quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Produtores faz protesto e distribuição de alimentos

Agricultores de 21 perímetros públicos de irrigação em seis estados do Nordeste cobram do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) a assistência técnica à produção, suspensa desde o início do mês por falta de pagamento dos profissionais. Na manhã de ontem, cerca de 600 produtores fizeram protesto em frente à sede do órgão, na avenida Duque de Caxias, distribuindo frutas e cereais.
Eles reivindicam ainda a revitalização da gestão do Dnocs e mais recursos para a manutenção dos perímetros. O diretor geral do departamento, Elias Fernandes Neto, viajou a Brasília na tarde de ontem para negociar os recursos com o Ministério da Integração.
A Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) é garantida por lei a 21 perímetros em todo o País. A suspensão desse serviço, determinada pelo Dnocs por falta de recursos, motivou o protesto. Os agricultores fecharam a avenida com faixas e bandeiras, fizeram apitaço e distribuíram quatro caminhões de coco, melancia, melão, banana, milho e arroz. Boa parte vinha de Tabuleiro de Russas. (O Povo).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário