domingo, 29 de junho de 2014

Confusão total na política cearense

Por Jacinto Pereira

Com a indicação pelo Governador Cid, de Camilo Santana (um cidista filiado ao PT), para encabeçar sua chapa ( Governador Camilo, vice Zezinho e Mauro Filho para o senado), põe em confronto o PT com o PMDB a nível estadual. O PT ficará dividido. O Partido dos Trabalhadores sabe por experiência própria, que dividindo perde a eleição. Se o propósito foi tirar o Guimarães da chapa por causa do caso '”dólares na cueca”, o Camilo Santana também tem problemas, pois o escândalos dos banheiros envolvia a secretaria estadual em que ele era o secretário. Dar um cargo vitalício no Tribunal de  Contas dos Municípios ao atual Vice Domingos Filho, não garante que seus tradicionais apoiadores fiquem satisfeitos, e se voltem para o PMDB, antigo partido de Domingos Filho. Quem garante Que Zezinho Albuquerque terá o mesmo empenho na campanha, por um cargo de vice? Será que a escolha de Camilo Santana é uma forma de estar presente na política do Cariri? Já que se fala que sua ligação com Juazeiro do Norte está se desfazendo.  Alguns partidos da  suposta aliança do PROS, não estão muito seguro em que esse é o lado certo de ficar e ainda podem sair em função dessa composição de chapa. Com essa composição da chapa do PROS, pode despertar a vontade de Tasso participar da chapa de Eunício. Colocando o PT na cabeça de Chapa, Cid pode ter unido os seus opositores todos numa chapa, que seria fortíssima, para o combate eleitoral.  É aguardar para ver o desenrolar desse imbróglio político cearense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário