quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Comitê Olímpico americano pede desculpas ao Comitê australiano

O Comitê Olímpico Australiano revelou nesta quarta-feira, 10, que o Comitê Olímpico dos Estados Unidos (USOC) pediu desculpas pelo uso de produtos dopantes por parte da velocista Marion Jones, que foi obrigada a devolver as medalhas conquistadas nos Jogos Olímpicos de Sydney-2000. O USOC apresenta suas "desculpas sinceras e humildes" em uma carta enviada aos dirigentes australianos, aos atletas e a todos aqueles que participaram nos Jogos de Sydney. "Apesar dos atos desta atleta (Marion Jones), estamos convencidos de que os Jogos de Sydney perdurarão durante muito tempo na memória coletiva como uma das maiores celebrações do esporte e da humanidade", afirmam o presidente e o secretário-geral do USOC, Peter V. Ueberroth e James E. Scherr. O presidente do Comitê Olímpico Australiano, John Coates, considerou que esta carta era "muito amistosa". Também saudou o compromisso do USOC "de garantir que a equipe americana nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 estará limpa". Jones, que confessou na semana passada ter se dopado entre setembro de 200O e julho de 2001, devolveu na segunda-feira as três medalhas de ouro e as duas medalhas de bronze que conquistara em Sydney.
AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário