domingo, 16 de dezembro de 2012

Preparai o caminho...

Preparai o caminho...

Hoje acordei cantando aquela música: “Preparai o caminho, preparai o caminho, preparai o caminho do Senhor...”. E fiquei pensando como já estamos nos preparando para mais um Natal. Presentes, comidas gostosas, toalhas de mesa e guardanapos decorados, bebidas... Mas, será que estamos lembrando de preparar a nós mesmos também? Em Isaías 40, 3-5 encontramos: Uma voz grita: “Abri no deserto um caminho para Javé; na região da terra seca, aplanai uma estrada para o nosso Deus. Que todo o vale seja aterrado, e todo o monte e colina sejam nivelados; que o terreno acidentado se transforme em planície, e as elevações em lugar plano. Então se revelará a glória de Javé, e todos a verão, pois assim falou a boca de Javé”. Agora lhe pergunto: Que terra seca é essa? A que deserto Isaías se refere? Será que não é ao deserto do nosso coração, impróprio ao cultivo das boas sementes do Senhor?

Estamos nos aproximando do momento do novo nascimento de Jesus. Todo ano Deus espera encontrar nosso terreno preparado para a semeadura, mas parece que nos preocupamos mais com futilidades que com o verdadeiro presente do céu. Nosso coração continua pedregoso, desnivelado, acidentado. As sementes não brotam. Elas secam e morrem por falta de preparo do solo. A falta de atenção e cuidado com esse momento de preparação tão especial tem desperdiçado muitas sementes do Senhor. É no terreno plano que se revela a glória de Javé, pois as sementes brotam e produzem maravilhas visíveis a todos. Frutos de amor e bondade.

Novamente, muitos deixarão de ouvir o apelo de Deus. E Ele tornará a se esquentar junto aos animais da estrebaria. Mas, aqueles que ouvirem e se prepararem terão aquecidos seus corações e a oportunidade de seguirem uma nova vida, repleta de significado e propósito. O nascimento de Jesus nunca é em vão, pois para aqueles aos quais nasce: transforma, vivifica, plenifica a existência. Presente maior não há que a doação de uma nova visão, um sentido para a vida, onde todos se sentem amados e acolhidos como filhos. Quantos se queixam da solidão? Junto de Deus a solidão não existe!

Preparemos nossa morada para a vinda de Jesus. Aplainemos as elevações, aterremos os vales, transformando em planícies nossos corações. Terrenos propícios à semeadura do Senhor. Somente assim nosso Natal será completo, provido de essência. O Menino-Deus está quase surgindo e procura um local para nascer. Será que vamos disponibilizar um lugar para Ele em nossas vidas? Natal é isso! Jesus nascendo em nossos corações! Feliz Natal para todos!

Maria Regina Canhos Vicentin (e.mail: contato@mariaregina.com.br) é escritora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário