sábado, 24 de outubro de 2009

Encontro reuniu prefeitos e deputados em Sobral

Um encontro realizado no Centro de Convenções Inácio Gomes Parente, que contou com a presença de prefeitos da região e deputados estaduais, reforçou ainda mais a indignação por parte dos gestores cearenses causada pela redução dos repasses do FPM no Ceará. O movimento municipalista cearense expôs aos deputados a situação de crise financeira enfrentada por cada prefeitura.

O encontro entre os prefeitos e os deputados aconteceu durante a Assembleia Itinerante, uma iniciativa proposta pelo deputado Ferreira Aragão (PDT), que determina que a cada semestre deve ser realizada a sessão parlamentar em um município do Interior cearense.

De acordo com os números apresentados pela Associação dos Municípios e Prefeitos do Ceará (Aprece), somente nos dez primeiros meses do ano, a redução foi de 6,2% em relação ao mesmo período de 2008. O número apresentado é o maior registrado na média nacional, que foi de 5,8%. Segundo o prefeito de Sobral, Leônidas Cristino, as perdas podem ocasionar ainda mais uma queda na qualidade de vida da população. "Só para se ter uma ideia, o governo federal diminuiu aproximadamente R$ 6 milhões só no nosso município e a gente teve que se adaptar em quatro meses, para não prejudicar a população", disse, acrescentando que os gestores municipais não querem pagar sozinhos a conta pelos problemas no repasse de recursos e na consequente deficiência na promoção de políticas públicas.

Situação semelhante é no município de Apuiarés, em que o prefeito Roberto Sávio Gomes da Silva, conta que teve que diminuir gastos na saúde para poder arcar com os compromissos. Apuiarés é um dos municípios que aparece entre os 26 do País como cidade que aplicou corretamente os recursos destinados a educação. "Apesar da situação essa nos deixa de orgulho, porque mostra que os recursos implantados na educação estão mais do que corretos", disse o gestor. (DN).

Por Wison Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário