segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

Dom Aloísio é velado em clima de tranqüilidade

Tranqüilidade, serenidade, nada de multidões. Do jeito que dom Aloísio queria, segundo os padres franciscanos. É assim que está sendo o velório do cardeal Aloísio Lorscheider, arcebispo emérito de Aparecida e ex-arcebispo de Fortaleza. O corpo ainda está na cripta da Catedral Metropolitana de Porto Alegre. Na terça (25), às 20 horas, será levado para a própria Catedral. As visitas dos fiéis, amigos, familiares, religiosos e políticos estão ocorrendo das 6 horas à meia-noite. Nesta segunda-feira (24), pela manhã, estiveram no velório, o ministro da Justiça, Tarso Genro e o presidente do PT gaúcho, Olívio Dutra. Os dois elogiaram a trajetória do religioso amado em todo o País e respeitado no mundo inteiro. "Sempre foi uma referência para o mundo", disse Tarso Genro."Foi um exemplo de justiça social", completou Olívio Dutra. Na quarta-feira, às 18 horas, está marcada a missa das ezéquias, na Catedral, presidida pelo arcebispo metropolitana de Porto Alegre, dom Dadeus Grings. Depois o corpo de dom Aloísio será levado para a localidade de Daltro Filho, no municipio gaúcho de Imigrante, a 130 quilômetros de Porto Alegre. Foi um desejo do ex-arcebispo de Fortaleza, ser sepultado no mesmo local onde estão os enterrados os corpos de seus pais e também onde estudou para ser sacerdote.

O POVO

Nenhum comentário:

Postar um comentário