domingo, 24 de outubro de 2010

Equipe do CSPU e TV Jangadeiro investigando o caso das ovelhas


A equipe da rede Jangadeiro, juntamente com o presidente do Centro Sobralense de Pesquisas Ufológicas (CSPU), visitou a cidade de Cruz e região, afim de realizar a matéria oficial sobre os fatos, e analisar juntamente com a equipe de ufólogos Elenilton Roratto e Jacinto Pereira, estudos nos animais e ambientes dos fatos ocorridos na região onde exatos 25 animais, dentre ovinos, caprinos e um bovino apareceram sem os olhos, crueldade esta feita com instrumentos cirúrgicos de altíssima precisão. Nos animais que ainda não foram sacrificados, percebe-se que o corte para a extração do globo ocular, foi realizado com um instrumento muito aviado, pelo fato de ter cortado parte do crânio do animal e ter deixado o fibramento do tecido ósseo exposto.
A maior quantidade de animais atacados, foi na propriedade do Sr. Manuel Messias (71), próximo a lagoa dos espinhos, comunidade distante 10 km de do município de Cruz. No sítio, o morador Raimundo Freitas Vasconcelos, alega não ter visto e nem ouvido barulho dos animais. Segundo ele, por volta das 01:00 hs da manhã, ouviu o latido do cachorro da propriedade, mas foram poucos minutos. Ao levantar-se, as 05:00hs percebeu que havia três animais mortos na lagoa, ao chegar no piquet das ovelhas, percebeu que o estrago e perdas eram maiores. De sua propriedade, Raimundo perdeu 15 animais, e juntando os animais de outros vizinhos na região, totalizou 25 animais tacados de forma misteriosa.
A equipe do CSPU, analisou os animais mortos e os animais que sobreviveram aos ataques e constatou que os cortes nas ovelhas, foram feitos com instrumentos cortantes de alta precisão. O fato dos animais terem alguns ferimentos na parte lombar, não configura ataque de animais como guaxinim, tamanduá, cachorro, raposa, carcará ou até mesmo onça não identificam os ataques. Cada animal citado, tem uma peculiaridade em seus ataque a outros animais ou a presas. A análise da equipe, constatou também que os animais, não perderam sangue e não apresentaram aspecto de luta contra os agressores. Isto é, um mistério muito grande, pois não permaneceram provas aparentes no local, e pior, as partes extraídas dos animais não foram encontradas no piquet, local onde os animais estavam. Foi realizado uma busca na cerca que envolve o local, e esta por possuir os arrames muito juntos, dificulta a entrada de algum animal de médio ou grande porte. O fato que intriga a equipe é que o local onde as ovelhas estavam é um terreno extenso de aproximadamente 4 hectares, e que pegar animal por animal para arrancar os olhos, demandaria muito tempo e experiência. Como um animal dito irracional, teria capacidade de saber qual animal já teria passado pelo processo e no escuro, dificultaria ainda muito mais a ação. Com relação a rituais satânicos, descarta-se pelo mesmo fato apresentado anteriormente e também pelo fato de a comunidade estar distante a 10 km da cidade, e esta até por ser um município altamente religioso e devoto a São Francisco, que amava os animais. Permanece assim o mistério ocorrido em Cruz, à luz da ciência o fato está sub-esclarecido, resta saber, realmente o verdadeiro propósito do ocorrido. Certos apenas de que estes animais passaram por um processo de análise, de uma civilização racional. Alegarmos qual e quem cometeu o ato é impossível, pois no local não ficaram vestígios para compor as provas, para a realização e afirmação do acusado. Resta apenas esperarmos os próximos fatos a fim de fazermos análises científicas nos animais, sendo estes submetidos a testes e análises de médicos veterinários para atestar o verdadeiro fato e se possivelmente os animais possuem radiação em seus corpos.
--
Postado por Elenilton Roratto

Nenhum comentário:

Postar um comentário