quarta-feira, 13 de maio de 2009

O MINISTÉRIO DO TRABALHO A SERVIÇO DE QUEM MESMO?

O dito popular "Casa de ferreiro, espeto de pau", aplica-se muito bem ao Ministério do Trabalho do Ceará. Em cumprimento a legislação trabalhista o M T E através da sua fiscalização multa qualquer empresa que sem motivo justificável atrasar o pagamento de seus funcionários. Mas não é isso que está ocorrendo com a empresa que terceiriza o serviço de atendimento ao usuário oferecido por este Ministério do Trabalho aqui no Ceará. A empresa mineira PROBANK que é responsável por grande parte dos terceirizados no Ceará dentro do MTE, atrasou o pagamento do mês de Maio de seus funcionários para dias depois do 5° dia útil, descumprindo o que determina a Legislação. Os terceirizados de Sobral, por estarem sem receber o seu "salário" recusaram-se de trabalhar nesta segunda feira em protesto a atitude desrespeitosa e foram punidos pela Gerencia do Ministério do Trabalho de Sobral que colocou falta nos mesmo. Até aí tudo bem, puniu os faltosos, mas e a empresa, que também faltou o seu compromisso de pagar em dia, vai ficar impune? Pela conversa que tivemos com da Gerente da DRT de Sobral, Edilene Valentim, parece-me que somente os trabalhadores sofrerão o desconto. Eu fico a imaginar, que MORAL tem o MTE para cobrar das outras empresas que paguem em dia os seus funcionários? Se uma empresa dentro do Ministério age dessa forma, e o pior, os funcionários têm que ficar calados para não causar "problemas" para a Gerencia local. O Ministério do Trabalho foi criado para defender quem mesmo?... Estou aberto ás discussões....

Por: Bené Fernandes – Radialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário