sexta-feira, 21 de março de 2014

UM OLHAR DIFERENTE SOBRE A FESTA DE SÃO JOSÉ 2014.

 

Cruz. A Festa de São José, em Preá, Município de Cruz, a 300 Km de Fortaleza, já é uma tradição. Atrai gente de várias comunidades vizinhas e até de outros municípios. São pessoas que vem para tomar banho de mar e divertir-se a sua maneira, ou até mesmo “solta a franga” como diz o dito popular.

Há muito o que ver sob uma ótica cômica e divertida. É só pegar uma câmara, ter disposição e caminhar entre a multidão registrando o que acontece de diferente.

clip_image002

Encontrei um garoto de Acaraú, 12, que brincava sozinho na areia da praia. Fez um buraco e enterrou as pernas até os joelhos.

clip_image004

Este senhor resolveu curtir sua ressaca sentado na areia quente da praia.

Logo encontrei um senhor, que após excesso de bebida, dormia, sem se dá conta do que acontecia ao seu redor. Não demorou e logo outro bêbado apareceu dando cambalhota no meio da multidão, fazendo diversão para o povo apreciar.

clip_image006

Este fez da areia o seu leito e do sol o seu cobertor. Segundo, conseguimos apurar, ele só tinha mais R$ 0,25 no bolso. Podia dormir tranquilo, pois, estava a salvo de qualquer ação dos amigos do alheio.

clip_image008

Um casal trocava beijos apaixonados como se estivesse no além mundo. Nenhuma preocupação com os olhares dos curiosos.

Amor e paixão não faltou neste dia. Logo encontrei um casal do mesmo sexo, que trocava carinho, abraços e beijos aos olhares dos curiosos.

clip_image010clip_image012

clip_image014

Esta turma, de bem com a vida, pousava para fotos, pois, sua forma extravagante a alegre, que além de chamar a atenção, todos queriam registrar este momento. Que loucura!

clip_image016

Um grupo de vaqueiros também aproveitou o momento para fazer exibição e desfilaram pelo meio da multidão em seus cavalos famosos, de boa performance.

clip_image018clip_image020

No meio da tanta diversão, não poderia deixar de chamar a atenção das autoridades com relação a prática de kitesurf entre os banhistas pondo em risco a integridade física dos banhistas como também de quem se encontrava caminhando pela praia, pois, os praticantes deste esporte chegavam até a praia em alta velocidade.

Esperamos que fatos como este não voltem a se repetir, pois, trata-se de uma modalidade de esporte bastante perigosa e que as autoridades competentes tomem as devidas providências e que áreas para banhistas e praticantes de Kitesurf sejam diferenciadas.

Um jet Ski também fazia exibição, em alta velocidade, em local bem próximo dos banhistas.

Não podemos deixar que seja cumprido o dito popular: “brasileiro só fecha casa depois de roubada”.

Dr. Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário