão é um direito sagrado e não deve sofrer qualquer interferência governamental.

sa12 A canetada contra a obesidade infantil

Quais os limites da publicidade infantil? Foto: Istock Photos

Isso pode ser verdade em determinadas circunstâncias, mas quando esse pseudo “direito” se sobrepõe mesmo a questões de saúde pública, aí merece ser questionado, ainda mais se essas ações “intervencionistas” visem à proteção da saúde das nossas crianças.

É exatamente o caso de dois projetos de lei, os PLs (1096/2011 e 193/2008) aprovados no final do ano na Assembleia Legislativa de São Paulo. Eles têm o objetivo de combater a obesidade infantil, um mal que já afeta 30% das crianças e pode até mesmo ser visto como verdadeira epidemia em nosso país.

O primeiro deles veta a comercialização de lanches com brindes e o segundo restringe a publicidade de alimentos não saudáveis direcionada a crianças.

Os pais conhecem bem essas questões: nossos filhos por vezes querem ir a lanchonetes conhecidas como fast food, cujos alimentos possuem baixo nível nutricional e alta presença de açucares e gorduras, apenas para adquirir um brinquedo.

Já o bombardeio incessante da publicidade em programas e canais infantis hipnotizam os pequenos para consumo daqueles biscoitos, doces e salgadinhos. Na hora das refeições se estabelece uma batalha desigual entre comidas saudáveis e naturais contra os mágicos pacotes de algo parecido com alimentos, oferecidos pelos coloridos e estimulantes anúncios da televisão.

Claro que existem outros fortes fatores contribuintes para o sobrepeso infantil, tais como o sedentarismo e os videogames, mas os controles propostos nos dois projetos de lei paulistas serão grandes aliados nessa luta caso sejam sancionados pelo governador Geraldo Alckmin.

Aliás, para que isso ocorra, o Instituto Alana, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor, a Rede Nossa São Paulo e a Aliança pela Infância entre outras, lançaram uma petição online para que a população possa demonstrar seu apoio aos projetos e pressionem o governador paulista a assina-los até o dia 30 de janeiro. Ela está disponível em português e em inglês nesse link: http://www.change.org/SancionaAlckmin.

Caso São Paulo adote essas leis estará em ótima companhia, pois países europeus como Inglaterra, França e até vizinhos como Chile, além de cidades norte-americanas como São Francisco possuem leis semelhantes. Será uma grande inspiração para todo o país também enfrentar com seriedade o problema da obesidade infantil.

Governador, que tal começar bem a semana com uma “canetada” em favor de uma vida mais saudável e sustentável para nossas crianças?

* Reinaldo Canto é jornalista especializado em Sustentabilidade e Consumo Consciente e pós-graduado em Inteligência Empresarial e Gestão do Conhecimento. Passou pelas principais emissoras de televisão e rádio do País. Foi diretor de comunicação do Greenpeace Brasil, coordenador de comunicação do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente e colaborador do Instituto Ethos. Atualmente é colaborador e parceiro da Envolverde, professor em Gestão Ambiental na FAPPES e palestrante e consultor na área ambiental.

** Publicado originalmente no site Carta Capital.

ELEMENTOS NORTEADORES

 

Bruno Peron

Gestores da coisa pública falam de desenvolvimento; empresários sugerem a modernização; economistas pregam o crescimento; progressistas narram os encantos da urbanização. Todos estes grupos acreditam nos fins supostamente elevados dos ideais que sustentam. No entanto, poucos admitem que se desfiguram os elementos que dirigem as maiorias e que têm o propósito de trazer-lhes coerência e integridade.

Os agentes que haviam norteado a sociedade gradualmente cambaleiam pela incapacidade de orientar as gerações que crescem num meio digital, extraurbano e superabundante. Há novos atores que disfarçada e ilegitimamente tentam tomar a posição de patronos da ordem pública, mas que logo se desmascaram como incompetentes e oportunistas.

O mais abrangente e influente deles é a televisão. Este meio condiciona, entre outros aspectos, os negócios e o turismo. Quando se grava uma telenovela fora do estúdio, o cenário tem um motivo para atrair visitantes porque foi escolhido por uma emissora de televisão. O norte passa a ser o que seus apresentadores, atores e diretores opinam sobre o mundo. Outro aspecto do condicionamento da televisão é que o jornalista Bóris Casói - para citar um exemplo - tem conduzido um tipo suspeitoso de jornalismo opinativo.

Não foge da desfiguração do norte o padrão repetitivo de urbanização no Brasil em que o desenvolvimento é um dogma que irrevogável e facilmente des-ruraliza a população. Todo processo desvirtuador de nossa espécie e das outras redunda em desenvolvimento. Este, por sua vez, é um fascínio que inspira os grupos dirigentes e sufoca as maiorias com promessas tão desenvolvimentistas quanto embusteiras.

O maior indício da extraurbanidade é a oferta multiplicadora de serviços nos centros citadinos que se desorganizam pela obsessão das mercadorias, a gritaria, a sujeira, a insegurança e os tropeços dos que seguem os gritos publicitários. Não demora muito para que os consumidores se deem conta de que não podem pagar pela voracidade de seu desejo consumista nem que as empresas de crédito ofereçam ajuda. A propósito, há muitas destas empresas que se especializam em aumentar o desespero dos consumidores.

Quem garante o norte em situações em que se perde a referência ao interesse público e se reitera um modelo de sociedade em que ganha aquele que tira vantagem? A reprodução desta prática no Brasil faz-se sem que muitos se oponham aos descaminhos nem reconduzam o processo educativo. O ato de furar filas expõe este tipo de mazela. O outro é o costume do brasileiro de não gostar de ser corrigido quando estiver errado.

Ainda, o fator mais preocupante do ciclo de desfiguração do elemento norteador é a falta de atenção às crianças e aos jovens. Ambos grupos etários e sociais confundem entretenimento com informação, ou lazer com educação. Por esta razão, jogadores de futebol como Ronaldo e Neymar influem nos cortes de cabelo e tornam-se referências educativas de pessoas que recebem a consagração dos próceres pelos meios de comunicação. O herói marca o gol da vitória e garante a festa da torcida.

De um lado, o índice de audiência perpetua (Big Brother Brasil) ou sacrifica programas televisivos; de outro, a televisão, ainda que por tempo de consumo diário, tem substituído a tarefa educativa da família, a escola e as instituições religiosas. O Estado fica sem saber se os meios de comunicação são seus inimigos ou se deve melhorar seu relacionamento com eles nesta era digital.

O maior desafio deste século no Brasil e nos outros países explorados pela economia mundial é como reorientar as crianças e os jovens sem que caiam no engodo do crescimento desenfreado e do consumo irresponsável. A educação básica e fundamental é, por esta razão, o momento axial em que ou se orienta para corrigir os rumos ou se estanca de uma vez o ideal de um Brasil potência. O que os seres de bem desejam é um país onde existam melhores condições de vida para seu povo em vez de um Brasil para inglês ver.

É estimulante propor uma revisão das nossas referências, ou seja, de quem nos orienta no contexto em que o fim do mundo se dá como crise ética em vez de afundamentos, explosões e tsunámis catastróficos. Grande tem sido a dificuldade de entender a mensagem dos maias. A imaginação será mais proveitosa se estiver a favor de nossa reforma.

http://www.brunoperon.com.br

Planejamento Integrado SETUR/Trade Turístico do Ceará

 

Em janeiro a Secretaria de Turismo o Ceará e representantes das entidades: Abih, Abeoc, Sindieventos, Convention Bureau, Beach Park, Setfor, Sebrae, dentre outras se reuniram para a segunda reunião com o Grupo de Planejamento Integrado do Turismo. Esta reunião teve início com a recepção ao Grupo de 20 Agentes de Viagem Italianos e 1 representante da Alitalia, integrantes da primeira “Viagem Educacional”, promovida em parceria : Alitalia ; SETUR CE ; ABIH CE; Ernanitur; ABRASEL; Beach Park. Após as boas vindas, dadas em conjunto pelos representantes das entidades publicas e privadas e leitura da Agenda “Educacional” , o grupo recebeu materiais informativos e promocionais e seguiu para visita ao Centro de Eventos do Ceará – CEC.

Dando sequência, a reunião de Planejamento Integrado apresentou os resultados dos quatro grupos formados em dezembro e suas conclusões referentes aos temas: CEC – Melhoria Continua / Gestão Compartilhada; Site / Midia Internet – Destino Ceará.Comitê Negociador de Midia ( Merchandising e Matérias Espontaneas).Feiras Nacionais e Internacionais. O Sindieventos faz parte do Grupo sobre a gestão compartilhada do Centro de Eventos do Ceará-CEC. Para a próxima reunião serão convidadosrepresentantes da ABRASEL e do SENAC. O objetivo é desenvolver o turismo e compartilhar resultados, discutindo, promoção do destino e gestão qualificada.

SINDEVENTOS

Sebrae/CE promove feira de artesanato

 

Enquanto o público se diverte durante o período carnavalesco, os artesãos mostram sua arte em feira

Enquanto o público se diverte durante o período carnavalesco, os artesãos mostram sua arte em feira

De olho nas oportunidades de negócio geradas pelos 12 mil visitantes que devem movimentar o Maciço de Baturité durante o Carnaval, atraídos por mais uma edição do seu Festival de Jazz e Blues, a cidade de Guaramiranga, no Maciço de Baturité, a 120 quilômetros de Fortaleza, vai sediar, no período de 9 a 12 de fevereiro, a III Mostra de Artesanato do Município.

Reunindo a produção artesanal dos municípios de Baturité, Guaramiranga, Redenção e Pacoti, o evento vai ofertar peças de tipologias características da região, como bordado, peças em fibra como a palha de bananeira, a taboa, o cipó e o bambu, e pretende aproveitar toda a movimentação turística para divulgar o artesanato do Maciço, que reúne mais de 150 artesãos cadastrados.

A Feira abrange a cadeia produtiva do artesanato, que tem grande expressão na região, e se integra à Programação Turística do Festival de Jazz e Blues, fortalecendo a comercialização dos grupos que vêm sendo assistidos pelo Sebrae no Ceará, e que são beneficiados com ações de capacitação, consultorias tec-nológicas e gerenciais, além de ações de acesso a mercado.

Dilma cancela agenda no Chile para viajar para Santa Maria

Rio de Janeiro, 27 jan (EFE).- A presidente Dilma Rousseff cancelou sua agenda deste domingo na capital do Chile, Santiago, onde participava da Cúpula Celac-União Europeia, para viajar para a cidade de Santa Maria, cenário de um incêndio em uma discoteca que deixou pelo menos 245 mortos e 45 feridos, informaram fontes oficiais.

"Quem necessita de mim neste momento é o povo brasileiro. Pedi a todos os ministros para ajudar em tudo o que possam e irem para lá, e eu também estarei lá", disse Dilma em entrevista concedida em Santiago.

A governante, visivelmente abalada pela tragédia, afirmou que o governo oferecerá todos os recursos necessários para a população de Santa Maria. Dilma iniciou sua carreira política no Rio Grande do Sul e viveu a maior parte de sua vida em Porto Alegre, que fica a 286 quilômetros de Santa Maria.

"Neste momento de tristeza estamos juntos e, embora mantendo a tristeza, vamos superá-lo", acrescentou a presidente. A chefe de Estado deve chegar hoje pela tarde na cidade, segundo o governo regional.

Dilma se comunicou pela manhã com o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, para oferecer o apoio das autoridades federais nos trabalhos de resgate como no atendimento dos feridos, informou o governo.

"A ministra (de Comunicação Social) Helena Chagas nos confirmou que a presidente viajará para Santa Maria para prestar solidariedade e seguir pessoalmente os trabalhos de resgate", informou o governo do Rio Grande do Sul em sua página do Facebook.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também anunciou que viajará para Santa Maria, assim como serão mobilizados médicos de outras regiões, membros da Força Nacional e especialistas de centros de referência para o atendimento de queimados.

Dilma Rousseff tinha previstos neste domingo no Chile encontros bilaterais com o presidente da Bolívia, Evo Morales, e autoridades da Letônia. EFE

Renan Calheiros é denunciado por supostas notas frias

Estadão Conteúdo

A Procuradoria-Geral da República denunciou o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), no caso que ficou conhecido como "bois de Alagoas". A notícia foi publicada neste sábado, 26, pelo site Congresso em Foco. De acordo com o site, a denúncia foi apresentada na sexta-feira pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, ao relator do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski. Se os ministros do Tribunal aceitarem a denúncia, Renan se tornará réu em uma ação criminal.

O caso, que corre sob segredo de Justiça, é o mesmo que levou o parlamentar a renunciar ao comando do Senado, em 2007, para tentar se livrar da cassação de seu mandato de senador. Renan foi acusado de permitir que um lobista de uma empreiteira pagasse suas despesas pessoais, como a pensão da filha que teve em relação extraconjugal com a jornalista Mônica Veloso.

O senador é hoje o favorito para assumir novamente o mais alto posto na Casa, em eleição a ser realizada em 1.º de fevereiro. A volta do peemedebista tem a bênção do Palácio do Planalto e foi resultado de uma costura política que uniu PMDB e toda a base de sustentação da presidente Dilma Rousseff no Congresso.

Mesmo respondendo a processos na Justiça, entre eles um de improbidade administrativa, e tendo seu nome ainda constantemente envolvido em polêmicas, o nome do peemedebista segue firme na disputa.

Minha Casa

Reportagem publicada pelo Estado na semana passada mostra que o senador utilizou sua influência na Caixa Econômica Federal e entre correligionários para transformar o Estado natal numa máquina de contratações do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. A Construtora Uchôa, do irmão de Tito Uchôa, apontado como laranja do peemedebista, faturou mais de R$ 70 milhões no programa nos últimos dois anos, segundo a reportagem.

Tito Uchôa é sócio do filho do senador, o deputado federal Renan Filho (PMDB), em uma gráfica e em duas rádios. A mulher dele, Vânia Uchôa, era funcionária do gabinete do senador Renan Calheiros.

Alagoas está, proporcionalmente, entre os maiores contratantes do Minha Casa, superando outros Estados do Nordeste e até a meta do próprio governo, que era construir 13 mil unidades no Estado. As informações são de O Estado de S. Paulo.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Nova previsão climática aponta chuvas na média e abaixo da média

 

image

 

Segundo meteorologistas, ano não deve ser tão seco quanto 2012, mas não deve ter chuvas acima da média.

Os meteorologistas dos estados do norte da região Nordeste estiveram reunidos, durante esta semana, na Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme), em Fortaleza (CE), para elaborar a previsão climática do semiárido nordestino para os próximos três meses. Segundo o meteorologista José Espínola, professor da Universidade Federal Rural do Semi- Árido (Ufersa), a previsão não difere muito da última elaborada pelos pesquisadores.

"A previsão é parecida com a elaborada no mês passado, de chuvas dentro da média a abaixo da média”. Ou seja, o período chuvoso deve ficar de normal a abaixo do normal. Nenhum modelo de previsão apontou para chuvas acima da média. Como a média para a região fica entre 600 e 800 mm no ano, isso quer dizer que em algumas localidades irá chover em torno desses valores. Por outro lado, uma boa parte deve registrar chuvas abaixo dessa média, destaca o meteorologista.

Com a nova previsão, o professor José Espínola explica que o ano não deve ser tão seco quanto 2012. "A expectativa é de que a seca do ano passado não se repita neste ano. No entanto, também não será tão chuvoso como os anos de 2010 e 2011. Com isso, os açudes que estão muito secos não devem sangrar este ano", esclarece o docente.

No entanto, o meteorologista explica que a previsão elaborada não tem um alto índice de confiabilidade. O Oceano Pacífico está neutro. Isso significa que não tem El Niño ou La Niña. Isso gera uma grande dificuldade nas previsões. Da mesma forma, o Oceano Atlântico Equatorial também está neutro. Então isso diminui a confiabilidade da previsão. “No próximo mês, os meteorologistas voltam a se reunir para adaptar a previsão para os novos dados que surgirem", afirma José Espínola.

A próxima reunião dos meteorologistas do norte da região Nordeste está marcada para os dias 19 e 20 de fevereiro e será promovida pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn). A reunião acontecerá na Secretaria de Estado da Agricultura.

Meteorologistas esperam mudanças

A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) é responsável pela maioria das chuvas na região.

O meteorologista José Espínola explica que as nuvens ficam direcionadas para a região Amazônica. Quando a temperatura do Oceano Atlântico esfria acima da Linha do Equador e esquenta abaixo da Linha, as nuvens são direcionadas para a região Nordeste, causando um bom período chuvoso.

"Ainda estamos esperando que a temperatura do Oceano Atlântico Equatorial aumente, para que as nuvens desçam e provoquem as chuvas”. De dezembro para cá, a situação já melhorou e continuamos esperando que melhore ainda mais. Isso pode acontecer de um mês para o outro. “A Próxima previsão terá mais confiabilidade porque vai se aproximando do período chuvoso", esclarece o professor da Ufersa.

Em Mossoró, durante todo o ano de 2012, choveu somente 198,9 milímetros. Já a média de chuvas dos últimos cem anos é de 687,8 milímetros. A quantidade de chuvas do ano passado caracteriza o ano como extremamente seco. Além da reunião em Natal, os meteorologistas ainda devem se reunir no mês de março, quando sairá a última previsão para o período chuvoso da região.

Fonte: O Mossorense

Dr. Lima

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

O VOCABULÁRIO COMUM DA LÍNGUA PORTUGUESA

 

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://luizcarlosamorim.blogspot.com

Escrevi, recentemente, um artigo sobre a prorrogação do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, no Brasil, até concordando com o fato, mas porque não havia encontrado nenhuma evidência de que o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa estivesse sendo elaborado, já que ele era requisito imprescindível para que a reforma entre em vigor em todos os países envolvidos.

Então o artigo foi lido por pessoas especialistas no assunto, que estão envolvidas na elaboração do Vocabulário Comum e tive informações, a princípio, seguras. Foi uma agradável surpresa saber que o Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa está, finalmente, sendo elaborado, os representantes dos países onde o português é falado estão se reunindo para chegar a um vocabulário comum. Os trabalhos estão sendo coordenados pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa, da Comunidade dos Países da Portuguesa, “ com o objetivo de estabelecer regras de escrita comuns e não determinar uma língua comum, uma forma comum de se falar ou sequer uma forma gráfica igual para todas as palavras da língua portuguesa.“

Acho complicado afirmar “precisamos de um vocabulário comum a todos os países de língua portuguesa, mas não para determinar uma língua comum”, pois parece contradição; que o objetivo é “estabelecer regras de escrita comuns”, mas não “uma forma gráfica igual”, pois parece redundância. Mas creio que isso se refere ao fato de que várias palavras com mesmo som são escritas de maneira diferente, já que o “c” e “ss” têm o mesmo som, “z” e “s”,em alguns casos, também têm o mesmo som, etc.

Ou porque o acordo prevê, entre outras coisas, diferente do que acreditávamos: “BASE IV - DAS SEQUÊNCIAS CONSONÂNTICAS:

1º) O c, com valor de oclusiva velar, das sequências interiores cc (segundo c com valor de sibilante), cç e ct, e o p das sequências interiores pc (c com valor de sibilante), pç e pt, ora se conservam, ora se eliminam. Assim:

a) Conservam-se nos casos em que são invariavelmente proferidos nas pronúncias cultas da língua: compacto, convicção, convicto, ficção, friccionar, pacto, pictural; adepto, apto, díptico, erupção, eucalipto, inepto, núpcias, rapto.

b) Eliminam-se nos casos em que são invariavelmente mudos nas pronúncias cultas da língua: ação, acionar, afetivo, aflição, aflito, ato, coleção, coletivo, direção, diretor, exato, objeção; adoção, adotar, batizar, Egito, ótimo.

c) Conservam-se ou eliminam-se, facultativamente, quando se proferem numa pronúncia culta, quer geral, quer restritamente, ou então quando oscilam entre a prolação e o emudecimento: aspecto e aspeto, cacto e cato, caracteres e carateres, dicção e dição; facto e fato, sector e setor, ceptro e cetro, concepção e conceção, corrupto e corruto, recepção e receção.

d) Quando, nas sequências interiores mpc, mpç e mpt se eliminar o p de acordo com o determinado nos parágrafos precedentes, o m passa a n, escrevendo-se, respetivamente, nc, nç e nt: assumpcionista e assuncionista; assumpção e assunção; assumptível e assuntível; peremptório e perentório, sumptuoso e suntuoso, sumptuosidade e suntuosidade.”

Vale acrescentar, também considerando o que esclarece a transcrição acima, que a imprensa em Portugal vem seguindo, na sua maioria, o Acordo Ortográfico, assim como a televisão, o sistema de ensino, instituições e empresas privadas, conforme informação de pessoas residentes em Portugal.

De maneira que é razoável a justificativa da propositora da prorrogação do Acordo Ortográfico no Brasil, Ana Amélia Lemos, para o início de 2016, para se alinhar ao prazo de validação em Portugual.

BNDES financiou R$ 156 bilhões em 2012; petista cita novo momento

 

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) financiou R$ 156 bilhões, em 2012, em diversos setores, alta de 12% na comparação com o ano anterior. Os números foram divulgados esta semana pelo presidente do banco, Luciano Coutinho, na sede da instituição no centro do Rio de Janeiro. Os valores não incluem o setor de habitação.

“Com a área de habitação, acreditamos que o investimento seja um pouco mais forte que o conjunto que está apresentado. Estamos observando uma melhoria e estamos no caminho de acelerar o crescimento”, informou Coutinho. O presidente do Banco garantiu ainda que o nível recorde de consultas e aprovações de novos projetos mostra disposição de investimento, um aumento de 60% e 58% em relação a 2011.

Para o deputado Décio Lima (PT-SC), o balanço sobre os recursos destinados a financiamentos demonstram a mudança de rumo da instituição nos últimos dez anos. “Se antes o banco estava a serviço de poucos grupos econômicos, a partir do governo Lula e agora no governo Dilma, o BNDES passou a ombrear o desenvolvimento econômico do País, disponibilizando recursos vitais para investimentos”, destacou.

www.flickr.com/ptnacamara

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Bolsa Família, versão Índia

 

Gabriel Bonis
Desigualdade social

Na Índia, onde cerca de 360 milhões de pessoas vivem com menos de 56 centavos de dólar ao dia, um programa piloto se inspira em uma ideia bem sucedida em diversos países para colocar em prática um ambicioso programa de combate à pobreza. Lançada em janeiro, a medida dará pequenas quantidades de dinheiro diretamente a famílias pobres para que elas realizem suas próprias compras, sem intermediários. Assim como ocorre no Bolsa Família, iniciativa brasileira na mesma área.

Na Índia, quase dois “Brasis” vivem na linha da pobreza. Foto: Partha Sarathi Sahana/Flickr

Na Índia, quase dois “Brasis” vivem na linha da pobreza. Foto: Partha Sarathi Sahana/Flickr

Com a nova ação, o governo espera corrigir as falhas do atual programa que gasta 14 bilhões de dólares por ano, cerca de 1% do PIB do país, na compra e distribuição de alimentos, fertilizantes e combustíveis para locais nos quais a população carente pode adquiri-los com desconto ou de graça.

O sistema atual é considerado ineficiente e sujeito à corrupção. De acordo com um estudo de 2010 do Banco de Desenvolvimento da Ásia, 70% dos beneficiários nem sequer eram pobres. Além disso, parte dos alimentos subsidiados e o gás enviados às lojas de racionamento acabavam no mercado negro. Ao realizar os repasses diretamente às famílias, eliminam-se os gastos com a compra e o transporte destes itens, que também não serão extraviados. “Quando o produto é comprado para distribuir há margem para ineficiência, porque pode estragar, ser desviado ou roubado”, comenta o economista Walter Belik, professor da Unicamp e ex-coordenador da Iniciativa América Latina e Caribe sem Fome da ONU.

Essa falha impediu o país de diminuir a pobreza na última década, embora tenha passado por um acelerado ciclo de crescimento econômico. Mesmo com o aumento da renda da população, 48% das crianças continuam raquíticas, contra 54% em 2001.

As falhas do passado atraíram para a nova ação grandes expectativas. Sonia Gandhi, presidente do Partido do Congresso e mulher do ex-primeiro-ministro Rajiv Gandhi, o definiu como “o maior programa de inclusão social do mundo”. Já o primeiro-ministro Manmohan Singh disse que a iniciativa é a chance de garantir que o dinheiro “seja gasto com quem realmente necessita”.

A princípio a ação deve incluir 200 mil pessoas nos distritos mais pobres do país, podendo cobrir mais da metade da população. O governo quer transferir 58 bilhões de dólares por ano aos mais pobres, com valores que variam de 1,2 mil e 1,5 mil reais por ano ao invés de dezenas de programas de bem-estar, como bolsas e pensões.

Leia mais:
Começa julgamento de acusados de estupro coletivo na Índia
Indianos já haviam rompido o isolamento da Austrália há 4 mil anos, diz estudo
Paraíso dos vegetarianos, Índia vê aumento do consumo de carne e fast food
Corpo de vítima de estupro coletivo é cremado na Índia

As dúvidas sobre a logística do programa, entretanto, são proporcionais ao tamanho da população indiana. A tarefa de identificar 1,24 bilhão de habitantes já é complexa, mas maior ainda é definir aqueles que realmente precisam de ajuda. Por isso, o governo criou um sistema gratuito de registro de identidade biométrico e o atrelou ao recebimento de benefícios sociais, a serem transferidos diretamente por meio de uma conta bancária. Contudo, apenas 240 milhões de pessoas foram cadastradas.

E esse registro mais detalhado da população, assim como o Cadastro Único do Bolsa Família com 14 milhões de inserções, é fundamental para identificar as parcelas mais atingidas pela pobreza. “Esse cadastro também permite uma fiscalização pelos órgãos de controle e uma frequente atualização. São raros os casos de pessoas que recebem sem precisar”, destaca Belik.

Com o novo sistema, o governo quer repassar de forma única os benefícios e subsídios dos 29 programas de bem-estar social que mantém. Nem todos os auxílios foram incluídos no programa piloto por “cautela”. Por enquanto, as famílias cadastradas recebem dinheiro apenas para comprar gás, além de pagamentos de pensão e bolsas de estudo. Ainda não estão inclusos auxílios para alimentos, fertilizantes, querosene e diesel, que continuam sendo distribuídos pelo programa anterior.

A escolha pela transferência direta de dinheiro como forma de combater à fome encontra exemplos de sucesso em diversos lugares do mundo, desde a África à América do Sul. O repasse de dinheiro incentiva o comércio local, o consumo, a nutrição e a educação – mesmo nos locais em que o recebimento não estava atrelado à frequência escolar das crianças beneficiadas (o modelo indiano não terá nenhuma condicionante em troca dos valores).

Os resultados positivos se repetiram na Índia em um pré-teste do programa durante 2011. Em Deli, 100 famílias receberam 1 mil rúpias (20 dólares) diretamente nas contas bancárias. Um grupo de estudo observou o “aumento notável” na nutrição das famílias, que passaram a ter uma dieta mais rica e com alimentos de melhor qualidade. Com o dinheiro, elas também puderam comprar comida em qualquer lugar (ao invés de apenas nas lojas com os descontos nos produtos enviados pelo governo), além de remédios e fazer visitas a médicos. Belik alerta, no entanto, para a necessidade de associar a transferência de renda livre a programas de educação alimentar. “Não basta dar o benefício porque em um contexto de desigualdade e pressão social, as pessoas podem comprar comida sem valor nutricional, como refrigerantes.”

Foto: Padmanaba01/Flickr

Programa piloto visa acabar com extravios de alimentos. Foto: Padmanaba01/Flickr

Enquanto o governo vende o programa como “nada menos que mágico”, conforme disse o ministro das Finanças, P. Chidambaram, a oposição aponta suas diversas falhas. A maior delas seria a dependência de contas bancárias em um país onde apenas 40% da população possui esse serviço e os bancos não têm como ampliar demasiadamente sua rede em curto tempo. As instituições também não demonstram interesse em montar operações nas áreas rurais da Índia, onde está grande parte da população carente.

Apoiada neste argumento, a oposição defende a manutenção integral da transferência direta de alimentos para evitar que as pessoas sem conta ou acesso a bancos passem fome por não receber os repasses ou não poder sacá-los.

Uma saída seria ampliar o uso dos correios, já utilizado para repassar pensões. “Montar uma rede para transferir esse recurso é muito caro, então é melhor usar uma estrutura já existente, como os correios. O Japão no passado usava isso para recolher poupança. Essa é uma ferramenta com capilaridade”, diz o cientista social e demógrafo José Eustáquio Diniz Alves, professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE.

Outro ponto contrário é o temor de que o dinheiro não seja usado na compra de itens necessários às famílias e que os homens desperdicem os repasses. Neste caso, há exemplos recentes de como controlar o problema. No Reino Unido, o secretário do Trabalho e Pensões Iain Duncan comanda um sistema que vai identificar beneficiários que usam o dinheiro para comprar drogas e bebidas alcoólicas. Eles recebão um cartão inteligente liberado apenas para a aquisição de comida, roupas e itens essenciais para casa.

A oposição crítica ainda mais uma “falha” no programa: ele começa a ser executado a um ano das eleições gerais de 2014, o que foi visto como uma forma de arrematar mais votos para a base governista. Um impacto que Alves acredita ser possível reduzir. “Um programa para aliviar a fome sempre terá um resultado eleitoral, mas não se pode adiar seu lançamento porque isso prejudicaria pessoas com um problema imediato. É recomendável, porém, a criação de uma estrutura institucional sem relação com o partido no poder para gerenciar o programa.”

Procurador pedirá na Justiça devolução do cachê de Ivete

 

O pagamento do cachê foi registrado ontem na contabilidade do Governo do Estado e a cantora baiana se mantém longe da polêmica

Por: Redação Web

O Governo do Estado pagou, nesta quarta-feira, o cachê de R$ 650 mil a cantora Ivete Sangalo pelo show realizado, sexta-feira passada, em Sobral, durante a inauguração do Hospital Regional Norte, mas o procurador do Ministério Público de Contas, Gleydson Alexandre, cobrará na Justiça o ressarcimento do dinheiro.

A decisão judicial será adotada após o Tribunal de Contas do Estado voltar a analisar o caso, o que acontece na primeira semana de fevereiro. O TCE já havia decidido que o processo não teve irrregularidade.

O Ministério Público de Contas considera que, mesmo em casos de dispensa de licitação, o poder público deve apresentar ao menos três orçamentos. O Ministério Público listou seis shows de Ivete Sangalo contratados por prefeituras em 2012, entre elas a do Rio de Janeiro, por valores entre R$ 400 mil e R$ 500 mil.

Fontana analisa alto custo de campanha eleitoral e insiste na reforma política

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em artigo, o deputado Henrique Fontana (PT-RS), analisa o alto custo das campanhas eleitorais no Brasil. “As campanhas viraram uma corrida do ouro para conquistar o voto do eleitor: ideias, programas, projetos e a visão dos candidatos estão sendo substituídos pela força do dinheiro. Em geral, candidatos com grande poder econômico têm enorme vantagem nesta injusta disputa eleitoral.

Assim, a democracia de iguais fica cada vez mais distante e o poder econômico cada vez mais forte para determinar o resultado do processo eleitoral”, destaca Fontana, que é relator do projeto de reforma política na Câmara dos Deputados.

Leia a íntegra:

Poder do dinheiro

A cada eleição disputada sob as regras atuais fica mais evidente que o nosso sistema político necessita de profundas mudanças para manter sua legitimidade. Campanhas caríssimas e crescentemente influenciadas pelo poder econômico esvaziam o jogo político do sentido mais profundo da disputa democrática: a possibilidade de que todos os atores sociais, independentemente de sua condição econômica, possam influir no debate de ideias e projetos.

As campanhas viraram uma corrida do ouro para conquistar o voto do eleitor: ideias, programas, projetos e a visão dos candidatos estão sendo substituídos pela força do dinheiro. Em geral, candidatos com grande poder econômico têm enorme vantagem nesta injusta disputa eleitoral. Assim, a democracia de iguais fica cada vez mais distante e o poder econômico cada vez mais forte para determinar o resultado do processo eleitoral.

O volume de gastos nas campanhas tem sido decisivo na eleição de um candidato, apontam dados do TSE. Dos 513 eleitos para a Câmara, 369 foram os candidatos que mais gastaram nas campanhas de 2010. Os 513 eleitos gastaram, em média, doze vezes mais do que o restante dos candidatos (em alguns estados, trinta vezes mais). Os gastos declarados em campanhas eleitorais saltaram de R$ 800 milhões para R$ 4,8 bilhões em oito anos.

Aos céticos em relação ao uso de recursos públicos para as campanhas eleitorais devemos lembrar que o sistema vigente “cobra” caro do cidadão o retorno dos recursos privados despendidos. Esta cobrança pode vir embutida nos preços dos produtos vendidos à população pelas empresas financiadoras, de forma lícita, ou incentivar relações de interdependência, e às vezes até de promiscuidade, entre parlamentares ou governos e determinados interesses privados.

Prejudica-se profundamente nossa democracia porque paira sempre a suspeita de que, cedo ou tarde, a fatura será cobrada e os interesses privados se sobreporão aos públicos. O financiamento público exclusivo é uma das armas mais poderosas para combater a corrupção.

Portanto, para democratizar, dar mais independência aos eleitos, garantir espaços a todos os que desejem se candidatar e, principalmente, ampliar o combate à corrupção, defendemos o financiamento público exclusivo de campanhas. Porque possibilita um financiamento livre de interesses outros que não sejam os legítimos interesses de representação política.

Também permite aumentar a participação política de candidatos que não possuem recursos e diminuir a influência do poder econômico no sistema político. O financiamento público está definido por critérios claros e transparentes com um teto de gastos estabelecido e fiscalizável.

(Texto publicado originalmente no jornal O Globo, edição de 21/01/2013)

PT continua como o partido da preferência nacional; petistas falam em legado histórico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O líder do PT na Câmara, deputado José Guimarães (CE), e o deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), ex-presidente do partido (2007-2010), avaliaram ontem o resultado da pesquisa do Instituto Ibope, divulgada no último fim de semana. A pesquisa revela que o PT é o partido mais querido para 24% da população brasileira.

“Esse é o resultado do legado que o PT deixa para o País, desde a sua fundação. Forças conservadoras fizeram de tudo para apagar o brilho da nossa estrela. No entanto, ela vai continuar brilhando no firmamento. É uma estrela que ninguém vai apagar”, disse Guimarães.

O líder petista lembrou que a oposição, em parceria com a grande imprensa, tentou, de todas as formas, criminalizar o PT. No entanto, segundo avaliou, o povo sabe fazer uma análise correta, dando preferência ao partido e respaldando o entendimento que a legenda é imprescindível para continuar as transformações sociais, políticas e econômicas no Brasil. “Isso demonstra que o PT é um partido fundamental para a democracia brasileira”, reforçou Guimarães.

O deputado Berzoini lembrou a história do partido e a identificação que o povo brasileiro tem com a legenda. Segundo o parlamentar, entre os que declaram simpatia com o PT estão aqueles que viveram e sofreram com o privatismo de FHC (1995-2002) e com o desmantelamento do Estado proporcionado por ele.

Berzoini fez questão de ressaltar que, como demonstrou o levantamento, o “PT no governo não decepcionou”. “A pesquisa foi feita no momento em que o partido sofre ataques da mídia no processo denominado ‘mensalão’. Mesmo assim, 24% da população revelou sua simpatia e preferência pelo nosso partido”, disse.

Decadência – A pesquisa revela também o declínio de siglas como o PSDB, que obteve apenas 5% da preferência do universo entrevistado. Segundo a pesquisa, os tucanos perderam terreno em seu maior reduto, a Região Sudeste. Nessa região eles caíram de 14% em 1995, para 7% nos dias atuais.

Já o PMDB, que na época do Plano Cruzado detinha a simpatia de 26% dos brasileiros, atualmente, segundo a pesquisa, detém apenas 6% da simpatia do eleitorado.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Lewandowski dá cinco dias para Congresso explicar omissão sobre FPE

O presidente em exercício do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, deu nessa terça-feira (22) cinco dias para o presidente do Congresso Nacional, José Sarney, explicar a omissão na elaboração de novas regras sobre o Fundo de Participação dos Estados (FPE). Em 2010, o Supremo entendeu que os critérios atuais são inconstitucionais e determinou uma revisão até o final do ano passado, o que não ocorreu.

O despacho de Lewandowski foi motivado por uma ação apresentada pelos governadores da Bahia, do Maranhão, de Minas Gerais e de Pernambuco, os estados mais beneficiados pela regra considerada inconstitucional pelo Supremo. Eles pedem que a distribuição atual seja mantida enquanto o Legislativo não atualizar os critérios, pois um eventual bloqueio resultaria em prejuízos a vários estados que dependem do fundo.

O prazo para prestação de informações ao STF começa a ser contado a partir da notificação do presidente do Congresso e da publicação do despacho no Diário Oficial da União, que deve ocorrer nesta quarta-feira (23). A partir daí, Lewandowski poderá decidir a questão por meio de liminar durante o recesso ou aguardar a retomada dos trabalhos do tribunal, em fevereiro. O relator original do assunto é o ministro Antônio Dias Toffoli.

O Fundo de Participação dos Estados é formado por 21,5% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados. Desse total, 85% são repassados para estados do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste e 15% vão para o Sudeste e o Sul. O valor destinado a cada unidade da Federação leva em conta a extensão territorial, tamanho da população e renda per capita. Quanto mais populoso e pobre, mais recursos o estado recebe.

Sem um novo critério de repartição aprovado pelo Congresso, os estados e o Distrito Federal receberam na sexta-feira passada (18), R$ 774,8 milhões do FPE pela regra antiga. O valor se refere à segunda parcela do repasse relativo ao mês de janeiro.

(Agência Brasil)

Cid se irrita com cobrança de promotor sobre cachê de Ivete

 

Governador alimentou polêmica após o Ministério Público de Contas reafirmar pedido para suspensão de pagamento

Por: Redação Web

O governador Cid Gomes (PSB) não escondeu a irritação ao saber que o Ministério Público de Contas voltou a cobrar do Governo do Estado a suspensão do pagamento do cachê de R$ 650 mil a cantora Ivete Sangalo. O show foi realizado na última sexta-feira, em Sobral, durante a inauguração do hospital regional norte.

Sem meias palavras, Cid Gomes considerou desnecessária a cobrança e, em seu entender, o procurador Gleydson Alexandre, do Ministério Público de Contas, quer apenas aparecer. Segundo ele, Gleydson é ''garoto que deseja aparecer e fica criando caso".

Clima entre Guarany e Prefeitura está tenso. Muito tenso!

 

Em entrevista concedida na manhã desta terça-feira (22) ao radialista Izaias Nicolau, na Rádio Paraíso FM, o prefeito de Sobral, Veveu Arruda, cogitou a possibilidade de condicionar o apoio da Prefeitura ao Guarany a apresentação, por parte da diretoria do rubro negro sobralense, de um amplo planejamento voltado não só para o Campeonato em curso, mas para o decorrer de todo a temporada, a formação de novos atletas e a bons resultados nos campeonatos que disputar.

Veveu alegou desproporção entre os resultados obtidos e o alto investimento feito no ano passado, quando o município destinou cerca de R$ 800 mil para as disputas do Campeonato Cearense e o Campeonato Brasileiro da Série C, e o time decepcionou. No Cearense, não foi bem, ficando nas últimas posições. Já no Brasileiro foi um desastre, caindo para a Série D.

DETALHES

- Encontrei com o presidente do Conselho Deliberativo do Guarany, Luís Melo Torquato, hoje pelo manhã no Becco do Cotovelo. Luís disse que sempre prestou contas de todas as despesas feitas com o dinheiro público, e desafiou quem possa mostrar algo que ele tenha comprado nos últimos anos com o dinheiro do clube. Ao lado de sua esposa, D. Siné, Luís disse-nos que nos últimos anos fez foi se desfazer do patrimônio que construiu na vida. ‘Hoje não tenho 30% do que conquistei na vida. Foi tudo para o Guarany’, desabafou.

- Alegou como insana a proposta do prefeito de querer condicionar o apoio da Prefeitura à resultados. ‘Como é que eu posso prometer que vou ganhar alguma coisa em campo. Só se eu combinar com os adversários’, disse em tom de ironia.

- Através da rede social Facebook, o mordomo do Guarany, Alexandre Frota, informou que o presidente do clube, Luizinho Torquato disse em alto e bom tom para quisesse ouvir: ‘Quem quiser assumir o Guarany é só me procurar. Se nós sempre somos o problema, está resolvido. É só alguém querer, e nós, o problema, sairemos. Estou esperando alguém para assumir’

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Trabalho infantil

 

Sou a favor do trabalho infantil! Antes de me apedrejar, por favor, procure entender minha argumentação. Lógico que precisamos levar em conta qual o tipo de trabalho que a criança ou adolescente irá exercer. Não sou favorável a trabalhos forçados nem minas de carvão, muito menos pedreiras ou lavouras de cana de açúcar. Esses ofícios costumam ser desumanos até para adultos. Penso é que crianças e adolescentes ociosos correm o sério risco de enveredar para o crime, as drogas, os vícios e manias como videogames, fliperamas, internet, entre outros. Conheço inúmeras crianças e adolescentes viciados nesses jogos eletrônicos. Passar horas a fio em frente a um computador pode. Auxiliar em algumas tarefas domésticas ou remuneradas não pode. Algo está errado.

Se as crianças ou adolescentes tiverem um tempo para estudar e brincar, que mal há em exercerem alguma atividade laborativa? É uma forma de se manterem afastados da rua e das más companhias. É um meio de entrarem em contato com o exercício de sua cidadania. Ou será que só nos interessa os reconhecermos graduados em sexo e banalidades?

Você percebeu quantas meninas passaram a engravidar aos 13, 14 e 15 anos ultimamente? Reparou quantas crianças de 08, 09 e 10 anos já experimentaram maconha, cola de sapateiro, álcool e crack? Será que pequenos ofícios contribuiriam para minimizar essas ocorrências? Não seriam uma forma de manter crianças e adolescentes ocupados com tarefas edificantes e construtivas? Óbvio que alguns cursos de línguas, arte, artesanato, música... também servem para suprir esse tempo ocioso; entretanto, não podemos fechar os olhos diante das dificuldades enfrentadas por algumas famílias onde, muitas vezes, falta o básico para criar uma série de filhos. Que mal há em se trabalhar como empacotador ou babá nas horas vagas?

Certa vez, um amigo advogado já falecido se pronunciou a respeito desse assunto com muita propriedade, defendendo a atuação da Polícia Mirim. Ele sabia que, antigamente, as crianças trabalhavam, e muitas vezes no serviço pesado, como aconteceu com o meu esposo que aos 09 anos carregava sacas de café nas costas. Sabia também que as crianças de antigamente eram muito diferentes das de hoje, e que existia menos violência e mais respeito.

Precisamos acordar para o evidente abandono de nossos filhos, que passam horas nas ruas perambulando ou hipnotizados diante do fascínio do computador. Num cotidiano em que nossos filhos têm mais direitos que obrigações, concluo este artigo citando dois provérbios sempre atuais: “a ocasião faz o ladrão” e “o trabalho afasta de nós três grandes males: o tédio, o vício e a necessidade”. Bom dia a todos!

 

Maria Regina Canhos Vicentin (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora.

Instituto Lula promove debate com intelectuais sul-americanos.

Fonte

Instituto Lula, em 21/01/2013

Acontece nesta segunda-feira (21) o Encontro com intelectuais sul-americanos do Instituto Lula. A reunião reúne 30 intelectuais sul-americanos na busca por caminhos progressistas para o desenvolvimento e integração da América Latina.

O ex-presidente Lula abriu as discussões e a primeira mesa teve falas de Aldo Ferrer, economista, ex-ministro da economia, atual embaixador da Argentina na França e Marco Aurélio Garcia, assessor de Relações Internacionais da Presidência da República do Brasil. Depois das falas iniciais, foram abertas as discussões.


Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Lula lembrou que os países da região viam os Estados Unidos e a Europa como parceiros preferenciais e ficavam de costas uns para os outros pois não acreditavam que pudesse ser uma relação frutífera. Lula ressaltou ainda que o objetivo é que esta não seja apenas mais uma reunião e que crie mecanismos efetivos para promover essa integração, que transforme consensos em ações efetivas. Lula disse aos participantes que a vontade dos políticos da América Latina em avançar nas discussões sobre a integração não tem sido acompanhada por ações políticas da mesma força. “Queremos aprender com vocês, saber o que vocês estão pensando esse tema na academia (…) para que sejam criados instrumentos para avançar na integração”.

As intervenções ressaltaram que a América Latina vive um momento de avanços, com governos progressistas, democracia avançando e melhorias sociais. “Nunca tivemos um momento tão propício para este debate “, destacou Aldo Ferrer, que ressaltou três mudanças fundamentais que já aconteceram, a melhora na qualidade das lideranças, o que possibilitou a ênfase no social; o fracasso do neoliberalismo e da crença de que o mercado sozinho resolveria a todos os problemas e a consolidação da democracia.

Marco Aurélio Garcia alerta, no entanto, que não se pode tratar esse momento como “um parêntesis progressista em uma história conservadora”. As políticas sociais parecem ser a grande marca desse novo direcionamento progressista da região, com resultados concretos que já têm gerado.

Diversas intervenções dos intelectuais coincidiram ao apontar a necessidade de uma ênfase na inovação, na técnica e na indústria com maior valor agregado. “Brasil e Argentina vendem juntos dois terços das proteínas do mundo, mas não agregam valor a esses bens”, disse o economista argentino Bernardo Kosacoff, ex-diretor da Cepal, lembrando que é necessário aproveitar o enorme mercado interno da região e “levantar nossa auto-estima”. O senador uruguaio Alberto Curiel, também enfatizou a necessidade de infraestrutura produtiva integrada e mais valor agregado aos produtos da região. “Temos vários desafios que eu não sei como resolver. É preciso falar com empresários, o Lula está fazendo isso, é preciso falar com trabalhadores, o Lula está fazendo isso, é preciso falar com movimentos sociais, e o Lula já fez isso…”

Curiel criticou, no entanto, a falta de planejamento estratégico, embora reconheça os avanços sociais em toda região. Salomón Lerner, ex-primeiro ministro do Peru, concordou. “Hoje, quem planifica, quem faz pensamento estratégico são as multinacionais. A participação dos grupos políticos no governo é cada vez menor. A questão é como fazer para que essas militâncias, no momento progressista em que vivemos, participem da política. E não que a política seja discriminada como incapaz, corrupta e inoperante”.

O cientista político uruguaio Álvaro Padrón se uniu ao coro ao comemorar os avanços significativos na redução da pobreza e da desigualdade, mas alertou para os limites desse processo. “Foi a primeira vez que tivemos democracia, crescimento, distribuição de renda. Mas isso só não se traduz em desenvolvimento. Precisamos ter ganhos de produtividade, sem isso, atingiremos um limite muito em breve. Esse é o desafio fundamental”.

A cientista política Ingrid Sarti, presidente do Fórum Universitário Mercosul (FoMerco) agradeceu ao Instituto Lula por intervir justamente no desafio de levar o pensamento da academia para as instâncias decisórias. “Como professora, faço parte desse trabalho árduo de pesquisa, que muitas vezes acaba engavetado. É muito importante que o Instituto Lula possa ser um motor dessa articulação e dar algum auxílio à formação de políticas públicas”.

Theotonio dos Santos, economista da Universidade Federal Fluminense, afirmou que uma integração comercial daria mais poder de negociação internacional à América Latina. “O Chile tem 40% do cobre do mundo e entregamos esse produto abrindo mão da capacidade de influenciar o preço internacional dele”.

Este é o segundo de uma série de encontros promovidos pelo Instituto Lula e que têm como tema central a integração da América Latina. Em agosto passado, o Instituto já promoveu um encontro com movimentos sociais. A próxima reunião será com empresários latino-americanos.

Para saber mais sobre o encontro e os participantes, clique aqui.