quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Reforma eleitoral criticada na AL

Para o deputado Fernando Hugo (PSDB), o Congresso Nacional apresenta uma micro-reforma eleitoral. Segundo o parlamentar, foi por apatia que senadores e deputados federais deixaram de votar uma reforma eleitoral ampla. Para o deputado Osmar Baquit (PSDB), é uma imoralidade o que votaram.
"Coisas pendentes ficaram e acho que isso deve ser remendado". Ele pontua que faltou discutir, por exemplo, uma maior celeridade por parte do julgamento de processos nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).
O parlamentar destacou que o Senado decidiu que no caso de cassação de mandatos de prefeitos e governadores por crimes eleitorais, serão feitas eleições diretas, mas alerta que deve haver um prazo mínimo para que os tribunais apreciem tais processos e façam as eleições. (DN).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário