quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Padre não celebra missa e ainda é chamado de vagabundo

Nesta semana muitos foram os católicos que foram subir a Serra da Meruoca para acompanhar de perto os festejos da Santa Cruz na localidade de São Braz-Meruoca. A cada noite milhares de fiéis procuravam o Santuário da Romana para acompanhar as missas que são rezadas no Santuário ou ao ar livre no anfiteatro.

Mas os católicos que foram participar dos festejos na segunda-feira(14), presenciaram um fato no mínimo muito inusitado.

O pároco de Meruoca, Emanuel Franklin, chegou cedo por volta das 18h30min, ao Santuário da Cruz da Romana(negra escrava que sofreu tentativa de estupro), para rezar a Santa Missa, e como já existia um bom público, perguntou pelo som e se este estava no ponto para começar. Ao perceber que não, perguntou se não poderia melhorar o som para que os fiéis pudessem ouvir a missa. Nesse momento, um pessoa responsável pelo equipamento, chamou o Padre de vagabundo e que ele se retirasse do local. Pe. Emanuel Franklin tentou dialogar, mas como viu que os ânimos estavam exaltados, resolveu se retirar do Santuário da Cruz da Romana, sem que pudesse realizar o ato litúrgico.(Marcelo Marques).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário