sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Profissionais de Saúde de Sobral participarão do Fórum Regional de HIV/AIDS

Um Fórum Regional de HIV/Aids para Atenção Básica será realizado no próximo dia 4 de dezembro, no Centro de Convenções de Sobral. O evento tem iniciativa da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará, com apoio da Secretaria da Saúde e Ação Social de Sobral, da Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia e da Coordenação Municipal de DST/AIDS.

O Fórum se destina-se a atualizar a ação dos profissionais da atenção primária à saúde de Sobral e demais municípios da 11ª CERES, de acordo com as recomendações do Programa Nacional de DST/AIDS para a prevenção, assistência e adesão ao tratamento. Durante o Fórum, os profissionais de saúde receberão as novas diretrizes destinadas a reduzir o diagnóstico tardio, ampliar o atendimento, fortalecer o SUS e, particularmente, as redes sociais nos municípios.

Durante o Fórum, infectologistas do Hospital São José, do Hospital de Cascavel, Coordenação Estadual DST/AIDS, do Centro de Referência em Infectologia de Sobral, Santa Casa de Sobral, além de professores da UFC, ministrarão conferências para atualização das informações sobre a evolução histórica da epidemia, com enfoque nos dados epidemiológicos, história natural da infecção pelo HIV, formas de transmissão e prevenção, detecção precoce da infecção pelo HIV/AIDS nos programas da Atenção Básica, quando oferecer a sorologia anti-HIV e quais as doenças indicadoras dei infecção pelo HIV/AIDS. Também serão discutidos o aconselhamento em infecção pelo HIV/AIDS e a oferta e a entrega do resultado do teste anti-HIV, contamdo ainda com depoimento de representante da Rede de Solidariedade Positiva.

A Secretaria da Saúde do Estado busca conter o crescente aumento de casos de AIDS que levou a epidemia a atingir também municípios do interior do Brasil. A maior concentração de casos ainda é registrada nos grandes centros urbanos, sendo que 90% estão concentrados em 430 municípios brasileiros. No entanto, a AIDS difundiu-se para municípios menores, de para todas as regiões do país. Atualmente, dos 5.560 municípios brasileiros, 4.593 já notificaram pelo menos um caso de AIDS.

Segundo Dulcinalda Braga, Coordenadora do Centro de Orientação e Apoio Sorológico de Sobral (COAS), atualizar a resposta de combate ao HIV e a AIDS no Brasil, em função dessas mudanças, impõe a inclusão de ações descentralizadas nos diferentes níveis de atenção à Saúde. "É fundamental a integração dos serviços especializados com a Estratégia Saúde da Família (ESF), garantindo eqüidade e integralidade no cuidado", destaca a coordenadora.

Entretanto, Dulcinalda Braga destaca que é preciso perseguir a sincronia em tais ações por meio da gestão do sistema, envolvendo as áreas técnicas de DST/AIDS e da Atenção Básica – em âmbito nacional, estadual e municipal – num processo compartilhado e articulado, otimizando as capacidades do sistema de saúde.

Conferencistas do Fórum:

Telma Martins - Coordenadora Estadual de DST/AIDS
Telma Queiroz - Infectologista do Hospital São José
Rômulo Sabóia - Infectologista do Hospital de Cascavel
Albanisa - Assistente Social - Hosp.S.José e Coord. DST/AIDS
Patrícia Batista Rosa (professora da UFC) e Jurandir Pontes- Infectologistas do Centro de Referência de Infectologia e da Santa Casa de Sobral.

SERVIÇO
Fórum Regional de HIV/AIDS para Atenção Básica
Centro de Convenções de Sobral
4 de dezembro de 2007
Promoção: Secretaria da Saúde
Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde
Núcleo de Prevenção e Controle de Doenças e Agravos
Área Técnica DST/AIDS
Apoio: Secretaria de Saúde e Ação Social de Sobral
Coordenação Municipal de DST/AIDS
Escola de Formação em Saúde da Família Visconde de Sabóia 11ª CERESFonte: Escola de Formação em Saúde da Família

Nenhum comentário:

Postar um comentário