sábado, 29 de dezembro de 2007

Brasília fica em alerta para suspeita de febre amarela

A morte de seis macacos com suspeita de febre amarela em Brasília colocou em alerta autoridades sanitárias. Um esquema de emergência de vacinação da população do Distrito Federal foi montado, o Parque Nacional de Brasília, onde os animais morreram foi fechado e equipes devem borrifar algumas regiões da cidade com inseticida para evitar que pessoas sejam contaminadas.“Não há motivos para alarme. Mas temos de ser precavidos”, afirmou ontem o secretário de Saúde do Distrito Federal, José Eduardo Maciel. Hoje e amanhã, 69 unidades de saúde ficarão abertas para imunizar pessoas que estejam em atraso com a vacinação contra a febre amarela. “É um reforço. A vacina é encontrada em todos os postos durante a semana”, disse o secretário.Também hoje, técnicos iniciam a borrifação para controlar a população do mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela urbana e da dengue, em regiões próximas do local onde os macacos mortos foram encontrados. A febre amarela é uma doença infecciosa que afeta macacos e homens. Nos animais, o vírus que a causa é transmitido por dois mosquitos, o Haemagogos e o Sabetis. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário