sexta-feira, 21 de setembro de 2007

CPMF já rendeu R$ 23,7 bilhões até agosto e bate recorde

O governo já arrecadou de janeiro a agosto deste ano com a CPMF R$ 23,7 bilhões, de acordo com dados divulgados pela Receita Federal nesta quinta-feira, 20. O valor arrecadado com a CPMF cresceu no período 11,19% descontada a inflação medida pelo IPCA. Este crescimento é maior que a alta de 10,71% da arrecadação total da Receita Federal durante o ano de 1997. A CPMF em agosto rendeu R$ 2,988 bilhões, apresentando um crescimento real de 10,48% sobre o mesmo mês do ano passado e uma queda real de 7,11% sobre o arrecadado em julho com essa contribuição. A expectativa do governo é arrecadar este ano R$ 36 bilhões. Por 338 votos a 117 e 2 abstenções, a Câmara aprovou no fim da noite da última quarta-feira, em primeiro turno, a emenda que prorroga a CPMF até 2011. A proposta também permite ao governo movimentar 20% dos recursos do Tesouro sem vinculação. Durante todo o dia, o Planalto havia antecipado nomeações e liberado verbas para emendas orçamentárias, com o objetivo de agradar a deputados aliados que ameaçavam atrasar a votação da emenda – acabou conseguindo 30 votos a mais do que o necessário. Foram nomeados quatro diretores do Banco do Nordeste, atendendo a indicações do PP, PR, PSB e PTB. A presidência do Porto de Santos foi entregue a José Di Bela Filho, apadrinhado de deputados do PSB. O governo também desbloqueou R$ 21,7 milhões do Orçamento para projetos previstos em emendas apresentadas por parlamentares. Ao discursar em solenidade na última quarta, o presidente Lula disse que "nenhum governo, nem do PT, nem do PMDB, nem do PSDB, nem do PFL, conseguiria governar este País sem a CPMF.

Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário