sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Conselheiros do TCM apreciaram poucos processos

O Tribunal de Contas dos Municípios julgou, ontem, apenas 47 processos de um total de 219 que constavam da pauta dos trabalhos. O principal motivo da pequena quantidade de contas apreciadas foi a ausência de três conselheiros. De 15 prestações de contas de Governo apenas um parecer foi votado, sendo a decisão favorável a aprovação das contas de José Sérgio Pinheiro Diógenes, na Prefeitura de Jaguaribe, no exercício de 2006.

A continuidade do julgamento das contas da prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, no exercício de 2005, como já era esperado, ficou para a próxima semana. Mesmo assim, o advogado da prefeita, Wilson Vicentino, e o procurador geral do município, Martônio Mont´Alverne marcaram presença no plenário do Tribunal. O procurador deixou a sala de sessões logo que o relator o informou que o processo não seria julgado ontem por falta de tempo para analisar a quantidade de documentos apresentados.

As contas do primeiro ano da prefeita Luizianne Lins tem como relator o conselheiro Manoel Veras e na penúltima sessão da Corte deixou de ser votada pelo fato de o conselheiro Luiz Sérgio, que havia pedido vistas do processo, levantar alguns questionamentos. (DN).

Por Wilson Gomes


Nenhum comentário:

Postar um comentário