quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Roberto Pessoa deixará cargo para enfrentar Cid

O prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), disse ontem que irá se desincompatibilizar do cargo até o dia 4 de abril de 2010, data limite para poder disputar as eleições do próximo ano.

Pré-candidato ao Governo do Ceará, ele disse que sua postulação ``é pra valer``. ``Eu já tô com 66 anos e não tenho idade para aventuras. A minha disposição é sair candidato mesmo``, reforçou. O prefeito disse que já comunicou a secretários que deixará o cargo.

Pessoa participou, na terça-feira, de jantar com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré- candidata à Presidência. Ela, junto de uma parte da cúpula petista & Ricardo Berzoini, Antonio Palocci, Cândido Vaccarezza e José Eduardo Cardozo & reuniu-se com parlamentares e líderes do PR, em busca de apoio eleitoral em 2010.

Desde que o deputado Ciro Gomes (PSB) começou a crescer nas pesquisas, Dilma corre para fechar alianças com partidos da base de Lula - nos últimos dias, teve encontros com PDT e PMDB.

O PR, de acordo com Roberto Pessoa, tende a apoiar a candidatura do PT, ``contanto que sejam resolvidas algumas pendências nos estados``. Pessoa diz que o partido reivindica o apoio petista na disputa pelo governo em cinco estados: Rio Grande do Norte, Mato Groso, Rio de Janeiro, Amazonas e Ceará.

Do encontro de terça, não saiu nenhuma garantia. Mas os ministros Alfredo Nascimento (Transporte) e Dilma Rousseff ficaram responsáveis de levar à frente essas negociações, até fevereiro do próximo ano.

A inclusão do Ceará na lista de reivindicações do PR significa que um dos pleitos do partido, em troca do apoio a Dilma, é receber o apoio do PT cearense à candidatura de Roberto Pessoa. O interesse ganhou força depois de a prefeita Luizianne Lins (PT) admitir a possibilidade de vir a não apoiar a reeleição do governador Cid Gomes (PSB). Isso será possível, caso Ciro Gomes, irmão de Cid, saia candidato e Dilma Rousseff fique sem palanque no Ceará.

O ex-governador Lúcio Alcântara (PR), que também estava no jantar com a ministra, disse já ter conversado com Ilário Marques, presidente estadual do PT. (Colaborou Eliomar de Lima)

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário