sábado, 17 de outubro de 2009

Horário de verão pode afetar a segurança do seu computador

O horário de verão, que começa no próximo domingo, pode comprometer a segurança do seu computador. Segundo o Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS) da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), a precisão dos relógios dos sistemas operacionais é crucial para a manutenção dos registros gerados por programas de computador, os logs.

Além disso, relógios precisamente regulados e sincronizados também são fundamentais na identificação dos responsáveis por incidentes de segurança, como invasões de sistemas e outros tipos de golpes. O CAIS avisa ainda que os logs gerados pelos sistemas durante o horário de verão, que vigora até a meia-noite do dia 21 de fevereiro de 2010, estarão no fuso-horário GMT-2, e não no GMT-3 como acontece no restante do ano.

O CAIS divulgou o Alerta 20091015 - http://www.rnp.br/cais/alertas/2009/cais-alr-20091015.html - detalhando as alterações de configuração que devem ser feitas em diferentes sistemas operacionais. Se você mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, não se esqueça de acertar o relógio do seu computador.

Sobre o CAIS

O Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança (CAIS) atua na detecção, resolução e prevenção de incidentes de segurança na rede acadêmica brasileira, além de elaborar, promover e disseminar práticas de segurança em redes. Criado em 1997, o CAIS também divulga informações e alertas de segurança e participa de organismos internacionais na área.

Sobre a RNP

Responsável pela introdução da Internet no Brasil, em 1992, a RNP opera a rede acadêmica nacional, a rede Ipê. Sua missão é promover o uso inovador de redes avançadas no país. Mantida pelos Ministérios da Ciência e Tecnologia e da Educação, atua no desenvolvimento e na prestação de serviços em três áreas: infraestrutura de redes de alto desempenho, aplicações avançadas e formação de recursos humanos em redes.

A rede Ipê é uma infraestrutura de alto desempenho para colaboração e comunicação em educação e pesquisa que alcança os 26 estados da federação e o Distrito Federal, interligando cerca de 600 instituições de ensino superior e de pesquisa e beneficiando mais de um milhão de usuários. A RNP está conectada às redes acadêmicas latino-americana (Rede Clara), europeia (Géant) e norte-americana (Internet2), além de ter conexão própria à Internet mundial.



Fonte: E-mail envidado ontem por Milena Cosmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário