sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Planalto confirma saída de Leônidas Cristino da SEP

Por Rafael Moraes Moura e Tânia Monteiro | Estadão Conteúdo

AE
A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República confirmou nesta quinta-feira, 03, a saída de Leônidas Cristino da Secretaria de Portos. No seu lugar, assume o economista Antônio Henrique Pinheiro Silveira, atual secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda.
Leia também
Diário Oficial traz exoneração de ministro ligado ao PSB
Antaq abre consulta pública sobre arrendamento portuário
Analista vê 'excesso de controle' do governo Dilma

A decisão de Dilma de nomear Antônio Silveira no lugar de Cristino segue o entendimento da presidente, já comunicado a auxiliares, de que pretende nomear interinos para as pastas que ficarem vagas até o final do ano, evitando, assim, antecipar o tabuleiro político da reforma ministerial.

Cristino deixa o governo após o presidente do PSB, Eduardo Campos, anunciar que o partido vai deixar os cargos ocupados na Presidência da República. Antes dele, nesta terça-feira, 01, Fernando Bezerra Coelho comunicou a saída do Ministério da Integração Nacional. Cristino é afilhado político dos irmãos Cid e Ciro Gomes, que não concordam com as pretensões presidenciais de Campos. Os irmãos Gomes já deixaram o PSB e anunciaram a filiação ao PROS.

Após audiência com Cristino no Palácio do Planalto, a presidente Dilma utilizou o microblog Twitter para comunicar a saída do ministro. "O min Leônidas Cristino está deixando a Secr dos Portos. Lamento sua saída. Ele foi fundamental na aprovação da Lei dos Portos", escreveu a presidente. Apesar do tom oficial de lamento da presidente, Cristino desempenhou papel coadjuvante na aprovação da MP dos Portos, que foi tocada principalmente pela ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann.

Nenhum comentário:

Postar um comentário