sábado, 29 de dezembro de 2012

Roberto Claudio no Becco

DSCF1362

Na foto: Ivan Frota, Roberto Claudio, Dep. Estadual e Prefeito de Fortaleza, Valdir Coelho, Ivo Gomes, Dep. Estadual e nomeado Secretário de Educação de Fortaleza Veveu, Prefeito reeleito de Sobral, Luís Torquato e Gerlásio, Prefeito eleito de Forquilha.

Veveu, além de ciceronear roberto Claudio, anunciou seu novo secretariado no Becco.  Muitos nomes de fora de Sobral e alguns não estão dentro dos critérios colocados pelo Veveu para que algum petista assumisse alguma pasta na prefeitura. Ou seja, que fossem técnicos, políticos habilidosos e com disponibilidade. A Sobralidade e o Petismo, ficaram bem longe dos primeiros nomes anunciados.

DSCF1360

Ivo Gomes, acompanhando Roberto Claudio

DSCF1357

DSCF1355

Padre Zé homenageando Roberto Claudio.

Roberto Claudio veio agradecer a ajuda dos sobralenses na sua eleição a prefeito de Fortaleza.

DSCF1349

Ivan Frota, Ivo Gomes, Aroldo Sânford, Luís Torquato, Gerlásio Play, Chico Prado e Osvaldo Avelino.

Matéria e fotos de: Jacinto Pereira

RODAS DA PRODUTIVIDADE

 

Bruno Peron

Enquanto um número de empresários e gestores públicos apregoa que sem crescimento econômico o Brasil não vai para frente, sustento que o país não administra bem o cenário de crescimento nem o faria melhor se crescesse mais. Sucede um enguiçamento das rodas da produtividade; assim, está mais do que explícito que as concessões às famílias de renda baixa vão pouco além de salários estagnados e inflação no preço dos alimentos e dos serviços.

A presidente Dilma Rousseff negocia acordos comerciais e educativos com o governo russo, por um lado, na tentativa de reforçar o conceito de "país emergente" no âmbito dos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) e, por outro, no esforço mais do que necessário de sair da área de influência EUAna, um país a mais cujos super-heróis estão em tudo, todas as pessoas e todos os lugares (até na Lua). Nem o melhor dos exorcistas consegue desEUAnizar o mundo para o bem da humanidade.

Dentro das negociações entre Dilma Rousseff e a dupla Putin/Medvedev, aparece o desejo de que a carne bovina brasileira volte a entrar no mercado russo e se estabeleça algum programa de incentivo de universidades da Rússia ao intercâmbio de estudantes brasileiros através do Ciência sem Fronteiras. É notório que uma das finalidades deste programa de financiamento de estudos no exterior é aumentar a eficiência científica e tecnológica do Brasil para que o país compita em condições melhores no mundo e a fonte de renda passe dos braços para a cabeça.

A economia brasileira tem altos e baixos. A última ocorrência foi a desvalorização do Real frente ao Dólar estadunidense, embora esta oscilação cambial favoreça as exportações do Brasil. O momento, porém, é de crise da produtividade porque os recursos naturais tendem a esgotar-se, uma minoria de produtores seguem práticas sustentáveis e cada vez menos pessoas acreditam que crescimento gera benefícios. Quanto maior a sustentabilidade, maior o ritmo de devastação porque a empresa que diz sustentar sua exploração só aprendeu a justificar o que faz com o recurso a outras empresas voltadas a papéis de certificação ambiental.

Um dos maus exemplos é a forma cruel como se têm extraído barbatanas de tubarão no litoral do Rio Grande do Norte. Cortam-se as barbatanas dos animais vivos e lançam-nos de volta ao mar para que agonizem no fundo sem capacidade de nadar. Este ritual produtivo sacia um setor comercial de sopas exóticas no mercado asiático. Outro é a perseguição, expulsão e aniquilação de nativos/indígenas de suas terras por fazendeiros que chegam para destruir tudo em nome da economia pecuária e agroexportadora no Mato Grosso.

O padrão brasileiro de crescimento, ocupação dos solos e das águas, e de extração de recursos naturais é raramente digno de aplausos. Seria benéfico, por exemplo, se a produção de alimentos atendesse primeiramente à demanda interna para, se restar, seguir a outros países. Acontece o inverso: primeiro se exporta; se sobrar, vai para consumo interno. A reversão deste quadro poderá ocorrer dando-se mais oportunidade aos pequenos produtores e evitando-se os monopólios.

Nosso sistema eleitoral vicioso, porém, reproduz-se com financiamento privado que mantém os fantoches públicos. Que político falaria contra os monopólios nos negócios, as máfias de todo tipo, o crescimento que mantém a maioria na ilusão do consumo e outros retrocessos que reproduzem práticas coloniais no país onde a modernidade se arranha em feitos e se idealiza em utopias?

O Brasil está numa fase em que é hora de despertar após o oitavo sono, mas esta reação dificilmente virá de outros grupos que os próprios candidatos a cidadãos. Estes, para deixar a condição de meia-cidadania, deverão cair na realidade onde não dá mais para acreditar que o país seja a "bola da vez" se, em suas cidades, dirigem-se carros de última geração em ruas esburacadas, falta energia elétrica quando chove e a insegurança prevalece (com furtos em domicílio e em comércios varejistas, explosão de caixas eletrônicos e ônibus incendiados).

A lorota do PIBão há muitos anos tem reunido cenas para um belo filme ficcional, a menos que comecemos por assumir as falhas de como movemos as rodas deste rico país e prefiramos um documentário revelador das potencialidades nacionais.

http://www.brunoperon.com.br

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

José Airton inclui no PAC Seca projetos de combate a seca para Apuiarés e litoral leste

 

 

“Será a concretização de um sonho antigo de levar água para a nossa região", José Airton.

Em audiência (27/12) com Ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra e seu assessor parlamentar Moacir Alvarenga Casagrande, o deputado federal José Airton tratou de dois relevantes projetos de combate a seca no Ceará, o Eixo-Jaguaribe e o projeto da construção do Açude O Paulo, em Apuiarés. Essa última obra é do DNOCS e o Deputado já alocou o valor de R$ 3 milhões. De acordo com José Airton, o projeto ainda precisa da complementação de mais R$ 7 milhões. O Deputado afirmou que o Ministro se comprometeu, nessa audiência (27/12), na realização dos dois projetos.

O Projeto EIXO-JAGUARIBE – ICAPUI, será incluindo no PAC SECA-Cinturão das Águas do Ceará, projeto este que já está sendo elaborado pela Secretaria de Recursos HIDRICOS do Ceará (SRH), abrangendo os municípios de Aracati, Jaguaruana e Icapuí , vindo de Itaiçaba no Rio Jaguaribe, com uma extensão de 10 km de adutora e 40 km canal.

José Airton explicou para o Ministro sobre a atualização do Projeto pelo Governo do Estado, um pedido que ele fez ao governador Cid Gomes no inicio de 2012 e que está em fase de conclusão. Por isso o Deputado releva a inclusão destes projetos no PAC. “Será a concretização de um sonho antigo de levar água para a nossa região, beneficiando os produtores de Jaguaruana, Aracati nos distritos de Cajazeiras, Cacimba Funda e Mata Mafresca, e, em Icapuí, a região do Gravier, Melancias e Manibu”, justificou José Airton.

Claudia Vidal - Jornalista: DRT 6203/PR

(85) 8710.1313

Assessoria de Imprensa

Deputado federal José Airton Cirilo (PT/CE)

MANIFESTO DE APOIO AO EX-PRESIDENTE LULA

 

O Partido dos Trabalhadores de Sobral manifesta solidariedade ao Ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva que está sofrendo ataques e calúnias dirigidas por setores da mídia conservadora nacional.

O Presidente Lula contribuiu no processo de redemocratização do país e construiu uma trajetória política que orgulha o povo brasileiro. Dedicou a sua vida para a construção de um Brasil mais justo e igualitário, implementando de forma brilhante propostas de um governo popular e democrático quando comandou o Brasil.

Os trabalhadores e trabalhadoras sobralenses reconhecem todos os avanços conquistados no governo do Presidente Lula, especialmente a geração de empregos e melhoria da renda, fortalecimento dos movimentos sociais, efetivação de políticas públicas que permitiram a inclusão de milhões de pessoas que antes viviam excluídas e em condições desumanas. Lula fez ressurgir a esperança e muitas famílias que viviam em completa situação de empobrecimento, implementando programas sociais, possibilitando a milhões de jovens o acesso ao ensino técnico e universitário, e criando as secretarias especiais para assegurar os direitos das minorias.

Portanto, ao reconhecermos os avanços do seu governo para este município, repudiamos os ataques que pretendem desqualificar todas essas conquistas do povo brasileiro.

Conclamamos a sociedade brasileira a refletir sobre esses acontecimentos frente aos avanços conquistados a partir do governo Lula.

Partido dos Trabalhadores de Sobral/CE.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

ANSEIOS DE ANO NOVO

Por Luiz Carlos Amorim – Escritor – http://luizcarlosamorim.blogspot.com
Como eu já disse em outra oportunidade, a gente recebe um monte de entulho pelo correio eletrônico, diariamente, mas às vezes chegam coisas espetaculares. Recebo da minha amiga Fátima de Laguna um clipe via Youtube que é um belíssimo cartão de Ano Novo. É uma música cantada por Sandra de Sá, por um cantor de Cabo Verde, Ilo Ferreira, e vários outros cantores e instrumentistas de diversos países, como Buenos Aires, Chile, India, Espanha, Jamaica, etc.
A música é linda, cantada em português e uma outra língua que eu não consegui identificar, talvez seja bengalês, mas não tenho certeza. E digo que é o cartão de Ano Novo ideal, porque a letra é simples, mas diz muito, diz tudo o que queremos para o nosso futuro, para o futuro do ser humano e do lugar onde vivemos.
Vejam alguns trechos: “Peço a Deus / que os homens encontrem / os seus sonhos perdidos / e que os sonhos despertem / esses olhos dormidos / que o amor transborde / e que vamos em paz. // Peço a Deus / que nos mande do céu / muita sabedoria / um amor verdadeiro / que ninguém passe fome / um abraço de mãos / que vivamos em paz / que terminem as guerras / e também a pobreza / Encontrar alegrias / entre tanta tristeza / que a luz ilumine / as almas perdidas / e um futuro melhor.” Alguém já tinha traduzido um cumprimento entre os seres humanos como “um abraço de mãos”? Pois é.
Não é lindo? Não é a mais pura verdade? Não é o que todos queremos, o que todos pedimos? Como disse a minha amiga Fátima: Natal é isto: gente unida pela música. Parafraseando Mercedes Sosa: “a paz é cantarmos todos juntos!”
O nome do clipe é Satchita (acho que é o nome da música) e a música, como disse, traduz nossos anseios e esperanças para um futuro melhor.
Considerem a sua letra o meu cartão de Ano Novo. E tenham todos o Ano Novo mais feliz de suas vidas.

Prefeitura iniciará emissão de contracheque via Internet, ainda este mês.

 

 

A Prefeitura de Sobral iniciará, a partir deste mês de dezembro, o serviço de emissão de o contracheques via Internet para os servidores municipais. A medida agiliza a emissão dos extratos de pagamento e beneficia os servidores, que passam a ter o documento disponível on-line.
De acordo com o Secretário da Gestão, Anastácio de Lima, “até o final do primeiro semestre de 2013, o contracheque será emitido exclusivamente por meio eletrônico, trazendo economia ao erário, otimizando os recursos humanos e contribuindo com a política de gestão socioambiental sustentável da Prefeitura de Sobral”.
O passo-a-passo para o primeiro acesso ao sistema de emissão do contracheque on-line estará detalhado no extrato de dezembro. “Nesse primeiro momento, estarão disponíveis os extratos de pagamentos relativos a 2012 e, até o final de janeiro de 2013, os servidores poderão acessar os contracheques do período 2008-2012”, explica Anastácio. Para alterar a senha de acesso ao sistema de emissão do contracheque on-line, os servidores devem procurar o Setor de Recursos Humanos da Prefeitura Municipal, no Paço Municipal. Saiba mais:(88) 3677-1227.

Do Blog de Sobral

ONU se “escandaliza” com STF

 

 
Escrito por Daniel Pearl

    Seria muito ruim que prevalecesse no Judiciário uma perspectiva que coloca os interesses comerciais das empresas acima dos direitos das crianças e adolescentes
    Por João Brant - Brasil de Fato
    O relator especial da ONU para liberdade de expressão, Frank la Rue, esteve no Brasil em meados de dezembro para uma visita a convite do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação. Como não era uma visita oficial, ele não quis se pronunciar sobre a situação do país, mas um assunto específico chamou sua atenção e o fez abrir uma exceção: ele se disse ‘’escandalizado” com possibilidade do STF derrubar a vinculação horária da classificação indicativa de programas de televisão.

    La Rue estava se referindo à ação de inconstitucionalidade apresentada pelo PTB e apoiada pelas emissoras de TV que tenta derrubar a obrigação das emissoras respeitarem faixas horárias para veicular programas voltados apenas a determinadas idades.
    As palavras do relator são claras. “Fiquei escandalizado que o Supremo Tribunal Federal esteja vendo conflito entre liberdade de expressão e a proteção à infância. Não posso entender e em nenhum país vi uma corte suprema que esteja disposta a sacrificar a proteção da infância por outros interesses. É absolutamente absurdo. A vinculação horária não é uma violação à liberdade de expressão. A liberdade tem limites. Defendo a liberdade ampla, mas reconheço os limites. Neste caso, o Estado tem obrigação de regular a proteção da infância. Senão, dá-se a impressão de que interesses econômicos podem se sobrepor a outros interesses”.
    O susto do relator tem sentido. A ação começou a ser votada em novembro de 2011, e depois dos votos de quatro ministros, todos favoráveis à derrubada da vinculação de horários, foi suspensa por um pedido de vistas do ministro Joaquim Barbosa. Desde então, o processo não foi retomado.
    Esse alerta deveria ser levado em conta pelo STF na continuidade da análise da ação. Seria muito ruim que prevalecesse no Judiciário uma perspectiva que coloca os interesses comerciais das empresas acima dos direitos das crianças e adolescentes. Entidades da sociedade civil brasileira já vinham alertando para esse perigo. O reforço, agora, vem da insuspeita relatoria de liberdade de expressão da ONU.
    Artigo originalmente publicado na edição impressa 512 do Brasil de Fato

    Povo confia mais em Dilma que no STF, na mídia e no Congresso

     

    Escrito por Daniel Pearl

       

       

       

       

       

       

       

      Pesquisa Ibope mostra que quase metade dos brasileiros não confia nos ministros do Supremo, e que 65% não depositam confiança no trabalho do Legislativo.
      Por: Redação da Rede Brasil Atual.
      São Paulo – Pesquisa do Ibope divulgada hoje (24) mostra que praticamente a metade dos brasileiros não confia no Supremo Tribunal Federal (STF), e 65% não depositam confiança no trabalho do Congresso. Os

      dois poderes envolvidos em um bate-boca político neste fim de ano mostram-se menos confiáveis aos olhos da população que a presidenta Dilma Rousseff, que em pesquisa divulgada no começo de dezembro obteve taxa de 73%.
      Segundo dados publicados pelo jornal O Estado de S. Paulo, o índice de 54% obtido pelo STF fica bem abaixo da instituição mais confiável, o Corpo de Bombeiros, com 83%, e está nove pontos atrás da Presidência da República como um todo, que recebe voto de confiança de 63% dos entrevistados.
      Esta foi a primeira vez que a sondagem mediu o índice de confiança no Supremo, que ocupou toda sua agenda do segundo semestre com o julgamento da Ação Penal 470, o chamado mensalão. Nas últimas semanas, os magistrados acirraram o clima com o Legislativo ao definir pela cassação de mandato dos deputados condenados pelo caso – segundo a Constituição, apenas os próprios parlamentares podem definir este tipo de questão. Entre junho e dezembro, o respaldo ao trabalho do Judiciário como um todo foi de 53% para 47%.
      Os que mais confiam no trabalho dos ministros do STF são os mais ricos (60%), os moradores das regiões Norte e Centro-oeste (60%) e os que têm mais de 50 anos de idade (56%).
      Em meio a pequenas variações no geral, a pesquisa do Ibope mostra que os brasileiros têm confiado cada vez menos nos meios de comunicação. Em quatro anos, o índice de aprovação do trabalho da imprensa em geral recuou de 71% para 60% – abaixo, portanto, do Planalto.
      O Congresso, que despertava a confiança de 36% dos entrevistados em junho, foi agora a 35%, próximo do índice obtido pelos partidos políticos. Ambos figuram atrás da polícia, com 40%, e do sistema eleitoral, com 54%.

      quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

      Mais de 3 mil inquéritos da PF apuram desvio de verba pública em prefeituras

       

      Investigações da Polícia Federal envolvem quase 500 prefeitos e ex-prefeitos sob suspeita

      Fausto Macedo - O Estado de S.Paulo

      A Polícia Federal conduz 3.167 inquéritos sobre desvios de recursos e corrupção envolvendo prefeituras em todo o País. Estão sob investigação 484 prefeitos e ex-prefeitos por violação ao Decreto Lei 201/67, que define os ilícitos de responsabilidade de administradores municipais.

      Veja também:
      link Operação da PF faz busca em casa do prefeito de Duque de Caxias
      link MP denuncia e pede a prisão de ex-diretor Hussain Aref
      link MPF denuncia 'igreja' que girou R$ 400 mi

      A prefeitura de Amontada (CE) é investigada por suposto desvio de verba para saneamento básico - sitedanotica.com

      sitedanotica.com

      A prefeitura de Amontada (CE) é investigada por suposto desvio de verba para saneamento básico

      Os dados constam de levantamento realizado pela Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) – braço da PF que aloja setores estratégicos da instituição, inclusive o serviço de análise de dados de inteligência e a divisão de repressão a crimes financeiros.

      O Maranhão é o Estado onde a PF mais trabalha, com um acervo de 644 inquéritos relativos a fraudes em gestões municipais. A Bahia está em segundo lugar, com 490 inquéritos, seguida de Ceará (296), Piauí (285), Pará (196) e Pernambuco (194).

      "Certamente esses Estados, por serem mais carentes, com IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) muito baixo, acabam recebendo mais recursos da União, verba vinculada, e aí, obviamente, nessas regiões pode ocorrer mais desvios", disse o delegado Oslain Campos Santana, chefe da Dicor. Em São Paulo, são 96 os inquéritos sobre gestores que atropelaram a lei; em Alagoas, 83; e no Rio de Janeiro, 60.

      Além de prefeitos e ex-prefeitos, são investigados 182 servidores municipais, 87 secretários municipais e 63 funcionários que ocupam cargos de comissão.

      Esses dados são relativos apenas à atuação da PF – centenas de outros prefeitos e ex-prefeitos são réus em demandas movidas pelo Ministério Público nos Estados, que detém competência para propor ações com base na Lei da Improbidade.

      Conluio. Oslain Santana é um policial tarimbado. Já passou por setores sensíveis da corporação e lugares remotos do País desde que ingressou na PF, há 17 anos. Ao analisar as informações relativas aos malfeitos das prefeituras, ele faz uma ponderação. "Muitas vezes pode ser que não tenha crime de prefeito ou envolvimento do ordenador de despesa. Pode ter havido um conluio entre empresários que formam cartel para fraudar licitação."

      Ele observa que, com tantos inquéritos, a polícia acaba contrariando interesses. "Não temos partido. A corrupção é própria do ser humano. As instituições são boas, os homens não são tão bons assim."

      O mapeamento abrange ainda os inquéritos sobre crimes de violação à Lei 8.666/93 (licitações) e contra a administração pública – peculato, concussão (extorsão por servidor público), corrupção passiva e ativa, tráfico de influência e inserção de dados falsos nos programas de informação. Esses inquéritos estão à parte das investigações referentes exclusivamente às administrações municipais.

      Tais ilícitos são praticados com recursos da União em todos os níveis da administração municipal, estadual e federal, e todos os Poderes, que somam 8,1 mil inquéritos, ou 10% do volume de investigações sob responsabilidade da PF.

      Ex-deputados. Neste lote do levantamento estão na mira da PF 34 ex-deputados federais, que perderam o foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal, uma vez que não exercem mais o mandato. Também são investigados nesse bloco 384 servidores públicos federais da administração direta e indireta e 1.633 agentes públicos municipais.

      Por fraude à Lei de Licitações a PF mantém em curso 1.958 inquéritos. Peculato (quando o funcionário público desvia bens da administração) é alvo de 1.944 inquéritos, seguido da corrupção passiva (504), ativa (94) e concussão (145).

      Em valores globais, todos os contratos sob apuração – os das prefeituras e os dos demais órgãos de governo – somam R$ 11,651 bilhões. "Não quer dizer que esse seja o montante desviado, é bom que fique claro. O valor se refere aos contratos que estão sob investigação", assinala Oslain.

      Especificamente com relação às prefeituras, a PF usa como instrumento legal para enquadrar gestores à margem do decoro o Decreto Lei 201, que dispõe sobre a responsabilidade dos prefeitos e vereadores e prevê 23 situações que provocam danos ao erário – apropriação de bens ou rendas públicas, desvios em proveito próprio ou alheio, deixar de prestar contas anuais, ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por leis, fraudes à licitação, e outros. A sanção vai de 2 anos a 12 anos de prisão.

      "São elevadíssimos os recursos que a União repassa para os municípios, principalmente através de convênios nas áreas de educação e saúde", diz Oslain. O delegado lembra que a PF não atua isoladamente. Grande parcela dos inquéritos instaurados tem base em auditorias da Controladoria-Geral e do Tribunal de Contas da União.

      terça-feira, 25 de dezembro de 2012

      Brasil é reconduzido para novo mandato na Comissão de Construção da Paz, da ONU

      Stênio Ribeiro
      Repórter da Agência Brasil

      Brasília – O Brasil foi reconduzido na segunda-feira (24), por aclamação, para mais um mandato de dois anos no Comitê Organizacional da Comissão de Construção da Paz (CCP) das Nações Unidas, informou hoje (25) o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

      Criada em 2005, a CCP tem como principal objetivo auxiliar os países recém-saídos de conflitos armados a alcançarem estabilidade política e econômica, e o Comitê Organizacional, composto por 31 países, estabelece as diretrizes de atuação da CCP.

      O Brasil é membro do Comitê Organizacional desde que a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em 20 de dezembro de 2005, criou o colegiado, composto por sete nações escolhidas pelo Conselho de Segurança (China, Colômbia, França, Marrocos, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos); sete países eleitos pelo Conselho Econômico e Social (Egito, Chile, República da Coreia, Ruanda, Espanha, Ucrânia e Zâmbia); cinco dos principais contribuintes para os orçamentos das Nações Unidas (Canadá, Holanda, Japão, Noruega e Suécia); cinco dos principais fornecedores de militares para as missões da ONU (Bangladesh, Índia, Nepal, Nigéria e Paquistão); e sete membros eleitos pela Assembleia Geral da ONU (Brasil,. Benin, Croácia, Indonésia, El Salvador, Tunísia e Uruguai.

      Edição: Fernando Fraga

      Feliz Natal!

       

      Todos os que chegavam eram recepcionados com um aperto de mão, um sorriso e um abraço; depois podiam escolher seus lugares e ir sentando onde lhes parecesse melhor. A noite estava quente e convidava para uma cervejinha gelada. O papo rolava solto e as pessoas foram, pouco a pouco, entrando num clima festivo e descontraído. O anfitrião fez questão de tirar fotos em todas as mesas, abraçando as pessoas, sorrindo, demonstrando sua satisfação e alegria. Puxa vida, eu me senti em casa. Foi uma comemoração como poucas, pois teve um toque a mais, contou com a ternura, o respeito e o contentamento do anfitrião. Para quem é pouco reconhecido no dia a dia de trabalho, uma atenção sempre aquece a alma e faz bem ao coração. Sei que todos os que lá estavam partilham a mesma opinião, pois não é sempre que se ganha um carinho. Aos que deixaram de ir, apenas a constatação de que perderam mais que um jantar, uma verdadeira confraternização entre amigos queridos.

      Como você pode perceber, esse deveria ser o verdadeiro clima de Natal. Pessoas que se gostam reunindo-se para celebrar a vida, o ano que está prestes a findar, as conquistas e alegrias presentes nos últimos 358 dias do ano (contei até o dia 24 de dezembro). É certo que também temos dissabores e tristezas, mas relembrá-los é sofrer duas vezes e acho isso completamente desnecessário. Se podemos optar em rechear a nossa mente com bons pensamentos, para que nos deixar contaminar com o amargor de dias difíceis e tristes? A vida é para ser comemorada, pois a cada dia vivido travamos uma batalha na qual saímos vencedores. Sobrevivemos mais um dia. Precisamos expressar nosso afeto pelas pessoas, aprender a dividir nossa alegria e também as nossas posses pois, em última instância, se temos demais é porque alguém tem de menos, e todos têm o direito de celebrar e viver.

      Vamos aproveitar este Natal para fazer um exame de consciência, e avaliar de que forma temos contribuído para melhorar a vida das pessoas à nossa volta. Sei que podemos fazer um pouquinho. Faça a sua parte e, se todos assim fizerem, o mundo vai ficar bem melhor, com certeza. Tem gente que tem fome; dê de comer. Tem gente que tem medo; estenda a mão. Tem gente que vive na indigência; ofereça trabalho. Tem gente que só quer um pouco de atenção; pare, olhe nos olhos, e ouça. Você estará ajudando a melhorar a humanidade. Muitos se queixam de incompreensão, falta de carinho, e oportunidade. Culpam o mundo por suas mazelas e exclusão. Ofereça o que pode; talvez a oportunidade, quiçá o carinho ou a compreensão. Faça a sua parte e todos ganharão com isso.

      Papai Noel não veio somente para os mais favorecidos; Ele crê que todos têm as mesmas necessidades e foi por todos que deu sua vida na cruz. Existe Noel que traz o vermelho nas roupas, mas nosso Jesus cobriu-se de sangue, seu próprio sangue, para nos fazer crer no Natal. Gente, o Natal não pode ser apenas comercial; tem de gerar mudança de vida. Nosso Papai Noel nos deu um presente muito especial, seu próprio exemplo e vida, para que tivéssemos esperança e um modelo a seguir. Neste Natal pare e pense. Tenho certeza de que sua vida não será mais a mesma de antes.

      Maria Regina Canhos Vicentin (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora.

      www.mariaregina.com.br.

      Uma linda imagem que assustou alguns

      DSCF1338

      Domingo, dia 23 deste, apareceu esta imagem maravilhosa no Sol, provocada por uma alta umidade no ar. Ou seja, muitos cristais de gelo na alta atmosfera, mas mesmo assim, muitas pessoas ficaram com medo e ligaram para mim, perguntando se isso tinha alguma coisa relacionada ao Calendário Maia e mais especificamente, se era o fim do mundo. Me ligaram pelo fato de eu ser Ufólogo e ter dados várias entrevistas radiofônicas falando o Calendário Maio e as tais profecias sobre o fim do mundo em 21/12/2012. Claro que respondi que não era nada disso, era apenas um belíssimo fenômeno natural em função da umidade relativa do ar e no máximo prenuncia uma grande possibilidade de chuvas e nada mais. Como eu estava saindo da zona urbana de Sobral, até enquanto meu celular teve sinal, respondi aos que me ligaram, umas seis pessoas mais ou menos. Que este sinal seja o símbolo da bonança que desejo a todos os leitores deste blog, para o 2013. Um grande abraço e muita PAZ a todos.

      Jacinto Pereira

      segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

      Feliz Natal e Prospero 2013!

       

      O Natal se aproxima e com ele chega 2013.

      É momento de Paz, Alegria, Reflexões, Comemoração, Orações, Troca de Presentes, Fazer e Receber Visitas de Amigos e Parentes.

      clip_image002

      Quero expressar a minha solidariedade a todos aqueles que aproveitam este momento para viver o Nascimento do Menino Jesus e festejar a chegada do Ano Novo.

      Que possamos sentir a presença de Jesus nas grandes comemorações, nas reuniões de famílias, nas crianças abandonadas, nos moradores de rua, nos enfermos e encarcerados, nas famílias sem lar, nos que sofrem descriminações ou injustiças sociais, naqueles que já não encontram mais motivos para sorrir e nem esperança de serem felizes.

      Que 2013 seja um ano de fartura para o nosso trabalhador rural, de muitas alegrias para as donas de casa, de muito sorriso no rosto de nossas crianças, de amor e paz para nossa juventude.

      Que convidar a todos para continuar a nossa luta em defesa dos necessitados, sendo porta-voz daqueles que não sabem falar, denunciando as mazelas da nossa sociedade e as injustiças sociais.

      Quero agradecer aos milhares de ouvintes dos programas Agronomia em Ação -Caminhando com a Comunidade- e A Comunidade e o Cidadão (ZYL – 383 - Rádio FM Comunitária 6 de Abril – Cruz - CE)e aos leitores dos Blogs www.blogdafolha.blogspot.com; www.blogdodrlima.com e www.mendesemendes.com através dos quais levamos noticias com credibilidade e responsabilidade a todos os nossos leitores.

      Que seja um ano de geração de emprego e renda para nossa juventude. Que todas as festas e alegrias de Fim de Ano permaneçam entre nós no Ano Novo. Que as Luzes do Natal nos iluminem em 2013.

      Dr. Lima

      domingo, 23 de dezembro de 2012

      Oposição: mais um ano de derrotas dentre muitos de fracassos

       

      Além da eleição de 2012, PSDB perdeu as três nacionais anteriores...

      Chegamos praticamente ao fim de mais um ano, hora de balanço da ação da oposição. Se fizer sua própria avaliação com realismo, a oposição vai chegar a conclusões melancólicas. Vai reconhecer que viveu mais um ano de completo fracasso. Ela atravessou 2012 dividida e entra em 2013 rachada. Prosseguiu sua jornada errante e errática, sem rumo, metas, projetos ou programas para o país.
      Ao invés de elaborá-los e defendê-los, preferiu continuar dividida entre os candidatos majoritários de sempre para o Brasil, os que apresenta desde o final do século passado, sem se renovar. Desde o final da década de 80, seja em São Paulo, seja nas eleições majoritárias nacionais (exceção duas em que elegeu FHC), apresenta sempre os mesmos candidatos: José Serra e Geraldo Alckmin.
      Saiu com Serra para presidente em 2002 e em 2010, para prefeito de São Paulo em 2004 e governador do Estado em 2006; com Alckmin para governador em 2002, presidente da República em 2006 e prefeito da capital em 2008. Perdeu a grande maioria dessas eleições. O próprio Serra ganhou uma, mas perdeu outras três eleições como candidato a prefeito paulistano, inclusive a deste ano.
      Tucanato perdeu as quatro últimas eleições nacionais
      O senador Aécio Neves (PSDB-MG) mais recentemente, a partir dos anos 90, tenta entrar nesse páreo. Tentou ser candidato a presidente em 2010, sem sucesso. Ficou sempre só sonhando e se inviabilizando. Resultado: o tucanato perdeu as quatro últimas eleições nacionais, as de 2002, 2006, 2010 e a deste ano, já que foi derrotado numa eleição que também pode ser considerada nacional, a de prefeito de São Paulo, maior e mais importante cidade do país.
      A oposição, além de perder teve de se submeter a ditames de José Serra, da direita do PSDB, que impôs campanhas extremamente infelizes, com temas que nada tinham a ver com uma disputa eleitoral: teve um medo, pânico, em 2002 e 2006, de assumir a privataria que fez nos oito anos de FHC; depois veio com o aborto e a questão da religião em 2010; e ao final, com a questão de gênero, um kit gay que exploraram na campanha deste ano.
      Não fez política no sentido exato da palavra. Ficou todo o tempo no denuncismo que lembrava a velha UDN. Ressuscitou o discurso moralista, do puritanismo udenista. Só faltou rondar os quartéis, prática em que a UDN foi mestra. Agora a oposição entra em 2013 com um candidato a presidente já lançado, Aécio Neves; com Alckmin que não fez nada no governo e sequer enfrentou os apagões que infernizam a população paulista - nos transportes, segurança pública, educação, saúde, etc - jogando tudo na própria reeleição; e com Serra como um grande mudo. Só falta Serra querer ser candidato de novo em 2014.
      PSDB vê parceiros minguar

      Mas isso ele ainda não abre, o que permite um certo fôlego ao senador Aécio Neves - lançado candidato ao Planalto pelo ex-presidente FHC - que nos dois primeiros anos no Senado, ainda não disse a que veio. O mais da oposição continuou o mesmo: o PPS com sua triste sina, história e trajetória de eterna linha auxiliar tucana e o DEM quase dizimado pelo PSD refundado pela terceira vez pelo prefeito Gilberto Kassab.
      Resumo dessa ópera: não há como se fazer uma análise de 2012 e dos anos recentes sem registrar resultados muito ruins para a oposição. Realmente, Serra foi fragorosamente derrotado na disputa pela prefeitura paulistana mais uma vez este ano, o balanço do governo Alckmin é ruim, dos piores mesmo, e a atuação do senador Aécio apagada. Isso sem falar nas duas campanhas de direita de José Serra (para a presidência em 2010 e para a prefeitura de São Paulo neste 2012, e do denuncismo - só - com que a oposição pauta sua atuação.

      Do Blog do Zé

      sábado, 22 de dezembro de 2012

      Não é do jogo

       

      Eliana Calmon foi a magistrada que mais deu o que falar nos últimos anos com suas declarações polêmicas, como a dos bandidos de toga, numa alusão a juízes desonestos e com desvio de conduta até ao ponto de cometerem crimes. Ela só foi ultrapassada pelo mais famoso Joaquim brasileiro.

      Seu paralelo ao julgamento do mensalão se dá apenas por sua indicação para o cargo ter sido semelhante à do ministro Luiz Fux. Eles se tornaram ministros graças à gente da pesada, que dispensam apresentação. Ela, apadrinhada por Edison Lobão, Renan Calheiros, Antonio Carlos Magalhães e... Jader Barbalho. Luiz Fux, por nada mais e nada menos do que o mensaleiro José Dirceu, um dos condenados por Ele. Com o agravante de ter sido indicado quando seu pupilo já era réu no processo do mensalão.

      Foram eles quem declararam seus padrinhos. Essas afirmativas dão a entender que não existe outro caminho para se alcançar as indicações a não ser por esse viés político, que, se for verdadeiro, os demais membros da Suprema Corte deveriam esclarecer por quem foram agraciados. Estariam dispensados Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.

      Mesmo que não se aplique ao caso concreto, não é sem sentido que alguns condenados e seus simpatizantes afirmam tratar-se de um julgamento político. Mas a questão é o caminho tortuoso para se chegar a tão relevante posto. Sendo assim, supõe-se que várias pessoas, com a mesma qualificação técnica de Luiz Fux e Rose Weber estão fora dessas cadeiras ou por falta de padrinhos, mesmo que do nível desses, ou por que não trilharam a cartilha.

      Nossa sociedade é mesmo tolerante com descaminhos. Algumas afirmativas de domínio público falam por si. “Se eu tivesse no lugar dele, talvez fizesse a mesma coisa”. Essa frase traz uma dúvida apenas para aliviar e serve para alguém que não devolve o que encontra ou faz referência a alguma falcatrua de um político corrupto. Sem dúvida nenhuma são os tais meios a justificar os fins, tese ligada umbilicalmente à gestão “rouba, mas faz” de Paulo Maluf.

      Pelo desempenho de ambos, ainda que no caso concreto se trate de duas figuras acima de suspeitas, as reações deveriam ser imediatas. Não houve e os comentários na imprensa soarem amistosos, românticos. Luiz Fux alegou que fora apresentada ao Zé Dirceu. Assim, com a inocência de uma criança. Já Eliana Calmon disse que, sem esse tipo de ajuda, não se chega lá.

      Há necessidade de se reiterar que o brasileiro tem idolatria por uma deferência gratuita, mais pelo cargo, do que pelo desempenho ou correção do agente. O maior símbolo foram os gritos mortais de “ai, doutor!”, proferidos por Mário José Josino a cada borrachada do PM Rambo, na Favela Naval, em Diadema, São Paulo. Acrescente-se que até o começo de 2012 a família ainda não tinha sido indenizada pelo governo do Estado de São Paulo.

      Talvez os ministros possam ser aliviados pela frase de Graciliano Ramos, em “São Bernardo”, ao dizer que fizera coisas boas que lhe trouxeram prejuízo; fizera coisas ruins que lhe deram lucro. No Facebook, a rede da moda, circula sempre uma frase sobre qual o mundo que a gente pretende deixar aos nossos filhos, rebatida com a preocupação de saber que filhos a gente deixa para o mundo. Caberia a pergunta a ambos se eles recomendariam o mesmo caminho a seus filhos. A resposta seria um indicativo quanto à inocência ou à correção do caminho escolhido pelos brilhantes magistrados. Esse pode ser o único caminho desse jogo, mas só joga quem é do jogo.

      Pedro Cardoso da Costa – Interlagos/SP

      Bacharel em direito

      ROBERTO PESSOA ENTREGA HOSPITAL DA MULHER E DA CRIANÇA

      O prefeito Roberto Pessoa entrega neste domingo, 23, às 16 horas, o Hospital da Mulher e da Criança Eneida Soares Pessoa. A Unidade foi projetada para oferecer uma melhor assistência à mulher maracanauense. O atendimento iniciou-se parcialmente em maio de 2012 com Centro de Parto Normal – CPN (primeiro do Ceará na Rede Cegonha), Emergência de Obstetrícia com enfermaria de observação, Ginecologia e enfermarias de internação. Com a conclusão da obra, passam a funcionar o Centro Obstétrico, a UTI neonatal e o Projeto Canguru. A obra foi orçada em 8 milhões e é resultado de um convênio com o Ministério da Saúde.

      Saiba mais: A área no entorno do Hospital foi toda urbanizada com rampas destinadas a cadeirantes, bem como estacionamento com vagas exclusivas aos portadores de necessidades especiais. Foi projetado, ainda, um jardim com bancos, criando uma área de convivência aos pacientes e visitantes. (EL)

      Contatos para entrevista:

      Cristina Oliveira, diretora administrativa: 9924.4719.

      Assessoria de Comunicação

      21 de dezembro de 2012

      85 – 3521 5894

      Ministério da Integração Nacional libera verba para perímetros irrigados do Ceará

       

      O Deputado José Airton esteve (20/12) no ministério da Integração Nacional com o Chefe de Gabinete do Ministro Wagner Maciel. A pauta tratou sobre liberações de recursos para o Ceará. O Deputado confirmou a informação da liberarão de recursos da ordem de R$ 1,7 milhões para os perímetros de irrigação de São Luís do Curu/Paraipaba e São Luís do Curu/Pentecoste. Um trabalho antigo do Deputado que vem se empenhando nesse projeto para Região, ele acredita no potencial do Vale do Curu e na força do agricultor local.

      Para o perímetro de Paraipaba serão destinados R$ 869 mil, enquanto o de Pentecoste, com uma população maior, receberá R$ 896 mil. Os benefícios serão alocados por intermédio do Dnocs e os recursos serão utilizados na recuperação da área e na substituição do maquinário. O município de Pentecoste também receberá recursos para a recuperação das estradas vicinais.

      Claudia Vidal - Jornalista: DRT 6203/PR

      (85) 8710.1313

      Assessoria de Imprensa

      Deputado federal José Airton Cirilo (PT/CE)

      O sábado em Sobral é uma animação só

       

      DSCF1319

      Praça de Cuba às dez horas já com barracas montadas, onde cada empresa expõe seus produtos e tenta se aproximar do público, aproveitando esse período natalina.

      DSCF1320DSCF1322

      Uma carreata de protesto pelo descaso dos poderes públicos ligado´s à saúde, pela  não colocação em funcionamento de uma UTI pediátrica que foi inaugurada ha dois anos, onde a falta desse serviço especializado já resultou em morte de crianças.

      DSCF1323DSCF1325

      No Becco do Cotovelo, No programa do Ivan Frota, a Associação dos Amigos do Becco homenageou o Vereador e Presidente da Câmara João Alerto e sua esposa Maria Imaculada. Também houveram discursos dos responsáveis pela carreata já citada, enfatizando os prejuízos provocados provocados à sociedade em função da inatividade da UTI Pediátrica.

      DSCF1326DSCF1330DSCF1333

      No bar e restaurante do Chico Loiola os radialistas Wilson Gomes, Sabino Melo e Bené Fernandes entrevistavam o Suplente de Dep. Estadual e candidato em Sobral nas últimas eleições, Dr. Guimarães do PV. Logo em seguida apareceu o Ministro Leônidas Cristino que além de ser fotografado por repórteres e ser entrevistado, fez um rápido lanche com amigos, dentre eles o diretor da Radio Tupinambá e Radialista Paulo Roberto que aparece na foto acima com ele.

      DSCF1335

      Lojas cheias de clientes fazendo a alegria dos comerciantes.

      DSCF1334

      Por fim, mais uma carreata promovida por empresas para chamar a atenção dos futuros clientes.

      Foi isso que vi em minha tradicional vista de Sábado ao Corredor da Democracia Sobralense.

      Por Jacinto Pereira

      sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

      Deputado José Airton participa de manifestação em apoio a Lula

       

       

      Ao lado de militantes e parlamentares do Partido dos Trabalhadores e partidos da base governista, o deputado federal José Airton Cirilo (PT/CE) participou, no Salão Verde da Câmara dos Deputados, de ato em defesa do ex-presidente Lula.

      De acordo com o parlamentar, nas últimas semanas, o ex-presidente vem recebendo inúmeros ataques de determinados setores da mídia e da oposição, que buscam vincular o seu nome ao caso do mensalão e à ex-chefe de gabinete do escritório da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Noronha, indiciada pela Operação Porto Seguro.

      José Airton analisou que o objetivo desses setores tem como foco as eleições de 2014, pois querem desconstruir a imagem e o trabalho que o ex- presidente realizou em todo o país, entre 2003 e 2010, quando esteve à frente da Presidência da República e, em seguida, irão mirar a presidenta Dilma Rousseff.

      “O objetivo desses ataques fica claro quando os institutos de pesquisa divulgam a ampla liderança de Lula e Dilma na corrida presidencial de 2014. Determinados meios de comunicação produzem qualquer ilação sobre o ex-presidente Lula, mas jogam para debaixo do tapete de suas redações, de forma absurda, provas cabais contra o governo tucano, como, por exemplo, a emenda que permitiu a reeleição do FHC, a privataria tucana, o esquema de corrupção durante o governo do DEM no Distrito Federal e os envolvidos na CPI do Cachoeira”, afirmou José Airton.

      Marco Maia - O presidente da Câmara, Marco Maia, também participou do ato e destacou que, em suas viagens oficiais ao exterior, pôde testemunhar como Lula é respeitado fora do Brasil por seu governo e por ter tirado mais de 40 milhões de pessoas da pobreza absoluta.

      "Aqueles que hoje acusam o presidente Lula e tentam macular a sua imagem não sabem o que é passar fome; o que é trabalhar 24 horas por dia para alimentar a família; o que é não ter luz elétrica em casa. São aqueles que não conhecem a vida dura do trabalhador no Brasil", disse Maia.

      Joaquim Barbosa rejeita prisão imediata de condenados

      Por Ricardo Brito e Eduardo Bresciani | Estadão Conteúdo

      O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, negou nesta sexta-feira (21) a prisão imediata de 25 condenados no processo do mensalão. Barbosa rejeitou o pedido feito pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, para mandar os culpados na ação penal para a cadeia. O chefe do Ministério Público Federal sustentou em agosto, no início do julgamento, que a prisão logo após as condenações visa a evitar eventuais recursos que só têm objetivo de atrasar o cumprimento das penas.

      Numa decisão de três páginas, Joaquim Barbosa citou o julgamento de um habeas corpus de 2009 pelo Supremo em que foi negada a prisão antes do fim de todos os recursos cabíveis. Na ocasião, ele foi voto vencido. "Por conseguinte, segundo a atual orientação do plenário do Supremo Tribunal Federal, até o trânsito em julgado da condenação, só há espaço para a prisão de natureza cautelar", afirmou.

      O presidente do STF observou que os embargos podem levar, em tese, a mudanças na decisão e disse não ser possível presumir, de antemão, que os condenados usarão os recursos apenas de maneira protelatória. Ele ressaltou que os passaportes já foram apreendidos e foi determinado que os condenados tenham de pedir autorização ao Supremo para deixar o País.

      Na última sessão de julgamento do processo, na segunda-feira, o procurador-geral recuou da intenção inicial de cobrar a decisão do plenário. "Quero aguardar a conclusão do julgamento, aí farei (o pedido) por uma petição que exporá de forma mais adequada a pretensão do Ministério Público e seus fundamentos. Mas apenas após a conclusão do julgamento", anunciou.

      Gurgel apresentou o pedido, por escrito, na noite de quarta-feira (19). O teor da manifestação, de 20 páginas, não foi divulgado pelo procurador-geral. Dos 25 condenados no processo, 11 foram condenados a prisão em regime inicialmente fechado, outros 11, em regime semiaberto, dois cumprirão penas alternativas e um em regime aberto.

      SP: Número de vítimas de homicídio cresce 71% em novembro, diz SSP

      Por O Globo | Agência O Globo

      SÃO PAULO - O número de vítimas de homicídio na cidade de São Paulo cresceu 71,7% em novembro deste ano na comparação com o mesmo mês de 2011. Segundo estatísticas divulgadas nesta sexta-feira pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), 170 pessoas morreram na capital no mês passado, ante 99 em novembro do ano anterior. Os números refletem a escalada da violência em toda a Grande São Paulo, principalmente depois de outubro, o que culminou na queda do secretário de Segurança Pública Antônio Ferreira Pinto.

      De acordo com as estatísticas, no entanto, o mês mais violento do ano na capital até agora foi outubro, com 176 mortes. Neste ano, ainda sem os registros de dezembro, a capital já soma 1.327 homicídios, 24,13% a mais do que o registrado em todo o ano passado (1.069).

      Em todo o estado de São Paulo, ainda segundo o balanço da SSP, 534 pessoas morreram no mês passado. Em novembro de 2011 foram 370 casos, 44,32% a menos. Em todo o ano passado foram 4.403 vítimas de homicídio no estado. Em 2012, sem contar dezembro, 4.644, uma alta de 5,47%.

      Além da queda do secretário Ferreira Pinto, a escalada da violência nos últimos dois meses em São Paulo fez com que os governos estadual e federal fechassem um acordo de cooperação para conter a criminalidade. A parceria aconteceu após a troca de farpas entre o então secretário de Segurança Pública e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

      Primeira previsão oficial para 2013 aponta 40% de chances de chuvas abaixo da média.

       

      Meteorologista pondera que o período chuvoso, que vai de fevereiro a maio, ainda está distante e a previsão pode mudar.

      Meteorologistas de vários estados do Nordeste estiveram reunidos, no início desta semana, na Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), em Campina Grande (PB), analisando dados climatológicos com o objetivo de elaborar a previsão do tempo para o primeiro trimestre de 2013, no setor norte da região Nordeste.

      A previsão, segundo o meteorologista José Espínola, professor da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), não é muito animadora. "O relatório final do evento aponta 40% de chances de termos chuvas abaixo da média, 35% de chuvas em torno da média e 25% de chuvas acima da média. Então a previsão é de um inverno de médio a abaixo de médio para a nossa região", explica o meteorologista.

      No entanto, José Espínola afirma que o período chuvoso, que vai de fevereiro a maio, ainda está distante e a previsão pode mudar. "É preciso ter muito cuidado com essa primeira previsão porque a probabilidade de acerto é baixa, já que muita coisa pode mudar”. No próximo mês, os meteorologistas irão se reunir no Ceará, e nós vamos corrigindo e melhorando a previsão. “Em fevereiro, a reunião será no Rio Grande do Norte e a previsão será bem mais confiável", comenta o meteorologista.

      Apesar de a previsão não ser muito otimista, o professor da Ufersa destaca que ela já foi pior. "Há um mês, a previsão climática para a região estava bem pior, então a esperança é que melhore. Apesar da previsão, não acreditamos que o ano será tão seco quanto 2012, quando tivemos uma das piores secas dos últimos cem anos", revela José Espínola. O professor explica que a média de chuvas de Mossoró é de 687,8 milímetros no ano. Em 2012, choveu somente 198,9 milímetros, o que caracterizou o período como extremamente seco. "O ano foi muito seco em Mossoró, mas em outras localidades do Estado foi ainda pior", comenta o meteorologista.

      Para a primeira previsão oficial, os meteorologistas interpretaram fenômenos como a circulação dos ventos na atmosfera, temperatura das águas dos oceanos, Zona de Convergência do Atlântico Sul, El Niño e La Niña. Eles também usaram modelos matemáticos calculados em supercomputadores para traçar cenários, contando ainda com a ajuda de imagens de satélite.

      Fonte: O Mossoroense

      Dr. Lima

      MORADORES DE RUA

       

      clip_image002clip_image004

      Cruz. Moradores de ruas são crianças, adolescentes, adultos, velhos e idosos. São moradores de ruas por causas diversas como, abandono familiar ou falta de família, situação econômica, desemprego, desajuste social e problema psicológico. Nas ruas, fazem o que querem e não tem responsabilidade com nada. A filosofia de vida é bastante complexa. Não tem sonho nem esperança de mudança. Quando estão com fome, compram alimentos, pedem, roubam ou furtam. Não importa o método usado para conseguir, o que importa no momento é saciar a fome que lhes atormentam. Geralmente, só tem a roupa que usam, pois não tem guarda roupa, às vezes usam uma sacola para colocar seus pertences. À noite, usam como proteção pedaços de papelão ou plástico. Quando recebem doações de cobertores dura pouco, pois não tem onde guardar e quando chove molha e perdem tudo. São obrigados a se adaptarem à fome, sede, frio e às doenças. Vivem no meio da sujeira, sem tomar banho, nem cortar cabelo, barba ou unhas. Não escovam os dentes e exalam mau cheiro. Mesmo sendo seres humanos, não são considerados como tal. Muitas vezes são importunados em seus leitos improvisados ao relento, espancados e até presos. Muitos são cidadãos honestos que chegam a envergonhar os Colarinhos Brancos de Brasília.

      Os programas sociais, os centros de referencia, as casas de apoio, os albergues não passam de medidas paliativas que pouco ajuda e quase nada resolvem, pois o problema continua.

      São milhares de pessoas que vivem nas ruas de todo o Brasil. Em São Paulo são mais de 15.000. No Distrito Federal são mais de 2.500 moradores de rua.

      Eles não estão na rua somente por que querem. Cada um tem uma história para contar. Muitos têm família que mora distante e perderam o contato. Sem emprego, sem dinheiro não tem como voltar a sua terra natal e se reintegrar a sociedade. Passam a ter uma vida desregrada, marginalizada, sofrida e sem perspectiva alguma.

      Se para este povo falta o mínimo para viver com dignidade, para outros, o que importa é mostrar seu poder econômico e prestigio social de forma exuberante e chamativa.

      Um pequeno gesto de solidariedade humana seria o suficiente para retirar muita gente da rua e devolver-lhe o que tem direito: um teto, uma família, ou até mesmo o direito que lhe é assegurado na Constituição Brasileira.

      Que neste Natal e Ano Novo, cada cidadão possa compreender esta situação e fazendo um pequeno gesto de solidariedade, possa devolver o que há de mais sagrado para o ser humano que é o direito de ter direito.

      A roupa que você não usa, o brinquedo que seu filho abandonou, o calçado que ocupa espaço em uma sapateira ou o alimento que sobrou daquela grande Festa de Fim de Ano, se forem doados aos necessitados poderá devolver o sorriso de uma criança ou saciar a fome de quem há dias de quase não se alimentou.

      Esta é a mensagem da Federação das Associações Comunitárias do Município de Cruz – CE a todos os cidadãos de boa vontade.

      Antônio dos Santos de Oliveira Lima

      Presidente.

      Clairton José de Farias

      Secretário

      Dr. Lima

      quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

      LULA DISCURSA NO ABC E DIZ QUE NÃO SERÁ DERROTADO POR “VAGABUNDO”

       

      Em discurso na posse da nova diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva atacou nesta quarta-feira (13) seus adversários políticos ante ao crescimento das denúncias envolvendo seu governo. O ex-presidente fez um longo discurso diante de metalúrgicos na entidade onde iniciou sua carreira política, mas evitou dar entrevista.

      “Só existe uma possibilidade de eles me derrotarem. É trabalharem mais do que eu. Mas se ficar um vagabundo, numa sala com ar-condicionado, falando mal de mim, vai perder", disse, sem fazer referência direta a uma pessoa ou situação.

      A declaração foi feita um dia após ele receber o apoio de oito governadores na sede do Instituto Lula, que prestaram solidariedade ao ex-presidente.

      "O que mais machuca os meus adversários é o meu sucesso. Eu às vezes compreendo a mágoa deles. (...) Tem gente que olha na minha cara e pensa que eu sou burro. Eu tenho um pouco de inteligência e consigo compreender o jogo que eles fazem", disse.

      (Do G1)

      quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

      O VERDADEIRO SIGNIFICADO DO NATAL

      Por Luiz Carlos Amorim - Escritor - Http://luizcarlosamorim.blogspot.com

      O Natal está aí, essa festa grandiosa para a humanidade que a própria humanidade transformou num mero evento consumista: a festa da fraternidade e do amor, reduzida a uma época para se gastar mais, para se comprar mais.
      Mas ainda é tempo de mudar. Ainda há tempo. Será que vamos nos esquecer, novamente, que o Natal não é Papai Noel, não é presentes e guloseimas, cores e brilhos, simplesmente? Alguém lembrará do menino que está para nascer e que representa o renascimento da vida para cada um de nós, a esperança de renovação para cada cristão desse mundo de Deus?
      O Natal é a oportunidade de reafirmarmos nossa fé em uma força superior que rege o universo, que rege o futuro, não importa o nome que lhe demos. Porque como já dissemos outras vezes, o que será de nós, seres humanos, irmãos gêmeos da natureza, se não tivermos fé e esperança num amanhã que está nas mãos daquele menino que está para nascer?
      O que adiantará alguns de nós montarmos nossas árvores de Natal, com luzes e enfeites, podermos comprar presentes para os filhos, pais, irmãos, amigos, se não soubermos o significado do Natal? Precisamos começar a ensinar nossos filhos, que desde muito pequenos esperam ansiosamente o final de ano para que Papai Noel lhes traga brinquedos e doces de presente, que o Natal não é só isso.
      Que Natal é muito, muito mais do que isso. Que o Natal existe porque um menino nasceu, há muito tempo atrás, para ensinar-nos que sempre é possível começar de novo, que nunca é tarde para recomeçar, que nunca estaremos sozinhos, apesar de tudo.
      Que podemos exercitar sentimentos e emoções simples, próprios de nós, homens, filhos de Deus, como a solidariedade e a fraternidade, a amizade e a compaixão. Que esses sentimentos levam a sentimentos maiores. Não podemos deixar de lembrar, sempre, este significado maior.
      Em alguns lares, às vezes por falta de tudo, às vezes por falta do espírito de Natal, nem a árvore enfeitada com frutos coloridos e maduros, representação de fartura, se faz presente. Principalmente se não há crianças. E uma casa sem Natal é muito triste. E um adulto que não tem mais a capacidade de sonhar, de sorrir e de ter esperança é mais triste ainda. É como se não deixássemos nascer o menino, o filho de Deus, que representa a nossa alma, a magia e o encantamento de viver.
      Natal é a comemoração da vida, que um menino chamado Cristo traz todo ano, tentando nascer em nossos corações. É a comemoração do aniversário desse menino, que há mais de dois mil anos veio para iluminar nosso caminho. Essa é a grande festa: ela precisa começar dentro do coração de cada um. Feliz Natal para todos.

      Palestra sobre Direito Ambiental do Trabalho abre Workshop do Trabalho Seguro

       

      A palestra Direito Ambiental do Trabalho e sua Interface com a Promoção da Saúde do Trabalhador, ministrada pelo procurador do trabalho Raimundo Simão de Melo, abriu o 1º Workshop do Trabalho Seguro no Ceará, nesta terça-feira (18/12). O evento aconteceu no Hotel Praia Centro, em Fortaleza, e reuniu representantes de 30 instituições municipais, estaduais e federais que formam o Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin7).

      Em sua palestra, Raimundo Simão, que também é mestre e doutor em Direito do Trabalho pela PUC-SP e especialista em Direito do Trabalho pela USP, citou algumas estatísticas alarmantes. Segundo o procurador, 700 mil acidentes de trabalho ocorrem anualmente no Brasil. São 80 acidentes por dia com sete trabalhadores mortos. “Perdem os trabalhadores, o país com gastos da Previdência Social que chegam a 5% do Produto Interno Bruto e as empresas com indenizações por danos morais e materiais, multas, ações regressivas e diminuição na produtividade”, lamentou.

      Para tentar reverter esse cenário preocupante, o Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Pnpat), do Tribunal Superior do Trabalho, estipulou metas a serem cumpridas pelos comitês regionais. “O 1º Workshop tem como objetivo avaliar as ações realizadas durante o ano pelo Getrin7 e debater as novas metas e boas práticas fixadas para 2013”, afirmou um dos gestores regionais do Pnpat, desembargador Tarcísio Lima Verde.

      De acordo com o gestor nacional do Programa, desembargador José Antônio Parente, o Ceará cumpriu as quatro metas estipuladas pelo Pnpat para 2012. “A primeira, foi a criação do próprio grupo interinstitucional”, afirmou. Outra meta cumprida foi a realização de ato público para operários da construção civil. Em agosto, juízes, atletas, artistas e outras autoridades foram às obras do estádio Plácido Aderaldo Castelo (Castelão) falar com 1.500 operários sobre prevenção de riscos no ambiente de trabalho e adoção de medidas para prevenção de acidentes.

      Terceira iniciativa implementada foi a doação de material didático sobre acidente de trabalho para alunos de escolas públicas profissionalizantes de Fortaleza e a quarta e última meta atingida em 2012 foi a realização de um evento científico. Em novembro, o Getrin7 promoveu 1º Seminário Saúde, Trabalho e Previdência Social.

      O Grupo tem como metas para 2013 a inclusão do tema saúde e segurança do trabalho em todos os níveis de ensino, realizar evento científico sobre medicina, higiene e segurança do trabalho e divulgar mensagens educativas sobre o tema. Realizar a Semana de Prevenção de Acidentes de Trabalho, que está prevista para 22 a 26 de abril de 2013, audiências públicas, visitar canteiros de obras e capacitar magistrados são outras ações e boas práticas que devem ser efetivadas pelo Getrin7 no próximo ano.

      Mais informações:
      Tribunal Regional do Trabalho do Ceará (TRT/CE)
      Assessoria de Comunicação Social
      Telefones: 85 33889227 e 33889426
      E-mail: csocial@trt7.jus.br
      Twitter: @trt7ceara

      SENAC ENCERRA CURSOS NA VILA DE CAIÇARA

       

      clip_image002

      Cruz. Ontem, 18, às 19h, no Clube Capão Redondo, a Vila de Caiçara, sede do Distrito de Caiçara no Município de Cruz/CE viveu um momento festivo para os jovens futuros empreendedores da comunidade e localidades circunvizinhas.

      Alessandra Lima e Andréa Geysa

      Foi o momento de encerramento dos cursos de Gestor de Pequenos Hotéis de Pousadas com 20 alunos e Condutores de Trilhas com 15 concluintes.

      clip_image004

      Cursistas de G.P.H. Pousadas

      clip_image006

      Pousada de Jericoacoara

      O curso foi ofertado pelo SENAC – Sobral e ministrado pela professora Andréa Geysa, uma piauiense de Piripiri, residente em Camocim, sob a coordenação da orientadora do SENAC/Sobral, Alessandra Lima.

      clip_image008

      Pousada em Preá

      clip_image010

      O curso iniciou dia cinco de novembro e foi encerrado dia 18 de dezembro, com carga horária de 160h/a, para os dois cursos que funcionou no Salão Paroquial Dona Leopoldina Magalhães nos turnos vespertino e noturno.

      clip_image012

      Na solenidade de encerramento do curso, a professora Andréa Geysa fez uma homenagem aos alunos com a apresentação de um vídeo que foi produzido durante o curso tendo como fundo musical Vida de Viajante do Rei do Baião Luiz Gonzaga e agradeceu a todos pela acolhida e o bom desempenho dos cursistas. Citou nominalmente todos os que contribuíram para que o curso acontecesse na Vila de Caiçara que contou com o apoio de Orleans que organizou a vinda do curso para a comunidade. O Padre Marcone contribuiu ofertando a hospedagem da professora, o Vereador Raimundão assegurou o transporte entre Jijoca e a Vila de Caiçara, além da contribuição e apoio recebido de outras pessoas da comunidade.

      Professora Andréa Geysa

      O Radialista Dr. Lima, aluno do curso de Gestor de Pequenos Hotéis e Posadas, falou em nome da turma, destacou a importância do curso para os jovens que se preparam para ingressar no mercado de trabalho na área de turismo que é muito promissor em nossa região e agradeceu ao SENAC por ter proporcionado esta valiosa oportunidade aos jovens do Município de Cruz.

      clip_image014

      A turma brindou a professora com uma sexta de presentes como ato de reconhecimento ao seu trabalho desenvolvido na comunidade.

      Cantor Júnior/Cursista

      A animação musical ficou por conta do cantor Junior que apresentou um excelente repertório para a turma curtir e dançar.

      Durante o curso, muitos temas foram debatidos como gestão de pousadas, relações humanas, ética profissional e meio ambiente. Também materiais foram entregue aos alunos como camisetas, livros e apostilhas. Durante o curso, vários trabalhos práticos foram realizados e visitas foram feitas à Lagoa de Jijoca, Lixão do Cavalo Bravo, hotéis e pousadas de Preá e Jericoacoara, que resultou na produção de um farto material pedagógico como fotografias, vídeos e relatórios.

      Dr. Lima

      Que falta de educação de trânsito

      DSCF1311

      Na rua Floriano Peixoto, em pleno centro de Sobral as dez e meia da manhã, encontrei esta beleza de estacionamento. Quem conhecer o proprietário, mostre esta foto, pra ele ver como ficou bonito o seu veículo nesta posição.

      Diplomação dos eleitos em Sobral

       

      A Justiça Eleitoral da Comarca de Sobral, diplomou na noite desta terça-feira, 18, os candidatos eleitos na eleição municipal deste ano. Foram diplomados em solenidade que aconteceu no auditório do Fórum Doutor José Saboia, o prefeito Veveu Arruda, o vice-prefeito Carlos Hilton, os 21 vereadores e mais quatro suplentes. A solenidade com mais de meia hora de atraso, começou com a chegada do prefeito Veveu Arruda, que adentrou ao recinto acompanhado da primeira-dama Izolda Cela, e dos quatro filhos. Em seguida o presidente da sessão Maurício Fernandes, fez a abertura oficial com um discurso em que destacava o trabalho do judiciário, e a conquista de cada um daqueles que estavam ali sendo diplomado porque passaram pela Lei da Ficha Limpa. Disse que espera que ao final do mandato cada um desses empossados possa comemorar, por não ter se envolvido em nenhum crime de improbidade adminstrativa. Destacou também o julgamento dos envolvidos no crime do Mensalão, principalmente aqueles que foram condenados.

      Logo após o discurso do Juiz Maurício Fernandes, foi a vez da entrega dos diplomas aos eleitos, que foram chamados de acordo com a posição de cada um deles em termo de votação obtida nas urnas.

      O vereador diplomado escolhido para falar em nome dos demais ali presentes foi Carlo do Calisto, o mais votado. No seu discurso agradeceu ao trabalho de justiça, o apoio da família e dos amigos.

      Veveu Arruda fez um discurso falando de cada período da política Nacional entre a República Velha e a República Nova. Ao final lembrou que a sua administração estará voltada para erradicação da pobreza, que atualmente são mais de 7 mil famílias sobralenses que vivem abaixo da linha da pobreza. A solenidade foi encerrada com um coquetel que foi servido ao presentes.

      Por WILSON GOMES

      terça-feira, 18 de dezembro de 2012

      E agora Joaquim? A encruzilhada de um juiz

       

      O mesmo ‘domínio do fato’, o mesmo atropelo da inocência presumida, a mesma pressa condenatória orientarão o julgamento da Ação Penal 536 – vulgo ‘mensalão mineiro’?


      O Conversa Afiada reproduz texto de Saul Leblon, extraído da Carta Maior:

      Joaquim Barbosa assumiu a presidência de uma Suprema Corte manchada pela nódoa de um julgamento político conduzido contra lideranças importantes da esquerda brasileira.
      Monocraticamente, como avocou e demonstrou inúmeras vezes, mas sempre com o apoio indutor da mídia conservadora, e de seu jogral togado –à exceção corajosa do ministro Ricardo Lewandowski, Barbosa fez o trabalho como e quando mais desfrutável ele se apresentava aos interesses historicamente retrógrados da sociedade brasileira –os mesmos cuja tradição egressa da casa-grande deixaram cicatrizes fundas no meio de origem do primeiro ministro negro do Supremo.
      Não será a primeira vez que diferenças históricas se dissolvem no liquidificador da vida.
      Eficiente no uso do relho, Barbosa posicionou o calendário dos julgamentos para os holofotes da boca de urna no pleito municipal de 2012.
      Fez pas de deux de gosto duvidoso com a protuberância ideológica indisfarçável do procurador geral, Roberto Gurgel -aquele cuja isenção exortou o eleitorado a punir nas urnas o partido dos réus.
      Num ambiente de aplauso cego e sôfrego, valia tudo: bastava estalar o chicote contra o PT, cutucar Lula com o cabo e humilhar a esquerda esfregando-lhe o relho irrecorrível no rosto. Pronto. Era correr para o abraço dos jornais do dia seguinte ou antes até, na mesma noite, no telejornal de conhecidas tradições democráticas.
      Provas foram elididas; conceitos estuprados ao abrigo tolerante dos doutos rábulas das redações –o famoso ‘domínio do fato’; circunstâncias atropeladas; personagens egressos do governo FHC, acobertados em processos paralelos, mantidos sob sigilo inquebrantável, por determinação monocrática de Barbosa (leia:’Policarpo & Gurgel: ruídos na sinfonia dos contentes’); tudo para preservar a coerência formal do enredo, há sete anos preconcebido.
      O anabolizante midiático teve que ser usado e abusado na sustentação da audiência de uma superprodução de final sabido, avessa à presunção da inocência e hostil à razão argumentativa –como experimentou na pele, inúmeras vezes, o juiz revisor.
      Consumada a meta, o conservadorismo e seu monocrático camafeu de toga, ora espetado no supremo cargo da Suprema Corte, deparam-se com a vertiginosa perspectiva de uma encruzilhada histórica.
      Ela pode esfarelar a pose justiceira dos torquemadas das redações e macular a toga suprema com a nódoa do cinismo autodepreciativo.
      Arriadas as bandeiras da festa condenatória, esgotadas as genuflexões da posse solene desta 5ª feira, o espelho da história perguntará nesta noite e a cada manhã ao juiz da suprema instância: — E agora Joaquim?
      O mesmo relho, o mesmo ‘domínio do fato’, o mesmo atropelo da inocência presumida, a mesma pressa condenatória orientarão o julgamento da Ação Penal 536 – vulgo ‘mensalão mineiro’?
      Coube a Genoíno, já condenado –e também ao presidente nacional do PT, Rui Falcão– fixar aquela que deve ser a posição de princípio da opinião democrática e progressista diante da encruzilhada de Barbosa: ‘Não quero para os tucanos o julgamento injusto imposto ao PT’, fixou sem hesitação o ex-guerrilheiro do Araguaia, no que é subscrito por Carta Maior.
      Mas a Joaquim fica difícil abrigar o mesmo valor sob a mais suprema das togas. Sua disjuntiva é outra.
      Se dispensar ao chamado mensalão do PSDB o mesmo tratamento sem pejo imposto ao PT na Ação 470, sentirá o relho que empunhou voltar-se contra a própria reputação nas manchetes do dia seguinte.
      Tampouco terá o eco obsequioso de seus pares na repetição da façanha –e dificilmente a afinação digna dos castrati no endosso sibilino do procurador -geral.
      Ao revés, no entanto, se optar pela indulgência desavergonhada na condução da Ação Penal 536, ficará nu com a sua toga suprema durante longos dois anos, sob a derrisão da sociedade, o escárnio do judiciário, o desprezo da história –e o olhar devastador do espelho a cada noite e a cada dia, a martelar: ‘E agora, Joaquim?’

      DIPLOMAÇÃO DOS ELEITOS EM MASSAPÊ

       

      Foram diplomados na manhã desta terça-feira (18), como prefeito e vice-prefeito de Massapê(Zona Norte), respectivamente, Antônio José e Kelvya Albuquerque, ambos do PSB. A solenidade aconteceu no Salão do Júri do Fórum de Massapê, tendo um grande número de autoridades, representantes de classes, lideranças comunitárias e um mundo de gente da base do deputado Zezinho(PSB) e de líder político Jacques Albuquerque (PMDB).

      A cerimônia foi presidida pelo juiz presidente da 45ª Zona Eleitoral, Aldenor Sombra de Oliveira.

      Vereadores Diplomas

      São 13 vereadores eleitos diplomados na mesma sessão. São eles: Paulo Vagalume (PSDB); Dr. Estevão(PCdoB); Igor Bruno (DEM); Auteri Moura (PT); Gersinho(PSB; Fransquinha Arruda(PPS); Luís Carlos Frota(PSB); Cesinha(PSDB); Juscelino(PSDB); Luizinho(PSDB); Banguelino(PSDB); Potim (PSB); Michel(PSB).

      Postado por Sobral de Prima

      Manifestação em favor do funcionamento da UTI

       

      Sobral se prepara para realizar no próximo sábado, 22, uma grande manifestação pelo funcionamento da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica. O ato começa com uma concentração nas imediações do Beco do Cotovelo, seguindo pelas principais ruas do Centro.

      Durante todo o percurso será feito panfletagem. No retorno ao Beco do Cotovelo, será servido um lanche. A mobilização da sociedade neste evento é importante e é por uma causa justa, e urgente. De acordo com os organizadores, ofícios comunicando sobre a realização do evento já foram encaminhados para os órgãos de Segurança Pública da Cidade. Em vários pontos da cidade, já existem cavaletes com anuncio, chamando a atenção da população para se engajar na campanha.

      Postado por WILSON GOMES

      NOSSO NORTE É O SUL

       

      Delúbio Soares (*)

      Uma das mais desenvolvidas regiões do país, com importantíssima concentração econômica, agricultura pujante, indústrias de ponta, impressionantes indicadores sociais e de desenvolvimento humano, o Sul experimentou nos anos 90 uma situação inédita.

      Foram anos duros, com empobrecimento de parcelas consideráveis da sua população, aumento de carências sociais e perdas de vulto, com a quebra de diversas empresas tradicionais, acarretando uma série de problemas até então desconhecidos ou ausentes desde décadas.

      Gaúchos, paranaenses e catarinenses se viram às voltas com o crescente desemprego, aumento da violência urbana, quebras nas produções agrícola e industrial, fechamento de bancos e indústrias nascidos na região e um crescente desprestígio nas mais altas esferas do poder. Situação impensada e inaceitável para uma região que sempre contribuiu de forma decidida e forte para o desenvolvimento nacional.

      Os governos neoliberais da década perdida, naqueles difíceis anos, foram de tal forma negativos para o sul brasileiro, que não encontramos na crônica política, econômica ou social daquela época um fato sequer, apenas um, por mais desimportante que seja, que aponte uma iniciativa de retomar o desenvolvimento, de amparar os produtores, de dar ao Sul o que é do Sul, de devolver ao seu povo um pouco do muito que ele ofertou ao progresso e à grandeza do Brasil. Tempos de absoluto desrespeito aquela importante região.

      O Sul, desde as revoluções heroicas dos três séculos mais recentes, defendeu nossa integridade territorial à ponta de sabre e golpes de coragem. Nossas fronteiras foram preservadas menos por obra da Coroa ou da Federação do que pela invulgar bravura dos gaúchos. Juntando-se a movimentos igualmente históricos, como a Cabanagem, no Pará, os Guararapes, em Pernambuco, o 2 de Julho, na Bahia, os brasileiros do Sul foram fundamentais para que o Brasil de hoje surgisse de tais movimentos libertários. O compromisso dessa gente com a liberdade é parte de sua identidade, dos valores bem guardados desde suas raízes.

      Desde 2003, com a posse do presidente Lula e a formulação de políticas sustentáveis de desenvolvimento para a região, a marcha batida para a recuperação sócio-econômica do Sul se faz notar em uma série de fatos e números, recolocando a região na posição de pioneirismo, inovação e vanguarda que sempre a caracterizou.

      Os centros urbanos regionais da região Sul, especialmente Porto Alegre e Curitiba (os dois maiores), passaram a receber maior atenção do governo federal, traduzida em volume considerável de recursos e na implementação de projetos consolidados no PAC, o “Programa de Aceleração do Crescimento”.

      Não houve qualquer setor da problemática urbana que não fosse contemplado com ampla discussão com a sociedade civil e os agentes econômicos, diagnóstico profundo e preciso das realidades encontradas e todo o cronograma de desembolso que tem sido fielmente cumprido pelo governo da presidenta Dilma Rousseff. Desde o metrô para Curitiba, obras viárias em Porto Alegre, até as de infraestrutura e saneamento básico em cidades com crescente população. Rigorosamente todos os reclamos foram levados em consideração, e as necessidades têm sido atendidas no mais vigoroso programa de retomada econômica desde os anos JK.

      No Rio Grande do Sul, cuja imensa importância social e econômica foi desconhecida pelos governos anteriores aos de Lula e Dilma, as medidas de apoio decidido aos que produzem se fizeram sentir de forma especial. Uma economia baseada na pecuária, seguida da agricultura de subsistência, depois comercial – monocultura e policultura voltadas ao mercado consumidor – e a fortíssima industrialização iniciada em meados da primeira metade do século XX. A notável presença dos pequenos produtores na equação da riqueza regional proporcionou as condições indispensáveis para a criação de milhares de boas indústrias voltadas para o setor agropecuário.

      A produção agrícola se compõe primordialmente das culturas de soja, trigo, arroz e milho. Na pecuária, destacam-se as modernizadas produções de bovinos, ovinos, eqüinos, cavalo crioulo e suínos. Já no setor industrial se destacam as empresas que trabalham com o couro em geral, calçadistas, alimentícias, têxteis, madeireiras, metalúrgicas, químicas, de fertilizantes e implementos agrícolas, com destaque para a excelência técnica, a sofisticação de seus produtos e a altíssima aceitação dos mesmos nos mercados nacional e internacionais.Santa Catarina e o Paraná não ficaram atrás. Mesmo com desencontros e governos não alinhados com as administrações de Lula e Dilma, jamais foram discriminados ou preteridos, merecendo atenção e apoio dos governos petistas.

      A agroindústria catarinense, baseada na sólida presença minifundiária no centro e oeste do Estado, recuperou-se da péssima fase enfrentada nos anos 90, quando empresas faliram diante do olhar indiferente do governo FHC, o mesmo que imediatamente financiou multinacionais com fundos do BNDES para que assumissem as mesmas empresas. Caso emblemático foi o de grande grupo argentino, apadrinhado por Carlos Menem, que assumiu um dos três maiores frigoríficos locais e, sem colocar um real, protagonizou nova e suspeita quebradeira deixando o prejuízo para os contribuintes, além de uma crise de imensas proporções sociais e econômicas no oeste catarinense.

      Hoje, Santa Catarina se desenvolve nos sólidos pilares e sua vocação histórica: o turismo em sua bela capital, as indústrias em Joinville, Criciúma e Blumenau, os portos de Itajaí e São Francisco, a florescente indústria eletro-eletrônica e a pujança de sua agroindústria.

      O Paraná, que amargou perdas consideráveis com a desaparição de grandes corporações genuinamente paranaenses, as privatizações danosas de seu banco estadual e diversas rodovias, a tentativa frustrada de privatização de estatais bem-estruturadas e lucrativas como sua energética, a Copel, tem merecido atenção e apoio irrestrito por parte dos governos do PT. O que o governo FHC sonegou aos paranaenses ou tirou do Paraná, tem sido reparado com uma política de repotencialização daquela importante e querido Estado.

      Os indicadores sócio-econômicos paranaenses apresentaram sensível melhora nos anos Lula e Dilma. Expectativa de vida, alfabetização, acesso à internet, escolaridade, habitação, são setores que comprovam tal realidade. A exceção se dá na questão da violência urbana, que sob a égide do governo tucano local tem disparado de forma impressionante, jamais vista pela população.

      O Sul é o retrato de um Brasil rico e poderoso que foi enormemente prejudicada pelas políticas neoliberais do governo tucano, enfrentando uma decadência social e econômica jamais vista. Hoje, após uma década de apoio, incentivo, parceria e, especialmente, respeito pela terra e sua gente, volta a assumir a posição protagônica e excepcional que sempre mereceu.

      Hoje já não se compreende como o Brasil poderia estar na extraordinária situação em que se encontra, como a sexta economia mundial, se uma de suas mais ricas regiões não estivesse, também ela, no alto patamar desenvolvimentista que historicamente sempre lhe foi destinado.

      Torres Garcia, o genial artista plástico uruguaio reverenciado em todo o mundo, fundador da célebre “Escuela del Sur”, que influenciou e influencia as artes plásticas em todo o mundo, foi quem nos alertou para que, ao invés de mirarmos para a Europa rica e colonial e os Estados Unidos poderoso e imperialista, voltássemos nossos olhares para a riqueza de nossa região, dos países do Cone Sul: “nosso norte é o sul”.

      (*) Delúbio Soares é professor

      www.delubio.com.br

      www.twitter.com/delubiosoares

      www.facebook.com/delubiosoares

      companheirodelubio@gmail.com

      Polícia Federal - Operações antes e depois.

      3872_260492447413301_1531530092_n[1]

      Do Blog PAPO RETO

      domingo, 16 de dezembro de 2012

      Sobral tem até presépio natural

      IMAGEM NADA NATALINA

      Nada de vaquinhas inanimadas em presépios, que deveriam ornamentar a cidade de Sobral, nesse período natalino. Na cidade de cenas fortes, as vaquinhas vivas estão a pastar no espelho d’água do Rio Acaraú, espelho esse que só reflete degradação ultimamente. O menos ruim da imagem, é a colaboração das vaquinhas para “limpeza” do Rio.

      Por Armando Costa em seu blog Sobral de Prima

      Preparai o caminho...

      Preparai o caminho...

      Hoje acordei cantando aquela música: “Preparai o caminho, preparai o caminho, preparai o caminho do Senhor...”. E fiquei pensando como já estamos nos preparando para mais um Natal. Presentes, comidas gostosas, toalhas de mesa e guardanapos decorados, bebidas... Mas, será que estamos lembrando de preparar a nós mesmos também? Em Isaías 40, 3-5 encontramos: Uma voz grita: “Abri no deserto um caminho para Javé; na região da terra seca, aplanai uma estrada para o nosso Deus. Que todo o vale seja aterrado, e todo o monte e colina sejam nivelados; que o terreno acidentado se transforme em planície, e as elevações em lugar plano. Então se revelará a glória de Javé, e todos a verão, pois assim falou a boca de Javé”. Agora lhe pergunto: Que terra seca é essa? A que deserto Isaías se refere? Será que não é ao deserto do nosso coração, impróprio ao cultivo das boas sementes do Senhor?

      Estamos nos aproximando do momento do novo nascimento de Jesus. Todo ano Deus espera encontrar nosso terreno preparado para a semeadura, mas parece que nos preocupamos mais com futilidades que com o verdadeiro presente do céu. Nosso coração continua pedregoso, desnivelado, acidentado. As sementes não brotam. Elas secam e morrem por falta de preparo do solo. A falta de atenção e cuidado com esse momento de preparação tão especial tem desperdiçado muitas sementes do Senhor. É no terreno plano que se revela a glória de Javé, pois as sementes brotam e produzem maravilhas visíveis a todos. Frutos de amor e bondade.

      Novamente, muitos deixarão de ouvir o apelo de Deus. E Ele tornará a se esquentar junto aos animais da estrebaria. Mas, aqueles que ouvirem e se prepararem terão aquecidos seus corações e a oportunidade de seguirem uma nova vida, repleta de significado e propósito. O nascimento de Jesus nunca é em vão, pois para aqueles aos quais nasce: transforma, vivifica, plenifica a existência. Presente maior não há que a doação de uma nova visão, um sentido para a vida, onde todos se sentem amados e acolhidos como filhos. Quantos se queixam da solidão? Junto de Deus a solidão não existe!

      Preparemos nossa morada para a vinda de Jesus. Aplainemos as elevações, aterremos os vales, transformando em planícies nossos corações. Terrenos propícios à semeadura do Senhor. Somente assim nosso Natal será completo, provido de essência. O Menino-Deus está quase surgindo e procura um local para nascer. Será que vamos disponibilizar um lugar para Ele em nossas vidas? Natal é isso! Jesus nascendo em nossos corações! Feliz Natal para todos!

      Maria Regina Canhos Vicentin (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora.