domingo, 23 de junho de 2013

Copa não tirou $ de nenhuma creche

 

As obras do PAC foram antecipadas. Não tem nada a ver com a FIFA

A Copa é um investimento privado.
BNDES emprestou dinheiro aos Estados para construir estádios, com garantias tão severas quanto as que exige de qualquer outro tomador.
O BNDES, assim, é apenas um emprestador de recursos aos Estados que, aí, sim, contratam com as construtoras e os consórcios – também em condições usais de licitações.
Contrata a construção de um estádio da mesma forma que compra, em licitações, papel higiênico ou uma hidrelétrica.
Com uma única exceção: o GDF, o Governo do Distrito Federal contratou a obra por conta própria, sem pedir empréstimo ao BNDES.
As outras obras estavam previstas no PAC e, por causa da Copa e da Copa das Confederações, foram antecipadas.
Mas, teriam que ser construídas, de qualquer maneira.
No plano Federal, Estadual ou Municipal.
Assim, obras do metrô, VLT, aeroportos, viadutos – tudo isso teria que ser feito para facilitar o transporte – não é isso, Passe Livre ?
Essas obras não tem nada a ver com a FIFA.
Para cada US$ 1 investido em eventos como a Copa do Mundo, o país recebe US$ 3,4.
Segundo estudo da FGV e da consultora Ernest Young, as obra da Copa criarão 3,6 milhões de empregos no país.
A China já se movimenta para ser a sede da Copa de 2040.
Ao falar sobre as manifestações, a Presidenta Dilma lembrou que a Copa não se realizará – com absoluto sucesso – em detrimento de nenhuma obra de interesse social.
Que não saiu um tostão do Orçamento.
Aí, perguntaria o amigo navegante: por que os manifestantes apartidários não sabem disso ?
Porque não há uma Ley de Médios.
E porque a Globo boicota e fatura com a Copa.
Assim, como a ESPN, numa dimensão financeiramente menor mas equivalente no plano moral.
Paulo Henrique Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário