terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Secretário do PR pede calma à população

Após a confirmação, feita hoje, da morte de um morador de Maringá (PR) por febre amarela, o secretário da Saúde do Estado, Gilberto Martin, afirmou, em nota, que a população paranaense pode ficar "tranqüila". Segundo Martin, como a vítima foi infectada em Caldas Novas (GO), "não há motivo para pânico ou corrida atrás das vacinas nos postos de saúde". "Faço um apelo para que só busque tomar a vacina quem não está vacinado ou foi imunizado há mais de dez anos e que vá se deslocar para as áreas de risco", disse, no comunicado. Segundo ele, o Estado recebeu, recentemente, um lote com mais de cem mil vacinas e não faltará doses, caso seja imunizado apenas quem precisa. De acordo com o texto, mais de 7 milhões de pessoas, 71% da população do Estado, estão vacinadas. Em Maringá, o índice seria de 98%. O empresário Almir da Cunha, de 47 anos, morreu no dia 8 de febre amarela. Cunha havia passado as festas de fim de ano em Caldas Novas e retornou para Maringá no dia 1º. Depois de três, ele começou a sentir os primeiro sintomas. A doença foi confirmada pelo Instituto Adolpho Lutz, de São Paulo.
Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário