terça-feira, 13 de novembro de 2007

Justiça liberta oito presos na Operação Kaspar

Oito suspeitos presos na última terça-feira pela Operação Kaspar 2 da Polícia Federal (PF) estão soltos desde sábado (10). Segundo a PF, das 19 pessoas detidas temporariamente, 11 tiveram a prisão prorrogada por mais cinco dias pela Justiça Federal. O restante foi libertado e deve responder em liberdade a processos sobre lavagem de dinheiro, sonegação de impostos e remessa ilegal de dólares para o exterior. A PF não divulgou os nomes dos suspeitos libertados nem o motivo da não-prorrogação das prisões temporárias. Durante a tarde de hoje (12), a Agência Brasil pediu informações à Justiça Federal em São Paulo, mas não obteve respostas. Ao todo, a operação Kaspar 2 resultou em 22 prisões: 19 temporárias e três em flagrante. Os suspeitos detidos em flagrante devem permanecer na prisão até julgamento. Já os 11 presos temporariamente podem ser libertados na quarta-feira (14) – prazo final para a detenção temporária – ou ter a prisão preventiva decretada pela Justiça e ficarem detidos até o julgamento. A Operação Kaspar 2 foi deflagrada para desmontar um esquema internacional de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e sonegação. Grandes empresas brasileiras, doleiros e funcionários de bancos estrangeiros estariam envolvidos, segundo as investigações da PF. A estimativa é que os crimes tenham causado prejuízo R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Além das prisões, cerca de R$ 6 milhões e US$ 700 mil foram apreendidos. Apesar disso, nenhuma denúncia formal foi feita pelo Ministério Público Federal contra os suspeitos detidos.
Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário