sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Atraso na Obra da Reforma da Cadeia Gera Caos no Sistema Prisional de Camocim

Em 15 de maio de 2009, 29 detentos da cadeia pública de Camocim foram transferidos para a Penitenciária Industrial Regional de Sobral, ficando no prédio apenas 4 mulheres que cumprem pena. O prédio estava sofrendo deteriorações constantes devido às constantes chuvas, "minando" água por todos os lados. Com isso, a umidade no piso e paredes chegou a níveis extremos, o que facilitaria a fuga através de buracos. Com essa atitude da justiça, todos as prisões efetuadas a partir dessa data tiveram como destino o xadrez da Delegacia Regional, que não é preparada para a permanência de presos por longo período, não oferecendo banho de sol, nem visita íntima, o que impõe ao detento um regime quase sub-humano quando ocorre superlotação. O banho é coletivo e na base da mangueira. Atualmente as duas celas, que medem cerca de 2m x 2m cada uma, estão com 18 presos, detidos por inúmeros delitos, sendo impossível uma triagem com relação aos crimes graves e leves cometidos. Apesar das condições em que vivem, a maioria não quer ser transferida para Sobral, o que deixaria todos longe das famílias. A totalidade deles pede que a justiça agilize a obra de reforma da cadeia local. Em contato com o Promotor de Justiça, Hugo Alves da Costa, tivemos acesso ao ofício enviado pelo Secretário de Justiça, Marcos Cals, em resposta aos que foram enviado pela Promotoria e pelo Juiz de Direito, Dr.Luiz fernando Pinheiro Barros, relatando a situação caótica vivida pelos presos e pedindo celeridade nas providências para sanar o problema. O ofício do Secretário, datado de 15 de setembro, diz que a licitação estava agendada para ocorrer dia 24 de Setembro, como foi postada AQUI no blog, esclarece ainda que a obra vai custar R$ 319.836,82. Enquanto a burocracia segue à passos lentos, os detentos terão que continuar vivendo na situação atual, com a certeza que vai piorar cada vez que entrar mais um.



Fonte: Blog Camocim Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário