terça-feira, 25 de setembro de 2007

Pessoas: espelhos verdadeiros

As pessoas de hoje estão vivendo em um momento áureo. A humanidade se multiplicou e cresceu. Existem pessoas de todos os tipos, frutos das misturas de raças, de códigos genéticos, de culturas e crenças. A partir daí aumentaram também os desafios. A convivência revela a fundamental importância de viver em grupo. Vive-se em grupo na verdade para desenvolver sentimentos de compreensão, respeito, aceitação e amor. Todos estes sentimentos levam o ser humano a evoluir a sua própria consciência e evoluir também a consciência da existência do outro. E assim começam a aparecer verdadeiros espelhos.

A riqueza maior da convivência está em compreender a função que as pessoas exercem na vida das outras. Elas muitas vezes são verdadeiros espelhos humanos. No momento que você sente que uma pessoa lhe incomoda, seja pelo seu perfil, comportamento, estilo, cor, credo ou simplesmente sem motivo aparente. Isto representa na verdade um presente da lei divina para você. Na realidade, a pessoa está mostrando através dela uma imagem sua refletida, e por isso o desconforto. Ninguém gosta de ver aquilo que não aceita em si. E não gosta de ver sua imagem revelada pelo outro.

Em grupos seja no trabalho, lazer, familiar estes espelhos estão sempre presentes, sempre revelam a sua imagem em situações inesperadas. E a reação imediata é de irritação e consequentemente o sentimento de antipatia pela pessoa, ou melhor, pelo seu próprio reflexo. Guardar mágoa e rancor do outro adoece seu corpo, e liga você à pessoa que você não gosta, o ódio amarra as pessoas. Este sentimento as aprisionam por tempo indeterminado. Ao contrário, se agradecer a ela por ter revelado a você aquilo que não aceita em si mesmo, você estará ganhando o direito da liberdade. Então o caminho que escolheu te liberta da pessoa, ela é livre e você também. Neste caso a força maior foi a do amor, respeito, compreensão e muita gratidão.

Os grupos de pessoas exercem muito mais a função de espelhos humanos, do que qualquer outro papel que se possa imaginar. Depois de compreendido que você está constantemente sendo espelhado e também espelhando outras pessoas, perceberá que viver em grupo é uma oportunidade única de crescimento humano e mais ainda divino. Depois da evolução do espelhamento como fonte de crescimento pessoal, você poderá encontrar verdadeiros exemplos de seres humanos. Aqueles, únicos na existência, capazes de ver que, o amor é maior que o ódio, que a compreensão é profunda, que o respeito é natural e vê na aceitação uma prática diária. A vida para eles torna-se muito mais leve.

Viver em grupo neste estágio de consciência significa que você descobriu a fórmula secreta de ser verdadeiramente livre. Livre para viver com todas as diferenças. Livre para viver em qualquer lugar neste planeta.

Escrito por Rosangela Cristina da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário