quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Ciro admite concorrer em SP

O deputado federal Ciro Gomes (PSB) recebeu oficialmente o convite para concorrer ao governo paulista em uma reunião na sede do seu partido em Brasília, que contou com a participação de lideranças do PSB, PCdoB, PT e PDT. Apesar de afirmar ser remota essa possibilidade, Ciro admitiu que para "servir o país" poderá concorrer ao governo paulista.

Na reunião foram apresentadas projeções e avaliações favoráveis para que o parlamentar entre na corrida pela sucessão ao governo paulista - como a possível união de 11 legendas em apoio. Afirmando estar emocionado e honrado com o convite, Ciro Gomes afirmou que ainda pretende concorrer à presidência da República.

Ciro classificou como remota a possibilidade de concorrer ao governo paulista e afirmou que sua candidatura, caso venha a ocorrer, representará uma alternativa "à mesmice que governa São Paulo há praticamente 30 anos. Meu papel neste processo é simplesmente ajudar. Há uma possibilidade remota, mas neste instante não posso afirmar que vou concorrer ao governo de São Paulo". Ao comentar sua ligação com o presidente Lula e seu apoio ao governo, Ciro afirmou que não se furtará a ajudar o presidente caso seja chamado a fazê-lo.

"O cenário de ter que ir para o governo de São Paulo é quase impossível, mas se o cenário nacional precisar desse desafio, eu não titubearia em ir. Quem alimentou a decisão de ser único, na política, deu com os burros n´água", afirmou.

Ao rebater as críticas de que sua candidatura à Presidência é apenas retórica, Ciro afirmou que está disputando a Presidência para ganhar e afirmou que apesar de ser uma excelente candidata, a ministra-chefe da Casa Civil Dilma Roussef não tem a sua experiência de 20 eleições. O grupo de apoio a Ciro voltará a se reunir dentro de 20 dias, em São Paulo, e terá um terceiro encontro, em Brasília, no dia 4 de abril. (DN).

Nenhum comentário:

Postar um comentário