quarta-feira, 10 de outubro de 2007

EUA ameaçam com novas sanções a junta militar de Mianmar

Os Estados Unidos ameaçaram com novas sanções a junta militar que governa Mianmar caso esta não interrompa as "atrocidades" contra seu próprio povo e exigiu uma investigação exaustiva sobre a morte de um opositor detido. "Os Estados Unidos condenam fortemente as atrocidades cometidas pela junta e pede uma investigação plena sobre a morte de Win Shwe durante sua detenção em Mianmar", disse um porta-voz da Casa Branca, Gordon Johndroe. "A junta deve cessar a brutalidade contra seu próprio povo e permitir uma transição pacífica para a democracia, ou enfrentará novas sanções dos Estados Unidos", acrescentou. A Associação de Ajuda aos Presos Políticos, formada por ex-detentos exilados na Tailândia, denunciou nesta quarta-feira a morte de Win Shwe, de 42 anos, falecido "sob torturas durante um interrogatório" em um quartel de polícia perto da cidade de Mandalay (centro).

Nenhum comentário:

Postar um comentário