quinta-feira, 29 de março de 2018

PF ACHA LIGAÇÃO DIRETA ENTRE PROPINAS DO CORONEL LIMA E TEMER


Operação Skala, deflagrada pela Polícia Federal e que resultou na prisão de aliados e pessoas próximas a Michel Temer, tem como um dos alvos apurar a suspeita de pagamentos indevidos feitos ao peemedebista por meio de uma reforma feita na casa de sua filha, Maristela; reforma teria sido executada pela arquiteta Maria Rita Fratezi, esposa do coronel aposentado João Baptista Lima, suspeito de atuar como laranja de Temer e de ser uma espécie de contador informal de Temer; Lima foi preso por agentes federais nesta manhã

29 DE MARÇO DE 2018 ÀS 15:19 // INSCREVA-SE NA TV 247 Youtube

Ouça este conteúdo0:00100%Audima

247 - A Operação Skala, deflagrada pela Polícia Federal nesta quinta-feira (29) e que resultou na prisão de aliados e pessoas próximas a Michel Temer, tem como um dos alvos apurar a suspeita de pagamentos indevidos feitos ao peemedebista por meio de uma reforma feita na casa de sua filha, Maristela. A reforma teria sido executada pela arquiteta Maria Rita Fratezi, esposa do coronel aposentado João Baptista Lima, suspeito de atuar como laranja de Temer e de ser uma espécie de contador informal dos negócios do peemedebista.

A intimação da arquiteta foi determinada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso. Segundo a Polícia Federal, existem fortes suspeitas envolvendo Maria Rita e a empresa PDA Projeção e Direção Arquitetônico, da qual ela é sócio juntamente com o marido. 'Trata-se da empresa que realizou reforma de alto custo em imóvel da senhora Maristela Temer, filha do excelentíssimo senhor presidente da República. Há informações sobre pagamentos de altos valores em espécie", disse a PF na justificativa para a expedição do mandado por parte de Barroso.

Esta seria a primeira prova ligando Temer e o coronel Lima a pagamentos suspeitos de serem oriundos de propina. A reforma teria sido executada em um imóvel de 350 metros quadrados no bairro de Alto Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo. A obra foi executada em 2011 e um dos fornecedores disse que Maria Rita teria pago a ele R$ 100 mil em espécie.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/349225/PF-acha-liga%C3%A7%C3%A3o-direta-entre-propinas-do-coronel-Lima-e-Temer.htm

Boa Noite 247 (29/03/2018) - Temer encurralado. E agora?

O dedo do Tio


O crescimento da violência nos últimos dias é consequência do aprofundamento da "guerra assimétrica" em curso no Brasil, que teve início nas manifestações de rua de 2013. Segue o mesmo método utilizado pela máfia imperialista do sistema financeiro para atacar países, desmoralizar instituições, criminalizar lideranças e instalar o caos para facilitar o saque. "Hoje eu estou convencido de que as manifestações de junho de 2013 tiveram o dedo norte-americano", disse Lula nesta semana, identificado o centro do processo de ódio disseminado no país.

A violência é resultado principalmente da intervenção externa com apoio interno do judiciário capturado e omisso, políticos oportunistas e, em especial, da mídia corrupta e venal a serviço dos bancos. "O império anglo/saxão/sionista controla com mão-de-ferro a imprensa prostituta ocidental, que está agora em modo de lavagem cerebral", disse o economista e geopolítico Peter Koenig, recentemente. Observação facilmente comprovada em redes de TV, jornais e revistas nacionais que operam vazamentos da Lava Jato, caluniam lideranças políticas ou, como agora, naturalizam e glamurizam emboscadas e assassinatos.

Nunca é demais lembrar a experiência da Ucrânia, mergulhada em uma guerra civil, em 2013, a partir da ação de grupos fascistas que assaltaram o governo. Na mesma conta, está a violenta destituição e assassinato do presidente Muamar Kadafi, em 2011, que destruiu o Estado Líbio e transformou o país num território de gangues. Assim como no Brasil, as "primaveras árabes" atingiram o Norte da África e o Oriente Médio, em especial a Síria, com a mesma técnica de assalto ao poder, manifestações de massas e uso das mídias sociais.

"No creo en brujas, pero que las hay, las hay", diz o ditado espanhol que insiste em conferir realidade às inúmeras "coincidências" registradas nos últimos dias para desviar, capturar ou manipular a "opinião pública". Ás vésperas do julgamento de Lula, a vereadora Marielle Franco é assassinada no Rio de Janeiro; no mesmo dia em que a caravana de Lula é alvejada por tiros, o Globo informa que o ministro Fachin - relator da Lava Jato - vem sofrendo ameaças, sem identificar a origem. São fatos recentes que mantém o histórico de "casualidade" política e midiática da Operação Lava Jato que impõem imediata resposta de democratas e patriotas.

Os episódios verificados nos últimos dias exigem a urgente compreensão do caráter pensado, planejado e executado da escalada de violência que tem por principal objetivo instalar um clima de insegurança, desordem e confronto social - dividir o país. O alvo das balas que atingiram os ônibus da caravana pelo Sul do Brasil não é apenas Lula, ou o PT, mas a democracia, o Estado Brasileiro, a sua própria existência enquanto Nação. As mãos que acionaram as armas que dispararam contra Lula são as mesma que se apropriam do pré-sal, do Orçamento Geral da União e das empresas nacionais.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/colunistas/geral/349020/O-dedo-do-Tio.htm

Expulsão de diplomatas dos EUA da Rússia deteriora ainda mais as relações, diz Casa Branca


Bandeiras da Rússia e dos EUA


© REUTERS/ Maxim Shemetov

Américas

20:10 29.03.2018(atualizado 20:23 29.03.2018) URL curta

Tema:

Envenenamento de ex-espião russo (75)

20190

A decisão russa de fechar a embaixada dos Estados Unidos em São Petersburgo nesta quinta-feira, gerando a expulsão de diplomatas estadunidenses, deteriora ainda mais as relações entre os dois países, informou a Casa Branca em um comunicado.

"A resposta da Rússia não foi imprevista e os Estados Unidos vão lidar com isso", informou a nota da Casa Branca.

Segundo a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, os Estados Unidos vão lidar com a resposta de Moscou ao expulsar 60 diplomatas estadunidenses nesta quinta-feira.

No começo desta semana, Washington decidiu expulsar 60 diplomatas russos pelo caso do ex-agente duplo russo Sergei Skripal, envenenado no Reino Unido, além de ordenar o fechamento do consulado russo em Seattle, no Estado americano de Washington.

Estrela de rubi de uma das torres da fortaleza do Kremlin. Ao fundo, Grande palácio do Kremlin (foto de arquivo)

© Sputnik/ Aleksei Druzhinin/Anton Denisov/Serviço de imprensa do presidente russo

Rússia fecha consulado dos EUA em São Petersburgo e expulsará 60 diplomatas norte-americanos

No dia 4 de março, o ex-oficial de inteligência russo Skripal, que também trabalhava para a inteligência britânica, foi encontrado inconsciente junto com sua filha, Yulia, em um banco de um shopping na cidade britânica de Salisbury.

Especialistas britânicos acreditam que eles tenham sido atacados com o agente nervoso A-234 (também conhecido como Novichok). Os britânicos alegam que esta substância tóxica teria sido desenvolvida na União Soviética e colocam a culpa do ocorrido na Rússia. Moscou repetidamente rejeitou todas as acusações, qualificando-as infundadas.

Segundo o ministro de Relações Exteriores da Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, o número de diplomatas norte-americanos expulsos do país foi igual à quantidade de diplomatas russos expulsos pelos EUA.

O chanceler destacou, entretanto, que as medidas de respostas em relação ao Ocidente serão "espelhadas, mas não apenas".

"Em relação a outros países também haverá uma resposta espelhada no que diz respeito ao número de pessoas que vão deixar as missões diplomáticas na Rússia", acrescentou Lavrov.

Fonte: https://br.sputniknews.com/americas/2018032910862455-russia-deteriora-relacoes-eua/

Por trás do verdadeiro mecanismo de corrupção do Brasil


Pesquisadores mapeiam as redes de relacionamento entre os escândalos de desvio de dinheiro público que assolaram o Brasil após a redemocratização

Conéctate

O Mecanismo da corrupção Cartografia das redes de corrupção estabelecidas no Brasil de 1987 a 2014 a partir dos escândalos divulgados na imprensa Luiz Alves, pós-doutorando da USP

Regiane Oliveira

São Paulo 29 MAR 2018 - 23:45 CEST

MAIS INFORMAÇÕES

Anões do Orçamento, Dossiê Cayman, Pasta Rosa, Máfia dos fiscais, compra de votos para a reeleição. À parte a CPI do Banestado, que voltou a ganhar destaque ao ser mencionada de forma caricata na série O Mecanismo, da Netflix, os muitos escândalos de corrupção que assolaram o Brasil após a redemocratização parecem estar fadados ao esquecimento. A sucessão de eventos, crimes, personagens, investigações, bem como as parcas condenações fazem com que a realidade brasileira de combate à corrupção seja difícil, para não dizer quase impossível, de acompanhar. Um projeto de pesquisa da USP, no entanto, aposta na ciência da computação para tirar esses casos do ostracismo, revelar o verdadeiro mecanismo de funcionamento das redes de corrupção no país e, no futuro, até prever como são formadas essas redes.

Na trama do Brasil real não há um personagem principal que lidera um grande esquema de desvio de dinheiro público, como por vezes ronda a imaginação popular. Mas, sim, uma rede bem engendrada de relacionamentos da qual foram mapeados 404 nomes – entre políticos, empresários, funcionários públicos, doleiros e laranjas –, de pessoas envolvidas em 65 escândalos de corrupção entre 1987 e 2014. “Essas redes criminosas operam de forma similar ao tráfico de drogas e às redes terroristas”, explica Luiz Alves, pós-doutorando no Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP, em São Carlos, e um dos cinco pesquisadores do projeto.

A investigação foi feita com base em escândalos de corrupção divulgados na grande imprensa a partir de 1987. “Antes disso, não temos documentação sobre corrupção. O que não significa que não existia, mas sim, que não havia uma imprensa livre para expor os casos”, explica Alves. O resultado da pesquisa foi publicado em janeiro no artigo The dynamical structure of political corruption networks (A estrutura dinâmica das redes de corrupção política), no Journal of Complex Networks. E chamou atenção do prestigioso MIT Technology Review, que colocou o artigo na lista das publicações mais provocantes do período.

Grafo representa as redes de corrupção estabelecidas no Brasil entre 1986 e 2014. As cores distinguem diferentes sub-grupos. O tamanho dos nós representa a influência do agente dentro das redes. Os pontos R5, R6 e R3 representam os sete 'hubs' da rede. Grafo representa as redes de corrupção estabelecidas no Brasil entre 1986 e 2014. As cores distinguem diferentes sub-grupos. O tamanho dos nós representa a influência do agente dentro das redes. Os pontos R5, R6 e R3 representam os sete 'hubs' da rede. Divulgação

De acordo com a pesquisa, os grupos que conduzem as ações ilícitas funcionam de forma similar a descrita pela chamada teoria das "sociedades secretas", na maioria das vezes, com poucos membros, cerca de oito integrantes por “célula”, que atuam constantemente para atrair outros “talentos” e expandir seu network. O objetivo seria maximizar o potencial de ocultamento de seus crimes. “Esses grupos operam em redes modulares, algumas bem definidas e que compartilham conexões entre si”, explica o matemático (veja imagem acima).

Fazer parte deste seleto grupo não é uma tarefa fácil. A pesquisa identificou uma evolução lenta no número de participantes, um novo membro por ano de investigação - com exceção dos períodos eleitorais. A investigação aponta que, a cada quatro anos, as redes de corrupção se transformam, com aumento significativo no número de envolvidos. E apesar de não ser possível traçar uma relação direta entre eleições e corrupção, a hipótese levantada pelos pesquisadores é que o aumento nas atividades corruptas durante as campanhas eleitorais pode ser uma das razões para essa coincidência. “Uma hipótese é que cada vez que muda o partido no poder, aumenta investigação sob o Governo anterior”, afirma Alves.

Entre 1986 e 1991, cada membro da rede tinha cerca de três conexões. A primeira transição acontece entre 1991 e 1992 e pode ser associada com o escândalo Caso Collor, que levou à renúncia do então presidente emparedado por um processo de impeachment. Nesse período o número de conexões entre os participantes era de 6 pessoas cada um deles. A segunda grande transição acontece entre 2004 e 2005, quando cinco novos escândalos vem à tona - Corrupção nos Correios, Dólares na cueca, Mensalão, República de Ribeirão e Valerioduto mineiro. A partir desse período o número de relações entre participantes fica estável, com cerca de 18 pessoas em sua rede de relacionamento. O impacto da Operação Lava Jato não foi tão grande nos dados pois o recorte da investigação termina em 2014, quando apenas 21 pessoas haviam sido expostas pelo esquema.

Essas conexões não são aleatórias. Apesar de não ser possível apontar uma hierarquia, a pesquisa sugere que apenas sete hubs são responsáveis por fazer pontes com os demais 397 participantes da rede. “Esses hubs representam sete pessoas com grande influência na rede de corrupção, mas que não necessariamente detêm o controle das atividades criminosas”, afirma Alves. Esses personagens funcionam como o elo comum entre diferentes grupos denunciados em esquemas de corrupção (ver grafo). O hub mais influente tem 86 pessoas em sua rede de relacionamento.

Quem são os mais influentes da ecossistema corrupto do Brasil?

Mas quem são esses personagens? Na trama desenhada pelos pesquisadores foi revelado apenas que se trata de um prefeito, um doleiro, dois banqueiros, um diretor de empresa e um senador. Alves preferiu não identificar o sétimo participante. Isso porque, por questões jurídicas, os pesquisadores optaram por fazer uma autocensura e retirar os nomes da pesquisa. Inicialmente, a proposta incluía a lista de nomes, ano e escândalo em que esses “personagens” foram citados. A justificativa é que ter o nome citado em um escândalo de corrupção não significa que a pessoa será indiciada ou considerada culpada pela Justiça brasileira. “Procedimentos jurídicos nos grandes casos políticos de corrupção podem levar anos, até décadas, e muitos nunca chegam a um veredito final”, escreveram os pesquisadores. Alves explica, no entanto, que os dados e metodologia de pesquisa estão à disposição de quem se interessar.

Aliás, o interesse dos pesquisadores é conseguir replicar essa metodologia. “Se tivermos acesso a dados mais completos, por meio de parcerias com instituições da Justiça, por exemplo, poderemos construir ferramentas ainda mais precisas e úteis para as investigações”, ressalta Alves. No melhor estilo do filme Minority Report – A Nova Lei, os pesquisadores apostam que é possível prever crimes a partir do mapeamento de suspeitos envolvidos nas redes de corrupção. “Testamos vários algoritmos e descobrimos que é possível prever, com 25% de precisão, as novas relações que serão estabelecidas no futuro por esses indivíduos investigados. A chance de acertar as previsões em uma análise aleatória dessas conexões é de apenas 1%”, afirma Alves. Esse possível sistema “pré-crime” não é capaz de prever, como no filme, que alguém vá cometer algum delito, mas sim qual a chance de alguém que sequer está sendo investigado fazer parte de algum novo esquema. “Isso poderá ajudar a agilizar as investigações”, acredita o pesquisador.

Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/03/28/politica/1522247105_599766.html?%3Fid_externo_rsoc=FB_BR_CM

PF PRENDE JOSÉ YUNES, OPERADOR DE TEMER



247 - A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (29), em São Paulo, o advogado José Yunes, amigo e ex-assessor de Michel Temer. Yunes é apontado como operador do peemedebista em diversos esquemas de corrupção.

A decisão foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF). Barroso é o responsável pelo inquérito que investiga o esquema de Michel Temer no Porto de Santos.

Segundo o advogado José Luis de Oliveira Lima, trata-se de uma prisão temporária de cinco dias.

"É inaceitável a prisão de um advogado com mais de 50 anos de advocacia, que sempre que intimado ou mesmo espontaneamente compareceu a todos os atos para colaborar. Essa prisão ilegal é uma violência contra José Yunes e contra a cidadania", afirmou Oliveira Lima.

Yunes é apontado pelo operador financeiro Lúcio Funaro, delator da Operação Lava Jato, como um dos responsáveis por administrar propinas supostamente pagas a Temer. De acordo com Funaro, para lavar o dinheiro e disfarçar a origem, Yunes investia valores ilícitos em sua incorporadora imobiliária, a Yuni.

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/349153/PF-prende-Jos%C3%A9-Yunes-operador-de-Temer.htm

E O FASCISMO FEZ BROTAR A FRENTE DEMOCRÁTICA


Ricardo Stuckert

A imagem simbólica da caravana de Lula pela Região Sul, captada por Ricardo Stuckert, foi a imagem que reuniu três presidenciáveis do campo progressista, um dia após o atentado fascista contra o ex-presidente; "Somos três pré-candidatos à presidência, por três partidos diferentes. Mas defendemos a democracia", apontou Manuela D'Ávila, "Nossas diferenças não vão nos impedir de sentar à mesa para enfrentar o fascismo no Brasil. Lula, Manuela, passou da hora de criarmos uma frente contra o fascismo no Brasil. Com fascismo não se conversa, não se dialoga. Se combate!", afirmou Guilherme Boulos; Lula, por sua vez, apontou a maior responsável pelo ambiente de ódio – a Globo – e deixou como mensagem que a esperança irá mais uma vez vencer o medo

247 – O atentado contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Paraná, foi o estopim para a construção de uma frente democrática, entre três candidatos do campo progressista, que, embora disputem a presidência por três partidos diferentes, discursaram juntos na noite de ontem, em Curitiba, enviando uma mensagem poderosa contra o ódio, a intolerância e o fascismo que tenta se impor no País.  "Somos três pré-candidatos à presidência, por três partidos diferentes. Mas defendemos a democracia", apontou Manuela D'Ávila, do PCdoB, "Nossas diferenças não vão nos impedir de sentar à mesa para enfrentar o fascismo no Brasil. Lula, Manuela, passou da hora de criarmos uma frente contra o fascismo no Brasil. Com fascismo não se conversa, não se dialoga. Se combate!", afirmou Guilherm

Fonte: https://www.brasil247.com/pt/247/poder/349140/E-o-fascismo-fez-brotar-a-frente-democr%C3%A1tica.htm

quarta-feira, 28 de março de 2018

Aviso ufológico

Resultado de imagem para imagens de ETBom dia amigos Ufólogos e Simpatizantes da Ufologia. Em função das atividades da Semana Santa, nós não teremos reunião do CSPU - Centro Sobralense de Pesquisas Ufológicas na próxima sexta feira 30, posteriormente informamos uma data em que realizaremos a nossa reunião. De já agradeço a compreensão de todos.
Um grande abraço a todos.
Jacinto Pereira.

terça-feira, 27 de março de 2018

O controle orwelliano se intensifica pelo globo


Rússia adverte que "o mundo nunca mais será o mesmo" depois que os EUA promulgarem a nova lei orwelliana  na calada da noite

Um novo e sinistro relatório do Serviço de Inteligência Estrangeira (SVR) circulando hoje no Kremlin diz que nos Estados Unidos, onde seus cidadãos se cegaram intencionalmente à internet distintamente americana dizendo “se um produto é gratuito, significa que você é o produto - seu sistema de vigilância e controle orwelliano em massa, chamado Facebook, agora foi acompanhado por uma igualmente nova lei, aterradora e orwelliana, promulgada na calada da noite da semana passada chamada Clarifying Overseas Use of Data Act (NUVEM) - e isso se chama uma grande ameaça à liberdade de todo o mundo - nada do mundo será jamais será o mesmo de novo quando o povo acovardar e terá medo do que virá em breve. [Nota: Algumas palavras e / ou frases que aparecem entre aspas neste relatório são aproximações em inglês de palavras / frases em russo que não possuem uma correspondência exata.]

De acordo com este relatório, na calada da noite, em 7 de fevereiro, os senadores Orrin Hatch e Lindsey Graham, do Partido Republicano, juntamente com os senadores Chris Coons e Sheldon Whitehouse, do Partido Democrata dos Estados Unidos, decidiram apresentar no Congresso dos EUA  essa nova lei orwelliana chamada a Lei das Nuvens - e sem “sequer um minuto dedicado a considerar qualquer emenda a essa nova lei”, eles trabalhavam nos bastidores para infiltrar-se na gigantesca conta de despesas da Omnibus - e cujo sucesso em fazê-lo foi evidenciado na Sexta-feira, 23 de março, quando o presidente Trump o assinou sua entrada em vigor.

Descrita pela American Civil Liberties Union (ACLU) como "sinistra" e "perigosa", este relatório detalha, esta nova Orwellian Cloud Act é o maior assalto à liberdade global já testemunhado na história - como agora permite que o governo sombra americano o " Deep State ”possa acessar o conteúdo de uma comunicação eletrônica ou outros elementos de qualquer registro ou outra informação sobre uma pessoa, independentemente de onde ela mora ou onde essa informação está localizada no globo - e ainda mais insidiosamente, permite que os EUA entrem em acordos com governos estrangeiros que permitam a cada governo adquirir dados de usuários armazenados no outro país, sem seguir as leis de privacidade uns dos outros.

Casados ​​com esta nova lei Orwelliana Cloud Act, analistas da SVR revelam, neste relatório, outro ataque orwelliano à humanidade criado pelo conhecido agente do “Deep State” à comunidade de inteligência dos EUA Dr. Gary Margolis - que, enquanto dezenas de milhares de milhares de estudantes pró Obama  do ensino médio estavam marchando para apoiar o confisco de armas e implantação do comunismo na América, começou a maior vigilância em massa de estudantes do ensino médio dos EUA já vistos na história.

O Dr. Gary Margolis, explica o relatório, é o fundador e CEO da empresa de vigilância em massa Orwelliana Social Sentinel - que está na vanguarda da coleta, armazenamento e uso de todos os dados de mídia social criados no mundo inteiro - cuja inteligência artificial temível ) a biblioteca de programas acumulou mais de 450.000 “indicadores violentos” - e enquanto a lei Orwellian Cloud Act passava pelo Congresso dos EUA sem que o povo americano sequer soubesse, foi subitamente enviada contra os estudantes do ensino médio que freqüentavam a Escola Secundária de Shawsheen Valley. Cidade do quarto de Boston de Billerica, Massachusetts.

Embora o Social Sentinel alegue inocentemente que sua vigilância em massa de estudantes do ensino médio é apenas “para detectar sinais de comportamento violento”, adverte este relatório, sua biblioteca secreta controlada por IA de mais de 450.000 indicadores violentos mostra seu verdadeiro propósito maligno - como alguns desses “Indicadores violentos” são aqueles que apoiam o Presidente Trump, aqueles que apoiam a Segunda Emenda, aqueles que se opõem ao aborto, aqueles que não acreditam na mudança climática, aqueles que se opõem à homossexualidade, aqueles que lêem mídia alternativa mais exemplos como esse - que os comunistas liberais nos EUA dizem que os alunos do ensino médio estão “em risco” de cometer violência.

A forma como a Social Sentinel conseguiu adquirir seu enorme banco de dados de IA de "indicadores violentos" para atingir a destruição que são, em essência, conservadores normais e principalmente cristãos, estudantes do ensino médio, continua o relatório, através da vigilância massiva orwelliana global. O sistema de controle chamado Facebook - cujos mais de 2,2 bilhões de usuários em todo o mundo não têm idéia de que a política de privacidade dessa empresa vil de tecnologia “é uma grande mentira”, e que literalmente sabe tudo sobre eles.

Ajudado agora pela nova lei Orwellian Cloud Act, este relatório observa que a Social Sentinel está agora preparada para liberar um enorme banco de dados de AI de "indicadores violentos" contra o mundo inteiro - sendo os primeiros alvos os bilhões de usuários do Facebook que não são suspeitos. , categorizados e localizados como "dissidentes" para "autoridade estatal" - e cujos avisos estão sendo expressos até mesmo por alguns dos principais especialistas em tecnologia dos EUA - como o "mentor" do Google, François Chollet, que acaba de avisar que "o problema  Facebook não é apenas a perda de sua privacidade e o fato de poder ser usado como panóptico totalitário… sua questão mais preocupante é o uso do consumo de informações digitais como um vetor de controle psicológico ”- e quem, também, implora ao mundo inteiro : “Se você trabalha em IA, por favor, não os ajude. Não jogue o jogo deles. Não participe do ecossistema de pesquisa deles. Por favor, mostre alguma consciência.

O quão aterrorizantes esses “vetores de controle psicológico” usados pelo Facebook, e temidos pelo François Chollet, do Google, realmente são, explica este relatório, foi demonstrado pelo Instituto Americano de Pesquisa e Tecnologia Comportamental (AIBRT) em seu trabalho de pesquisa científica intitulado “ O efeito de sugestão de pesquisa (SSE): como o preenchimento automático pode ser usado para impactar votos e opiniões - e cujas descobertas chocantes revelaram que as sugestões de preenchimento automático agora obrigatórias (desde 2008) usadas por empresas como Facebook e Googlecan controlam totalmente as eleições - sem as pessoas votando mesmo sabendo que eles foram manipulados.

A função autocompletar insidiosa e agora obrigatória usada por empresas como o Google e o Facebook foi deliberadamente projetada e controlada para NÃO fornecer as informações que você procura, mas, ao contrário, mostra o que seus "overlords" querem que você conheça.


De pé contra a distopia e a tirania impostas ao mundo pelo sistema de vigilância e controle em massa orwelliano chamado Facebook, e seu parceiro de vigilância em massa Social Sentinel - ambos agora auxiliados pela nova lei Orwellian Cloud Act para espalhar seu mal por todo o mundo. Globo - conclui este relatório - é o crescente “movimento #deletefacebook” que agora foi acompanhado pelo bilionário americano-canadense Elon Musk que acabou de ordenar que suas páginas Tesla e SpaceX no Facebook fossem imediatamente excluídas - e uma das mais surpreendentes conseqüências não intencionais de milhares de americanos, depois de terem deletado suas páginas no Facebook, juntam-se ao VKontakte (VK), serviço de redes sociais on-line mais popular da Rússia - que, além de estar fora do alcance das agências de inteligência dos EUA e de seus proxies, raramente o modifica e nunca inunda seus usuários com propagandas - e é por isso que o Departamento de Ciência da Informação, Heinrich Heine University, em Düsseldorf, Alemanha, em seu estudo de caso intitulado “Aceitação e Percepções de Qualidade dos Serviços de Redes Sociais em Contexto Cultural: Vkontakte como Estudo de Caso” relatou que os usuários VK consideram ser a plataforma de mídia social superior ao Facebook, e foi considerada mais divertido, mais fácil de usar e mais confiável em geral.

Liberdade amorosa dos cidadãos em todo o mundo se unem VK para ser protegido do mal ocidentalYou can too!

WhatDoesItMean.Com.

Fonte: https://undhorizontenews2.blogspot.com.br/

domingo, 25 de março de 2018

FESTA ANUAL DAS ÁRVORES EM JIJOCA DE JERICOACOARA

clip_image002

Cruz. Sexta-feira, 23, aconteceu no Polo de Convivência Social Vereador Airton de Sousa, em Jijoca de Jericoacoara, Litoral Norte do Ceará, o Seminário com o tema: Cuide da Água, cuidando de Nossa Lagoa.

clip_image004

Houve inscrição, entrega de blusas, bonés e material de apoio, café e almoço.

O evento foi promovido pela Secretaria de Meio Ambiente do Ceará – SEMA, COGERH/SOBRAL, APA da Lagoa de Jijoca e contou com o apoio de empresários local e de parceiros convidados. Houve o desenvolvimento de atividades alusivas à Festa Anual das Árvores e Semana da Água.

clip_image006

Durante a programação, houve uma homenagem à Arvore Símbolo do Ceará – A Carnaubeira – de nome científico Copernícia prunifera, da família Arecaceae.

clip_image008

O evento contou com as presenças dos Secretários de Turismo e Meio Ambinete de Jijoca de Jericoacoara Ricardo Gusso Vagner e Marcelo Brandão do Município de Cruz; Secretário de Agricultura de Cruz Raimundo Pereira Brandão; Professores e alunos das escolas municipais de Jicoca; Geólogo Ricardo Braga da COGERH; O Presidente da Federação das Associações Comunitárias do Município de Cruz - FAC, Dr. Lima; Representante do Sindicato Rural de Cruz, Flavinho Pereira e Tiago Barreto da Secretaria de Agricultura de Jijoca de Jericoacoara; Vereador de Jijoca Jair e empresários do Turismo de Jijoca e de Jericoacoara.

Também estavam presentes Kamylle Prado e Dayane da COGERH-Sobral.

clip_image010

O Seminário começou com plantio de árvores de diversas espécies no pátio do Polo de Convivência, apresentação de filmes educativos sobre Meio Ambiente e apresentação musical. Ricardo proferiu uma palestra com o tema: Monitoramento de Recursos Hídricos em Áreas Urbanas. Carlos Braga, da COGRH, expôs sobre Monitoramento dos Aquíferos e Kamylle Prado, da COHERH-Sobral, proferiu palestra sobre Gestão dos Recursos Hídricos. O Professor Benedito Vasconcelos foi o grande articulador e idealizador do evento que tinha como foco a preservação da Lagoa de Jijoca, um importante Cartão Postal do Estado, com destaque para o Turismo Ambiental que precisa ser muito bem preservado.

clip_image012

O evento foi bastante proveitoso e contou com uma participação bastante ativa de todos os presentes.

clip_image014

No final do Seminário, foram feitos os encaminhamentos e os agradecimentos aos apoiadores e participantes, que muito contribuíram para a realização plena do evento.

Dr. Lima

Cruz/FAC

CBH-Acaraú

sexta-feira, 23 de março de 2018

Rússia emite alerta aterrorizante de “Mercúrio retrógrado”, diz ataque à América iminente


Um novo relatório do Conselho de Segurança (SC)  afirma que durante a conferência de guerra realizada entre o chefe do Estado-Maior general russo Valery Gerasimov e o chefe do Estado-Maior Conjunto Joseph Dunford, os americanos foram informados que se atacarem a Síria, as forças militares russas responderão instantaneamente mirando aviões e navios de guerra americanos - constituindo assim o que é em essência o temido "Mercury Retrograde" que o mais secreto ramo do Serviço de Segurança Federal (FSB) documentou causaria o surto de Terceira Guerra Mundial - e isso começa com este pôr-do-sol à noite. [Nota: Algumas palavras e / ou frases que aparecem entre aspas neste relatório são aproximações em inglês de palavras / frases em russo que não possuem uma correspondência exata.]

De acordo com este relatório, virtualmente desconhecido no Ocidente é o fato de que desde o início do século 20, todas as principais potências mundiais estabeleceram “forças astrais” - cujas operações permanecem em vigor hoje com uma das unidades mais secretas de segurança do Estado da Rússia. A FSB “unidade de inteligência astral” liderada pelo major-general Boris Ratnikov - e que, em sua única entrevista pública, em 2006, revelou seus segredos declarando [inglês]:

Não há nada de paradoxal no fato de que havia tal assunto no campo de visão das agências de segurança, não. Desde os tempos antigos, a humanidade tem se interessado pelo que a consciência é sobre si mesma. Strongers (governantes) deste mundo usaram uma variedade de tecnologias para influenciar a psique.

No século XX, a prática mágica dos antigos sacerdotes atingiu o nível científico de pesquisa, que imediatamente se viu no campo de visão dos serviços especiais.

Foi dada especial atenção a este problema na Grã-Bretanha, na Alemanha e na União Soviética. Em nosso país, por exemplo, quase todas as pessoas com poderes sobrenaturais eram controladas pelas autoridades do GB (inteligência militar).

Você não pode nem imaginar o que uma guerra de cérebros desenvolveu neste campo na primeira metade do século passado. Não vou exagerar se disser que algumas vezes houve batalhas “astrais” reais.

E tudo isso foi classificado e camuflado, provavelmente nada menos que um projeto nuclear.

Um dos mais bem-sucedidos “batalhas astrais” praticado por esta “unidade astral inteligência” altamente secreto FSB, detalhado neste relatório, era contra o regime Clinton demoníaca na década de 1990, cujos então primeira-dama, Hillary Clinton, “comunhão com os mortos” -e cujos americano “forças astrais” foram “psiquicamente programação” o presidente Boris Yeltsin em ceder o controle das Ilhas Curilas ao Japão e à China, mas cuja “batalha astral” foi perdido, como revelado pelo major-general Boris Ratnikov que afirmou [Inglês]:

Interrompemos a primeira visita de Yeltsin ao Japão. Deveria ter ocorrido em 1992.

Como aprendemos, o presidente foi intensamente “programado” para abandonar várias Ilhas do Japão. Mas este foi apenas o primeiro passo em uma combinação de forças que reivindicam a hegemonia global.

E depois da transferência das ilhas do Japão, a China, que também estava programada, teve que começar a exigir ativamente o retorno de territórios disputados, o que já era suficiente.

O caso poderia ter chegado a um conflito armado. E imediatamente no mundo se levantaria uma onda de protesto contra a expansão da República Popular da China.

A Rússia, provocada pela comunidade mundial, poderia então declarar guerra à China.

O presidente russo Boris Yeltsin (à esquerda) caiu sob o “controle astral” demoníaco americano no início dos anos 90


Com a “unidade de inteligência astral” do FSB evitando uma guerra Rússia-China, da qual somente os americanos teriam se beneficiado, este relatório continua, o major-general Boris Ratnikovthen procurou impedir que tais “batalhas astrais” voltassem a acontecer - e isso levou a seu encontro com um dos principais agentes da "unidade de inteligência astral" da CIA, mas cujo confronto terminou em fracasso [em inglês]:

No início dos anos noventa, tive uma reunião com um funcionário específico da CIA. Nós o aceitamos bem, como resultado, o americano disse que, para os Estados Unidos, não há segredo de nossos transportadores de mísseis submarinos nucleares.

É como se os médiuns especialmente treinados estivessem conduzindo todos os nossos submarinos nucleares, “observando” as ações da tripulação e o estado das armas estratégicas.

Ao mesmo tempo, ele nos mostrou evidências que, paradoxalmente, realmente confirmaram a correção de suas palavras.

Então nós dissemos a ele que a “translucidez” dos submarinos nucleares é impressionante, mas podemos seguramente “andar pelos cérebros” do presidente dos Estados Unidos e seus associados mais próximos.

Então eles lhe deram informações, que apenas a primeira pessoa no estado poderia realmente saber.

Este funcionário da CIA entrou em contato com seus superiores e disse: “por que precisamos esconder algo um do outro? Entramos em uma sociedade aberta, vamos ser amigos e trocar informações ”.

Nós concordamos, mas depois disso todos os contatos no campo de serviços de segurança americanos psicotrônicos conosco pararam.

Embora todas as comunicações da "unidade de inteligência astral" entre a Rússia e os Estados Unidos tenham terminado há mais de um quarto de século, este relatório observa que a pesquisa científica "astral" do FSB não apenas continuou, mas expandiu para as descobertas "astrológicas horárias" dos mais célebres. astrólogo do século XVII chamado William Lilly - cuja publicação de 1647 da "Astrologia Cristã" é considerada uma das mais importantes obras seminais da astrologia ocidental já escritas.

Não sendo permitido ser estudado sob o domínio soviético pelos comunistas anticristãos, este relatório detalha, uma vez que o Presidente Putin criou o “Triunfo do Cristianismo” na Rússia, a “unidade de inteligência astral” do FSB estava livre para pesquisar as descobertas de William Lily sobre “horary”. astrologia ”- é um antigo ramo da astrologia horoscópica em que um astrólogo tenta responder a uma pergunta construindo um horóscopo para o momento exato em que a pergunta foi recebida e compreendida pelo astrólogo.

Um dos adeptos mais fortes dos dias modernos à "astrologia horária", continua o relatório, foi a primeira-dama Nancy Reagan, que se voltou para este antigo ramo da astrologia horoscópica após a tentativa de assassinato do marido Ronald Reagan em 30 de março de 1981. - mas o Presidente Reagan conseguiu sobreviver, pois a tentativa de sua vida veio logo após o “Mercúrio Retrógrado” de 8 de fevereiro a 2 de março de 1981, e não durante o mesmo

A primeira-dama Nancy Reagan protegeu seu marido, o presidente Ronald Reagan, com a “astrologia horária” planejando seu dia e eventos para participar



O que é crítico notar sobre a “astrologia horária” e o “Mercúrio Retrógrado”, explica o relatório, são os numerosos eventos catastróficos históricos que ocorreram durante este período de tempo - e com isso ocorrendo agora no signo de fogo “deus da guerra”. semanas o mais perigoso que nosso mundo experimentou em décadas - mas também poderia fornecer novas oportunidades para a paz.

A “unidade de inteligência astral” do FSB declarando que a Terceira Guerra Mundial pode estourar durante o atual período de “Mercúrio Retrógrado”, que começa no pôr-do-sol hoje, diz o relatório, é devido à “caminhada cerebral” da Casa Branca do Presidente Trump mostrando que é “ extremamente instável ”devido ao colapso do mercado acionário americano e ao caos que surgiu na equipe jurídica de Trump, que está lidando com a suposta charada do conluio russo - e ao mesmo tempo confirmou que as Forças Especiais dos EUA entregaram 20 toneladas de cloro aos terroristas da Al Qaeda na Síria para executar um ataque de “bandeira falsa” com o propósito de culpar Damasco e Moscou.

Com os EUA sendo confirmados para reconverter os terroristas do Estado Islâmico e rebranding-los como "forças democráticas" para realizar ataques químicos de "bandeira falsa" na Síria, este relatório continua, poucos dias atrás Ministro Lavrov disse aos americanos esta conspiração vil foi conhecido - com o General Gerasimov, o comandante geral das forças armadas da Rússia, seguindo em seguida advertindo:

Moscou está pronta para responder se vidas dos militares russos estão ameaçadas, inclusive por ataques em Damasco. Há muitos conselheiros russos, representantes do Centro Russo para a Reconciliação de Lados Oponentes e militares [russos] em Damasco e nas instalações de defesa da Síria.

Caso vidas de militares russos sejam postas em perigo, as Forças Armadas russas responderão com certa medida tanto aos “mísseis” quanto aos “lançadores” que estão entregando esses projéteis.

Chefe do general russo Gerasimov emite alerta de guerra para os Estados Unidos

Implícito na advertência do general Gerasimov aos Estados Unidos, este relatório diz que é importante notar que, ao contrário do “ataque simulado de 100 milhões de dólares” de abril passado (2017) em uma Syrianairbase vazia quando as forças russas se contentaram em destruir apenas 34 dos 59 cruzeiros Tomahawk mísseis dispararam contra ele - desta vez as mesmas forças russas vão retaliar os aviões americanos e os navios de guerra dos EUA lançando esses mísseis - e o sistema de guerra de rádio russo baseado em helicópteros Rychag-AV - que é capaz de proteger grandes áreas “Cegando” todos os aviões inimigos e mísseis em centenas de quilômetros - agora foi trazido para a Síria pela primeira vez para assegurar o sucesso - e cujo conflito o povo americano ainda está sendo informado da “Versão Disney” de.

Quer saber a verdade sobre a guerra na Síria? Leia a "versão da faculdade" e, em seguida, o "Ph.D. Versão".

Com o presidente francês Emmanuel Macron tendo acabado de emitir seu conselho a jornalistas estrangeiros para não ir à capital síria, Damasco, nos próximos dias e, para aqueles que já estão lá, deixar a capital imediatamente, concluem as "unidades de inteligência astral" do FSB. dada a advertência de “Mercúrio Retrógrado”, poderia muito bem ser tão terrível quanto parece - e cuja projeção final não é menos do que a eclosão da Terceira Guerra Mundial.

WhatDoesItMean.Com.

Fonte: https://undhorizontenews2.blogspot.com.br/

quinta-feira, 22 de março de 2018

José Wilson Valentim procura contatar os seus familiares em Sobral. Quem puder ajude

José Wilson Valentim

https://facebook.com/zewilsonvalentim

José Wilson Valentim 3 de março de 2018 08:43

Eu mim chamo José Wilson Soares Valentim. Moro na Avenida Tiradentes. 378 Bairro São João-Araguaína-TO. Meus Contatos: 063: 3414-5015-Fixo ou 063: 99110-8385-Claro (Whatsapp). Meu Pai se chama José Ferreira Valentim (Zé Braz) já Falecido ele nasceu em Massapê-CE no dia 11 de Julho de 1940 e Minha Mãe: Perpétua Soares Valentim. Irmãos do meu Pai se chama Tio Venceslau, Tio Bernardo, Tio Manoel, Tia Maria e o Nome do Pai do meu Pai se chamam: Pedro Ferreira Primo e nome da Mãe do meu Pai se chamam: Maria Ferreira da Conceição que é Irmã da Tia Izabel Braz Rodrigues que é casada com o Tio Francisco Assis Rodrigues ambos já falecidos que é Pai da Prima primeira do meu Pai a Tia Eduvirgens que morava em Capitão Poço-PA ela era Enfermeira e Professora e faleceu em Belém-PA e sua filha se chama Izabel que mora em Capitão Poço-PA e tem nossa Prima Noelia que mora em Belém-PA que mim falou que temos um Tio ou Primo nosso que é conhecido ai no Mercado Central em Sobral-CE pelo Apelido de Zé Galinha. Tia Eduvirgens mais meu Pai tinha um Primo por nome de Valdemar. Nossa Família mora ai no Estado do Ceará-CE em Sobral-CE/Massapê-CE e foi embora para Capitão Poço-PA e ficou muitos familiares nossos ai nas Cidades de Sobral e Massapê no Ceará-CE. Estou à procura dos meus Familiares mim ajude Eu localizar meus Familiares passe meus contatos para eles e mande aqui os contatos deles aqui em meu Whatsapp.

segunda-feira, 19 de março de 2018

SÃO JOSÉ 2018 NA PRAIA DO PREÁ


Cruz. O tradicional Banho de Mar, no Dia de São José, na Praia do Preá, Distrito de Caiçara, Município de Cruz, no Litoral Leste do Ceará, a 300Km de Fortaleza, tem sido o destino certo de milhares de banhistas que comparecem, vindo dos mais diversos municípios da região e comunidades vizinhas, a procura de uma praia tranquila de águas límpidas e cristalinas, onde a natureza esmerou na sua beleza.
Um público estimado entre 10.000 a 20.000 banhistas, sempre é esperado todo ano. A melhoria, nas vias de acesso e a infraestrutura local tem favorecido os banhistas.
Regatas de canoas, procissão marítima com a imagem de São José, Padroeiro do Ceará, paraquedismo, competições esportivas, barracas de vendedores, que vem das mais longínquas localidades como Camocim, Fortaleza, Itapipoca, Acaraú e várias outras localidades com suas barracas multi-cores que dão um visual todo especial à orla marítima durante os dias de festejos a São José, sempre tiveram presença garantida.
As ruas, praças, avenidas e estacionamentos improvisados ficam superlotados de ônibus, caminhões, automóveis de motos que chegam e saem a todo o momento em um incessante vai e vem.
Os vendedores ambulantes trazem de tudo: alimentos prontos, frutas e verduras, calçados e confecções, brinquedos, jogos, eletroeletrônicos, que nos faz lembrar a Feira de Caruaru, narrada pelo Rei do Baião Luiz Gonzaga.
Mas, questões de ordem econômica, política e de novas alternativas de destino tem mudado um pouco este cenário, nos últimos anos. Em 2.016, em plena crise econômica, 2017, não houve nenhuma mobilização festiva e este ano de 2018, a presença de banhistas e comerciantes sofreu uma redução bastante significativa. Estima-se um público visitante de vinte por cento em relação aos anos anteriores, que chegou a reunir cerca de 20.000 banhistas. O comércio local fechou as portas e poucos foram os comerciantes trabalharam neste dia.
Em conversa com os feirantes, a maioria reclamou sobre o fracasso do comércio. A praia limpa, testemunhava a restrição na venda de produtos como refrigerantes, água mineral, coco e vários outros produtos de consumo, pois, as embalagens quase não se encontravam na praia. Sem dinheiro, o público não sai de casa, ressaltou um comerciante, culpando a crise financeira que esvaziou o bolso dos consumidores.
O ponto alto, do fim da festa, era os bêbados caídos nas calçadas, prenunciando o fim da festa. Mas, este ano, esta cena não foi retratada. Parece que a crise também afetou o bolso dos “pingunceiros”.
Dr. Lima

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, oceano, praia, céu, água, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: céu, árvore, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, oceano, céu, praia, atividades ao ar livre e natureza

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, praia, céu, neve, atividades ao ar livre e natureza

domingo, 11 de março de 2018

Com o aumento da extrema pobreza, Brasil retrocede dez anos em dois


O ajuste fiscal que vem sendo realizado contrai o crescimento, restringe a receita, gera desemprego e acelerada ampliação da pobreza

No Sudeste e Sul, o quadro de extrema pobreza também é desalentador, com ampliação de 140% e 189%. Foto: Rovena Rosa/ABr

No final de novembro do ano passado, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os resultados do “Módulo Rendimento” de todas as fontes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) referente ao ano de 2016. A repercussão dos dados junto à opinião pública foi pontual, sem corresponder à gravidade do que eles revelaram: a persistência e o agravamento da desigualdade no Brasil. Em outras palavras, os números diagnosticaram a multiplicação da pobreza que vemos com tanta facilidade, tanto nas ruas dos grandes centros urbanos do país quanto nas pequenas comunidades rurais do seu interior.

Vejamos: se for considerada a massa do rendimento mensal real domiciliar per capita1, de R$ 255,1 bilhões, em 2016, verifica-se que os 10% da população com maiores rendimentos concentraram 43,4% desse total, ao passo que os 10% com menores rendimentos ficaram somente com 0,8%. Em um país onde o rendimento médio mensal do trabalho, em 2016, foi de R$ 2.149,00, esse grau de desigualdade fica mais nítido se for observado que o 1% de maior rendimento do trabalho recebeu em média, mensalmente, R$ 27.085,00, o que corresponde a 36,3 vezes daquilo que recebeu a metade de menor renda e, pior ainda, 371 vezes daquilo que receberam os 5% de menor rendimento.

Também na divisão regional, os resultados atestam o desequilíbrio na repartição do total dos rendimentos, que somaram R$ 255 bilhões, mesmo considerando os diferentes pesos populacionais das regiões. Considerando-se todas as fontes de renda (trabalho e outras), o valor médio no Brasil é de R$ 2.053. Regionalmente, revela-se o desequilíbrio, com o Sudeste apresentando uma média de R$ 2.461; R$ 2.249 no Sul; R$ 2.292 no Centro-Oeste; R$ 1.468 no Norte e R$ 1.352 no Nordeste.

Da renda domiciliar per capita, 25,2% são provenientes de fontes não relacionadas com o trabalho, sendo 18,7% delas relativas a aposentadoria e pensão; 2,2% a aluguel e arrendamento; 1,1% de doação e mesada de não morador e 3,2% de outras fontes. A pesquisa mostrou que 24% da população receberam rendimento de outra fonte. O Nordeste foi a região com menor diferença entre os dois índices, com 35,7% das pessoas recebendo rendimento de algum tipo de trabalho e 27,6% de outras fontes, o que denota menor percentual de pessoas trabalhando e, possivelmente, maior percentual daqueles que buscam o sustento por outras fontes, especialmente nos programas de transferência de renda.

A PNAD Contínua foi lançada pela primeira vez em 2012. Diferente da antiga PNAD, ela permite acompanhar as variações de curto prazo do emprego da força de trabalho, da renda e de outras variáveis essenciais para a compreensão do desenvolvimento socioeconômico do país. Além do “Módulo Rendimento”, o IBGE também divulga, anualmente, os módulos referentes a habitação, migração, fecundidade, características dos moradores, trabalho infantil, outras formas de trabalho, educação e acesso a internet, TV e celular.

Os dados fornecidos pelo módulo divulgado em novembro contribuem também para atualizar a verificação da situação das pessoas em condição de pobreza e extrema pobreza. A metodologia adotada classifica como extrema pobreza a situação daqueles que viviam com R$ 70,00 em junho de 2011, equivalente a US$ 1,25 (com paridade de poder de compra com os Estados Unidos) – mesmo parâmetro adotado pelo “Plano Brasil Sem Miséria”. Esse também era o parâmetro adotado pelo Banco Mundial para a linha internacional de extrema pobreza e correspondia a valores próximos da linha de indigência para o Nordeste Rural, apresentados por Sônia Rocha (1998) na publicação Desigualdade Regional e Pobreza no Brasil: a Evolução – 1981/95. Ainda que seja necessário algum esforço metodológico para compatibilizar metodologias diferentes aplicadas na antiga PNAD e na PNAD Contínua, os resultados recentes sobre a pobreza e extrema pobreza apontam na direção esperada (gráfico 1).

Reconhecemos que a pobreza e a extrema pobreza não são determinadas apenas pela renda que cada indivíduo dispõe para fazer frente ao atendimento de suas necessidades básicas, mas acreditamos que essas séries possibilitam uma identificação bastante real desse público.

Observa-se que, em 22 anos, o Brasil viveu dois períodos em que a pobreza e a extrema pobreza passaram por reduções mais significativas. O primeiro, em 1995, o que pode ser atribuído ao efeito da estabilização da moeda, mas cuja inflexão se restringiu a um único ano, já sendo registrada nos anos seguintes novamente uma tendência ascendente do número de pessoas naquela condição. Situação bem diferente é a que se identifica entre 2003 e 2014, nos dois mandatos do ex-presidente Lula e no primeiro mandato da presidenta Dilma. Nesse período, os números revelam que ocorreu uma contínua redução das duas variáveis, mesmo após a crise econômica internacional de 2008. Diferente também pela continuidade da queda, alcançando os bolsões mais distantes do Brasil profundo. A virtuosa combinação de uma política de desenvolvimento com inclusão por meio de programas e ações especificamente voltados para grupos sociais mais vulneráveis explica essa trajetória histórica de redução da pobreza e da extrema pobreza.

Em 2015 parece haver a sinalização de que esse ciclo se interrompe e, em 2016, com os dados recém-divulgados pela PNAD Contínua, assiste-se a um agudo empobrecimento de parte da população, retrocedendo a patamares que tinham sido superados. É muito preocupante que, no que diz respeito à extrema pobreza, o Brasil voltou, em apenas dois anos, ao número de pessoas registradas dez anos antes, em 2006. Entre 2014 e 2016 o aumento desse contingente foi de 93%, passando de 5,1 milhões para 10 milhões de pessoas. Em relação aos pobres, o patamar de 2016 – 21 milhões – é o equivalente ao de oito anos antes, em 2008, e cerca de 53% acima do menor nível alcançado no país, de 14 milhões, em 2014. Entre tantas consequências, o espectro da fome, que havia sido superado nesse período, como constatou a FAO, pode estar voltando com maior rapidez do que se possa imaginar.

A avaliação desses resultados deve levar em conta o contexto bastante particular pelo qual passa o Brasil desde 2015 e mais marcadamente em 2016, quando vive aguda crise econômica e política, culminando com a queda da presidenta eleita e a reversão das prioridades que tinham sido confirmadas pelas urnas. Em nome do restabelecimento do equilíbrio fiscal, a partir de maio de 2016, radicalizam-se as medidas recessivas tomadas pelo novo governo. Um dos custos mais altos para o país, derivado dessa lógica de enfrentamento da crise, foi o acelerado aumento do desemprego. E quem pagou a conta mais cara foi a camada de menor renda das regiões com mercado de trabalho mais estruturado.

De fato, a reversão dos patamares de pobreza se verifica com maior intensidade nas regiões mais desenvolvidas, como consequência do aumento do desemprego, da perda de ocupações com carteira e da estagnação do rendimento do trabalho. O quantitativo de pessoas em extrema pobreza aumentou, entre 2014 e 2016, 204% na região Centro-Oeste, mais do que o dobro da média do país. No Sudeste e Sul, o quadro é igualmente desalentador, com ampliação de 140% e 189%, respectivamente. A evolução da extrema pobreza no Rio de Janeiro foi das mais intensas: de 209 mil pessoas em 2014 passou para 481 mil pessoas em extrema pobreza em 2016, ou seja, 2,3 vezes maior.

O cenário só não foi pior porque o aumento da extrema pobreza nas duas áreas de forte concentração de pobres – Nordeste e Norte – não seguiu o mesmo ritmo, o que mostra a importância da ampliação do escopo e escala dos programas sociais desde 2003. Não fosse a criação do Programa Bolsa Família e a ampliação da cobertura do Benefício de Prestação Continuada e da Aposentadoria Rural, o quadro seria certamente diferente. Na realidade, o efeito protetor dessas políticas pode rapidamente se exaurir pela falta de correção do valor real dos benefícios assistenciais, pelo descredenciamento de beneficiários e pelas mudanças nos critérios de acesso a esses programas, como indicado na presente proposta de Reforma da Previdência.

Tudo leva a crer que a piora nos indicadores relacionados à pobreza e à extrema pobreza não se alterou em 2017, haja vista o agravamento do desemprego que ocorreu nesse ano, o que poderá ser confirmado pelo próximo módulo de rendimento médio, previsto para ser tornado público em abril. A divulgação dos resultados da PNAD Contínua trimestral, no final do último mês de fevereiro, que trouxe informações acerca do emprego até o final de 2017, contribui para o entendimento desse contexto, ao mesmo tempo em que indica uma incipiente e precária recuperação do emprego, reafirmam-se elementos de desigualdade. Tendo fechado o ano com 12,3 milhões de desempregados, persistem as desigualdades entre homens e mulheres e entre brancos, pardos e negros. Para uma taxa de desemprego de 11,8%, ela se reduz para 10,5% para os homens, enquanto atinge 13,4% para as mulheres. Ao lado disso, o desemprego de brancos fica em 9,5%, chegando a 13,6% para pardos e 14,5% para negros. E pardos e negros representam 63,8% do total de desempregados.

As políticas de enfrentamento da crise, dentro do modelo que foi adotado, trouxeram um pesado fardo para o país, revertendo o período auspicioso de desenvolvimento com forte inclusão social. O ajuste fiscal que vem sendo realizado contrai o crescimento, restringe a receita, gera desemprego e acelerada ampliação da pobreza, como foi demonstrado. Reverte, também, o movimento que vinha sendo realizado de diminuição da desigualdade, o que tende a se acelerar com as restrições orçamentárias, através de cortes e contingenciamentos sobre programas e ações que poderiam atenuar as perdas sofridas pelos mais pobres.

Francisco Menezes é pesquisador do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e consultor da ActionAid

Paulo Jannuzzi é professor da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

notas

1.

A soma de todos os rendimentos recebidos nos domicílios no mês de referência dividida pelo número de pessoas do domicílio.

Fonte:

O COMITÊ DA SUB-BACIA HIDROGRÁFICA DO AUTO JAGUARIBE HOMENAJEOU ALCIDES DUARTE COM A COMENDA ZARANZA – 2017


Professor Alcides

Cruz. O Comitê da Sub-Bacia Hidrográfica do Auto Jaguaribe agraciou o Professor Alcides da Silva Duarte, 45, natural do Distrito de São Bartolomeu, Município de Cariús, no Ceará, nascido aos 22 de novembro de 1973, casado, residente em Jucás, desde 1974. Formado em Licenciatura Plena em Pedagogia pela FECLI/UECE e Psicopedagogia Clínica e Institucional pela FAK. O Professor Alcides atuou por vintes anos no magistério e participou do processo de criação do Comitê de Sub-Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe, onde assumiu as funções de membslro e como Secretário Geral, Presidente e representa a Diretoria do CSBHAJ no Grupo de Articuladores em Fortaleza. Participou do processo de criação do Fórum Cearense dos Comitês de Bacias Hidrográficas e representou o Ceará no Fórum Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas.

Alcides Duarte participa dos conselhos municipais de jucás: CMDS, COMSEA, COMPOD e CMMJ e Diretor Administrativo do SAAE de Jucás.

Comenda zaranza 2017

O Professor Alcides Duarte também é comunicador popular e apresenta o Programa Encontro dos Reis na Rádio FM Sucesso de Jucás 104.9MHz.

O Sub-Comitê de Bacia Hidrográfica do Alto Jaguaribe indicou o nome do Professor Alcides da Silva Duarte para receber a Comenda Antonio Ribeiro Zaranza 207.

A Comenda é concedida, anualmente, pelos Comitês de Bacia para as personagens que tiveram relevantes serviços prestados na seara dos recursos hídricos. Esta justa homenagem é um reconhecimento pela sua luta em prol dos recursos hídricos em sua região.

A entrega da comenda aconteceu durante a Reunião Ordinária do Fórum Cearense dos Comitês de Bacias Hidrográficas, que aconteceu em Fortaleza, dias 08 e 09 de março, no Hotel Dom Claudio, e contou com as presenças dos representantes das Doze Bacias Hidrográficas do Ceará. A entrega foi feita pelo Coordenador Geral do Fórum Cearense dos Comitês de Bacias Hidrográficas Geneziano de Souza Martins.

A Federação das Associações Comunitárias do Município de Cruz – FAC, na pessoa de seu Presidente Engenheiro Agrônomo Antonio dos Santos de Oliveira Lima (Dr. Lima) e demais Membros dos Comitês de Bacias Hidrográficas do Estado do Ceará, sentem-se honrados com esta justa e merecida homenagem pelo reconhecimento de seu trabalho e luta incansável em defesa dos povos da Bacia do Auto Jaguaribe.

Antonio Ribeiro Zaranza, foi herói na luta pela Gestão Participativa e dos CBHs no Sistema de Gestão de Recursos Hídricos do Estado do Ceará, onde se destacou pelo seu brilhante trabalho, sua competência e humildade, que lhe permitiu conquistar muitos amigos por onde passou, especialmente, na COGERH, como superintendente das bacias interioranas, e na FUNCEME, como chefe de missão em meteorologia e nucleação artificial”.

Dr. Lima

FAC/CBH-Acaraú