quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Rui Falcão discursa para bancada e cita desespero da oposição que tenta antecipar eleições

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao participar ontem da primeira reunião da Bancada do PT na Câmara, em 2013, o presidente do PT nacional, Rui Falcão, alertou para a precipitação do processo eleitoral “sem que haja candidato”. Para o dirigente, a oposição, “talvez desesperada, primeiro pelo sucesso do nosso governo, segundo por uma medida muito popular concretizada, que é a redução da conta de luz para pessoas e empresas, lança mão de todos os seus ataques para tentar minimizar o sucesso do nosso governo”, disse.
Ele lembrou que os últimos dez anos governados pelo PT e aliados foram de muitas mudanças e conquistas. “O País mudou e mudou para melhor. Hoje somos a quarta economia que recebe investimento produtivo do exterior; o nível de pobreza no Brasil foi drasticamente reduzido; e, as políticas públicas não são mais produzidas de cima pra baixo, como ficou evidenciado no encontro nacional de prefeitos”.
Rui Falcão citou a reforma política como prioridade da agenda política do PT. “Se o Congresso Nacional aprovar o relatório do deputado Henrique Fontana, vamos propagar isso nas regiões, mas nós já temos o plano B para caso do Congresso não aprove o parecer. Vamos fazer coletas de assinaturas com a lei de iniciativa popular do plebiscito, do referendo, para que a reforma possa ser proposta também pela população”. A reforma política abrangeria pelo menos quatro pontos centrais: o financiamento público exclusivo de campanha para o combate à corrupção, acabar com o peso do poder econômico e baratear as eleições; a lista partidária; a ampliação da participação das mulheres na vida política nacional e ampliação da participação popular nos processos decisórios, aí entrando o plebiscito e o referendo.
Veja os principais pontos do pronunciamento do presidente do PT na reunião da bancada no endereço: ptnacamara.org.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário