sábado, 24 de outubro de 2009

Ceará é o 12º em acidentes de trabalho

Em 2007, foram registrados 8.421 acidentes de trabalho com 39 óbitos num universo de mais de um milhão de trabalhadores com carteira assinada no Ceará. Os dados são do Ministério da Previdência Social, divulgados
na Feira Norte e Nordeste de Saúde, Segurança no Trabalho e Emergência, realizada ontem, em Fortaleza. Com essa realidade, o Ceará é o 12º do País em acidentes de trabalho.

No ano anterior, foram 5.965 acidentes com 47 óbitos, quando o Estado tinha quase 990 mil trabalhadores. Diante desse quadro, agora é regra, para todo o Brasil, a partir de 2010, a empresa que apresentar um grande número de acidentes no trabalho pagar um seguro maior para a Previdência Social. Atualmente, as empresas brasileiras contribuem com 1% a 3% sobre a folha de pagamento para a Previdência, dependendo da atividade. Se de baixo, médio ou alto risco.

A partir do próximo ano, as organizações que investirem em saúde ou segurança para os seu trabalhadores serão beneficiadas e as que não investirem, punidas. A contribuição poderá aumentar ou diminuir de acordo
com os números da empresa. Para Alexandre Gusmão, coordenador da Feira Norte e Nordeste de Segurança no Trabalho e Emergência, ainda existem subnotificações em relação a esse tipo de acidente, pois muitas empresas não comunicam o fato para o Instituto Nacional de Seguro Social. Mas, agora, isso deve mudar, já que os médicos da Previdência Social estão analisando cada caso, independentemente do encaminhamento da empresa. (DN).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário