segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Tropa de elite do PSDC em pé de Guerra

O PSDC de Fortaleza está em clima de guerra, após todo o tumulto que envolveu o ex-candidato ao Senado Fernandes Filho, que fora substituido no apagar das luzes da vice-presidencia estadual, o clima voltou a esquentar. De acordo com informações Fernandes Filho que já havia anunciado sua pré-candidatura para prefeitura de Fortaleza, estava em conversa com o Dep. Gomes Farias quando foram surpreendidos pelo anúncio da pré-candidatura do deputado estadual Ely Aguiar para prefeitura de Fortaleza. Fernandes Filho que não estava satisfeito com o andamento da conversa com o Dep. Gomes Farias, e que naquele momento pretendia anunciar seu desligamento dos quadros do PSDC do Ceará, confesa que ficou espantado com a forma com que Ely Aguiar anunciou sua pré-candidatura: \"O candidato serei eu porque sou Deputado\". Fernandes Filho diz que acredita que tudo não passou de uma brincadeira de Ely Aguiar, mas confessa que isto fez com que mudasse seus planos e permanecesse nos quadros do PSDC. Fernandes confessa que é admirador do mandato de Ely Aguiar e chegou a cumprimentar o deputado por sua decisão, mas informou a ele que lutaria pela vaga na convenção do partido e que se Ely tivesse realmente a intenção de ser o candidato a prefeito se preparasse para a batalha na convenção. \"O que dá a ele o direito de se pré-candidatar, é o fato de ser um filiado e não de ser deputado\", afirma Fernandes. Mas a discursão não para por aí. o ex-candidato ao Governo do Ceará pela legenda, Cel. Gondim, que não estava na disputa, ao saber da confusão transferiu seu título eleitoral para a capital Fortaleza e comunicou ao deputado Gomes Farias sua decisão de também se pré-candidatar a prefeitura de Fortaleza. O presidente da executiva municipal Raimundo Pontes Filho diz que tudo é um sinal de crescimento dos PSDC, informa que tudo está calmo em relação a chapa proporcional, a qual já possui 56 pretensos candidatos, mesmo depois de tantas lutas e conflitos internos. \"Há paz no PSDC\", informa. Apesar do que afirma o presidente municipal sabe-se que a coisa não está tão bem assim na cúpula estadual do PSDC, pelo menos no tocante a relação Gomes Farias-Fernandes Filho. De acordo com Fernandes Filho, Gomes Farias está demorando em cumprir o acordo firmado após seu retorno de São Paulo, e isto pode causar muitos transtornos e levar Fernandes a um rompimento final com Gomes Farias. Fernandes informa que após colocar seu nome como pré-candidato a prefeitura pela legenda não teve um segundo de paz, até perdeu a vice-presidencia de forma obscura, mas reconhece que o que está havendo com relação a efervercencia de candidaturas é salutar e democrática, porém lamenta que tenha que disputar em convenção contra o Cel. Gondim por quem tem uma profunda amizade, mas afirma que enfrentará a tudo e a todos pelo direito de ser candidato a prefeitura de Fortaleza. Com relação a Gomes Farias, o ex-candidato ao Senado informa que caso o deputado não cumpra o acordo de restituiir suas funções partidárias haverá rompimento definitivo. \"Não me incomodo com cargos, pois cargo não dá brilho a um homem, mas o homem dá brilho a um cargo\", Fernandes afirma que caso perca em convenção isto será normal é tipico da democracia, neste caso sairá candidato a vereador, mas continuará denuncianto qualquer forma de manipulação não democrática dentro do PSDC do Ceará. \"Não farão do PSDC uma legenda de aluguel enquanto eu aqui estiver. Podem me tirar os cargos, mas não podem me tirar a filiação e é só disto que preciso para dar continuidade de minha luta pela renovação politica\", finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário