sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Polícia estoura centro de distribuição de drogas do PCC em SP

Um centro de distribuição de drogas supostamente controlado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC) foi estourado no final da noite de quinta-feira, 27, no Jardim Dona Sinhá, na zona leste de São Paulo. No local, policiais da Força Tática do 19º Batalhão encontraram 35 kg de drogas, dos quais 32,5 kg de maconha e o restante de crack e cocaína. Além disso, encontraram balanços de contabilidade que registravam um movimento mensal de até R$ 140 mil e uma carta datada de 31 de agosto, que seria de comemoração por mais um ano da facção. Durante a operação, que contou com dez homens em três viaturas, um homem foi abordado quando vendia drogas em uma das ruas do bairro. Ele ofereceu o restante da droga aos policiais e os levou até a casa onde funcionava o centro de distribuição. Além das drogas, a casa guardava invólucros para a venda dos entorpecentes, uma prensa, uma arma calibre 28 e materiais que seriam misturados à cocaína, como bicarbonato de sódio. Identificado como Maurício de Araújo Veloso, de 26 anos, estava em liberdade condicional por roubo e foi preso em flagrante por tráfico. A operação no Jardim Dona Sinhá deve continuar, pois, segundo os policiais, há várias denúncias de tráfico no bairro. Laboratório Em Guaianazes, também na zona leste, a Polícia Militar estourou um pequeno laboratório de drogas que funcionava em um barracão, mas não conseguiu prender nenhum suspeito. Os policiais chegaram à viela na Rua Cachoeira das Garças, no Sítio Conceição, após denúncia anônima. No local, havia meio quilo de cocaína, dois pacotes pequenos de maconha e 25 vidros de lança-perfume, além de material para embalar drogas: cerca de 7.400 cápsulas de plástico, uma prensa, bem como duas balanças de precisão. A operação foi feita pela Polícia Militar de Ferraz de Vasconcelos, e o caso, registrado no 44º Distrito Policial, em Guaianazes.
Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário