quinta-feira, 13 de março de 2014

Dilma anuncia R$ 3,8 bi para mobilidade urbana e Vicentinho destaca melhoria na qualidade de vida

Quinta, 13 Março 2014 13:43

Dilma, Mobilidade Urbana, Vicentinho, solenidade, PAC 2,

dilmamobilidade

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira (13), em solenidade no Palácio do Planalto, a destinação de R$ 3,8 bilhões para investimentos em mobilidade urbana em Goiás, Maranhão, Paraíba, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.  Os investimentos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) e,  segundo  Dilma, o valor global do pacote do governo federal para investimentos em mobilidade urbana em todo o País ao longo de seu mandato soma R$ 143 bilhões.

Dilma Rousseff explicou que uma parcela expressiva do investimento em mobilidade urbana destina-se ao transporte em trilhos, como metrôs e veículos leves sobre trilhos (VLTs), e a construção de corredores exclusivos de ônibus. “ São obras de ampliação de uma rede de transporte coletivo de alta capacidade para propiciar segurança e rapidez. Obras que buscam a integração dos diferentes modais para que a gente pudesse obter tarifa justa”, afirmou a presidenta.

O líder da Bancada do PT na Câmara, deputado Vicentinho (SP), participou da cerimônia no Palácio do Planalto, e destacou a importância da parceria entre o governo federal e as prefeituras das grandes cidades para melhorar a mobilidade urbana. “Mesmo com todos os investimentos que o governo federal tem feito, é preciso avançar. Ainda são muitos os problemas de mobilidade nos grandes centros e a nossa presidenta Dilma tem compreendido isso e fez desses investimentos uma marca do seu governo”. 

O líder petista enfatizou que o governo Dilma está preocupado não só em garantir a moradia - com o Programa Minha Casa, Minha Vida -, como também em garantir saneamento, infraestrutura e a mobilidade urbana.  “É uma preocupação e um investimento pesado para que os brasileiros tenham qualidade de vida”, reforçou. 

Investimentos – O Tocantins receberá R$ 466,1 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana, com R$ 227,6 milhões do Orçamento da União (OGU) e R$ 238,5 milhões de financiamento público com juros subsidiados. Os recursos serão disponibilizados à prefeitura de Palmas para obras de BRT, corredores e terminais de ônibus e sistema de informação. Entre as obras, o governo federal irá apoiar a implantação do BRT Palmas com investimentos de R$ 386,37 milhões, sendo R$ 173,97 milhões do OGU e R$ 212,4 milhões de financiamento público. 

Goiás receberá R$ 570,4 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana, com R$ 250,4 milhões do OGU e R$ 320 milhões de financiamento público com juros subsidiados. Para o governo do estado serão destinados R$ 25 milhões e para a prefeitura de Goiânia R$ 545,4 milhões. Além dos R$ 570,4 milhões anunciados nesta quinta-feira, o estado do Goiás tem investimentos de R$ 1,78 bilhão em quatro obras de mobilidade urbana do PAC Grandes e Médias Cidades. Entre as obras, o BRT Norte-Sul receberá R$ 390 milhões para implantação de 22 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus, construção de estações de embarque e desembarque  e novo modelo operacional de linhas.

O Rio Grande do Norte receberá R$ 335 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Os recursos são do OGU distribuídos da seguinte forma: R$ 311,65 milhões destinados para a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e R$ 23,12 milhões para a prefeitura de Natal. Além dos R$ 335 milhões anunciados, o Rio Grande do Norte tem investimentos de R$ 1,36 bilhão em dez obras de mobilidade urbana do PAC. 

O Distrito Federal vai receber R$ 1,59 bilhão do Pacto da Mobilidade Urbana, sendo R$ 795 milhões do OGU e R$ 795 milhões de financiamento público. Os recursos são para obras do BRT Eixo Norte e metrô e aquisição de trens para o metrô e VLT. Além dos R$ 1,59 bilhão anunciados, o Distrito Federal tem investimentos de R$ 2,8 bilhões em seis obras de mobilidade urbana do PAC. 

O Maranhão vai receber investimentos de R$ 245,08 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Desse total, R$ 155,08 milhões são do OGU e R$ 90 milhões de financiamento público. A prefeitura de São Luís irá receber R$ 57,78 milhões do OGU para a obra do BRT e elaboração de oito projetos de VLT, BRT e faixas exclusivas de ônibus. Além dos R$ 245,08 milhões anunciados, o estado já tem investimentos de R$ 818 milhões para obras de mobilidade urbana do PAC. 

A Paraíba recebe investimento de R$ 566,82 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana. Deste total, R$ 376,8 milhões são do OGU e R$ 190 milhões de financiamento. Os recursos estão destinados para as obras do VLT Metropolitano, implantação de novas vias e corredores de ônibus. Além dos R$ 566,82 milhões anunciados nesta quinta, o estado tem investimentos de R$ 635,07 milhões em obras de mobilidade urbana do PAC. 

O Mato Grosso do Sul vai receber R$ 72,83 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana para elaboração de projetos e aquisição de equipamentos. Os recursos são do OGU. Além da verba anunciada hoje, o estado tem investimento de R$ 243,78 milhões para três empreendimentos de mobilidade do PAC.

Vânia Rodrigues 

Fonte: http://www.ptnacamara.org.br/index.php/home/noticias/item/17699-dilma-anuncia-r-3-8-bi-para-mobilidade-urbana-e-vicentinho-destaca-melhoria-na-qualidade-de-vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário