quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Motorista formam filas em frente ao posto da Sefaz

Indignação, revolta e aborrecimento, são dramas vividos por milhares de caminhoneiros que trafegam pela BR-222 com destino a divisa do Piauí e que precisam passar pelo Posto de Fiscalização da Secretaria da Fazenda (Sefaz), na localidade de Queimadas.
Por todo dia de ontem era grande o número de motoristas que aguardava da Sefaz a liberação da carga para passar de um Estado para o outro. "Estou aqui desde o meio-dia e somente agora às 17 horas é que consegui autorização para seguir viagem", reclamou Antonio Luiz, que transportava verduras da cidade de Tianguá para São Luiz, Capital do Maranhão.
O atraso pode lhe causar prejuízos, uma vez que pretendia chegar ao destino final às 4 horas de hoje (quinta-feira). A pressa se deve ao fato de estar transportando verduras.
O drama vivido por Antonio Luiz é idêntico aos demais motoristas que circulam pelo trecho. Gaspar Lucas de Melo, que viajava de Macau (RN) com destino a cidade de Piripiri (PI) tinha outras reclamações a fazer. "Não basta as estradas ruins que temos que enfrentar e quando chegamos aqui somos obrigados a passar por um vexame desse, ter que esperar horas e horas para liberar uma nota fiscal, uma coisa que não deveria demorar nem um minuto".
A demora e a burocracia criada pelos fiscais da Sefaz no Posto de Queimadas, que fica no KM 340 da referida BR, faz com filas quilométricas de caminhões se formem nos dois sentidos da rodovias.

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário