terça-feira, 24 de junho de 2014

O Tempo vence até os poderosos

 

Sarney anuncia que não vai mais disputar eleições

O senador José Sarney (PMDB-AP), de 84 anos, não será candidato à reeleição. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pela assessoria do parlamentar no Amapá. No texto, o ex-presidente da República cita razões pessoais para tomar a decisão. "Entendo que é chegada a hora de parar um pouco com esse ritmo de vida pública que consumiu quase 60 anos de minha vida e afastou-me muito do convívio familiar", diz o parlamentar no texto.

Até poucos dias antes do anúncio, Sarney se movimentava para a disputa de mais um mandato no Senado neste ano. A própria ida da presidente Dilma Rousseff a Macapá, nesta segunda, foi interpretada como um afago ao senador perto do início do período eleitoral. No evento, Sarney acabou vaiado por parte do público presente.

Se tentasse se reeleger, José Sarney não teria um caminho tranquilo. Desde que deixou a presidência do Senado, no começo do ano passado, o ex-presidente da República havia perdido influência no Congresso. Antes disso, com a derrota de seu grupo nas eleições de 2010, também vira seu poder diminuir no Amapá. Enquanto isso, no Maranhão, o ex-presidente teve dificuldades para indicar um substituto à atual governadora, sua filha Roseana Sarney (PMDB).

José Sarney assumiu seu primeiro cargo eletivo em 1955, como deputado federal. Ele teria mais dois mandatos na Câmara. Depois foi governador do Maranhão e senador pelo Estado por três vezes consecutivas antes de chegar à Presidência da República, no lugar de Tancredo Neves, em 1985. Após o fim do mandato, ele voltou ao Senado: elegeu-se pelo Amapá nas eleições de 1990, 1998 e 2006. O parlamentar presidiu o Senado por quatro vezes. A última delas, entre 2011 e 2013.

(com Agências)

Nenhum comentário:

Postar um comentário