quinta-feira, 27 de setembro de 2007

EUA culpam a Al-Qaeda pela última onda de atentados no Iraque

O Exército dos Estados Unidos acusou nesta quinta-feira, 27, a organização terrorista Al-Qaeda de ser a responsável pela onda de atentados que, nos últimos dias, provocaram a morte de mais de 70 pessoas no Iraque. Em um comunicado, a coalizão culpa a Al-Qaeda pelos atentados que na quarta-feira mataram pelo menos 17 pessoas nas províncias de Nínive e Salahaddine, assim como pela explosão de um carro-bomba em um mercado no bairro xiita de Bayaa, em Bagdá, que provocou oito mortes. A onda de atentados, apesar do número de ataques em 2007 ser menor ao dos anos anteriores, confirma o aumento de atentados com motivação política e religiosa em todo o país. Tanto a polícia iraquiana como os líderes tribais sunitas, em outra época ligados à insurreição, combatem os atentados e defendem a luta contra a Al-Qaeda. Na quarta-feira, o porta-voz da coalizão, general Kevin Bergner, reconheceu que o Exército americano constatou "um aumento da violência nos últimos dias (...) com a assinatura da Al-Qaeda". "Este aumento era esperado há algumas semanas, coincidindo com o início do ramadã", completou. Nesta quinta-feira, a explosão de um carro-bomba no bairro Nova Bagdá da capital matou um civil e deixou outros dois feridos.
AFP

Nenhum comentário:

Postar um comentário