quarta-feira, 27 de maio de 2009

Semáforo na BR 222 próximo a Itapajé


Os 230km que separa Fortaleza de Sobral, pela BR-222, continua em estado crítico para o tráfego em quase toda sua extensão. Entre os trechos, o que requer mais atenção dos motoristas é o Km 119, sobre a ponte do Riacho São Miguel, na localidade de Iratinga, município de Umirim. As chuvas que banharam a região este ano abriram uma cratera em um dos lados da ponte, o que ocasionou a interrupção de tráfego de veículos por alguns dias durante o mês passado.Enquanto tentam recuperar o trecho, o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) implantou, no local, um semáforo, cuja finalidade é controlar o vai-e-vem de veículos. “Estamos substituindo as vigas da ponte e para não ter que interditar a rodovia por completo tivemos que instalar o semáforo. Uma maneira de oferecer segurança a quem trafega e a quem trabalha no local”, disse o superintendente do Dnit no Ceará, Joaquim Guedes Neto.O sinal luminoso foi instalado nas duas extremidades da rodovia federal. Guedes Neto informou que a restauração da ponte já era realizada e que os trabalhos foram prejudicados devido às chuvas. “As águas acabaram levando os escoramentos, prejudicando a conclusão das obras, prevista para abril. Esperamos que num prazo de 60 dias as obras estejam concluídas”, adiantou.Para as obras de restauração da ponte, localizada entre os municípios de Umirim e Itapajé, o Dnit teve que investir R$ 483 mil. A ponte que hoje tem nove metros de largura, após a conclusão da obra, passará a ter 12m, o que trará mais segurança aos motoristas.Outro trecho da rodovia que apresenta constante incidência de buracos é entre os Km 122 e 196, em conseqüência de fortes chuvas e por causa do nível de deterioração do pavimento. Apesar de intensos serviços de conservação, em alguns segmentos existe um acentuado desnível entre a pista de rolamento e os acostamentos, devidamente sinalizados.


Por Wilson Gomes

Um comentário:

  1. A Cheia que danificou essa ponte foi no dia 1º de Abril ( Não é mentira viu ) e de lá pra cá já se vão quase 5 mseses... Imaginem se o reparo fosse na " Rio - Niteroi "... Quanto tempo levaria até sua concusão?

    ResponderExcluir