domingo, 23 de junho de 2013

Farra com o dinheiro público em Camocim

 

ALUGUEL DE 19 VEÍCULOS DA CÂMARA CUSTA MAIS DE MEIO MILHÃO POR ANO AOS CAMOCINENSES

De acordo com licitação realizada através de Pregão Presencial, a Câmara de Vereadores de Camocim, por intermédio da assinatura do Presidente Francisco Régis de Araújo Mendonça, o Régis da Ipu (PR), no dia 24 de Janeiro de 2013, homologou a contratação de uma empresa, para   colocar à disposição da Câmara, 19 veículos, incluindo 19 motoristas 24 horas por dia, com quilometragem livre. Mensalmente isso custa ao Camocinense, o valor de R$ 45.700,00. 

O custo anual da "locadora legislativa" vai parar nos R$ 548.400,00, ou seja, mais de meio milhão de reais. Com um orçamento anual que gira em torno de R$ 2.040.000,00, isso significa que o Presidente do Legislativo autorizou o uso de aproximadamente 27% desse valor, somente com locação de veículos. O veículo destinado ao Presidente da Câmara é diferenciado dos demais. Trata-se de uma Hilux Preta, também com motorista à disposição 24 horas por dia, ao custo de R$ 4.700,00 por mês. O combustível pra girar toda essa "locadora" também fica por conta do povo. 

Mais uma vez com a assinatura do Presidente da Câmara, por coincidência no mesmo dia em que foi assinada a da locação de veículos, a homologação da licitação para aquisição dos combustíveis, entre gasolina e óleo diesel, alcançou o valor de R$ 318.050,00. Juntando as duas despesas, e como primeiro ato de sua gestão, o Presidente do Poder Legislativo de Camocim, cidade de 17 mil desempregados, conseguiu a proeza de comprometer R$ 866.450,00 do seu orçamento com carros, motoristas e combustíveis, o que corresponde a quase 43% do que recebe anualmente para administrar o órgão. Como se não bastasse todo esse gasto exorbitante para uma instituição que mantém uma sessão por semana, e que tem como função, aprovar leis e fiscalizar o executivo, atividades que são feitas, em grande parte, dentro de gabinetes climatizados, os tais veículos alugados não são vistos pela população, e os motoristas, muito menos. 

Para que haja um comparativo do disparate, em tempos em que a brasileiro parece ter acordado, a Câmara de Sobral, que tem 21 vereadores, 6 a mais que a de Camocim, vem recebendo duras críticas, que culminaram com os protestos realizados nesta quinta-feira (20) pela população de Sobral, por ter feito um contrato parecido com o realizado em Camocim, também alugando 19 veículos. Lembrando que Sobral possui 193 mil habitantes, com um pib per capita girando em torno de R$ 12.472,00, enquanto Camocim aparece com 61 mil habitantes e um pib per capita de R$ 3.928,00. O mínimo que a população de Camocim merece neste momento é de uma explicação, se é que existe, por parte do Presidente da Câmara de Camocim, Vereador Francisco Régis de Araújo Mendonça, afinal, como ente público, ele deve satisfação ao povo pelos atos praticados à frente do legislativo. Assim diz a constituição do país, promulgada em 05 de Outubro de 1988. O espaço está aberto ao Presidente do Legislativo para devidos esclarecimentos. 

(Do Blog Camocim Online)

Nenhum comentário:

Postar um comentário