quarta-feira, 23 de abril de 2014

PSDB define data de Convenção e reforça candidaturas de Aécio e Tasso

 

Anderson Pires
redacao@cearanews7.com.br

A convenção nacional do PSDB, que indicará o candidato do partido à Presidência da República, está marcada para 14 de junho, em São Paulo. A data e o local foram confirmados nesta terça-feira (22), em reunião que contou com a presença da Executiva Nacional do partido e de presidentes de diretórios estaduais da legenda.
No encontro, os tucanos também anunciaram o apoio da bancada do partido no Congresso, dos presidentes de todos os diretórios estaduais e dos líderes de segmentos como a Juventude e o Tucanafro ao nome de Aécio Neves como condutor de um projeto alternativo para o país.
Clique AQUI para ver a carta “Um novo tempo para o Brasil, um novo tempo para os brasileiros”, que foi lida pelo deputado federal Bruno Araújo (PE), vice-presidente da legenda, durante a reunião ocorrida na manhã desta terça-feira.
A reunião serviu também para a apresentação do panorama eleitoral dos 26 estados do Brasil e do Distrito Federal. Uma das decisões citadas no encontro foi a pré-candidatura ao Senado do ex-governador do Ceará Tasso Jereissati.
A decisão de Jereissati foi saudada pelos tucanos presentes, e definida pelo ex-governador como um ato de apoio ao projeto nacional do PSDB. “Não estou mais na busca por cargos e nem tenho ambições individuais. Quero auxiliar o projeto encabeçado por Aécio Neves”, disse.
Convenção
A convenção que o PSDB promoverá no dia 14 de junho confirmará o nome do partido para a candidatura à Presidência da República. No encontro, também será definida a coligação do partido para a disputa presidencial.
O senador Aécio explicou que a escolha de São Paulo para receber o encontro ocorreu pela importância da maior cidade do país e pela possibilidade de mobilização que a capital paulista proporciona.
As convenções estaduais, nas quais serão escolhidos os candidatos a governador, senador e deputado, terão suas datas definidas de maneira independente por cada diretório estadual – dentro do intervalo limitado pelo Tribunal Superior Eleitoral, que é de 10 a 30 de junho.
Projeções
Os representantes dos diretórios estaduais do PSDB destacaram o engajamento dos estados ao projeto do partido e apontaram perspectivas otimistas para a eleição de 2014 – segundo muitos dos participantes do encontro desta terça, o sentimento de mudança e de descontentamento em relação ao governo do PT se reflete em diferentes camadas da sociedade.
Haverá estados em que o PSDB lançará candidatura própria ao governo, como São Paulo, Acre e Paraíba, por exemplo. Há regiões que o partido participará de coligações que reúnem forças da oposição – a Bahia, em que o tucano Joacy Góes será pré-candidato a vice-governador na chapa liderada por Paulo Souto (DEM), é um dos exemplos. Tocantins, Roraima e Piauí também fazem parte deste quadro.
Representantes de estados como Rondônia, Mato Grosso e Acre destacaram que o PSDB costuma ter vitórias locais na disputa presidencial. O deputado federal Márcio Bittar (PSDB-AC) lembrou que, em 2010, o Acre registrou a maior diferença favorável ao PSDB na disputa com a candidata do PT na ocasião, Dilma Rousseff. O tucano reforçou que espera manter a mesma marca em 2014 e expandir a condição também para a busca pelo governo estadual: “estamos construindo uma grande aliança e queremos também chegar ao governo”.
* Com informações do site do PSDB

Fonte: http://www.cearanews7.com.br/ver-noticia.asp?cod=16447

Nenhum comentário:

Postar um comentário