sábado, 27 de fevereiro de 2010

Fortaleza x Guarany: qualidades e defeitos dos adversários equilibram final do turno

O melhor mandante do Campeonato Cearense, com 83% de aproveitamento; o time que mais venceu na competição, com sete vitórias; a melhor campanha no geral, 23 pontos, e o segundo melhor ataque, com 24 gols. Assim chega o Fortaleza a decisão do primeiro turno, diante do Guarany de Sobral, neste domingo, no Castelão. Guarany que também tem muitos méritos, porque é o único time invicto no estadual, com cinco vitórias e sete empates; tem o melhor desempenho fora de casa, com 87%, o segundo melhor desempenho no geral, 22 pontos, e a terceira melhor defesa do campeonato, com 13 gols sofridos.

O cartel de ambas as equipes justifica o evidente equilíbrio entre os adversários, ainda mais quando a decisão é jogada sem vantagem e em apenas uma partida, deixando qualquer prognóstico ainda mais complicado. Em campo, um Guarany no seu bom esquema 3-5-2, com laterais que jogam muito ofensivamente e uma zaga mais firme do que a do adversário, tendo sofrido menos gols (13 contra 16). Já o Fortaleza leva clara vantagem na qualidade do meio-campo ofensivo, principalmente se Luis Muller entender que o 3-5-2 não tem funcionado bem com o atual elenco, bastnado, para isso, lembrar do desempenho contra o Tigres, na quarta-feira, pela Copa do Brasil, quando o time ficou amarrado, sem criatividade e dominado em boa parte da partida. E no ataque? A perda de Betinho na final, em tese, será um grande problema para o tricolor. Só por ser o artilheiro do time na temporada já faria falta, mas a ausência de sua técnica também será sentida. Apesar disso, o time tem jogadores de ataque superiores ao Guarany, provado até no desempenho ofensivo até agora (24 contra 18 gols).

O jogo terá a arbitragem de Luzimar Siqueira e ocorre no Castelão, às 17 horas. Em caso de empate por qualquer placar, o campeão do turno e que garante vaga na final do campeonato e a possibilidade de ser campeão “arrastão”, será conhecido depois de cobranças de pênaltis. (O Povo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário