terça-feira, 10 de novembro de 2009

Polícia Federal investiga suspeitas na Funasa

Denúncia publicada ontem, no jornal O Estado de São Paulo, apresentam os cearenses Guaracy Aguiar e Danilo Forte como envolvidos em um esquema de corrupção diante da direção da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

O órgão, presidido por Danilo Forte, é vinculado ao Ministério da Saúde com a atribuição de financiar projetos de saneamento básico e saúde indígena. No Ceará, a instituição esteve sob o comando do deputado Guaracy Aguiar (ex-PMDB, atualmente PRB), entre os anos de 2007 e 2009.

A investigação, iniciada em julho do ano passado, da Operação Fumaça, da Polícia Federal, quebrou, com autorização judicial, os sigilos bancário e telefônico. Guaracy é apontado pela prática de clientelismo com liberação de verbas, além de atestar como prontas obras inacabadas. Há evidências também de superfaturamento, fraudes em licitações (direcionadas para empresas de fachada) e desvio de recursos. Danilo Forte, indicação do PMDB, mas não filiado, é citado em ligações.

Um dos casos seria na cidade de Brejo Santo (510 km de Fortaleza). Há quatro anos, a Funasa assinou convênio de R$ 2,5 milhões com o município para construir, na região, banheiros e redes de esgoto. As obras não foram concluídas. Estão pela metade. Em 2009, a Funasa teve orçamento de R$ 4,6 milhões, para obras no mesmo estilo em todo o Brasil.(O Povo).

Por Wilson Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário