quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Movimento em aeroportos deve se intensificar amanhã

O cenário de tranqüilidade nos aeroportos do País pode começar a mudar a partir de amanhã. De acordo com a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), o movimento deve começar a ficar mais intenso amanhã, ao contrário dos últimos três dias, quando houve redução no número de passageiros, fazendo até com que muitos vôos fossem cancelados.

Os picos de movimento nos aeroportos devem ocorrer amanhã, sexta e sábado. A estimativa da Infraero é de que, por dia, passem cerca de 40 mil passageiros em cada um dos aeroportos tradicionalmente mais movimentados, como Congonhas (SP), Brasília (DF) e Galeão (RJ). Em Cumbica, em Guarulhos, o movimento deve ser maior, com aproximadamente 64 mil passageiros por dia.

O presidente da estatal que administra os aeroportos, Sérgio Gaudenzi, acredita, no entanto, que não haverá grandes transtornos, segundo informa o site da Infraero. "Quinta, sexta e sábado, novamente, serão os dias de maior pico, mas não acredito que seja como a véspera de Natal, pois muitos passageiros já se deslocaram para os seus destinos. A volta também deve ser mais parcelada, por conta das férias de janeiro" disse.

Na avaliação do tenente-brigadeiro do ar Cleonilson Nicácio Silva, os Núcleos de Acompanhamento e Gestão Operacional, criados nos principais aeroportos para minimizar possíveis crises nesta época, têm trazido bons resultados. "Estamos no nosso sexto dia de acompanhamento e nossa avaliação do trabalho é positiva", contou. Nicácio Silva garantiu ainda que a equipe está preparada para o retorno do movimento a partir de amanhã.

Para os passageiros obterem mais informações, a estatal oferece em sua página na internet (www.infraero.gov.br), desde o dia 24 de dezembro, as informações de vôos mais detalhadas. É possível consultar os índices de atrasos e de cancelamentos de vôos por empresa aérea. A Infraero informa ainda que equipes estarão de plantão nos Núcleos ininterruptamente, recebendo relatórios diários dos principais aeroportos da rede e com a missão de prevenir conflitos.

Hoje

Quem já viajou ou ainda embarca hoje encontra movimento tranqüilo nos aeroportos. Tanto os atrasos quanto os cancelamentos estão em índices reduzidos e estáveis. Segundo a Infraero, até as 17h, dos 1.333 vôos programados, 88 apresentaram atrasos acima de uma hora, o que corresponde a 6,6% do total. Apenas 80 vôos foram cancelados, o equivalente a 6% do total programado.

No aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o índice de cancelamentos era o mais relevante: 25%. O Galeão, também no Rio registrou vôos cancelados em apenas 2,5% do total.

Na capital paulista, o aeroporto de Congonhas apresentou 8,8% de vôos cancelados, e 5% de atrasados. Em Cumbica, Guarulhos, 6,6% foram cancelados e 4,8% saíram com mais de uma hora de atraso.

Em Salvador, 16,4% dos vôos foram afetados por atrasos e 2,7% foram cancelados. Em Porto Alegre, atrasos e cancelamentos apresentavam o mesmo índice: 8,2%. Em Curitiba, 10,8% dos vôos foram cancelados.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário