quinta-feira, 19 de junho de 2014

CNI/Ibope: Dilma lidera com 39% seguida de Aécio com 21%

 

  • Diogo Alcântara Direto de Brasília

A primeira pesquisa do Instituto Ibope contratada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sobre intenção de votos para presidência da República, divulgada nesta quinta-feita, aponta 39% da preferência do eleitorado pela reeleição de Dilma Rousseff (PT). Em segundo lugar, aparece o candidato do PSDB, Aécio Neves, com 21%, seguindo por Eduardo Campos (PSB), com 10%. 

Somados, os demais candidatos têm 9% das intenções de votos. Chama a atenção na pesquisa o elevado percentual de pessoas que declararam que votaram em branco ou anulariam seus votos (13%). Do total, 8% não souberam ou não responderam à pesquisa. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. 

O resultado da sondagem indica segundo turno nas eleições. O instituto Ibope indica cenários com possíveis confrontos de dois candidatos. Contra Aécio, Dilma venceria por 43% a 30%. Já se o enfrentamento no segundo turno fosse contra Campos, a vantagem seria ampliada para 43% contra 27% dos votos.

Nos dois levantamentos anteriores do Ibope, que não foram contratados pela CNI, Dilma tinha 37% das intenções de voto em abril e 40% em maio; Aécio registrou 14% em abril e 20% em maio; Campos, 6% em abril e 11% em maio; e Pastor Everaldo, 2% em abril e 3% em maio.

A sondagem contratada pela CNI foi realizada entre os dias 13 e 15 deste mês , com 2.002 pessoas em 142 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o Protocolo BR-00171/2014.

Rejeição aos candidatos

A pesquisa CNI/Ibope afirma que a presidente Dilma é a candidata mais conhecida entre o eleitorado. Apenas 1% respondeu que “não a conhece o suficiente para opinar”. No caso do senador Aécio Neves, esse percentual sobe para 20% e no caso do ex-governador Eduardo Campos, para 25%.

publicidade

Apesar da preferência de votos, Dilma apresenta a maior rejeição entre os entrevistados. Dos respondentes, 43% afirmaram que não votaram nela “de jeito nenhum”. Já 32% disseram que votariam em Dilma “com certeza” e 19% que poderiam votar na presidente para um segundo mandato.

Já no caso do principal oposicionista, Aécio Neves, a rejeição é de 32%. Do total de entrevistados, 15% votariam nele “com certeza” e 26% considerariam votar no candidato tucano.

Menos conhecido dentre os três principais candidatos, Eduardo Campos apresenta um índice de rejeição superior ao de Aécio, com 33%. Apenas 7% disseram que votariam nele “com certeza”, enquanto 28% avaliariam voltar nele.

http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/,dd4f7a059e3b6410VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário