quarta-feira, 12 de março de 2014

Crescimento da indústria, controle da inflação e baixo desemprego apontam cenário positivo, avaliam petistas

 

Um crescimento de 2,9% da indústria em janeiro, uma elevação do PIB que é a terceira maior entre as grandes economias em 2013, um índice de desemprego que é o menor da história, uma inflação sob controle por dez anos consecutivos e uma forte expansão da poupança e do crédito, entre outros indicadores brasileiros, são apontados por parlamentares do PT como sinais de uma economia sólida, apesar do cenário internacional ainda turbulento.

O dado positivo mais recente foi divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Pesquisa Industrial Mensal, que apontou o índice de crescimento da indústria no primeiro mês de 2014 (2,9%) em relação a dezembro de 2013.

Para o deputado Afonso Florence (PT-BA), a crise econômica internacional demanda cuidados, mas o contexto brasileiro é favorável. “A despeito dos prognósticos catastróficos da oposição e de alguns articulistas de mercado, o governo adotou uma série de medidas importantes – tanto na política macroeconômica quanto na política industrial – que nos levaram a iniciar 2014 com um cenário bastante positivo”, avalia Florence.

“Estamos mantendo o nível de emprego, o poder aquisitivo das famílias está aumentando, o crédito e o estímulo ao setor produtivo estão em expansão e a vida do povo brasileiro continua a melhorar. Por isso, estamos otimistas”, acrescentou Florence.

O crescimento do PIB em 2013, de 2,3%, coloca o Brasil atrás apenas da China (7,7%) e da Coreia do Sul (2,8%) entre as grandes economias que já divulgaram o indicador – Índia e Rússia ainda não informaram o dado.

A deputada Margarida Salomão (PT-MG) destaca que o crescimento brasileiro é sustentável. “As escolhas feitas pelos governos Lula e Dilma estão assegurando um crescimento considerável e, mais do que isso, um crescimento sustentável, pois não vêm com endividamento, mas com poupança e ainda com diminuição da inadimplência”, disse a parlamentar.

Margarida se referiu aos depósitos em poupança de fevereiro, que superam os saques em R$ 1,8 bilhão e acumulam, nos últimos 24 meses, R$ 124,8 bilhões de liquidez. Já a inadimplência do consumidor caiu 2% em 2013.

Na opinião do deputado José Guimarães (PT-CE), o baixo desemprego e o controle da inflação – que ficou dentro da meta do governo pelo décimo ano consecutivo em 2013 – são os dois elementos fundamentais que confirmam a condução correta da economia. “O que importa para o cidadão comum é que ele não tem inflação alta e que vive hoje uma situação inédita na nossa história na área do trabalho, de praticamente pleno emprego”, afirma Guimarães.

Para Margarida Salomão, o discurso conservador sobre o modelo de crescimento baseado no consumo é equivocado. “A afirmação de que o crescimento baseado no consumo se esgotou vale para os países desenvolvidos, onde houve uma explosão de dívidas”, argumenta a deputada.

Margarida também criticou duramente a grande mídia pela disseminação do pessimismo. “É lamentável que esse setor venha criar um clima de opinião irracional, deficiente do ponto de vista intelectual e que é uma lástima do ponto de vista patriótico”, finalizou.

Fonte: https://br-mg5.mail.yahoo.com/neo/launch?.rand=3l6nubim782lr

Nenhum comentário:

Postar um comentário