segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Comoção na volta dos siameses

Aconteceu o previsto pelos médicos. Morreram por insuficiência cardíaca, no Instituto da Criança de São Paulo, os irmãos siameses de Santana do Cariri, que nasceram ligados ente por uma membrana na altura do tórax. Só tinham um fígado e os dois corações colados. Uma delas apresentava fissura labiopalatal (lábio leporino).

O enterro dos xifópagos ocorreu ontem, às 9 horas, no cemitério de Anjinhos, município de Santana do Cariri, debaixo da comoção dos moradores do Sítio Pimenteira, onde eles nasceram, no dia 15 de junho. A cova foi cavada pelo próprio avô dos xifópagos, Sebastião Geovani, com a ajuda de dois filhos menores. No velório, na pequena casa de taipa do sitio Pimenteira, apenas a família.

A equipe médica que fez o parto na Maternidade César Cals, sugeriu que as duas crianças fossem para São Paulo a fim de submeter a uma cirurgia de separação dos corpos com o risco de sacrificar a vida de um dos gêmeos. Na quinta-feira, exatamente no dia em que as duas crianças completariam quatro meses, os receberam a noticia da morte dos filhos. Na tarde de sábado, o casal desembarcou no Aeroporto Regional do Cariri, trazendo na alma à dor da perda dos dois filhos e na bagagem a urna mortuária. (DN).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário