quarta-feira, 30 de abril de 2014

Participe, faça também o seu protesto

Escola N. Senhora do Rosário comemora 25 anos

 

A Escola N. Senhora do Rosário, na última sexta(25), celebrou os 25 anos de fundação da referida Escola, Anos de evolução, em que virou uma das escola referencia do município, por 2 vezes, inclusive, ganhando o premio Escola nota 10, do governo do estado, por estar entre as melhores do Ceará.
Hoje a escola e dirigida pela professora Zeni Mendonça.
A data real a qual foi criada pela Lei 237 é 11 de abril de 1989.
Aconteceu apresentações dos alunos da Escola N. Senhora do Rosário, em alusão aos 25 anos de fundação da Escola.
Ex-diretores e ex-coordenadores recebem homenagens pelo trabalho exercido na Escola N. Senhora do Rosário, que hoje comemora 25 anos de existência.
Vários professores e personalidades que fizeram e fazem parte desses 25 anos, se fizeram presente no Centro Cultural, em uma solenidade de comemoração dessa trajetória de sucesso.

Fonte: http://www.groairas.ce.gov.br/?id=13&read=true&cod=124

Ministro da Fazenda diz que Brasil conseguiu reduzir desemprego mesmo com crise internacional

Para Mantega, país conseguiu manter o estado de bem estar social, gerando emprego e reduzindo a desigualdade de renda

publicado: 28/04/2014 18:09 última modificação: 28/04/2014 18:09

Itens relacionados

Brasil deve adotar medidas para estimular exportação de veículos à Argentina, diz Mantega

Mercado melhora humor e agora prevê crescimento maior do PIB em 2014, diz Focus

Passagens aéreas puxam queda da inflação em todo o País

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o Brasil foi um dos poucos países que conseguiu reduzir o desemprego em meio à grave crise da economia internacional. “Mesmo durante os cinco anos da crise, conseguimos manter o estado de bem estar social, gerando emprego e reduzindo a desigualdade de renda”, ressaltou ao participar da 4ª edição do Seminário Revista Brasileiros, em São Paulo. 

Ao avaliar a atual situação da economia brasileira, nesta segunda-feira (28/04), Mantega frisou que o Brasil se saiu melhor da recente crise financeira, iniciada em 2008, que das anteriores. “Hoje o Brasil está preparado para a retomada do crescimento da economia, que já está ocorrendo. O que tem puxado a economia para baixo são os fatores externos”, justificou.

O ministro voltou a dizer que o grande objetivo da política econômica é melhorar o padrão de vida da população. “O Brasil é um dos poucos países onde a qualidade de vida vem melhorando para a grande maioria da população. Entre 2003 a 2013, por exemplo, a renda per capta cresceu 29,3%”. 

Solidez Fiscal

Durante sua apresentação sobre Rumos da Economia Brasileira, Mantega reafirmou o compromisso do governo em manter a solidez fiscal neste e nos próximos anos. De acordo com ele, o país mantém sólidos os fundamentos fiscal e monetário. “Na parte fiscal, mantivemos os superávits primários para continuar com a trajetória de queda das dívidas bruta e liquida”. 

Com relação à inflação, o ministro disse que ela permanece sob controle e que isso é fundamental, pois inflação alta “prejudica tanto trabalhadores quanto investidores”. Ele ainda apontou os alimentos e as bebidas como os principais vilões da inflação. “No momento, a inflação sofre o efeito do choque dos alimentos, mas fechará o ano dentro dos limites da meta”, garantiu. 

Investimentos

Para Guido Mantega, o aumento dos investimentos, principalmente em infraestrutura, também é prioridade da política econômica. “Os investimentos serão a locomotiva do novo ciclo de expansão. A projeção é que eles cresçam em média 7% ao ano, entre 2014 e 2022”. 

Entre 2003 e 2013, os investimentos cresceram 6,1%. De acordo com o ministro, essa é uma bela taxa de expansão. “E tem gente que acha que nós descuidamos dos investimentos em favor do consumo. Isso é um equívoco. Em 2013, por exemplo, os investimentos cresceram 6,2%, enquanto o consumo, 2,3%”, comentou.

Mantega ainda falou sobre a importância do programa de concessões em infraestrutura, que nos próximos cinco vai movimentar cerca de R$ 700 bilhões. “Esse é um programa que vai dinamizar os investimentos do Brasil, reduzir custos e ampliar a oferta”.

Fonte: http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2014/04/ministro-da-fazenda-diz-que-brasil-conseguiu-reduzir-desemprego-mesmo-com-crise-internacional

terça-feira, 29 de abril de 2014

TCM VAI CONFERIR AÇÕES DE ACESSIBILIDADE INICIANDO POR SOBRAL

 

“O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) iniciará, nesta quarta-feira, uma série de visitas exploratórias aos municípios cearenses como parte do planejamento da Auditoria Operacional de 2014. O objetivo é conhecer a realidade daqueles que vêm se destacando quanto às ações de acessibilidade. As informações que forem levantadas servirão de referência para definição de um modelo quanto aos critérios de auditoria que serão aplicados nos demais.

O marco inicial dessas visitas exploratórias será o município de Sobral (Zona Norte), que vem se destacando em ações que promovem a acessibilidade em prédios públicos da esfera municipal. Acessibilidade em prédios públicos dos municípios cearenses foi o tema escolhido pelo TCM para o programa de auditoria operacional planejado para este ano.

Esse trabalho deverá verificar se os municípios têm condições de garantir ao cidadão com deficiência ou àqueles com dificuldade de locomoção, o direito de ir e vir no âmbito da administração municipal.”

(Site do TCM)

Fonte: http://sobraldeprima.blogspot.com.br/

TRILHOS DO METRÔ VOLTA A SER ALVO DE ACIDENTES.

 

Agora pouco na Av. Jhon Sanford motoqueiro desliza nos trilhos do metrô e sofre acidente.

Com informações de Olivando Alves.

Fonte: http://bairrosinhasaboia.blogspot.com.br/2014/04/trilhos-do-metro-volta-ser-alvo-de.html

MEC cria comitê para garantir segurança do Enem

 

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil Edição: Juliana Andrade

Enem - banner

O Ministério da Educação (MEC) criou hoje (28), por meio de portaria, o Comitê Gestor de Tecnologia da Informação dos processos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O grupo será responsável por aprimorar a gestão das atividades do Enem relacionadas à tecnologia da informação. Ficará responsável pelo sistema de inscrição, feita online, pela vista pegagógica das redações, entre outros procedimentos.

O comitê será presidido pelo secretário executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa. O objetivo será orientar as ações de segurança da informação e comunicações no âmbito do Enem; definir os recursos necessários de tecnologia da informação para o cumprimento do cronograma previsto para o exame; definir formatos das bases de dados; e acompanhar e propor melhorias e evoluções do sistema integrado de monitoramento dos processos do Enem.

No ano passado, mais de 5 milhões de candidatos fizeram o exame. Em 2014, as provas ainda não têm data definida. Uma possibilidade é que ocorram nos dias 8 e 9 de novembro.

A nota do exame pode ser usada para a participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que disponibiliza vagas no ensino superior público; o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas; e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos.

O Enem é também pré-requisito para firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e para obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras.

Quando a Mídia abre espaço para o público sobralense, o que vem em seguida é só reclamação da atual gestão municipal de Sobral

É incrível o que acontece em Sobral. Tantos homens de imprensa na folha de pagamento da prefeitura e o volume de elogios aos atos da gestão municipal  é bem inferior ao volume de reclamações de pessoas insatisfeitas com os gestores. Programas como o Tribuna e Plenário, apresentado por Oliveira Domingos,  a Parada Policial do amigo Isaias Nicolau e vários outros, é só abrir os microfones para os ouvintes, para começarem as reclamações da falta de segurança, da falta de organização do trânsito, problemas de iluminação pública e a péssima qualidade do atendimento em Saúde Pública. Sem falar na eterna falta de medicamentos nos postos de saúde. Está faltando porta vozes da gestão municipal, para dar as respostas necessárias aos cidadãos, os que pagam as contas e não estão se sentindo contemplados a altura em seus direito.  É preciso que a prefeitura venha dar as respostas. Precisamos saber se é apenas um problema de comunicação ou se realmente todo esse volume de queixas, têm fundamento. Com a palavra o senhor prefeito e sua equipe de comunicação.

Fonte: www.jacintopereira.com

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Participação dos juros básicos na dívida interna atinge menor nível da história

 

Apesar dos recentes aumentos dos juros básicos pelo Banco Central, a participação dos títulos corrigidos pela taxa básica de juros (Selic) na dívida interna caiu ao menor nível da história, em março. Segundo números divulgados nesta segunda-feira (28) pelo Tesouro Nacional, a fatia da dívida mobiliária (em títulos) interna, vinculada à taxa Selic, encerrou o mês passado em 9,50%, no menor nível desde o início da série histórica, em dezembro de 1999.

Os números levam em consideração as operações de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) pelo Banco Central (BC). Apesar de não envolverem emissões de títulos, essas operações interferem na composição da Dívida Pública Federal (DPF), de acordo com os critérios usados pelo Banco Central. Pelos critérios do Tesouro, que desconsidera o swap, a participação da taxa Selic na dívida interna ficou em 19,43% no mês passado, também no menor nível da história.

De acordo com o coordenador-geral de Operações da Dívida Pública, Fernando Garrido, o elevado vencimento de R$ 61,3 bilhões de títulos corrigidos pela Selic contribuiu para a queda. No entanto, ele disse que esse efeito é sazonal – varia conforme a época do ano. Em abril, ressaltou Garrido, a fatia da dívida vinculada aos juros básicos voltará a subir.

(Agência Brasil)

Dilma recebe chanceler da China para preparar encontro em Fortaleza

 

Anderson Pires
redacao@cearanews7.com.br

A presidente Dilma Rousseff recebeu neste sábado (26), em uma audiência privada, o chanceler chinês, Wang Yi, com quem discutiu a organização da cúpula que o grupo Brics realizará em junho no Brasil, informaram fontes oficiais.
O encontro aconteceu no Palácio da Alvorada, residência oficial de Dilma em Brasília, onde a presidente se reuniu com o chefe da diplomacia chinesa junto com alguns membros de seu gabinete.
O fórum Brics está constituído por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, cujos líderes realizarão sua sexta cúpula anual em julho na cidade de Fortaleza.
Com sua visita ao Brasil, Wang concluiu uma viagem que esta semana lhe levou a Cuba, Venezuela e Argentina, e na qual expressou a vontade de seu país de estreitar ainda mais seus vínculos com a América Latina.
Nesta sexta-feira, em entrevista coletiva após uma reunião de trabalho com o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, Wang ratificou que o presidente da China, Xi Jinping, participará da reunião dos Brics e depois realizará uma visita de Estado a Brasília.
Na capital, Xi também participará da primeira cúpula de líderes de China, Brasil e do Quarteto da Comunidade de Estados Latino-Americanos (CELAC), que é integrado por Costa Rica, Cuba, Equador e um membro da Comunidade do Caribe.
Wang e Figueiredo também confirmaram que na próxima cúpula dos Brics deverá ser formalizada a criação do banco de fomento desse grupo, que estará dedicado ao financiamento de projetos de infraestrutura nos países em desenvolvimento.
* Com informações da EFE

ASSESSORIA DO DEPUTADO PECOU, E A DO PREFEITO SE APROVEITOU

 

Por Armando Costa

Os principais problemas de um mandato resultam da ineficácia da comunicação de um parlamentar. E os poucos representantes de Sobral que trabalham, como é o caso do deputado federal Pe. Zé Linhares (PP) sofre nesses seus últimos mandatos, mesmo sendo um grande carreador de recursos para a cidade. Na semana que passou, todos que recebem para divulgar o trabalho do Padre pecaram feio em não proclamar que os R$ 7 milhões de reais que serão investidos na adutora do populoso Distrito do Jordão é fruto do trabalho árduo do deputado sobralense. Com o trabalho ineficaz da assessoria de comunicação e assessores no processo de senilidade, o deputado federal foi esquecido, e o prefeito de Sobral, Veveu Arruda (PT) se nominou o grande pai da obra – sem a prefeitura ter participação alguma.

Para fazer justiça com o deputado:

O deputado Pe. Zé Linhares (PP) foi o grande responsável para liberação dos recursos da adutora do Jordão, através do PAC Estiagem, que é gerenciado pelo Ministério das Cidades, comandado por seu PP – Partido Progressista.

Itabaiana sediou Seminário sobre educação de surdos

 


Diversos municípios estiveram representados no Seminário

No dia 25 de abril, ocorreu o I Seminário Regional de Educação e Inclusão da Pessoa Surda em Itabaiana, coordenado pelo professor Gleydson Luiz. O evento reuniu representantes de João Pessoa, Guarabira, Mari, Ingá, Salgado de São Félix, Juripiranga, Pombal, Pedras de Fogo e Gurinhém na Paraíba, além de palestrantes de Fortaleza, Ceará, e Timbaúba, Nazaré da Mata e Camutanga, em Pernambuco.

“Este foi o maior Seminário Regional de Educação e Inclusão da Pessoa Surda, onde tivemos um grande debate educacional, que envolveu cultura, conhecimento, respeito e valorização”, disse Gleydson, ao agradecer aos que vieram com suas caravanas e aos grupos culturais que se apresentaram no evento.

O objetivo do Seminário, segundo a coordenação, foi proporcionar um espaço de discussão entre professores da Educação Básica sobre os processos inclusivos, com ênfase na inclusão dos surdos, para fortalecer ações e práticas pedagógicas. “As instituições educacionais precisam construir formas para garantir o acesso e a permanência de todos e o Seminário é uma possibilidade para ampliarmos nossas perspectivas, conhecendo realidades e formas inclusivas vivenciadas em outros espaços educativos”, afirma Gleydson.

Postado por Tribuna do Vale

domingo, 27 de abril de 2014

Sentença que mudou a rota de uma vida

 

                                              João Baptista Herkenhoff

          Dentre as milhares de decisões que proferi na carreira de juiz, há uma que me traz uma lembrança especial porque mudou a rota de uma vida.

A sentença a que me reporto veio a se tornar muito conhecida porque pessoas encarregaram-se de espalhá-la: por xerox, primeiramente; depois por mimeógrafo; depois por e-mail; finalmente, veio a ser estampada em sites da internet. Primorosos trabalhos de arte foram produzidos a partir do caso, por pessoas que não conheço pessoalmente: Odair José Gallo e Mari Caruso Cunha (versões sonoras e com imagens).

A protagonista do caso judicial chamava-se Edna.

          Hoje, aos 77 anos, a memória visual me socorre. Sou capaz de me lembrar do rosto de Edna e do ambiente do fórum, naquela tarde de nove de agosto de 1978, há trinta e seis anos portanto. Uma mulher grávida e anônima entrou no fórum sob escolta policial. Essa mesma mulher grávida saiu do fórum, não mais anônima porém Edna, não mais sob escolta porém livre.

          Após ouvir, palavra por palavra, o despacho que a colocou em liberdade, Edna disse que se seu filho fosse homem ele iria se chamar João Batista. Mas nasceu uma menina, a quem ela deu o nome de Elke, em homeånagem a Elke Maravilha.

          Edna declarou no dia da sua liberdade: poderia passar fome, porém prostituta nunca mais seria.

          Passados todos estes anos, perdi Edna de vista. Nenhuma notícia tenho dela ou da filha. Entretanto, Edna marcou minha vida. Primeiro, pelo resgate de sua existência. Segundo, pela promessa de que colocaria no filho por nascer o nome do juiz. Era o maior galardão que eu poderia receber, superior a qualquer prêmio, medalha, insignia, consagração, dignidade ou comenda.

Lembremo-nos de Jesus diante da viúva que lançou duas moedinhas no cesto das ofertas:

“Eu vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos, pois todos aqueles deram do que lhes sobrava para as ofertas; esta, porém, na sua penúria, ofereceu tudo o que possuía para viver.” (Lucas, 21, 1 a 4).

Edna era humilde e pobre. Sua maior riqueza era aquela criança que pulsava no seu ventre. Ela não me oferecia assim alguma coisa externa a ela, mas algo que era a expressão maior do seu ser. Se a promessa não se concretizou isto não tem relevância, pois sua intenção foi declarada. O que impediu a homenagem foi o fato de lhe ter nascido uma menina. Em razão do que acabo de relatar, se eu encontrasse Edna, teria de agradecer o que ela fez por mim. Edna me ensinou o que é ser juiz. Edna me ensinou que mais do que os códigos valem as pessoas. Isso que eu aprendi dela tenho procurado transmitir a outros, principalmente a meus alunos e a jovens juízes.

          Segue-se a íntegra da decisão extraída da folha 32 do Processo número 3.775, da Primeira Vara Criminal de Vila Velha:

A acusada é multiplicadamente marginalizada: por ser mulher, numa sociedade machista; por ser pobre, cujo latifúndio são os sete palmos de terra dos versos imortais do poeta; por ser prostituta, desconsiderada pelos homens, mas amada por um Nazareno que certa vez passou por este mundo; por não ter saúde; por estar grávida, santificada pelo feto que tem dentro de si, mulher diante da qual este juiz deveria se ajoelhar, numa homenagem à Maternidade, porém que, na nossa estrutura social, em vez de estar recebendo cuidados pré-natais, espera pelo filho na cadeia.

         É uma dupla liberdade a que concedo neste despacho: liberdade para Edna e liberdade para o filho de Edna que, se do ventre da mãe puder ouvir o som da palavra humana, sinta o calor e o amor da palavra que lhe dirijo, para que venha a este mundo tão injusto com forças para lutar, sofrer e sobreviver.

         Quando tanta gente foge da maternidade; quando milhares de brasileiras, mesmo jovens e sem discernimento, são esterilizadas; quando se deve afirmar ao mundo que os seres têm direito à vida, que é preciso distribuir melhor os bens da Terra e não reduzir os comensais; quando, por motivo de conforto ou até mesmo por motivos fúteis, mulheres se privam de gerar, Edna engrandece hoje este Fórum, com o feto que traz dentro de si.

         Este Juiz renegaria todo o seu credo, rasgaria todos os seus princípios, trairia a memória de sua Mãe, se permitisse sair Edna deste Fórum sob prisão.

Saia livre, saia abençoada por Deus, saia com seu filho, traga seu filho à luz, que cada choro de uma criança que nasce é a esperança de um mundo novo, mais fraterno, mais puro, algum dia cristão.

         Expeça-se incontinenti o alvará de soltura.

João Baptista Herkenhoff é Juiz de Direito aposentado. Foi um dos fundadores da Comissão de Justiça e Paz da Arquidiocese de Vitória. Tem participado de debates em universidades e em outros espaços. Autor, dentre outros livros, de: Encontro do Direito com a Poesia – crônicas e escritos leves – GZ Editora, Rio de Janeiro.

E-mail: jbherkenhoff@uol.com.br

Quem fez convênio com a Labogen foi Serra, no Governo FHC

 

Publico essa informação do título, que você vê retratada na ilustração e que pode ser confirmada no Portal da Transparência do Governo Federal apenas para que se veja como a leviandade pode dar margem à injustiça.
Não significa dizer que estes convênios sejam desonestos ou que, por eles, José Serra tenha recebido qualquer vantagem indevida.
Só uma apuração detalhada poderia dar margem a se pensar algo assim e é exatamente o contrário disso que se está fazendo com o ex-ministro Alexandre Padilha.
Uma acusação irresponsavelmente espalhada, sem um mínimo de checagem e, até, de lógica, se não existirem outros elementos além do quase nada que foi divulgado.
Conheço apenas de vista o ex-Ministro Alexandre Padilha e ele sequer sabe quem eu sou.
Portanto, não posso dar nenhum testemunho sobre ele, mas posso olhar fatos.
Mas esta história do “executivo” que ele teria indicado, segundo os jornais publicam irresponsavelmente, a uma empresa do tal doleiro Alberto Yousseff não fecha.
O tal “executivo” ocupou um cargo de quinto escalão no Ministério, de fato, mas de sexto escalão (os cargos têm, após o Ministro, os códigos NE, DAS 101.6, 101.5, 101.4 e, depois, o que ele tinha 101.3, na área de eventos).
O tal Marcus foi nomeado Assessor de Eventos em 2011, quando a remuneração não chegava a R$ 4 mil (hoje são R$ 4300), a partir de 17 de maio de 2011. E exonerado no dia 1° de agosto do mesmo ano.
Mesmo neste inexpressivo cargo, portanto, ficou por dois meses e meio ou, como se diz, nem esquentou a cadeira.
O tal documento da PF que os jornais usam como base falam de uma suposta indicação em em 28 de novembro de 2013.
E que André Vargas passa o contato do cidadão a Yousseff dizendo que Padilha o indicou. Indicou a quem, se é que indicaria alguém a quem demitira há mais de dois anos.
Se Padilha indicou, porque é André Vargas passa o contato do cidadão a Yousseff?
Este André Vargas, a quem o próprio Estadão chama de “bocão”, estaria “vendendo” uma indicação?
A única coisa que esta acusação – ou a troca de mensagens – prova é a de que André Vargas não tinha uma simples amizade casual com Yousseff.
Aliás, o comportamento deste deputado, como já se viu, é péssimo. Quem não cuida de sua própria reputação, vai cuidar da alheia?

681 visitas - Fonte: Tijolaço

Roubos batem recorde histórico neste 3º governo Alckmin

 

Blog do Zé equipedoblog /Por Equipe do Blog

Sai ano e entra ano, mas os furtos e roubos em São Paulo, sobretudo na capital paulista, só aumentam e assustam cada vez mais a população indefesa, vítima de governos tucanos que há 20 anos administram o Estado sem uma política de segurança pública digna desse nome. Na pauta dos jornalões, hoje, em suas primeiras páginas, os dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo são estarrecedores. Um festival de incompetência do tucanato, há mais de duas décadas administrando de costas para a gente paulista.

Os números foram apresentados ontem pelo secretário de Segurança Pública, Fernando Grella. Em um ano, (março de 2013 a março de 2014), os roubos aumentaram  37% no Estado e 44,89% na capital. E, pior, o número de roubos nos três primeiros meses deste ano superaram os maiores índices antes registrados desde 1995, quando começou este tipo de levantamento.

Mais da metade (10) desses 19 anos, é bom lembrar, o Estado tem à frente de sua gestão o dr. Geraldo Alckmin, três vezes governador e que agora, ainda quer concorrer a reeleição em outubro para ser governador pela 4ª vez. Ele governou o biênio 2001/2002, completando a administração Mário Covas, de 2003 a 2006 e de 2011 a agora, 2014.

Vamos aos números

No último trimestre, 79.093 pessoas foram vítimas de roubo em São Paulo – 33% a mais do que as 59.225 vítimas de roubos registrados no primeiro semestre de 2013. Isso é o equivalente a quase toda a população de uma cidade média do país ter sofrido roubo, já que o IBGE considera cidade média aquela que tem a partir de 100 mil habitantes. Um resultado perverso que, também,  fez cair por terra a meta propalada pelo governador Alckmin, que sempre promete, de pelo menos igualar os resultados entre 2013 e 2014.

Até a meta de redução dos homicídios e latrocínios (roubo seguido de morte), que chegou a ser cumprida, ficou muito aquém do esperado: uma redução de 3,3% nos assassinatos (passou de 1.189 para 1.150), nem metade da meta proposta pelo governador que era de 7,4% para o Estado. Na capital, a meta de redução era de 9% na capital, chegaram a 4,9% (304 para 289 mortes).

Na capital, então, a situação é mais assustadora: dos 93 distritos policiais paulistanos, nada menos que 85 (91%) tiveram alta no número de roubos (exceto de veículos e a bancos), entre o primeiro trimestre do ano passado e o deste ano. Também o número de pessoas mortas pela PM – os conhecidos autos ou BOs de resistência – quase triplicou na capital paulista neste 1º trimestre. Foram registradas 85 casos de mortes provocadas por policiais neste 1º trimestre do ano, contra 29 nos primeiros três meses do ano passado.

A resposta do governador

Para o tucano Geraldo Alckmin, o aumento dos roubos se deve à nova forma de notificação dos casos e sua avaliação sobre não cumprimento da meta foi de que ela era ousada! Confiram as pérolas do governador:

“Nós temos números mais verdadeiros. Antes, você tinha de ir à delegacia para fazer o boletim, o que dá trabalho e perde-se tempo. Hoje, você faz de casa”…

“Estatística não é para agradar ou desagradar. Ela é uma ciência para você ter planejamento e estabelecer diretrizes para eficiência do trabalho”.

“Não atingiu agora, mas pode atingir mais à frente.”

“Quando você estabelece uma meta para ser atingida, ela pode ser até ousada. Nós não queremos que mantenha nem aumente (o crime contra a vida), nós queremos que reduza. É uma meta ousada. Nós temos um objetivo e um foco”

Objetivo? Foco? Há mais de 10 anos a mesma ladainha. Há mais de 20 anos, o mesmo tucanato. E São Paulo e os paulistas e paulistanos vivem o mesmo do mesmo.

Suspeitas de fraude e nepotismo tucanos vão parar na Corregedoria-Geral do Estado

 Blog do Zé equipedoblog /Por Equipe do Blog

Foi a partir de uma denúncia anônima, recebida em julho de 2013, que a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo resolveu fazer uma auditoria na Secretaria de Estado de Direitos da Pessoa com Deficiência do governo Geraldo Alckmin, comandanda por Linamara Rizzo Battistella.

Técnicos da Fazenda apontaram, então,  fraudes em contratos e nepotismo por parte de Linamara. Sua irmã, Maysa Rizzo teria recebido benefícios com dinheiro público (passagens aéreas, hospedagem em hotéis e até mesmo uso de um carro oficial entre outubro e dezembro de 2012).

Outra suspeita é a da presença de médicos fantasmas na Rede Lucy Montoro, criada pelo governo José Serra (PSDB) para fazer a reabilitação de pessoas com deficiência. A rede tem 14 unidades e a previsão, segundo os jornais, é que receba R$ 36 milhões do governo. Atualmente, a Rede Lucy Montoro é administrada pelas secretarias da Saúde e a de Direitos da Pessoa com Deficiência.

Dos 64 médicos contratados para a Rede, só 18 foram encontrados

Pois bem, segundo a auditoria da equipe da Fazendo, o número registrado desses profissionais, que recebem dinheiro público, é inferior ao número de médicos que realmente trabalham na entidade. Dos 64 médicos que deveriam estar atendendo em cinco unidades da Rede na capital paulista, apenas 18 foram encontrados pelos auditores.

Além disso, os auditores apontaram suspeitas em relação ao cumprimento da carga horária pelos médicos contratados. Encontraram, por exemplo, o registro de um fisiatra que acumulava 78 horas semanais na Rede e outras instituições. Para dar conta dessas 78 horas, o fisiatra teria de trabalhar 13 horas por dia, seis dias por semana e isso, sem descontar o tempo de deslocamento de uma insituição a outra.

Outro senão localizado pelos auditores é a ausência de prestação de contas pela Rede e a contratação sistemática de uma mesma empresa para execução de obras da entidade, trazendo prejuízos por reduzir a competição. A Rede alega que a empresa foi escolhida por sua expertise.

A secretaria Linamara Rizzo Battistella nega todas as acusações. Diz já ter prestado contas para o Ministério Público do Estado (MPE-SP) quando uma denúncia do mesmo teor foi apresentada. À época, o MPE-SP arquivou essa denúncia.. A auditoria da Fazenda foi entregue à Corregedoria-Geral do Estado para que sejam feitas novas apurações. Vamos acompanhar.

Papa oficia em português missa em honra ao Apóstolo do Brasil

 

o Papa Fransisco

Foto: Flickr.com/MATEUS_27:24&25

O Papa Francisco oficiou nesta quinta-feira em português a missa de ação de graças ao espanhol José de Anchieta, na qual afirmou que a causa da canonização do padre, conhecido como o Apóstolo do Brasil, foi "não temer a alegria".

O pontífice explicou que o santo, nascido nas Ilhas Canárias, foi um exemplo dessa alegria, fruto da "força de atração dos discípulos de Jesus". Francisco ressaltou que isso é exatamente o que José de Anchieta ensina, "sua alegria", que "para nós deve ser uma herança".

A missa foi celebrada na igreja romana de Santo Inácio de Loyola, um local simbólico, já que o santo espanhol (1491-1556) foi o fundador da Companhia de Jesus, da qual também faz parte o próprio pontífice argentino. Nela estiveram presentes autoridades, fiéis e religiosos tanto da Espanha como do Brasil, como o vice-presidente, Michel Temer, além de membros do clero.

A chegada de Francisco à igreja aconteceu às 17h50 (hora local, 12h50 de Brasília), recebido, como sempre, por vários fiéis e curiosos que o receberam com ovações. Uma recepção mais numerosa que o habitual, já que atualmente Roma se encontra tomada por milhares de fiéis, turistas e peregrinos que chegaram à cidade para presenciar, no próximo domingo, as canonizações de João XXIII e João Paulo II.

No altar, o Papa Francisco surpreendeu ao oficiar a cerimônia de ação de graças ao santo em português, embora para a homilia tenha optado pelo espanhol. 

Para a ocasião, o pontífice vestiu uma batina branca com o sol, a estrela e a flor de nardo bordados em dourado. Segundo uma antiga tradição heráldica, estes símbolos, também presentes em seu escudo pontifício, representam Jesus (sol), a Virgem Maria (estrela) e São José (flor), padroeiro da Igreja católica.

Ao término do ofício, o Papa se deteve por uns instantes para orar diante de da imagem de Nossa Senhora Aparecida, padroeira o Brasil. Durante a Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro em julho do ano passado, Francisco visitou seu santuário, onde se prostrou aos pés da padroeira, em cujas mãos encomendou sua vida e seu pontificado. Ao término da missa, o general dos jesuítas, Adolfo Nicolás, presente na cerimônia, entregou ao Papa uma relíquia do novo santo, o primeiro jesuíta a viajar para a América.

Ao sair do templo, dezenas de fiéis, a maioria brasileiros, abordaram o pontífice para dar presentes, tirar fotos e cumprimentá-lo. A situação dificultou a passagem do Papa, fazendo com que a gendarmaria atuasse para permitir que Francisco chegasse a seu carro.

O próprio Francisco foi quem, em 3 de abril, assinou o decreto para beatificar José de Anchieta graças à chamada "canonização equivalente", ou seja, sem necessidade de milagres e pelo reconhecimento do fervor popular.

O santo é conhecido como o Apóstolo do Brasil por seu trabalho evangelizador e humanitário e é venerado especialmente em São Paulo, cidade da qual foi um de seus fundadores.

--EFE
Leia mais: http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_04_26/Papa-oficia-em-portugu-s-missa-em-honra-ao-Ap-stolo-do-Brasil-8744/

sábado, 26 de abril de 2014

OS ESPECIAIS NA ESCOLA REGULAR

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – Http://luizcarlosamorim.blogspot.com.br

Conversando com professores do ensino fundamental, recentemente, soube que os alunos especiais, que antes iam para as Apaes, já estão nas salas de aula regulares.

Lembro que já abordei este assunto, em artigo lá pelos meados de 2013, quando soube do novo texto do PNE – Plano Nacional de Educação, que previa que, a partir de 2016, haveria congelamento de matrículas nas Apaes, para fins do cálculo para o repasse do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica. O que significaria que, com verbas menores, a demissão de funcionários da entidade de assistência aos especiais seria inevitável.

Vejam o que escrevi na época: “Para transferir a educação dos especiais para a escola regular, o Ministério da Educação deveria primeiro pensar em um programa de qualificação para todo o corpo docente. E ter escolas em bom estado para suprir a necessidade dos alunos não especiais e também dos especiais. Mais: as escolas teriam que ter adaptações para receber os alunos especiais.

Seria engraçado se não fosse absurdo: o nosso “governo” faz modificações irresponsáveis no nosso ensino, na nossa educação – e não é de hoje - para dizer o mínimo, mas não prepara professores, espaço e equipamentos para receber e colocar em prática o que quer impor. Faz leis com textos confusos e ambíguos para poder continuar com o processo de falência da educação brasileira, para se livrar de “problemas”, agora incluindo os estudantes especiais.

As crianças especiais até podem ser matriculadas no ensino fundamental regular, mas será que haverá estrutura para recebê-las? Sabemos a resposta, infelizmente.”

Pois não deu outra: Não esperaram 2016, os especiais já estão nas salas de aulas convencionais, sem preparação nenhuma dos professores, sem equipamentos apropriados, apenas com uma ajudante para o professor titular, quando há. Nada contra os especiais na sala de aula convencional, absolutamente. Mas eles precisam ser recebidos condignamente, com um ensino similar ao que as Apaes davam, eficaz e eficiente.

O que acontece, no entanto, é que os professores têm que dar conta da sua sala com os alunos de sempre, mais o especial ou os especiais, que merecem, sim, um ensino digno. E mesmo com uma ajudante para auxiliar com os especiais, quem tem que fazer um plano de aula adaptado os novos alunos é ela, a titular. Sem nenhuma preparação prévia, sem nenhuma qualificação específica. Bem do tipo “vire-se!”. Saem perdendo os alunos especiais, que não tem o mesmo ensino que tinham nas Apaes e saem perdendo os alunos regulares, que têm de dividir a atenção da professora com os novos colegas.

Já vimos muitos outros exemplos, mas essa é mais uma prova do quanto os nossos governantes se preocupam com a educação do cidadão brasileiro.

Abril Verde lembra dia mundial em memória das vítimas de acidentes do trabalho

O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho, 28 de abril, será lembrado com ato público e caminhada pelas ruas de Fortaleza. O evento, denominado de Abril Verde, é organizado pelo Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho, com apoio das centrais sindicais e do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a gravidade dos acidentes de trabalho no Brasil.

A concentração será na Praça do Carmo (Av. Duque de Caxias com Barão do Rio Branco) a partir das 8h, da segunda-feira (28/4). A caminhada encerra-se na Praça do Ferreira, onde será realizado o ato público e várias ações sociais para os trabalhadores.

De acordo com dados do Ministério da Previdência, foram registrados 705.239 acidentes de trabalho com 2.731 mortes no Brasil durante o ano de 2012. Desse total, 14.755 trabalhadores ficaram permanentemente incapacitados para o trabalho.

O setor com maior número de acidentes é o de Comércio e Reparação de Veículos Automotores, com 95.659 registros, seguido pelo setor de Saúde e Serviços Sociais, com 66.302 acidentes. O setor com o terceiro maior índice de registros de acidentes é o da construção civil, que apresentou um aumento, passando de 60.415 em 2011, para 62.874 em 2012.

Memória: O Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes, instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), é uma homenagem aos 78 operários que morreram na explosão da mina Farmington, no estado norte-americano da Virgínia. A data também é comemorada como o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho.

--

Assessoria de Comunicação Social do TRT/CE
Telefones: (85) 3388-9426 / 3388-9227 / 3388-9428

Isto é importante

Foto de Departamento politico sempre falando a verdade.

Fonte; https://www.facebook.com/DepartamentoPoliticoSempreFalandoAVerdade

Padilha viu como se dá o Golpe !

Padilha viu
como se dá o Golpe !

Tem muita explicação e um só germen: a Polícia do zé ​

A Folha dá o Golpe (e Lula encapuzado, como marginal...)

Na entrevista coletiva em que denunciou o “mentem, mentem, mentem”, Padilha, que vem aí de jaleco branco, não é, isso, Alckmin ? – sentiu o Golpe no estômago.
Agora, é só ir atrás.
Ou melhor, fazer o caminho inverso.
Lembro ao amigo navegante da criminosa cumplicidade dos “jornalistas”, que, no Brasil, são piores que os patrões, segundo o Mino, no episódio edificante em que o delegado Bruno – onde anda esse herói tucano ? – entregou as fotos do dinheiro dos “aloprados” para esconder as ambulâncias faturadas do Padim Pade Cerra.
Lembram do delegado Bruno ?
Lembram dessa “sociedade” de um agente da Policia Federal e do Golpe desfechado com a mão de gato da “imprensa” ?
Lembram de como o Gilberto Freire com “ï” (*) deu “o primeiro Golpe e só faltou o segundo”)
Na coletiva, nesta sexta-feira, Padilha contou que, em dez anos de Ministro – Articulação Política e Saúde – nunca dantes, em dez anos  viu o que se passou com ele nesta quinta-feira exatamente às sete horas da noite.
Quatro jornais impressos e duas emissoras de televisão ligaram AO MESMO TEMPO com a mesma história e as mesmas perguntas !!!
E deram meia hora para ele responder.
Nunca dantes !
E, nesta sexta-feira, o mesmo PiG (**), mergulhado até o talo no Golpe, conta a mesma história com as mesmas manchetes !
Isso pode ter a ver com o Partido Solidariedade.
Pode ter a ver com uma certa central sindical que que serve de Pauzinho do Dantas …
Pode ter muita coisa …
Mas, tem uma origem, um gérmen: a Policia Federal, que detém as informações.
É de lá que vaza !
É de lá qua sai Pasadena !
É lá que está o Youssef.
E não vaza nada dos tucanos do Youssef !
Na vitoriosa campanha pelo interior, aparece sempre uma delegação da Policia Federal que tenta se aproximar do Padilha para reclamar de salários.
É possível que o da Justiça tenha encaminhado mal a negociação salarial com a PF.
É possível.
Mas, com certeza, se depender do zé da Justiça, essa Policia Federal ainda vai derrubar a Dilma !
Paulo Henrique Amorim

(*) Ali Kamel, o mais poderoso diretor de jornalismo da história da Globo (o ansioso blogueiro trabalhou com os outros três), deu-se de antropólogo e sociólogo com o livro “Não somos racistas”, onde propõe que o Brasil não tem maioria negra. Por isso, aqui, é conhecido como o Gilberto Freire com “ï”. Conta-se que, um dia, D. Madalena, em Apipucos, admoestou o Mestre: Gilberto, essa carta está há muito tempo em cima da tua mesa e você não abre. Não é para mim, Madalena, respondeu o Mestre, carinhosamente. É para um Gilberto Freire com “i”.
(**) Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

Fonte: http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2014/04/25/padilha-viu-como-se-da-o-golpe/#.U1ryJaruXO8.twitter

Berzoini vai para cima da mídia: “Denúncia contra Padilha é para ajudar Alckmin”

 

O ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais do governo federal, Ricardo Berzoini, falou ao Blog sobre a denúncia contra o pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha, sobre a intenção da base aliada do governo federal de abrir uma CPI no Congresso para investigar o escândalo dos trens em SP e sobre como atuará como ministro da presidente Dilma.

Sobre a denúncia que tomou as primeiras páginas dos grandes jornais desta sexta-feira (25/04), Berzoini foi taxativo:  serve para ajudar Alckmin a se reeleger. Essa ajuda vem em um bom momento para o atual governador paulista, atingido por escândalo de corrupção no caso dos trens e com a popularidade fragilizada pelo racionamento de água em São Paulo.

A seguir, os principais pontos da entrevista que o ministro concedeu ao Blog

****

Blog da Cidadania – Berzoini, como você vê essa denúncia da imprensa que saiu nesta sexta contra o ex-ministro Alexandre Padilha, de que ele teria envolvimento com o doleiro Alberto Yousseff?

Ricardo Berzoini – Vejo como mais uma forma de atacar um pré-candidato do PT que tem hoje, digamos, uma estratégia objetiva para debater com o povo de São Paulo os problemas de São Paulo e disputar a eleição [para governador do Estado] de maneira competitiva.

Na verdade, a acusação ao Padilha é uma ilação baseada em supostas ligações dele, mas acaba sendo noticiado como se fosse uma verdade comprovada e apurada, quando outras questões referentes ao metrô de São Paulo e à CPTM e a outras questões que envolvem personagens da oposição ao governo federal são tratados de uma maneira fria e impessoal.

Blog da Cidadania – Você acredita que essa denúncia de todos os jornais, conjuntamente, feita com base em um comentário curto do deputado André Vargas captado pela Polícia Federal e que não foi sequer apurado mas é usado como fato comprovado pela mídia, serviria para ajudar o governador Geraldo Alckmin em um mau momento para ele em termos de popularidade?

Ricardo Berzoini – Não resta a menor dúvida. Na verdade, o Alexandre Padilha é uma figura que tem uma trajetória de sucesso na implantação de programas exitosos no Ministério da Saúde e uma das formas [de a mídia] tentar proteger o atual governador é justamente fazer o ataque no campo da ética e da moral a uma liderança jovem que se coloca como alternativa para o governo de São Paulo.

Blog da Cidadania – Mudando um pouco – mas nem tanto – o foco. Conversávamos há pouco, em off, sobre a CPI da Petrobrás que será exclusiva para investigar a empresa e você me dizia que o PSDB e o resto da oposição estão querendo evitar que se abra uma segunda CPI para investigar o caso dos trens em São Paulo alegando que o assunto seria “paulista”. Contudo, não se consegue abrir essa CPI em São Paulo – porque a base aliada de Alckmin não deixa – e no Congresso a oposição não quer que se abra a CPI porque o caso é estadual. Como é que fica, então? Só se investiga um lado?

Ricardo Berzoini – Primeiro, é bom lembrar que tanto o metrô de São Paulo recebe financiamento e investimentos federais como também que as empresas envolvidas [Alstom, Siemens etc.] têm relação com o governo federal. Portanto, não há razão para se considerar que esse é um assunto estadual. É um assunto nacional. Até pela dimensão do escândalo.

Há que dizer, também, que a política do governo do PSDB em São Paulo é impedir a abertura de CPIs. Na Assembleia Legislativa [de São Paulo] há uma fila enorme de CPIs esperando aprovação.

São mais de 100 pedidos de CPI que estão bloqueados pela ação do governo e pelo regimento da Assembleia – que, no meu entendimento, é inconstitucional, porque obriga a ter votação em plenário [para abrir uma CPI]. Isso cria obstáculo ao exercício do direito da minoria que é justamente abrir CPI, a fim de fiscalizar o governo da maioria.

Há, então, uma contradição, uma hipocrisia entre os tucanos porque eles querem fazer CPI no governo federal, onde o PT governa. Eles não gostavam de CPI quando o PSDB governou o Brasil, pois atuavam para impedir que fossem instaladas. E agora querem fazer uma CPI exclusiva da Petrobrás e certamente vão trabalhar para tentar impedir a instalação no Congresso sobre o caso Alstom-Siemens, que já tem, inclusive, vários indiciamentos feitos em São Paulo.

Há, de fato, uma contradição clara, uma esperteza de fazer investigação só quando interessa ao viés eleitoral deles.

Blog da Cidadania – Berzoini, muita gente não entende o seguinte: quando a oposição quer abrir uma CPI e não consegue abrir como quer, vai ao STF e consegue tudo o que quer. Abre a CPI, tira o foco de investigação que não lhe convém e deixa só o dos adversários políticos. Ora, por que a oposição em São Paulo, na Assembleia Legislativa, não recorre também ao Judiciário para abrir as CPIs que o PSDB de São Paulo, com a sua maioria, não deixa?

Ricardo Berzoini – Quando fui presidente do PT (2007 – 2008), a pedido da bancada do partido na Assembleia Legislativa de São Paulo entrei com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal que não foi julgada até hoje. Na verdade, esse regimento da Assembleia Legislativa [de que para abrir CPIs é preciso votação em plenário] é inconstitucional. Mas, obviamente, essa é uma questão que vamos ter que trabalhar no STF para acabar essa aberração.

Blog da Cidadania – Então a gente fica preocupado com a democracia, Berzoini. Se o Judiciário age com dois pesos e duas medidas, a imprensa age com dois pesos e duas medidas… Ou seja: para onde vai a democracia, no Brasil, com instituições tão poderosas atuando de forma partidária?

Ricardo Berzoini – A democracia no Brasil foi retomada através de um pacto político precário. Para atingirmos um estágio de democracia plena nós vamos ter que trabalhar muito, mobilizar muito, lutar muito. Evidentemente, Eduardo, você sabe que a própria forma de composição dos tribunais e o próprio processo de apreciação de ações do STF decorre de uma distorção representativa. Então nós temos aí um conjunto de situações que nos leva a lutar mais ainda pela democracia representativa no Brasil, o que significa mudanças constitucionais e mudanças infraconstitucionais para que o cidadão possa ter direito de ser representado efetivamente.

Blog da Cidadania – Berzoini, você foi levado para o Congresso para fazer um trabalho de uma certa assertividade política em um momento em que muita gente reclama que o PT parece ter medo e, ao não reagir, ao não tomar as atitudes que tem que tomar, de resposta à oposição, acaba dando à oposição uma força maior porque quem apanha e não reage acaba ficando mal perante a sociedade. Você pode falar sobre que trabalho você está desempenhando no seu ministério?

Ricardo Berzoini – Primeiro vamos lembrar que o PT tem dado respostas objetivas aos ataques e às calúnias que têm sido levantadas contra o partido. O presidente Rui Falcão, em minha opinião, tem sido bastante competente. Mas nós temos que lembrar que o PT faz parte de um sistema de base [de apoio] partidária que é bastante heterogênea e bastante complexa.

O trabalho que estou desempenhando visa buscar um nível coesão da base no Congresso que permita ao governo estabelecer a sua estratégia de atuação e aprovar matérias de interesse da população brasileira para combater a crise econômica e assegurar a continuidade da distribuição de renda.

Blog da Cidadania – Pelo que dizem, Berzoini, você está disposto a comprar briga. É isso mesmo ou há um exagero, aí?

Ricardo Berzoini – Mais do que comprar briga, nosso objetivo, aqui, é criar situações favoráveis ao avanço das propostas do governo. É bom lembrar que o povo brasileiro concedeu ao PT três mandatos presidenciais, mas não deu ao PT, no Congresso nacional, maioria partidária para um programa [de governo] exclusivamente partidário. Nós fazemos parte de um conjunto de partidos que apoiou o programa de governo do presidente Lula e apoia o da presidente Dilma. Nós não podemos criar uma situação de falso voluntarismo. Temos que lembrar que o PT não tem maioria no Congresso.

Fonte: http://www.blogdacidadania.com.br/2014/04/berzoini-vai-para-cima-da-midia-denuncia-contra-padilha-e-para-ajudar-alckmin/

Rotary/Sobral premiou os primeiros colocados do concurso de redação

Em reunião festiva, realizada nesta quinta feira 24 em suas dependências, o RC/Sobral deu por encerrada mais uma atividade rotária, desta feita, a premiação dos primeiros colocados em mais uma edição de seu concurso de redação  anual. Estiveram presentes, além de familiares dos homenageados, representantes das escolas participantes e também representantes da Secretaria de Educação do município de Sobral. Os trabalhos foram coordenados pelo Presidente Marcelo. Participaram do concurso deste ano, 34 alunos, representando mais de 10 instituições de ensino de Sobral.  Os primeiros colocados Foram: Como terceira colocada,  Lucilene da Silva, da Escola Antônio Custódio de Azevedo.  A segunda colocação foi para o jovem Felipe Monte Lopes, da Escola José Inácio Gomes Parente. O primeira lugar ficou para a jovem Fabricia de Paulo Silva, representando a Escola Gerardo Rodrigue de Albuquerque.  Os companheiros Aloísio Ponte e Edison Andrade, que participaram da equipe que fez a correção das redações, se pronunciaram comentando particularidades do concurso. Estiveram presentes ao evento, três pessoas da Secretaria de Educação de Sobral. Foram elas: Teresa, supervisora pedagógica, Rosiane  Oliveira, gerente do ensino fundamental ll, e Lucia Bolica, Coordenadora do ensino fundamental ll e escolas da noite. Esta última, fez uso da palavra  e representou no evento o senhor Júlio César da Costa Alexandre, Secretário de Educação de Sobral.  Outros rotarianos e professores representantes das escolas presentes, também fizeram usa da palavra.  O evento terminou com Presidente Marcelo oferecendo um jantar especial aos rotarianos e convidados.

DSCF2521

Rosiane, Lucia Bolica, Presidente Marcelo, sua esposa Silvana e Tereza

DSCF2528

Fabricia, recebendo seu prêmio das mãos da companheira ´rotariana Fátima Soares.

DSCF2529

Felipe recebendo seu prêmio do companheiro rotariano Bertoldo.

DSCF2530

Companheiro rotariano Ferreirão entregando o prêmio à Fabricia , campeã do concurso.

DSCF2524

Parentes dos alunos premiados.

DSCF2525

DSCF2531

DSCF2532

DSCF2533

Abaixo, mesas de rotarianos

DSCF2526

DSCF2527

Fonte: http://www.jacintopereira.com/

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Presidente da câmara, Messias Cassimiro, é o novo prefeito interino de Groaíras.

 

Hoje, 24 de abril de 2014, às 14h, aconteceu na sede da Câmara Municipal de Groaíras, na presença da mesa diretora da câmara, e do Vice-Prefeito, Zezé Militão, e de algumas testemunhas, realizou-se a posse do Presidente da Câmara, Messias Cassimiro, que assumirá o cargo de Prefeito Municipal de Groaíras, em face da licença requerida e concedida ao Prefeito Titular, Adail Melo, pelo Prazo de 13 dias corridos, iniciados hoje(24) até o dia 06 de maio.
O Presidente da câmara assumirá ao cargo, em razão, do justo motivo, decorrente de problemas de saúde comprovado consoante copia de atestado e exames médicos apresentados pelo Vice Zezé Militão, que o impossibilita de assumir. 

Com isso o Vice-presidente da câmara, Gonçalo Ribeiro, assume como presidente da câmara, no lugar do vereador Messias. Gonçalo já vai presidir a próxima sessão do dia 02 de maio.

Postado por Artenio Mesquita

O escândalo dos cardeais com coberturas cinco estrelas em Roma

 

Postado em 24 abr 2014

por : Diário do Centro do Mundo

O suntuoso Palazzo del Governatorato Vaticano, onde vivem alguns cardeais

O suntuoso Palazzo del Governatorato Vaticano, onde vivem alguns cardeais

Publicado originalmente no Il Fatto.

O Papa Francisco só soube há dois dias que o ex-secretário de Estado, Tarcisio Bertone, decidira viver em uma megacobertura com um grande terraço. O papa sabe que Bertone não ficou satisfeito com o apartamento comum desde 20 de dezembro do ano passado, quando Marco Lillo, no jornal italiano Il Fatto, publicou a notícia.

Agora, o La Repubblica relata a reação de Bergoglio, irritado com a escolha do ex- secretário de Estado de unir dois apartamentos em um: aquele atribuído a ele, onde antes vivia o ex-chefe da Gendarmeria vaticana, Camillo Cibin, que morreu em 2009; e o de Dom Bruno Bertaglia, vice-presidente do Pontifício Conselho para os Textos Legislativos, que morreu em 2013.

Tamanho da super cobertura: cerca de 600 metros quadrados (segundo o La Repubblica) com 100 metros quadrados de terraço. O apartamento onde Bertone passará a sua aposentadoria está localizado no Palazzo San Carlo, a poucos passos da Domus Sanctae Marthae, onde reside o Papa Francisco, que escolheu um apartamento de dois quartos de 70 metros quadrados.

Aí também vive o secretário de Estado, Pietro Parolin, que se contentou com um simples apartamento de um quarto. E no mesmo edifício também vivem (em apartamentos de dois quartos) os dois secretários de Bergoglio, Mons. Alfred Xuereb e Mons. Fabian Pedacchio Leaniz.

Mas nem todos, incluindo cardeais e altos prelados, fizeram a mesma escolha do papa e dos seus fidelíssimos. Muitos vivem em apartamentos muito maiores do que o de Bergoglio. Entre os imóveis em reforma, por exemplo, está o do chefe da Gendarmeria, Domenico Giani, interceptado pela Procuradoria de Roma enquanto escrevia em papel timbrado aos órgãos italianos de polícia para ajudar Dom Nunzio Scarano (agora em julgamento por ter recebido ilegalmente 20 milhões de euros na Itália) para recuperar 400 mil euros dados ao agente dos serviços secretos GiovanniZito.

Giani, em um primeiro momento, tinha ido morar em uma casa em Aurelia, em território italiano. Alojamento temporário. De fato, estavam terminando a reforma do seu apartamento com vista para a Via di Porta Angelica. Acima do terceiro andar, apareceu de repente um novo andar, com três janelas e duas grandes vidraças, às quais se acrescentam dois banheiros com banheira de hidromassagem e um terraço.

Mas, passeando dentro dos muros vaticanos, há muitos palácios suntuosos, com apartamentos que variam de 200 a 250 metros quadrados. Muitas deles são habitados por cardeais, que não os usam totalmente, deixando muitos quartos completamente fechados. No Palazzo Sant’Ufficio, ao lado da Praça de São Pedro, por exemplo, mora, juntamente com duas irmãs, o cardeal Velasio De Paolis, presidente da Prefeitura dos Assuntos Econômicos da Santa Sé.

Bertone

Bertone

O cardeal Giuseppe Bertello, presidente do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano, vive no último andar doPalácio do Governatorato. Também nesse caso, é utilizada apenas uma parte da casa. O cardeal Angelo Sodano, por outro lado, vive em um andar do palacete que abriga o Colégio Etíope, atrás de São Pedro, depois de ter que abandonar o apartamento mais suntuoso na primeira Loggia do Palácio Apostólico.

E esses são apenas alguns exemplos. Do lado de fora dos muros vaticanos – sempre em grandes apartamentos de propriedade da Santa Sé – vivem outros altos prelados. No mesmo palácio, na praça da cidade leonina, vivem, por exemplo, o cardeal Walter Kasper, teólogo alemão, e o bispo bávaro Gerhard Ludwig Müller, que teve o privilégio de viver no mesmo apartamento que antes era de Ratzinger e onde ainda se encontra parte da sua biblioteca. Esses exemplos citados são apenas alguns dos imóveis de propriedade do Vaticano.

Não existe uma estimativa pública do valor imobiliário de todos esses palácios. Nos últimos anos, segundo algumas notícias da imprensa, o patrimônio imobiliário disseminado no mundo de propriedade do Vaticano chegava a cerca de 2 bilhões de euros. Cerca de metade se encontra na Itália e se trata de 20% do patrimônio nacional.

Com um patrimônio desse porte, há anos discute-se a possibilidade de cobrar o IMU, o imposto sobre imóveis, da Igreja também. Mario Monti [ex-primeiro-ministro italiano], para evitar a multa europeia, em 2012, estabeleceu que as entidades eclesiásticas deviam pagar pela parte comercial dos seus imóveis. A regulamentação normativa, porém, não foi aprovada antes dos termos das declarações. O jogo, portanto, será decidido este ano.

Fonte: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-escandalo-dos-cardeais-com-coberturas-cinco-estrelas-em-roma/

Embrapa completa 41 anos e inaugura maior banco genético da América Latina

 

Andreia Verdélio - Repórter da Agência Brasil Edição: Stênio Ribeiro

Embrapa inaugura novas instalações do Banco de Germoplasma. Os germoplasmas são qualquer estrutura de um organismo vivo que possa dar origem a exemplares da mesma espécie, como sementes (Wilson Dias/Agência Brasil)

Embrapa inaugura novas instalações do maior banco de recursos genéticos da América Latina, em Brasília   Wilson Dias/Agência Brasil

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) inaugurou hoje (24) o maior banco de recursos genéticos da América Latina, no dia em que a empresa celebra 41 anos de existência. O novo prédio vai reunir as coleções de plantas, animais e microrganismos da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília, que objetiva principalmente garantir a segurança alimentar da população.

A coleção de base faz, prioritariamente, o trabalho de conservação do material dos bancos ativos de outras unidades da empresa, nas quais é feito o trabalho de campo, que consiste em testar e pesquisar as propriedades, fazer o manejo dos recursos genéticos e multiplicar as amostras a serem enviadas para bancos internacionais, pesquisadores e empresas solicitantes.

O antigo banco genético da Embrapa tem mais de 124 mil amostras de sementes e capacidade para guardar até 250 mil. A nova estrutura triplica a capacidade, para 750 mil amostras, e coloca o Brasil entre os três países com as maiores coleções genéticas do mundo, atrás dos Estados Unidos e da China.

O presidente da Embrapa, Maurício Antônio Lopes, explica que os recursos genéticos estão na base do desenvolvimento da agricultura, e a empresa atua com pesquisas na área desde o seu início. “O trabalho de coleta, conservação, agregação de valor e uso de recursos genéticos é que permitiu o grande salto da nossa agropecuária nos últimos 40 anos”, disse ele, e adiantou que grande parte do que cultivamos hoje tem origem externa, como a soja (da China), a cana-de-açúcar (da Índia) e o milho (do México) , e ressaltou que o trabalho da Embrapa tem sido fundamental no fortalecimento dessas culturas.

Para Lopes, é uma questão quase que de segurança nacional, “ainda mais levando em conta os desafios que nós teremos nos próximos anos, relacionados a mudanças climáticas que vão levar a uma intensificação de estresses, como mais calor ou mais enchentes. Vamos precisar fazer um grande esforço de melhoramento dos nossos cultivos, das nossas criações animais, para conseguirmos fazer frente a esses desafios, que estão no horizonte”, disse ele.

O chefe-geral da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Mauro Carneiro, conta que, além do armazenamento, a unidade também trabalha com o melhoramento preventivo, que antecipa as pragas que podem atacar determinadas culturas. “Sabemos que tem algumas pragas de arroz, soja e feijão que podem entrar no país a qualquer momento, imagine você o desastre que pode acontecer nessas culturas, para a economia e tudo mais. Então, já trabalhamos no melhoramento preventivo, e quando as pragas entrarem já teremos material pronto para fazer face a esses problemas”.

Embrapa inaugura novas instalações do Banco de Germoplasma. Os germoplasmas são qualquer estrutura de um organismo vivo que possa dar origem a exemplares da mesma espécie, como sementes (Wilson Dias/Agência Brasil)

O banco de germoplasma da Embrapa é fundamental para a reprodução e garantia da segurança alimentar  Wilson Dias/Agência Brasil

A nova estrutura, de 2.000 metros quadrados, custou R$ 13 milhões, grande parte viabilizados por meio de emendas parlamentares. Além das câmaras para sementes a -20 graus centígrados, o espaço possui laboratórios, câmaras de conservação de plantas in vitro, botijões de nitrogênio líquido e bancos de DNA (sigla em inglês para ácido desoxirribonucleico) para conservação de animais e microrganismos.

Carneiro dá como exemplo a recuperação, em 1995, das sementes primitivas de milho e amendoim dos índios krahôs, no Tocantins, que não se adaptaram ao cultivo do milho híbrido comercial e já não possuíam mais a variedade local. “E, no caso dos indígenas, a agricultura está muito ligada aos seus ritos e festividades. Eles perceberam que estavam perdendo suas culturas, até que um pagé lembrou que a Embrapa pegara aquelas sementes e disse que as guardaria. Então, nós demos a ele um pouco desse material, que ele plantou, colheu e trouxe de volta mais amostras”.

Além da nova estrutura física, a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia lançou novo sistema de informação, chamado Alelo, para facilitar a consulta e intercâmbio de informações. Basta acessar o site http://alelo.cenargen.embrapa.br na internet.

Durante as comemorações de seus 41 anos, a Embrapa também lançou novo portal na internet [https://www.embrapa.br/home] e o documento Visão 2014-2034: O Futuro do Desenvolvimento Tecnológico da Agricultura Brasileira [https://www.embrapa.br/agropensa/documento-visao]. O material é fruto do Agropensa, um sistema lançado em 2013, que projeta tendências para a agropecuária e contribui para o aperfeiçoamento do sistema de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/pesquisa-e-inovacao/noticia/2014-04/embrapa-completa-41-anos-e-inaugura-maior-banco-genetico-da

Supremo absolve ex-presidente Collor por desvio de dinheiro

 

André Richter - Repórter da Agência Brasil Edição: Beto Coura

Fernando Collor

Ex-presidente Fernando Collor foi absolvido pelo Supremo Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) absolveu hoje (24) o senador Fernando Collor (PTB-AL), acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de desvio de verbas públicas.  A acusação refere-se ao período em que Collor foi presidente da República, entre 1991 e 1992, ano do impeachment que determinou o final do seu governo.

Por maioria de votos, os ministros seguiram voto da relatora da ação penal, Carmen Lúcia. Segundo a ministra, faltam provas que demonstrem a participação de Collor nos supostos desvios de verbas de publicidade.  

De acordo com denúncia apresentada pelo MPF, foi instaurado no governo do ex-presidente Collor “um esquema de corrupção e distribuição de benesses com dinheiro público” por meio de contratos de publicidade. Segundo o órgão, o esquema envolvia o ex-presidente, o secretário particular da Presidência, Osvaldo Mero Sales, e empresários.

Os procuradores relatam que o esquema consistia no pagamento de propina de empresários aos agentes públicos para que eles saíssem vencedores em licitações de contratos de publicidade e propaganda com o governo. De acordo com o MPF, o dinheiro era depositado em contas bancárias em nome de laranjas.

Durante o julgamento, a  vice-procuradora da República, Ela Wiecko, pediu a condenação de Collor com base na Teoria do Domínio do Fato, argumentação usada pelo Ministério Público para condenar o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Ação Penal 470, o processo do mensalão.

Segundo a procuradora, as provas confirmam que Collor tinha conhecimento dos desvios, porque o sistema de publicidade do governo era centralizado na Presidência da República. Ela Wiecko lamentou a absolvição. “E triste não só para o Ministério Público, mas para a sociedade. Se há um reconhecimento de que houve uso de [contas] fantasmas, que as licitações foram fraudadas, em um passe de mágica, tudo isso acabe em absolvição”, afirmou.

A defesa do ex-presidente afirmou que a denúncia apresentada pelo Ministério Público é genérica e não apontou a participação de Collor nos fatos. Segundo ao advogado Rogério Marcolini, Collor não recebeu vantagens financeiras, e todos os outros envolvidos foram absolvidos na primeira instância da Justiça.

A defesa também afirmou que a Presidência não fazia as contratações das empresas de publicidade, apenas aprovava os projetos de órgãos do governo, conforme a política de comunicação. “A Presidência da Republica, ou o gabinete, não tinham o controle, ou o domínio final sobre as contratações.”, afirmou o advogado.

A denúncia contra o ex-presidente foi recebida pela Justiça de primeira instância em 2000 e chegou ao STF, em 2007. O processo foi distribuído para o ministro Menezes Direito, mas com a morte do magistrado, em 2009, o processo passou para relatoria da ministra Cármen Lúcia.

Em novembro do ano passado, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF rapidez no julgamento da ação penal. Devido à demora do Judiciário para julgar o caso,  a denúncia de falsidade ideológica prescreveu antes do julgamento.

Convocação ufológica

CENTRO SOBRALENSE DE PESQUISA UFOLOGICA

O que mais me motivou a realizar pesquisa ufológica, foi a minha discordância da política de acobertamento ufológico, praticada por governos, igrejas e outras entidades. Então resolvi me dedicar à pesquisa e divulgação da casuística dos Óvnis. Eu e todos os ufólogos defensores da Ufologia Científica, estávamos certos da existência de extraterrestres e da presença deles em nosso planeta. A prova disso é a decisão de várias nações de divulgarem relatórios de investigação da presença de ufos nos seus céus, na superfície e nas águas da nossa pátria comum de todos os terráqueos. Veja alguns países que já divulgaram documentos ufológicos e a quantidade de páginas já divulgadas: Austrália, 6.632; Brasil, 4.784; Canadá, 9.203; Inglaterra, 7.527; França, 4.860; Estados Unidos, 3.967; Espanha, 1.973 e Dinamarca, 329. Total de páginas divulgadas  39.275 até a última estatística levantada pela Revista UFO. Hoje são as forças armadas desses países que defendem que nós estamos sendo visitados por Óvnis dirigidos por inteligências alienígenas. Naves essas, que circulam pelos nossos espaços aéreos sem respeitar os tratados aeroespaciais e muitas vezes desrespeitando as leis da Física conhecida.

Baseado nesses  fatos é que convidamos aos Ufólogos e simpatizantes da Ufologia, para participarem da Reunião Plenária do CSPU que acontecerá amanhã (sexta feira 25/04) na  Sala l da CDL de Sobral, que fica situado na Rua Dr. João do Monte 826, no Centro, Sobral-CE.

Pauta: Análise da casuística ufológica

Abertura: 19hs Abertura com Jacinto Pereira

Informes e depoimentos: Com palavra facultada a todos

Debate: Tema escolhido pelo plenário e mediado por mim

Encerramento: 21 horas e 30 minutos

A entrada é franca

Um abraço a todos

Jacinto Pereira – Presidente do CSPU

Só farei campanha se for profissionalizado

Respondendo aos amigos que desejaram saber quais os candidatos que eu vou defender nas próximas eleições, eu respondo: As campanhas eleitorais são profissionalizadas e eu estou aguardando as propostas. Vale salientar que a primeira proposta que recebi de um candidato, foi muito pequena, não pagaria a dedicação exigida por uma campanha séria e se eu for fazer campanha será de maneira profissional e não ideológica,  pois sou um profissional de Imprensa.

Jacinto Pereira

Fonte: http://www.jacintopereira.com/

EXAME PARA RADIOAMADOR EM FORQUILHA É NO DIA 10 DE MAIO DE 2014

Por Célio Cavalcante

Prezados forquilhense e povo da Região Noroeste cearense. Estou nostálgico em ver publicar no QTC da LABRE - Liga de Amadores Brasileiro de Rádio Emissão-Ceará, duas datas que não podem ser contemplada no calendário marcado para as provas em Forquilha-Ceará. 1ª) Data foi publicada no QTC da LABRE-CE, que seria no dia 1º de Maio de 2014. Depois recebo um E-mail do Conselheiros Roberto Batista PT7YV solicitando com urgência o local para aplicação das provas dia 03 de maio de 2014, o que respondi que será no Auditório da Secretária de Educação de Forquilha conforme oficio liberado pelo Secretário de Educação do município de Forquilha Professor Amaury Gomes da Silva. Depois recebo outro QTC Nº 14/LABRE-CEARÁ - PROVAS PARA O RADIOAMADORISMO - O Departamento de provas da LABRE-CE comunica aos candidatos do exame para Radioamador em Forquilha-CE que, por designação da ANATEL, foram feitas alterações no calendário de provas para 2014, sendo remarcado esses exames em Forquilha-CE, para o dia 10 de maio de 2014. Valmir Freire-PT7VF Diretor do Departamento de Provas da LABRE-CE. Aos companheiros inscritos fica aqui nossa tristeza com tanta falta de compromisso com os futuros comunicadores que querem sair da clandestinidade para se tornar um fiel radioamador na forma da lei da ANATEL. Estas e outras no diário do Radioamador Célio Cavalcante membro correspondente da ACEJI e do Jornal Circular da cidade de Sobral-CE. Fonte: http://forquilhaontemhojeesempre.blogspot.com.br/2014/04/exame-para-radioamador-em-forquilha-com.html

SEBRAE E SECRETARIA DE TURISMO DE CAMOCIM REALIZARÃO A REUNIÃO ANUAL PARA MOSTRAR OS RESULTADOS DA ROTA DAS EMOÇÕES 2013

 

Fonte: Secretaria de Turismo de Camocim


O  SEBRAE e a Secretaria  de Turismo de Camocim (SETUR), convidando as pessoas ligadas ao turismo, para comparecerem ao Auditório da Associação Comercial, na Dr. João Tomé, 111, a partir das 19:00h, do dia 23 de abril, para a reunião anual dos resultados da Rota das Emoções 2013, e a preparação para o II Salão de Turismo que acontecerá no Maranhão.

Por Marcelo Marques

Qual será o lema da campanha dos FGS

 

23 de abril de 2014 Jacinto Deixe um comentário

Cid Gomes ganhou a campanha eleitoral para governador prometendo resolver o problema da falta de segurança pública no Ceará.  Depois de sete  anos e quatro meses no governo, tem a tristeza de ver o número de homicídios aumentar cada vez mais e sem saber o que fazer para resolver isso. Só no último fim de semana longo aconteceram em nosso estado,  52 homicídios. Em Sobral, cidade natal dos FGs, já ocorreram 38 homicídio em 2014. Diante desse quadro, a cobrança do eleitorado cearense será a promessa não cumprida, feita nas campanhas anteriores de Cid. Sem contar que durante o governo Cid, o tráfico e consumo de drogas aumentaram substancialmente no Ceará. Como também não houve melhora no atendimento aos usuários da saúde, a cobrança nessa área também será muito grande na campanha eleitoral. As categorias insatisfeitas com a administração inclui: Professores, policiais, servidores estaduais e comerciantes. Então, qual será o carro chefe ou o mote da próxima campanha dos FGs e seus apoiadores?

Fonte: http://www.jacintopereira.com/

Prefeito Adail Melo licencia-se para resolver assuntos particulares. Vice assume por 13 dias.

 

Por Bené Fernandes   

O Prefeito Adail Melo(PT) deve licenciar-se do Cargo de Prefeito por uma período de 13 dias. Segundo informações a licença será tratar de assuntos particulares.

A ADAIL

O prefeito de Groaíras, Adail Melo, enviou na noite de terça feira (22) á câmara de vereadores do município, Oficio solicitando autorização para se licenciar, por motivos pessoais, e se ausentar do município no período de 24 de Abril a 06 de Maio, num total de 13 dias.Pela hierarquia, assume o vice-prefeito Zezé Militão, que será informado por meio de oficio pela Câmara municipal, para posse. Dia 07, Adail reassume novamente.

Fonte: Blog do Thydi.

BANCO DA TERRA VAI FINANCIAR COMPRA DA PARTE DE OUTROS BENEFICIÁRIOS DE IMÓVEL HERDADO

 

Projeto que altera o Banco da Terra foi aprovado pela Câmara dos Deputados

Brasília (23/04) - Herdeiros de produtores rurais poderão financiar com recursos públicos a compra da parte de outros beneficiados de imóvel herdado. Esta possibilidade está prevista no Projeto de Lei Complementar 362/06, do Poder Executivo, aprovado pela Câmara dos Deputados na última terça-feira. Ele altera pontos da Lei Complementar 93/98, que institui o Fundo de Terras e da Reforma Agrária, o Banco da Terra.

As mudanças foram defendidas pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em benefício da agricultura familiar. “A nova lei vai beneficiar aqueles que não têm seu pedaço de chão e que sonham com a possibilidade de comprar as terras por meio de financiamento”, afirmou a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu,  durante debate na sessão do Senado que analisou a matéria. O texto segue para sanção ou veto da Presidência da República.

O substitutivo do Senado amplia de 20 para 35 anos o prazo de amortização dos contratos de financiamento com recursos do banco. Quando a atividade econômica e o prazo de maturidade do empreendimento exigirem, o prazo de carência poderá ser ampliado de 36 para 60 meses, o que será definido por regulamento.

Também por regulamento, o Executivo poderá aumentar ou diminuir o limite de renda bruta familiar anual para que o produtor rural possa apresentar um pedido de financiamento. A Lei Complementar 93/98 fixa o limite máximo de renda em R$ 15 mil.

Os juros dos financiamentos são limitados a 12% ao ano, mas pode haver redutores de até 50% sobre as parcelas da amortização do principal e sobre os encargos financeiros. Trabalhadores rurais não-proprietários, preferencialmente os assalariados, parceiros, posseiros e arrendatários podem recorrer aos empréstimos, bastando comprovar, no mínimo, cinco anos de experiência na atividade agropecuária.

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109 1411/1419
www.canaldoprodutor.com.br

Com André Vargas, PT vive fase do pós-cinismo

 

Josias de Souza

O PT reedita no microcosmo partidário um debate antigo: o que prevalece na formação de um delinquente, a cultura ou a genética? As opiniões vão de um extremo ao outro. Há os que apostam na influência do ambiente e os que acham que o bandido nasce feito.
Nos casos que envolvem crimes cometidos por miseráveis, os especialistas ainda não conseguiram responder se a sociedade é responsável ou não. No caso do PT, não há dúvidas. Se há alguém que pode ser chamado de um produto do meio é o deputado André Vargas.
Vargas é um filho da cultura mensaleira, que admite usar todos os estratagemas ilegais para atingir os subterfúgios ilegítimos. O companheiro pode escorar sua defesa nas suas circunstâncias. A culpa é do PT, que o estimulou a ser o que é com todas as facilidades, a impunidade e a cumplicidade que assegurou aos filiados do mensalão.
Se a cúpula da legenda, condenada pelo STF e recolhida ao xilindró, não perdeu as regalias partidárias e o poder político, Vargas só podia esperar tolerância e incentivo de uma cultura política cada vez mais caracterizada pela amoralidade. Pilhado com a mão no bolso do doleiro Alberto Yossef, o mínimo que o companheiro merecia era que o PT sentisse remorso do que fez com ele e se apiedasse.
Deu-se, porém, o oposto. O PT adotou com André Vargas a política do mata-e-esfola. Ameaça expulsá-lo da legenda caso não renuncie ao mandato de deputado. Espremido nesta terça-feira (22) por Rui Falcão, presidente do PT federal, Vargas estufou o peito como uma segunda barriga e anunciou: “Não renuncio”.
Abespinhado, Falcão acusou Vargas de prejudicar com sua má reputação as campanhas de Dilma Rousseff ao Planalto, de Alexandre Padilha ao governo de São Paulo e de Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná. Vargas deu de ombros. Natural. Se a história recente do PT ensinou alguma coisa é que nenhum companheiro paga pelo que fez. O amigo do doleiro cobra apenas respeito à tradição.
Ao condenar José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares, o STF impusera ao PT um desafio. Afora a necessidade de reformular a lorota segundo a qual o mensalão é uma “farsa”, o partido fora convidado a decidir o que fazer com seu estatuto. Ou expulsava de seus quadros os sentenciados ou rasgava o documento.
As hipóteses em que a pena de expulsão deve ser aplicada estão listadas no artigo 231 do estatuto do PT. O item de número VII anota que o filiado será expurgado do partido quando houver “condenação por crime infamante ou por práticas administrativas ilícitas, com sentença transitada em julgado.”
Em 2005, quando o mensalão foi pendurado nas manchetes, Lula declarou-se “traído” e o PT expulsou o tesoureiro Delúbio. Em 2011, já na condição de ex-presidente, Lula esforçava-se para empinar a tese da “farsa” e Delúbio, à época ainda uma condenação esperando para acontecer, foi readmitido na legenda. Dirceu e Genoino jamais foram submetidos à Comissão de Ética partidária. Ao contrário, são celebrados como “guerreiros do povo brasileiro”.
Diferentemente da cúpula mensaleira, André Vargas ainda está solto. O STF ainda nem deliberou sobre o pedido da Procuradoria da República para que seja aberto um inquérito contra ele. É nessa condição que o deputado reivindica do PT o direito de se defender no Conselho de Ética da Câmara, por ora o único foro em que está sendo processado. E o PT, tomado de súbita intransigência: negativo, companheiro. Aos mensaleiros, tudo. Aos amigos de Youssef, os rigores do estatuto.
Louve-se a resistência de André Vargas. Sem nada que o redima, o lobista do doleiro ganhou nova serventia. Tornou-se uma denúncia de carne e osso do meio apodrecido que o produziu. O excesso de promiscuidade e a aliança do PT com o amoralismo produziram um Vargas. Ao ameaçá-lo de expulsão depois de ter servido refresco aos mensaleiros, o partido se desobriga de examinar suas próprias culpas. O petismo mergulhou numa fase nova. Vive a fase do pós-cinismo.

Postado por pompeumacario

Ministra do Supremo manda Senado instalar CPI exclusiva sobre Petrobras

 

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber determinou nesta quarta-feira (23) que o Senado instale uma CPI exclusiva para investigar irregularidades relativas à Petrobras.
Rosa Weber atendeu a pedido feito por parlamentares da oposição, que queriam ter garantido o direito de uma comissão específica para investigar denúncias sobre a estatal, que incluem a compra de uma refinaria no Texas e pagamento de propina a funcionários.
A decisão da ministra é liminar (provisória) e valerá até que o plenário do Supremo decida sobre o tema. “Defiro em parte a liminar, sem prejuízo, por óbvio, da definição, no momento oportuno, pelo Plenário desta Suprema Corte”, disse a ministra na decisão.
Governistas também foram ao Supremo para tentar assegurar uma CPI ampliada, que incluísse investigações de obras sob suspeita em estados governados pela oposição. Mas a ministra rejeitou esse pedido.
Rosa Weber determinou que seja suspensa uma eventual decisão do plenário do Senado sobre a abrangência da CPI. Ela estipulou que a comissão não tenha “objeto alargado”, conforme queriam os governistas, mas sim “objeto restrito”, como pediu a oposição.
Os senadores governistas ainda podem recorrer ao plenário do Supremo. A oposição argumentou que uma comissão ampla teria como objetivo tirar o foco das supostas irregularidades na Petrobras.
(Agência Brasil)

http://macariobatista.blogspot.com.br/

Dia Mundial do Livro

 

                                              João Baptista Herkenhoff

          Vinte e três de Abril, Dia Mundial do Livro. A data foi escolhida pela UNESCO para a efeméride porque assinala o falecimento de Miguel de Cervantes (em 1616) e de William Shakespeare (também em 1616). Mais que homenagear um escritor espanhol e um escritor inglês, a UNESCO na verdade exaltou dois escritores cujas obras transcendem em muito os limites geográficos nacionais.

          O livro guarda dentro de suas páginas um mistério: por que os livros, mesmo quando publicados em modestas edições, alcançam um universo imenso de leitores?

          Se compararmos o número de pessoas que se postam diante da televisão com o número de leitores que se debruçam diante dos livros, o resultado é obviamente desastroso para o veículo livro.

          Não obstante a disparidade entre o público televisivo e o público que frequenta o livro, a influência dos textos produzidos pelo invento de Gutenberg impressiona e espanta.

          Não foi sem razão que no decorrer da História os livros foram censurados, apreendidos e queimados pelos déspotas políticos e religiosos. Compreenderam os inimigos da liberdade, os guardiães da ordem estabelecida que os livros, nas mãos do povo, colocavam sob suspeita a verdade decretada.

          Tive uma experiência curiosíssima no que se refere ao alcance do livro. Embora essa experiência obrigue-me a um relato pessoal, tenho dificuldade de omitir o registro, uma vez que a menção do episódio confirma as afirmações feitas acima.

          Recebi uma carta de Juazeiro do Norte, Estado do Ceará. A remetente, uma jovem advogada, chama-se Salete Maria da Silva. Num texto de três páginas, Salete Maria produziu uma análise profunda e sensível de nosso “ABC da Cidadania”.  Fez inclusive um justo reparo ao trabalho, apontando um cochilo em que incorri. Na reedição da cartilha atendi a crítica e corrigi meu erro.

          O curioso é como esse pequeno livro chegou às mãos da advogada.  O fato é narrado por ela.

          Um amigo da advogada, residente em Juazeiro do Norte, veio a Vitória visitar parentes. Quis conhecer a “Casa do Cidadão”. Naquele espaço do povo, encontrou o “ABC da Cidadania”, livro que o Pastor Joaquim Beato, então Secretário Municipal de Cidadania, com a sensibilidade do poeta e a capacidade executiva do fazedor de coisas, teve a bondade de me convidar para escrever. Na Casa do Cidadão, o livro é distribuído de graça às pessoas que manifestem interesse pela respectiva leitura. O amigo da Salete simpatizou com o jeito do livro e levou um exemplar para a terra do Padre Cícero, no Cariri.

          O livro, esse objeto retangular inconfundível, tem muitas vezes esse tipo de trajetória não convencional, surpreendente.

João Baptista Herkenhoff é Juiz de Direito aposentado, Livre-Docente da Universidade Federal do Espírito Santo e escritor.

E-mail: jbherkenhoff@uol.com.br

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Lindberg "nocauteia" Aécio no Marco Civil, mesmo com tucano partindo para a baixaria.

 

Veja o vídeo: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Rmv53Hpwaz0

Durante a votação do Marco Civil da Internet, os senadores do PSDB estavam embromando. Falavam que eram a favor, mas arranjavam mil desculpas para não votar.
Apesar do Marco Civil ser um projeto acima de partidos, originado da sociedade brasileira, amplamente debatido e chegando a um texto final por acordo na Câmara dos Deputados, os senadores do PSDB e DEM estavam "embaçando" para não votar, criando dificuldades.
Os tucanos não queriam se queimar com os internautas, mas queriam fazer oposição sectária para que o Brasil não tivesse ainda um Marco Civil no encontro internacional sobre governança mundial da Internet promovido em São Paulo a partir de quarta-feira (22).
Aécio Neves (PSDB-MG) disse que a votação seria apenas para promover a presidenta Dilma Rousseff no encontro internacional sobre governança da Internet.
O encontro pretende abrir caminho para tratados internacionais que garantam direitos do internauta contra a espionagem ilegal, conforme ocorreu com agências de inteligência estadunidenses, denunciado pelo ex-analista Edward Snowden. Por isso o governo dos Estados Unidos não quer leis como o Marco Civil da Internet brasileiro, e nem que sirva de exemplo para outros países.
Portanto não era para a presidenta se promover, como disse Aécio. A questão é de direitos dos internautas, de soberania nacional e do nosso povo, de altivez na política externa e de protagonismo mundial do Brasil.
O PSDB tem um histórico de ser servil aos Estados Unidos em vez de servir ao povo brasileiro e de fazer uma política externa independente. O comportamento de Aécio confirmou isso.
Lindberg Farias (PT-RJ) tocou o dedo na ferida explicando tudo isso à Aécio no plenário. O tucano ficou enfurecido e partiu para agressões verbais e tentativa de desqualificar o oponente, já que havia perdido o debate político e não tinha mais argumentos para responder.
Houve bate-boca e o senador tucano Mário Couto (PSDB-PA) quis arrumar confusão para tumultuar e salvar Aécio do vexame. Tarde demais. O vexame já estava dado.
Logo em seguida o Marco Civil foi aprovado à noite. Aécio deveria ter ficado no Rio nesta terça-feira para não dar esse vexame.
O vídeo acima sintetiza o que importa. A questão política com "P" maiúsculo que estava em jogo, sem as baixarias de Aécio e Mário Couto.
Em tempo: a discussão completa com as baixarias de Aécio e Mário Couto podem ser vista aqui na TV Senado (Aécio começa a falar a partir dos 7 minutos).