segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Lula quer bases estaduais unidas na candidatura presidencial

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva admite um racha em sua base nos estados nas eleições de 2010. Em entrevista, após votar neste domingo, 22, para a escolha dos novos diretores do PT. Lula afirmou que sua orientação é que a base se una para as eleições estaduais, entretanto, disse, “o que tem acontecido é que cada um olha sempre para o seu umbigo e prevalece as questões dos estados”.

Lula ressaltou que, no caso da base governista não conseguir se unir nas eleições estaduais no ano que vem, o importante é que se mantenha coesa em torno da provável candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. “Por mais que tenha mais de um candidato, o importante é que se mantenham unidos em torno de Dilma”, afirmou.

O presidente reconheceu que dois palanques de partidos de sua base nos estados podem dificultar a provável candidatura de Dilma Rousseff. Para Lula, é sempre difícil para um candidato a presidente fazer uma campanha nessas circunstâncias. “Parece fácil colocar no papel, mas na prática não tem como fazer dois discursos para dois candidatos diferentes”, disse. (O Povo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário